Spigreen
Notícias recentes
Eleição suplementar poderá ser adiada por causa do coronavírus

Eleição suplementar poderá ser adiada por causa do coronavírus

access_time16/03/2020 10:10

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta se reúne nesta segunda-feira (16) com os ministros do Sup

Testagem para Covid-19 em MT é 5 vezes maior que média nacional, diz governo

Testagem para Covid-19 em MT é 5 vezes maior que média nacional, diz governo

access_time08/01/2021 06:27

Em Mato Grosso, são realizados 4.454 testes moleculares (RT-PCR) para cada 100 mil habitantes segund

Lula chega a São Paulo para ir a velório do neto

Lula chega a São Paulo para ir a velório do neto

access_time02/03/2019 08:17

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a São Paulo na manhã deste sábado (2), após deixar

Sema lança plataforma de acesso público aos alertas de desmatamento
Operação Amazônia Arco Norte na região de Aripuanã - Desmatamento - Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

Sema lança plataforma de acesso público aos alertas de desmatamento

Cidadão pode monitorar áreas com alerta de mudança de vegetação nativa pela internet, com imagens de satélite de alta resolução espacial

access_time16/02/2021 10:37

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) lançou a nova versão da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal do Estado de Mato Grosso. A atualização da ferramenta permite consulta pública dos alertas de desmatamento e outras mudanças na cobertura da vegetação nativa, como exploração florestal ou degradação pelo fogo, por exemplo. 

"A plataforma mostra a crescente evolução das ações do Governo de Mato Grosso com o objetivo de aproximar a prestação de serviço ambiental da sociedade, permitindo o controle, o acesso à informação e ao resultado das medidas corretivas que vêm sendo aplicadas em prol do meio ambiente", conta a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

A disponibilização das informações aumenta a transparência e o monitoramento do desmatamento com imagens de alta resolução de todos o território mato-grossense, abrangendo uma área total de 903 mil km². O sistema utiliza a tecnologia da constelação Planet Scope, com mais de 130 satélites que diariamente captam imagens do Estado. 

Desde julho de 2019, a Sema utiliza a plataforma para intensificar as ações de fiscalização no combate ao desmatamento ilegal. A ferramenta foi contratada pelo Programa REM, por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO), com recursos da Alemanha e Reino Unido

Funcionalidades

O acesso à plataforma possibilita a análise de mapas, de dados quantitativos e de gráficos sobre a situação e a dinâmica detectada na cobertura vegetal nativa. O serviço foi implantado pela empresa Santiago e Cintra Consultoria, que tem mais de dez anos de atuação de tecnologia espacial. 

Utilizando os filtros disponíveis no Dashboard, os usuários podem verificar as mudanças na vegetação a partir da consulta dos alertas em diferentes áreas, tais como: Unidades de Conservação, municípios, Biomas, Terras Indígenas e Projetos de Assentamento localizados no território mato-grossense. 

Além das áreas de interesse, o cidadão pode realizar as consultas de acordo com o tipo de remoção da vegetação, sendo disponibilizados alertas dos tipos: corte raso, degradação ou cicatriz de queimada, bem como definir períodos de tempo específicos para as consultas. 

A consulta aos alertas no dashboard também pode ser combinada com os dados do Sistema Mato-Grossense de Cadastro Ambiental Rural (Simcar-MT), permitindo identificar as propriedades rurais onde estão localizados os alertas, bem como analisar a dinâmica da propriedade rural com as imagens Planet disponíveis a partir de julho de 2019 e durante todo o período do projeto. 

Os usuários podem visualizar as imagens de satélite identificadas imediatamente antes e após a ocorrência da remoção da vegetação nativa, permitindo a visualização e comprovação da remoção da vegetação nativa. Com informações SCCON.

A plataforma pode ser acessada CLICANDO AQUI. 





Por: Lorena Bruschi | Sema-MT

Outras notícias

Comentários