anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Governo Lula encerra escolas cívico-militares criadas por Bolsonaro

Governo Lula encerra escolas cívico-militares criadas por Bolsonaro

access_time12/07/2023 12:06

O governo Lula, por meio do Ministério da Educação (MEC), enviou, nesta terça-feira, 12, ofício às S

Governo de MT segue decisão do TCE e inicia obras do BRT na Avenida do CPA

Governo de MT segue decisão do TCE e inicia obras do BRT na Avenida do CPA

access_time16/01/2024 11:14

As obras de implantação do Sistema BRT em Cuiabá foram iniciadas nesta semana pelo Governo de Mato G

Operação contra empresas de ônibus ligadas ao crime prende quatro suspeitos e bloqueia R$ 684 milhões em bens

Operação contra empresas de ônibus ligadas ao crime prende quatro suspeitos e bloqueia R$ 684 milhões em bens

access_time09/04/2024 08:18

Duas das maiores empresas de ônibus de São Paulo são alvos da Operação Fim da Linha, resultado de um

Senadores vão trabalhar apenas 9 dias por mês em Brasília
Plenário do Senado Federal | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Senadores vão trabalhar apenas 9 dias por mês em Brasília

No fim de 2022, os parlamentares aumentaram o próprio salário para R$ 41,6 mil por mês

access_time01/03/2023 10:09

Os senadores vão trabalhar apenas nove dias por mês em Brasília. Na primeira reunião depois do Carnaval, os parlamentares aprovaram mudanças no expediente da Casa. As alterações foram validadas em reunião na terça-feira 28.

Foi instituído o mês de três semanas no Senado. Dessa forma, ficou decidido que, na última semana do mês, os trabalhos serão remotos e com pauta reduzida. Por essa razão, os senadores só vão precisar despachar presencialmente nove dias por mês.

Ficou definido também que só vão ser votados projetos às terças, quartas e quintas-feiras. Segundas e sextas-feiras terão sessões não deliberativas. Na prática, os parlamentares não vão precisar trabalhar nesses dois dias, pois não serão considerados faltas.

Os senadores decidiram também que o expediente só começa no período da tarde. O início previsto é às 14 horas, mas votações só devem ser iniciadas a partir das 16 horas.

No período da manhã, ficou autorizada a realização de sessões das comissões temáticas. Os senadores só vão ter descontos no salário se faltarem nas votações em plenário — sessões previstas para as 16 horas.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, o líder do Podemos no Senado, Oriovisto Guimarães (PR), afirmou que a decisão foi unânime entre os líderes partidários.

Vale ressaltar que o salário atual dos senadores é de R$ 39,2 mil, mas o valor vai passar para R$ 41,6 mil a partir do próximo mês. O reajuste foi definido no fim do ano passado. Ou seja, por cada um dos nove dias trabalhados em Brasília, os parlamentares receberão R$ 4,6 mil reais.





Por: Fernando de Castro da Revista Oeste

Outras notícias

Comentários