anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Emanuel Pinheiro diz não temer

Emanuel Pinheiro diz não temer "devassa" do TCE nas contas públicas da Saúde

access_time20/02/2023 10:03

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou por meio de nota que “vê com bons olhos” a aud

AGU apresenta primeiro pedido de condenação definitiva de financiadores de atos de 8 de janeiro

AGU apresenta primeiro pedido de condenação definitiva de financiadores de atos de 8 de janeiro

access_time13/02/2023 13:15

A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou nesta segunda-feira, 13, um pedido na Justiça Federal do

Polícia Civil cumpre 7 mandados de busca e apreensão domiciliar em Itaúba

Polícia Civil cumpre 7 mandados de busca e apreensão domiciliar em Itaúba

access_time04/01/2024 12:02

A Polícia Civil deflagrou a Operação Lex Paralella, nesta quinta-feira (04.01), no município de Itaú

Sentar de pernas abertas agora é considerado machismo
Orientação em metrô na Espanha contra as pernas abertas | Foto: Reprodução

Sentar de pernas abertas agora é considerado machismo

Ato está sendo chamado de 'manspreading'

access_time02/03/2023 06:49

Homens que sentam de pernas abertas em locais públicos estão sendo acusados de machismo. O ato, que supostamente seria fruto da “sociedade patriarcal”, já tem um nome: manspreading. O termo surgiu em 2013 na rede social Tumblr, mas ganhou força quatro anos depois, na Espanha, que chegou a criar uma campanha de conscientização contra as pernas abertas nos ônibus e metrôs.

No Brasil, o assunto se tornou alvo de debate nas redes sociais, depois de O Globo publicar uma reportagem sobre o assunto. O jornal ouviu mulheres incomodadas com a prática. “Às vezes, peço licença, e continuam do mesmo jeito”, relatou uma entrevistada. “Nunca sabemos como vão reagir.” “De tanto passar por essa situação, evito viajar ao lado de homens”, disse uma estudante.

Segundo uma especialista em gênero consultada pelo jornal, “ações publicitárias massivas” são uma alternativa para lidar com isso. A professora citou as campanhas feministas “Não é não!” e “Chega de fiu fiu” como iniciativas importantes no Brasil para coibir “posturas abusivas masculinas”.

Em debates na internet, pessoas mencionaram a existência de homens que têm desconforto nas genitálias e que, em alguns casos, não conseguem fechar tanto as pernas. Apesar de discordar dessa tese, um médico entrevistado pelo jornal O Globo não fala em machismo, mas, sim de “falta de educação”.





Por: Cristyan Costa da Revista Oeste

Outras notícias

Comentários