Banner Outras
Notícias recentes
Piracema começa em MT e pesca é proibida

Piracema começa em MT e pesca é proibida

access_time02/10/2018 09:26

A piracema – período de reprodução dos peixes – começou nesta segunda-feira (1º) e a pesca nos rios

Convite para teatro educação para o trânsito em Peixoto de Azevedo

Convite para teatro educação para o trânsito em Peixoto de Azevedo

access_time19/02/2019 09:54

Espetáculo Teatral na Praça Central de Peixoto de Azevedo. Compareça, será gratuito. Projeto ZABI

Matupá: advogado e estagiário presos são acusados de fraudar provas e intimidar testemunhas no furto de avião

Matupá: advogado e estagiário presos são acusados de fraudar provas e intimidar testemunhas no furto de avião

access_time29/05/2020 08:30

A Polícia Civil investiga o advogado Bruno Zardo Bueno e o estagiário dele, Rafael Farias Francisco,

Secretário de Saúde diz que MT já comprou 10 mil testes rápidos para coronavírus e cita demora nos resultados
Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde, fala em coletiva pela internet — Foto: Reprodução

Secretário de Saúde diz que MT já comprou 10 mil testes rápidos para coronavírus e cita demora nos resultados

Testes estão à disposição dos hospitais da rede estadual, para testar pacientes que chegam com sintomas mais evidentes da Covid-19 e também para testar os profissionais de saúde que atuam nesses locais

access_time28/03/2020 08:22

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou nessa sexta-feira (27) que o governo de Mato Grosso já comprou 10 mil testes rápidos para coronavírus para atender as unidades de saúde da rede estadual.

Segundo ele, outros 20 mil testes rápidos já estão sendo providenciados pelo estado.

Ele explicou que os testes não serão distribuídos aos municípios e estão à disposição dos hospitais da rede estadual, para testar pacientes que chegam com sintomas mais evidentes da Covid-19 e também para testar os profissionais de saúde que atuam nesses locais.

Gilberto também disse que o estado comprou 20 mil testes para encaminhar ao Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen).

Para Gilberto Figueiredo, a quantidade de testes enviados pelo governo federal, que são 100 unidades, é insuficiente para atender a demanda.

Ele também citou nessa sexta-feira diversos fatores, como a demora, para a conclusão dos exames em Mato Grosso.

“Com certeza a demora atrapalha, mas nós só podemos divulgar e aceitar os casos quando realmente temos a confirmação, disse ele durante entrevista coletiva transmitida pelo Facebook.

Mato Grosso tinha, até sexta-feira, 556 casos suspeitos de Covid-19 e 11 casos confirmados, sendo oito em Cuiabá, dois em Várzea Grande e um em Nova Monte Verde.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários