Banner Outras
Notícias recentes
Dois irmãos são encontrados mortos com marcas de facadas

Dois irmãos são encontrados mortos com marcas de facadas

access_time17/03/2020 12:07

Dois irmãos foram assassinados no domingo (15) no Distrito de União do Norte, que pertence ao municí

Programação da Semana Esportiva em Peixoto de Azevedo

Programação da Semana Esportiva em Peixoto de Azevedo

access_time19/11/2019 22:36

Quarta-feira dia 20/11: Campeonato Municipal de Campo - Taça Eterno Guarda Flamenguista no Estádi

Receita abre hoje consulta a lote da malha fina do IR

Receita abre hoje consulta a lote da malha fina do IR

access_time08/05/2019 08:45

A Receita Federal abre hoje (8) consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda (IR) Pe

Taxista é assassinado em assalto e suspeito é linchado e morto por grupo de taxistas

Taxista é assassinado em assalto e suspeito é linchado e morto por grupo de taxistas

Os dois homicídios foram registrados entre a manhã e a tarde de domingo em Rondonópolis. Grupo de 50 taxistas espancou suspeito até a morte após descobrir o crime, segundo a DHPP

access_time10/09/2018 09:13

Um taxista foi assassinado por um casal nesse domingo (9) em um suposto assalto em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo a Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Marcelo da Costa Pinto, de 38 anos, foi morto com golpes de faca.

Um grupo de taxista soube do crime e descobriu onde um casal – apontados como suspeitos – estava. Os taxistas lincharam um dos suspeito e o mataram.

Os dois homicídios foram registrados entre a manhã e a tarde de domingo. De acordo com a DHPP, o suspeito que foi linchado e morto pelos taxistas foi identificado como Pedro Henrique Costa Nascimento.

A mulher dele foi presa suspeita de participação no assassinato de Marcelo. O taxista foi chamado para uma corrida no Bairro Vila Operária, em Rondonópolis, onde foi rendido pelo casal.

O corpo de Marcelo foi encontrado na região do Bairro Vila Paulista. Ele estava com as mãos amarradas e foi morto com seis facadas. O veículo dele foi deixado na cena do crime.

Uma testemunha disse à Polícia Militar que um casal foi visto saindo correndo do local. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada, mas o taxista já havia morrido.

De acordo com a DHPP, um grupo de cerca de 50 taxistas soube do crime e conseguiu encontrar o local onde o casal estava escondido. Eles entraram na casa onde os suspeitos estavam, no Bairro Alfredo de Castro, e espancaram Pedro até a morte usando pedaços de madeira.

A mulher dele conseguiu fugir do grupo de taxistas, mas acabou presa pela PM. Por causa da grande quantidade de pessoas e pelo número inferior de policiais, nenhum suspeito de espancar o assaltante foi preso no local.

A suspeita presa afirmou que pretendiam assaltar o taxista, mas contou à polícia que apenas o marido dela o matou e que ela saiu correndo do local.

Duas facas usadas para matar o taxista foram encontradas pelos policiais. A mulher do suspeito foi encaminhada à delegacia.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários