Spigreen
Notícias recentes
Interrupção de energia e variação no valor da fatura geram 700 mil reclamações em um ano em MT

Interrupção de energia e variação no valor da fatura geram 700 mil reclamações em um ano em MT

access_time29/11/2018 12:58

Foram registradas 700 mil reclamações quanto aos serviços de energia elétrica em Mato Grosso, entre

Prevenção ao uso de drogas por gestantes recebe reforço financeiro

Prevenção ao uso de drogas por gestantes recebe reforço financeiro

access_time14/08/2019 17:04

O Ministério da Cidadania recebeu R$ 6,2 milhões em recursos para reforçar o projeto Hera. A verba s

Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família

Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família

access_time12/02/2019 08:34

O corpo do jornalista Ricardo Boechat deve ser cremado hoje (12) em cerimônia reservada para parente

Unidades de saúde de Peixoto têm tratamento gratuito para tabagismo

Unidades de saúde de Peixoto têm tratamento gratuito para tabagismo

access_time14/08/2018 16:37

As Unidades de Saúde do município de Peixoto de Azevedo, oferece gratuitamente o tratamento para o tabagismo, que consistes e aplicações de adesivos, medicamentos e reuniões em grupo, tendo em vista que todos os anos, mais de sete milhões de pessoas morrem em todo o mundo vítimas de doenças relacionadas ao consumo do tabaco. 

Com o apoio do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Ministério da Saúde oferece tratamento gratuito aos dependentes em hospitais e unidades básicas de saúde como parte do Programa Nacional de Controle do Tabagismo. Para participar do tratamento, basta procurar uma das unidades portando a carteira de identidade e se cadastrar.

A abordagem dos pacientes começa com quatro sessões para avaliar a relação com o tabaco e definir o tratamento, além de verificar fatores que contribuem para o desejo pelo tabaco, como depressão e ansiedade. 

Todo o tratamento dura cerca de um ano e consiste em consultas periódicas e seis reuniões em grupos de apoio para que os dependentes possam discutir o problema do tabagismo.





Por: Assessoria

Outras notícias

Comentários