Banner Outras
Notícias recentes
'Perdemos um soldado', diz secretário de Saúde sobre morte de enfermeiro por Covid-19

'Perdemos um soldado', diz secretário de Saúde sobre morte de enfermeiro por Covid-19

access_time04/05/2020 10:49

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, lamentou a morte do enfermeiro Athaide Ce

Site e aplicativo continuam fora do ar após invasão de hackers em MT e Energisa recomenda canal do WhatsApp

Site e aplicativo continuam fora do ar após invasão de hackers em MT e Energisa recomenda canal do WhatsApp

access_time04/05/2020 10:47

O site e outras plataformas digitais de atendimento da concessionária Energisa continuam fora do ar

Alexandre de Moraes determina quebra de sigilo de investigados e bloqueio de perfis na internet

Alexandre de Moraes determina quebra de sigilo de investigados e bloqueio de perfis na internet

access_time27/05/2020 18:58

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou nesta quarta-feira (27)

Vendas do comércio crescem 0,3% de fevereiro para março, diz IBGE
Arquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil

Vendas do comércio crescem 0,3% de fevereiro para março, diz IBGE

access_time09/05/2019 09:53

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 0,3% na passagem de fevereiro para março deste ano, segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta veio depois da estabilidade de janeiro para fevereiro.

O comércio recuou 4,5% na comparação com março do ano passado, mas teve alta nos outros tipos de comparação: 0,3% na média móvel trimestral, 0,3% no acumulado do ano e 1,3% no acumulado de 12 meses.

A alta de fevereiro para março foi sustentada apenas por três setores: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,4%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (0,7%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (2,9%).

Por outro lado, houve quedas nos setores de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,4%), combustíveis e lubrificantes (0,8%), móveis e eletrodomésticos (0,1%), tecidos, vestuário e calçados (2,5%) e livros, jornais, revistas e papelaria (4,1%).

O comércio varejista ampliado, que inclui veículos e materiais de construção, teve alta de 1,1% na passagem de fevereiro para março, com os crescimentos de 4,5% do segmento de veículos, motos, partes e peças e de 2,1% dos materiais de construção. Na comparação com março de 2018, a queda foi de 3,4%. No acumulado do ano, houve alta de 2,3% e no acumulado de 12 meses, avanço de 3,9%.

A receita nominal do varejo cresceu 0,8% na comparação com fevereiro, 0,2% na comparação com março de 2018, 4% no acumulado do ano e 4,7% no acumulado de 12 meses. A  receita do varejo ampliado cresceu 1,6% na comparação com fevereiro, 0,3% na comparação com março do ano passado, 5,3% no acumulado do ano e 6,6% no acumulado de 12 meses.





Por: Vitor Abdala - Repórter da Agencia Brasil

Outras notícias

Comentários