anuncie aqui
Notícias recentes
Anvisa suspende venda de lotes das fraldas Turma da Mônica

Anvisa suspende venda de lotes das fraldas Turma da Mônica

access_time18/06/2018 11:03

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta segunda-feira a suspensão da di

Datafolha: Bolsonaro lidera em 4 regiões e Haddad no Nordeste

Datafolha: Bolsonaro lidera em 4 regiões e Haddad no Nordeste

access_time11/10/2018 08:19

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta (10) apurou os percentuais de intenção de voto para o segu

Aposentadoria por idade já pode ser pedida por telefone e internet

Aposentadoria por idade já pode ser pedida por telefone e internet

access_time21/05/2018 07:15

A partir desta segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixa de agendar o a

Senado decide que consumidor tem direito a celular reserva

Senado decide que consumidor tem direito a celular reserva

Benefício será válido quando aparelho estiver na assistência técnica

access_time12/04/2019 08:17

O Senado aprovou quinta-feira (11) uma lei que garante ao consumidor o direito de receber um telefone celular reserva enquanto o seu estiver na assistência técnica para reparos. O texto se refere apenas a aparelhos ainda na garantia. O texto veio da Câmara, mas, como sofreu alterações no Senado, volta para apreciação dos deputados.

O projeto inicial, de 2015, previa que o aparelho reserva deveria apenas fazer e receber ligações. O Senado incluiu a obrigatoriedade de acessar a internet, usando o plano de dados do consumidor. A sessão foi realizada na manhã desta quinta-feira e foi presidida por Eduardo Gomes (MDB-TO).

Segundo o texto aprovado hoje, basta o consumidor apresentar o aparelho defeituoso na assistência técnica autorizada. O aparelho reserva deverá ser oferecido gratuitamente. O consumidor deverá devolvê-lo nas mesmas condições em que o recebeu.

“Já consideramos aqui o celular como instrumento e ferramenta de trabalho. Essa iniciativa é uma importante conquista do consumidor brasileiro”, disse o senador Eduardo Gomes. Caso a Câmara confirme as alterações do Senado, o projeto vai à sanção presidencial, alterando o Código de Defesa do Consumidor.

* Com informações da Agência Senado





Por: Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

Outras notícias

Comentários