ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Semana da Conciliação termina com mais de 15 mil acordos trabalhistas

Semana da Conciliação termina com mais de 15 mil acordos trabalhistas

access_time26/05/2018 19:30

Mais de 15 mil acordos trabalhistas foram fechados até o fim da tarde dessa sexta-feira (25), chegan

MPC investiga supostas irregularidades em licitação do governo para compra de maquinário

MPC investiga supostas irregularidades em licitação do governo para compra de maquinário

access_time13/06/2018 18:46

O Ministério Público de Contas de Mato Grosso (MPC-MT) abriu uma investigação para apurar supostas i

Refluxo e câncer de esôfago, qual a relação?

Refluxo e câncer de esôfago, qual a relação?

access_time18/06/2022 08:39

O câncer de esôfago é no Brasil o sexto mais frequente entre os homens e o 15º entre as mulheres, e

Unidades de saúde de Peixoto têm tratamento gratuito para tabagismo

Unidades de saúde de Peixoto têm tratamento gratuito para tabagismo

access_time14/08/2018 16:37

As Unidades de Saúde do município de Peixoto de Azevedo, oferece gratuitamente o tratamento para o tabagismo, que consistes e aplicações de adesivos, medicamentos e reuniões em grupo, tendo em vista que todos os anos, mais de sete milhões de pessoas morrem em todo o mundo vítimas de doenças relacionadas ao consumo do tabaco. 

Com o apoio do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Ministério da Saúde oferece tratamento gratuito aos dependentes em hospitais e unidades básicas de saúde como parte do Programa Nacional de Controle do Tabagismo. Para participar do tratamento, basta procurar uma das unidades portando a carteira de identidade e se cadastrar.

A abordagem dos pacientes começa com quatro sessões para avaliar a relação com o tabaco e definir o tratamento, além de verificar fatores que contribuem para o desejo pelo tabaco, como depressão e ansiedade. 

Todo o tratamento dura cerca de um ano e consiste em consultas periódicas e seis reuniões em grupos de apoio para que os dependentes possam discutir o problema do tabagismo.





Por: Assessoria

Outras notícias

Comentários