ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Jovem morre ao ser eletrocutado em MT enquanto cortava grama no quintal

Jovem morre ao ser eletrocutado em MT enquanto cortava grama no quintal

access_time25/11/2019 12:12

Um jovem morreu no sábado (23) ao ser eletrocutado enquanto cortava a grama do quintal da casa dele

Presos engolem celulares para evitar apreensão de aparelhos durante revista em MT

Presos engolem celulares para evitar apreensão de aparelhos durante revista em MT

access_time09/05/2019 10:03

Dois detentos da Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop, a 503 km de Cuiabá,

BC inicia hoje penúltima reunião do ano para definir taxa Selic

BC inicia hoje penúltima reunião do ano para definir taxa Selic

access_time27/10/2020 09:20

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (27), em Brasília, a penúlt

Rússia não usará armas nucleares na Ucrânia, diz Ministério das Relações Exteriores do país
Membro das tropas pró-Rússia é visto em um tanque durante combates em Mariupol
Foto por: ALEXANDER ERMOCHENKO/REUTERS

Rússia não usará armas nucleares na Ucrânia, diz Ministério das Relações Exteriores do país

Declaração ocorre depois de o governo dos EUA informar que os armamentos poderiam ser usados após derrotas

access_time06/05/2022 09:03

A Rússia não usará armas nucleares na Ucrânia, disse nesta sexta-feira o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do país, Alexei Zaitsev.

Zaitsev disse à imprensa que o uso de armas nucleares pela Rússia — um risco que as autoridades ocidentais discutiram publicamente — não era aplicável ao que Moscou chama de “operação militar especial” na Ucrânia.

O diretor da CIA (Agência Central de Inteligência), do governo dos Estados Unidos, William Burns, disse em 14 de abril que, por conta das derrotas que a Rússia sofreu na Ucrânia, existia uma “ameaça representada por um potencial recurso a armas nucleares táticas ou armas nucleares de baixo rendimento".

A invasão russa da Ucrânia começou em 24 de fevereiro, deixou várias cidades destruídas e mais de 5,5 milhões de refugiados, segundo a ONU. O foco do Exército russo no momento é a parte sul do país, principalmente as regiões portuárias, como a cidade de Mariupol.

siderúrgica de Azovstal, localizada na região, abriga civis e os últimos combatentes ucranianos que resistem às forças russas em Mariupol. Vários esforços estão sendo feitos para a retirada dessas pessoas, mas o governo da Ucrânia afirma que a Rússia não cumpre os acordos de cessar-fogo.





Por: Por Reuters - Internacional | Do R7

Outras notícias

Comentários