anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
STF barra nova tentativa de Emanuel de impedir BRT em Cuiabá

STF barra nova tentativa de Emanuel de impedir BRT em Cuiabá

access_time04/04/2024 10:23

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luís Roberto Barroso, decidiu não julgar um recur

TJ marca para fevereiro sessão que irá definir lista tríplice da OAB à vaga de desembargador

TJ marca para fevereiro sessão que irá definir lista tríplice da OAB à vaga de desembargador

access_time12/01/2024 12:10

A presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargadora Clarice Claudino da Silva, marcou

Gaeco fecha cerco contra grupo que manipulava resultado de jogos de futebol em MT e mais 4 estados

Gaeco fecha cerco contra grupo que manipulava resultado de jogos de futebol em MT e mais 4 estados

access_time14/02/2023 11:06

O Ministério Público de Goiás deflagrou nesta terça-feira (14) operação contra um grupo especializad

Vacina da AstraZeneca: viúvo de jornalista da BBC rompe o silêncio e fala em processo
O casal britânico Gareth Eve e Lisa Shaw. A mulher morreu após tomar a vacina da AstraZeneca, constatou legista | Foto: Reprodução/Instagram

Vacina da AstraZeneca: viúvo de jornalista da BBC rompe o silêncio e fala em processo

Mulher teve uma trombose depois de tomar o imunizante

access_time13/04/2023 07:42

O empresário Gareth Eve deve processar a AstraZeneca. Isso porque a mulher dele, a jornalista da BBC Lisa Shaw, morreu em 2021, depois de tomar a primeira dose da vacina feita pela farmacêutica. “Não tenho outra alternativa”, disse ele, em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, na segunda-feira 10.

Em agosto daquele ano, três meses após o falecimento de Lisa, um exame constatou que ela teve uma “trombocitopenia trombótica induzida pela vacina”. O documento é assinado por Karen Dilks, legista de NewCastle, na Inglaterra. À época, a médica classificou o caso como “raro”.

“Por quase dois anos, tentamos nos envolver com o governo e com os parlamentares”, disse Eve. “Mas ninguém nos estendeu a mão. Tudo o que eu queria era o reconhecimento de que essas mortes ocorreram. Não somos malucos ou teóricos da conspiração. Somos pessoas que perderam alguém.”

Adiante, o empresário do Reino Unido garante não esperar indenização. “Seja qual for o dinheiro, não vai trazer a mãe do meu filho de volta”, disse Eve.

Carta sobre vacina da AstraZeneca

Em novembro do ano passado, advogados de Eve — representando outras 75 pessoas — informaram à farmacêutica a respeito de familiares que teriam morrido ou desenvolvido doenças permanentes, em virtude da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca. No documento, os advogados dizem que a vacina mostrou-se um “produto defeituoso, no sentido de que não era tão seguro quanto os consumidores geralmente esperavam”.





Por: Cristyan Costa da Revista Oeste

Outras notícias

Comentários