anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Mãe é presa em flagrante por dar bebida alcoólica à filha de 13 anos

Mãe é presa em flagrante por dar bebida alcoólica à filha de 13 anos

access_time07/06/2021 13:30

Uma mulher de 30 anos foi presa em flagrante no domingo (06/06), pela Polícia Civil em Itaúba, por s

Moradores de Bairros afastados do centro de União do Norte querem extensão da rede elétrica

Moradores de Bairros afastados do centro de União do Norte querem extensão da rede elétrica

access_time11/05/2021 07:54

Hoje com uma população que beira a casa dos 15 mil habitantes, com comércio pujante e produção de pr

Grêmio alia show a competitividade e

Grêmio alia show a competitividade e "põe na roda" principal rival do grupo da Liberta

access_time02/05/2018 10:22

Compromisso após compromisso, o Grêmio demonstra não ter chegado ao seu limite mesmo com o título da

Trump sanciona projeto que apoia democracia em Hong Kong
Reuters/Direitos Reservados

Trump sanciona projeto que apoia democracia em Hong Kong

access_time28/11/2019 11:18

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, sancionou projeto de lei em apoio aos direitos humanos e à democracia em Hong Kong.

A nova lei visa a checar possíveis violações, por parte do governo chinês, do alto grau de autonomia vivido por Hong Kong, sob o princípio de "um país, dois sistemas". Ela também permite a imposição de sanções contra autoridades chinesas que reprimirem Hong Kong.

O projeto foi aprovado pelo Senado e pela Câmara dos Representantes na semana passada e sancionado por Trump nessa quarta-feira (27).

O presidente americano havia manifestado preocupação com os complicados esforços para fechar um acordo comercial com a China. No entanto, membros do Congresso exortaram Donald Trump a sancionar a lei, que obteve apoio esmagador em ambas as casas.

O lado chinês se opôs veementemente ao projeto, chamando-o de interferência em assuntos internos do país. Pequim convocou o embaixador americano para registrar um protesto e ameaçou adotar medidas retaliatórias caso a proposta fosse sancionada.

Em comunicado divulgado ontem, Trump declarou ter sancionado o projeto em respeito ao presidente chinês. Xi Jinping, e ao povo de Hong Kong. Segundo ele, o projeto foi sancionado "com a esperança de que líderes e representantes da China e de Hong Kong sejam capazes de resolver suas diferenças amigavelmente, originando a paz e a prosperidade de longo prazo para todos".

Reação
A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, se recusou a acatar as exigências dos cidadãos por mais democracia, mesmo depois de grupos pró-democracia terem vencido as eleições para conselhos distritais, no último domingo (24), por estrondosa maioria

O presidente americano Donald Trump sancionou ontem o projeto de lei bipartidário anteriormente aprovado pelo Congresso.

Um cidadão acolheu a medida de bom grado, afirmando que se trata de um encorajamento para a população do território. Outro, no entanto, declarou que a legislação não é aceitável, pois servirá somente para incentivar mais protestos.

Policiais e bombeiros fazem investigações e trabalhos de limpeza na Universidade Politécnica de Hong Kong, que foi ocupada por estudantes por quase duas semanas.

A universidade pretende retomar as aulas assim que o campus seja considerado seguro.

*Emissora pública de televisão do Japão





Por: NHK*

Outras notícias

Comentários