anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Estatais perdem mais de R$ 30 bilhões em valor de mercado após primeiras medidas do governo Lula

Estatais perdem mais de R$ 30 bilhões em valor de mercado após primeiras medidas do governo Lula

access_time03/01/2023 05:24

No primeiro dia do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e após o ex-metalúrgico paralisar as priva

Dois são mortos a tiros em Guarantã do Norte

Dois são mortos a tiros em Guarantã do Norte

access_time11/09/2023 06:05

A Polícia Civil confirmou, hoje, a morte de um adolescente, de 14 anos, e jovem, de 18 anos, ontem à

Dois acabam baleados durante troca de tiros em Colíder

Dois acabam baleados durante troca de tiros em Colíder

access_time03/10/2023 11:06

Dois jovens foram socorridos no Hospital Regional Masamitsu Takano, ontem à noite, após uma troca de

Temperatura dos oceanos sobe, bate recorde de calor e gera alerta sombrio para o planeta
Temperaturas dos oceanos devem ficar mais elevadas nos próximos meses pro causa do El Niño
Foto por: Romolo Tavani / Shutterstock

Temperatura dos oceanos sobe, bate recorde de calor e gera alerta sombrio para o planeta

Termômetros marcaram 20,96ºC entre o final de julho e o começo de agosto; mudança coloca em risco espécies marinhas como peixes e baleias

access_time04/08/2023 12:00

Dados do observatório Copernicus, uma agência de mudanças climáticas da União Europeia, mostrou que os oceanos atingiram temperatura recorde – as mais alta já registrada. Foi registrado 20,96ºC essa semana, batendo um a valor anterior, que tinha sido registrado em 2016. Segundo o porta-voz Copernicus, as altas temperaturas dos oceanos foi atingido em 30 de julho. A temperatura está bem acima da média para esta época do ano. Essa mudança acionou o alerta no planeta, uma vez que os oceanos são fundamentais para o clima do planeta. Isso porque são eles que absorvem o calor, produzem metade do oxigênio da Terra e controlam os padrões climáticos. Essas altas temperaturas do oceano, com as que tem sido registradas em várias partes do mundo, colocar em risco espécies marinhas como peixes e baleias que migram para águas mais frias, alterando a cadeia alimentar marítima, o que pode fazer com que os predadores, como os tubarões, possam ficar mais agressivos porque ficam confusos em temperaturas mais altas. Essas mudanças também podem afetar os estoques de peixes.

Cientistas ouvidos pela ‘BBC’, mostram que as mudanças climáticas estão diretamente ligadas ao aquecimento dos oceanos, porque os mares estão absorvendo a maior parte do aquecimento das emissões de gases de efeito estufa. Em entrevista ao jornal britânico, Matt Frost, do Plymouth Marine Lab, no Reino Unido, falou que “estamos colocando os oceanos sob mais estresse do que em qualquer outro momento da história”, principalmente quando levado em consideração que quando o recorde anterior tinha acontecido quando a flutuação natural do clima El Niño – fenômeno que ocorre quando a água quente sobe à superfície na costa oeste da América do Sul, elevando as temperaturas globais – estava em pleno andamento e em seu ponto mais forte. Apesar do novo El Niño ter começa, os cientistas dizem que ele ainda é fraco, o que indica que as temperaturas dos oceanos, que já estão altas, devem ficar acima da média nos próximos meses.





Por: Jovem Pan com informações da AFP

Outras notícias

Comentários