Spigreen
Notícias recentes
Peixoto de Azevedo é contemplado com um veículo novo para o Conselho Tutelar

Peixoto de Azevedo é contemplado com um veículo novo para o Conselho Tutelar

access_time10/07/2018 08:50

Na última semana o Prefeito Mauricio Ferreira e a Secretária Municipal de Assistência Social Mariset

Avião que levava o DJ Alok sai da pista durante decolagem em MG

Avião que levava o DJ Alok sai da pista durante decolagem em MG

access_time21/05/2018 07:26

O avião que fazia o transporte do DJ Alok e sua equipe saiu da pista no aeroporto da Serrinha, em Ju

PSG vence Lyon nos pênaltis e conquista Copa da Liga Francesa

PSG vence Lyon nos pênaltis e conquista Copa da Liga Francesa

access_time31/07/2020 23:32

Não teve gol de Neymar, mas o Paris Saint Germain segue a rotina de títulos. Com uma vitória sobre o

Sobe para 20 o número de cães supostamente mortos por envenenamento em MT
Três dos animais encontrados mortos — Foto: Arquivo pessoal

Sobe para 20 o número de cães supostamente mortos por envenenamento em MT

Grupo de proteção aos animais recebeu denúncia de mais dois cachorros mortos

access_time16/01/2019 07:53

De acordo com um grupo de proteção ao animais de Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, já mais de 20 denúncias sobre cães supostamente mortos por envenenamento no município. Segundo Leir Ribeiro, presidente do grupo, mais dois cachorros morreram nesta terça-feira (15).

As mortes vêm sendo denunciadas desde quinta-feira (10). Desde então, as ocorrências são registradas em vários bairros da cidade.

Ainda segundo o grupo, todos os animais tinham donos. No entanto, em alguns bairros, os donos permitiam que eles ficassem na rua já que não eram agressivos e não ofereciam riscos.

"Todos eram cães que o grupo resgatou na rua, tratou e entregou para adoção", contou.

Assim como a Polícia Civil, Leir afirma que, aparentemente, as mortes não estão relacionadas a furtos nas residências, já que foram registradas ocorrências dessa natureza.

O grupo informa que continuará acompanhando o caso até que haja esclarecimentos.

"Cada denúncia que chega, nós checamos, vamos até o local para verificar e estamos em contato com a polícia, na tentativa de descobrir quem está fazendo essas coisas", explicou.





Por: Lidiane Moraes, G1 MT

Outras notícias

Comentários