ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Conselho de Meio Ambiente de MT deve votar nesta 4ª projeto que cria portos para transportar grãos pelo Rio Paraguai

Conselho de Meio Ambiente de MT deve votar nesta 4ª projeto que cria portos para transportar grãos pelo Rio Paraguai

access_time25/01/2022 20:41

O Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) deve analisar nesta quarta-feira (26) um projeto que

Sistema que Ibama quer contratar já foi descartado pelo PA e comprado por R$ 6 milhões por MT com verba internacional; entenda

Sistema que Ibama quer contratar já foi descartado pelo PA e comprado por R$ 6 milhões por MT com verba internacional; entenda

access_time02/09/2019 10:02

O governo federal quer contratar um sistema de monitoramento de florestas que já foi testado no Bras

Carreta com carga de algodão pega fogo na BR-163 em Nova Mutum

Carreta com carga de algodão pega fogo na BR-163 em Nova Mutum

access_time18/09/2020 09:09

Uma carreta Iveco vermelha, com placas de Chapecó (SC), pegou fogo, ontem à tarde, no quilômetro 538

Três mil armas anexadas a processos judiciais são entregues ao Exército para destruição em MT
Armas anexadas a processos judiciais serão destruídas em MT — Foto: TJMT/Divulgação

Três mil armas anexadas a processos judiciais são entregues ao Exército para destruição em MT

Armas são ilegais, sem procedência e foram utilizadas para a prática de algum crime, como roubo, furto e porte ilegal

access_time23/04/2021 09:03

Cerca de três mil armas de fogo que estavam anexadas a processos judiciais serão destruídas encaminhadas ao 44º Batalhão de Infantaria Motorizada, em Cuiabá, para destruição.

As armas foram entregues pelo poder judiciário com o objetivo de evitar que o material fique armazenado nos fóruns e na sede do Tribunal.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o artefato foi vistoriado nesta quinta-feira (22) pela presidente do TJMT, desembargadora Maria Helena Póvoas.

As armas, segundo o TJMT, são ilegais, sem procedência e foram utilizadas para a prática de algum crime, como roubo, furto e porte ilegal.

O Tribunal informou que nenhuma das 79 comarcas do Estado de Mato Grosso guarda munições ou armas nos prédios. Após a sentença, o juiz determina a destruição e então são recolhidas e destinadas para a destruição, conforme o artigo 25 da Lei N. 10.826 de 2003. O procedimento garante segurança para servidores, magistrados e público externo.

O Exército Brasileiro é o responsável pelo Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC), setor que tem o dever de dar destinação correta para armas e munições apreendidas pelas autoridades.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários