anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Governo detalha regras do ensino domiciliar

Governo detalha regras do ensino domiciliar

access_time12/04/2019 08:14

O governo federal anunciou quinta-feira (11) regras que deverão vigorar no âmbito da educação domici

Mato-grossenses tropeçam na Série C, mas continuam em boas condições na tabela

Mato-grossenses tropeçam na Série C, mas continuam em boas condições na tabela

access_time29/05/2018 07:57

Aquela expressão bem popular em Mato Grosso que diz: “tá ruim, mas tá bom”, pode perfeitamente ser e

Termina prazo para pedir isenção no Enem

Termina prazo para pedir isenção no Enem

access_time10/04/2019 09:32

Hoje é o último dia para pedir a isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Ene

TSE finaliza totalização dos votos com três horas de atraso
© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

TSE finaliza totalização dos votos com três horas de atraso

Não houve risco à segurança do sigilo dos votos, disse ministro

access_time16/11/2020 07:52

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, informou há pouco que a totalização dos votos do primeiro turno das eleições foi finalizada às 23h55. Barroso reiterou que o atraso de três horas na divulgação dos resultados ocorreu devido a uma falha em um computador. 

Segundo o ministro, não houve qualquer risco para integridade do sistema e à segurança do sigilo dos votos, porque o problema ocorreu somente na divulgação. Os dados dos tribunais regionais eleitorais foram recebidos normalmente. 

“Lamento o atraso ocorrido. Ele decorreu, provavelmente, do aumento das medidas de segurança que nós trouxemos para o sistema e de uma possível falha em um dos processadores. A demora não compromete a integridade do sistema, menos ainda uma demora de menos de três horas”, garantiu. 

O presidente do TSE também afirmou que a centralização da totalização (soma) de votos no TSE foi uma recomendação da Polícia Federal (PF). Mais cedo, Barroso disse que não teve simpatia pela mudança, que foi realizada durante a gestão da ex-presidente, ministra Rosa Weber. Nas eleições anteriores, a totalização era realizada pela Justiça Eleitoral nos estados. 

“Foi uma decisão técnica decorrente de uma recomendação da Polícia Federal. Embora, eu tenha dito que não tinha simpatia pela medida, eu também a teria tomado se tivesse sido sob minha gestão, porque era a recomendação técnica de um relatório minucioso da PF a esse respeito”, explicou. 





Por: André Richter – Repórter da Agência Brasil - Brasília

Outras notícias

Comentários