Spigreen
Notícias recentes
ONU: cerca de 1,7 milhão de pessoas foram infectadas pelo HIV em 2018

ONU: cerca de 1,7 milhão de pessoas foram infectadas pelo HIV em 2018

access_time17/07/2019 07:55

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) divulgou hoje (16) que cerca de 1,7 mi

Em Terra Nova do Norte, jovem de 22 anos leva tiro de espingarda no peito após briga entre amigos

Em Terra Nova do Norte, jovem de 22 anos leva tiro de espingarda no peito após briga entre amigos

access_time16/03/2020 08:21

Briga entre amigos acaba em tiros e tentativa de homicídio em Mato Grosso. O caso aconteceu na cidad

Governo oficializa descontingenciamento do Orçamento de 2019

Governo oficializa descontingenciamento do Orçamento de 2019

access_time18/11/2019 22:07

Quase uma semana depois de abrir o espaço fiscal, o governo oficializou o descontingenciamento (desb

Vendas do comércio caem 0,6% de abril para maio

Vendas do comércio caem 0,6% de abril para maio

access_time12/07/2018 08:56

O volume de vendas do comércio varejista nacional recuou 0,6% de abril para maio deste ano. A queda praticamente descontou a alta de 0,7% registrada na passagem de março para abril. O dado da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) foi divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos outros tipos de comparação temporal, no entanto, o volume do comércio avançou: média móvel trimestral (0,4%), comparação com maio de 2017 (2,7%), acumulado do ano (3,2%) e acumulado de 12 meses (3,7%).

Seis das oito atividades do comércio varejista pesquisadas tiveram queda, com destaque para o segmento de combustíveis e lubrificantes (6,1%). Também tiveram recuo na produção as atividades de livros, jornais, revistas e papelaria (6,7%), equipamento e material para escritório, informática e comunicação (4,2%), tecidos, vestuário e calçados (3,2%), móveis e eletrodomésticos (2,7%) e artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria (2,4%).

A única atividade com alta foi supermercados, alimentos, bebidas e fumo, com 0,6%. O segmento de outros artigos de uso pessoal e doméstico manteve-se estável.

O varejo ampliado, que também inclui os segmentos de veículos e de materiais de construção, recuou 4,9%, principalmente por causa da queda de 14,6% na atividade de venda de veículos, motos, partes e peças. O volume de comércio dos materiais de construção também caiu: 4,3%.

O varejo ampliado também teve queda na média móvel trimestral (0,6%), mas avançou em relação a maio de 2017 (2,2%), no acumulado do ano (6,3%) e no acumulado de 12 meses (6,8%).

Receita nominal
A receita nominal do comércio varejista caiu 0,3% na comparação com abril, mas cresceu 0,6% na média móvel trimestral, 4,1% na comparação com maio do ano passado, 3,8% no acumulado do ano e 3,1% nos 12 meses.

A receita do varejo ampliado recuou 3,6% na comparação com abril e 0,3% na média móvel trimestral. Houve crescimentos de 3,4% na comparação com maio de 2017, 6,6% no acumulado do ano e 5,8% no acumulado de 12 meses.





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários