anuncie aqui
Notícias recentes
Fazendeiro é multado em R$ 5 milhões por desmatamento ilegal durante operação

Fazendeiro é multado em R$ 5 milhões por desmatamento ilegal durante operação

access_time28/11/2018 07:40

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deflagrou nesta terça

Peixoto de Azevedo e 22 municípios de Mato Grosso fazem aniversário neste domingo

Peixoto de Azevedo e 22 municípios de Mato Grosso fazem aniversário neste domingo

access_time12/05/2018 12:36

Vinte e três municípios mato-grossenses comemoram aniversário de emancipação política neste domingo

México encontra corpos de 11 pessoas enforcadas no norte do país

México encontra corpos de 11 pessoas enforcadas no norte do país

access_time04/08/2018 08:10

Os corpos de 11 pessoas enforcadas foram encontradas nesta sexta-feira (3), em uma residência em Ciu

Taxas cobradas pelo Detran-MT para exames psicotécnico e médico ficam mais caras a partir de 1º de janeiro
Exames para emissão de CNH ficarão mais caros — Foto: Divulgação

Taxas cobradas pelo Detran-MT para exames psicotécnico e médico ficam mais caras a partir de 1º de janeiro

A portaria que reajusta os valores das taxas foi publicada no Diário Oficial que circula nesta segunda-feira (26)

access_time27/11/2018 07:51

A partir do dia 1º de janeiro de 2019, as taxas cobradas pelo Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran) para avaliações médicas para a emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pela primeira vez ou renovação ficarão mais caras. A portaria foi publicada no Diário Oficial que circula nesta segunda-feira (26).

O exame médico que hoje custa R$ 83,97 subirá para R$ 96, o que corresponde a um aumento de 14,3%. Já o exame psicotécnico, também obrigatório para quem vai tirar a CNH pela primeira vez teve reajuste de 12,5%. Passará de R$ 128 para R$ 144.

A taxa para quem reprovar no exame psicológico e tiver que refazê-lo, que atualmente é de R$ 64, passará para R$ 72.

Conforme a assessoria de imprensa do Detran-MT, o reajuste obedece a Lei 9197/2009, que altera o valor das tarifas cobradas pelos médicos e psicólogos credenciados ao órgão para a realização das avaliações de aptidão física e mental e psicológicas.

Ainda de acordo com a lei, os honorários são corrigidos anualmente, adotando-se como parâmetro os mesmos índices utilizados, respectivamente, na Classificação Brasileira de Procedimentos Médicos (SBP) e referencial estabelecido pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), e divulgado por meio de portaria expedida pelo Detran.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários