anuncie aqui
Notícias recentes
Xi Jinping e Trump prometem intensificar relações diplomáticas

Xi Jinping e Trump prometem intensificar relações diplomáticas

access_time01/01/2019 09:00

Os presidentes da China e dos Estados Unidos trocaram mensagens em que expressaram a intenção de int

Alexandre de Moraes nega habeas corpus a Pezão

Alexandre de Moraes nega habeas corpus a Pezão

access_time10/12/2018 00:32

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre Moraes negou neste domingo, 9, habeas corpus

Vigilância Sanitária descarta produtos vencidos encontrados em estabelecimentos

Vigilância Sanitária descarta produtos vencidos encontrados em estabelecimentos

access_time10/07/2018 08:53

Vigilância Sanitária de Peixoto de Azevedo descartou vários alimentos vencidos encontrados durante v

Tite evita polêmicas com Osorio:
Reuters/Michael Dalder/Direitos Reservados/Agência Brasil

Tite evita polêmicas com Osorio: "responsabilidade de Neymar é jogar"

access_time02/07/2018 15:57

O treinador da seleção brasileira, Tite, afastou qualquer polêmica a respeito do comportamento dos seus jogadores contra o México. O treinador disse que o trabalho dos atletas não é discutir arbitragem e sim jogar futebol. Acrescentou que o drible, que eventualmente provoca faltas, é parte do futebol brasileiro.

“Ele [Neymar] gosta do drible, do lance pessoal. É pecado driblar? É pecado no último terço do campo buscar a jogada individual? O futebol brasileiro tem essa característica. Eu pedi pra ele que nós falaríamos de arbitragem. É de nossa responsabilidade. A dele é jogar”, disse na coletiva de imprensa após o jogo.

No segundo tempo, quando o Brasil já vencia o jogo, Neymar sofreu um pisão no tornozelo quando já estava caído e passou mais de um minuto no chão, com o jogo parado. O zagueiro Thiago Silva também sofreu uma falta e passou cerca de um minuto caído no gramado, reclamando de dores nas costelas.

A atitude dos jogadores brasileiros foi interpretada como “palhaçada” pelo treinador do time mexicano, Juan Carlos Osorio. Para ele, a arbitragem foi tendenciosa, beneficiando os jogadores brasileiros. “Tivemos a posse de bola favorável e controle por grande parte do jogo. Mas acho que a perda da veemência teve a ver com a arbitragem. Ela foi enviesada e os jogadores [mexicanos] foram perdendo a paciência com isso. Tem que ser um jogo de homens, como outros esportes, e não com tanta palhaçada”, disse o técnico do México. A coletiva de Osorio aconteceu antes da brasileira.

Apesar de criticar a declaração de Osorio, Tite elogiou o trabalho do treinador na partida. “A caracteristica do jogo se impõe, o jogo lá e cá, ataque e contra-ataque. A nossa caracteristica é assim, e [também] é a do México. E aqui vai meu elogio ao trabalho do Osorio. Um grande jogo. Essa qualidade das duas equipes, esses ataques e contra-ataques foram mais bonitos para a gente exaltar”, concluiu Tite. 





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários