Spigreen
Notícias recentes
Presos engolem celulares para evitar apreensão de aparelhos durante revista em MT

Presos engolem celulares para evitar apreensão de aparelhos durante revista em MT

access_time09/05/2019 10:03

Dois detentos da Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop, a 503 km de Cuiabá,

Comado Regional da PM recebeu novas viaturas

Comado Regional da PM recebeu novas viaturas

access_time07/06/2019 09:31

O Prefeito Maurício Ferreira participou da entrega de 07 novas viaturas camionetes S10 ao Comando Re

Carreta carregada com soja pega fogo em MT

Carreta carregada com soja pega fogo em MT

access_time17/01/2019 20:55

Carreta que transportava soja pegou fogo, nesta quinta-feira (17), na Serra do Parecis, em Tangará d

Sema apreende 4 toneladas de peixe durante piracema e aponta aumento nas apreensão de redes em MT
Sema apreendeu 4 toneladas de peixe durante piracema e apontou aumento nas apreensão de redes em Mato Grosso — Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT

Sema apreende 4 toneladas de peixe durante piracema e aponta aumento nas apreensão de redes em MT

Além das redes de pesca, foram apreendidas quatro toneladas de pescado, dez armas e 18 pessoas foram conduzidas para delegacias

access_time04/02/2020 10:35

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreendeu, durante o período da piracema, quatro toneladas de pescado irregular, além de constatar o aumento no número de redes de pesca apreendidas em Mato Grosso.

O balanço foi divulgado nessa segunda-feira (3).

Foram apreendidas 156 redes e 29 tarrafas, entre os meses de outubro de 2019 e janeiro 2020. Um volume 236% maior do que a realizada no período de defeso 2018/19, quando 47 redes foram retiradas de circulação.

Segundo o coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Jean Holz, a fiscalização este ano mudou o foco para prevenir que o peixe seja retirado do rio, garantindo a reprodução para manutenção dos estoques pesqueiros.

As ações de fiscalização foram realizadas em parceria com a Polícia Militar de Mato Grosso.

Dentre os apetrechos de pesca predatória apreendidos pela fiscalização, algumas redes de emalhar chegam a medir 500 metros de largura, o suficiente para atravessar grandes rios.

Nesse tipo de rede, os peixes ficam presos em suas malhas devido ao seu próprio movimento. A Sema encaminhou todo o material para incineração nesta segunda-feira em local adequado para realizar a queima dentro os parâmetros ambientais necessários.

Além das redes de pesca, foram apreendidas quatro toneladas de pescado, dez armas e 18 pessoas foram conduzidas para delegacias.

Durante o período proibitivo, que teve início em 1º. de outubro e encerrou em 31 de janeiro, foram aplicados quase R$ 295 mil reais em multas por pesca irregular.

Rios de divisa

Nos rios de divisa, em que uma margem fica em Mato Grosso e outra margem em outro estado, a proibição à pesca segue o período estabelecido pela União, que se inicia em novembro e termina em fevereiro de 2020.

A pesca nos trechos de divisa está liberada, porém o peixe pescado na região não pode ser transportado nem comercializado dentro do território mato-grossense.

Em Mato Grosso, 17 rios se encaixam nessa característica de rio de divisa. Entre os mais conhecidos estão o rio Piquiri, na bacia do Paraguai, que uma margem está em Mato Grosso e outra em Mato Grosso do Sul, o rio Araguaia, na bacia Araguaia-Tocantins, que faz divisa com Goiás e, na bacia Amazônica, o trecho do rio Teles Pires que faz divisa com o Pará.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários