anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Menino de 3 anos é levado morto para hospital e mãe e namorada são presas suspeitas do crime

Menino de 3 anos é levado morto para hospital e mãe e namorada são presas suspeitas do crime

access_time27/11/2019 13:52

Duas mulheres foram presas na noite dessa terça-feira (26) suspeitas de serem responsáveis pela mort

08 anos sem o grande baluarte do esporte de Mato Grosso

08 anos sem o grande baluarte do esporte de Mato Grosso "TIÃOZINHO"

access_time01/08/2021 21:09

Tiãozinho faleceu no dia 01 de agosto de 2013 aos 64 anos no hospital de Guarantã do Norte, mas desd

PM apreende 125 tabletes de maconha avaliada em R$ 200 mil em Sinop

PM apreende 125 tabletes de maconha avaliada em R$ 200 mil em Sinop

access_time20/07/2021 08:22

Equipes do Grupo de Apoio do 11ª BPM de Sinop (a 500 km de Cuiabá) e da Agência Regional de Inteligê

Vereador é empossado prefeito em Matupá por decisão do TSE até ser realizada nova eleição

Vereador é empossado prefeito em Matupá por decisão do TSE até ser realizada nova eleição

access_time24/05/2021 08:41

O presidente da câmara, Marcos Icassati Porte (MDB) confirmou, há pouco, que já assumiu a prefeitura de Matupá até o Tribunal Regional Eleitoral definir data da nova eleição. A cerimônia de posse foi realizada na última sexta-feira, após decisão do Tribunal Superior Eleitoral, na quinta-feira, que indeferiu registro de candidatura e afastou do cargo o prefeito Fernando Zanfonato.

Marcos resumiu que já está realizando reuniões com as secretarias. Hoje, por exemplo, estará reunido com responsáveis pela pasta de Saúde do município. Não chegou a confirmar se fará mudanças no secretariado.

A decisão de quanto tempo ele ficará no cargo dependerá do TRE. Na câmara, Tião da Saúde (MDB) assumiu o lugar de Marcos, em sessão extraordinária. Nas eleições, ele teve 318 votos e era o primeiro suplente da chapa.

Anteriormente, Marcos disse que está pronto para assumir o executivo e a pretensão seria montar o secretariado com perfil técnico. “Conheço bem o município e suas dificuldades”. “A gestão tem que ter muitas prioridades. Pelo momento que o país vem enfrentando, vamos priorizar indicações técnicas para os cargos (de primeiro escalão)”.

Nascido em Matupá, Marcos Icassati, de 35 anos, é jornalista e está no terceiro mandato de vereador, preside o diretório do MDB e apoiou o candidato Mano, na campanha em novembro.

O recurso para afastamento de Zafonato foi proposto pela coligação que concorreu contra ele nas eleições em 2020, que sustenta que ele estaria inelegível para disputar a eleição, devido a uma condenação, de 2012, por ato doloso de improbidade administrativa, que gerou lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, por direcionamento de licitação realizada em 2010.

Consta no processo, que a licitação em questão previa a contratação de empresa para prestação de serviços de transporte escolar municipal. À época, o contrato foi encerrado em 15 de janeiro de 2011, no entanto, foi constatada irregularidade já que o período letivo encerrou-se em 22 de dezembro de 2010, ou seja, entre este período e o fim da vigência do vínculo os serviços não teriam sido prestados, mas os pagamentos feitos.

Diante disso, Zafonato chegou a restituir R$ 5,2 mil aos cofres públicos, após notificação do Tribunal de Contas Eleitoral de Mato Grosso. Hoje, o advogado da coligação que entrou com a ação, Luís Gustavo Severo, apontou que esta decisão do TCE sustenta que houve enriquecimento ilícito por parte do gestor.

Em nota, Zafonato destacou que recorrerá da decisão do TSE, que manteve a sentença do TRE de Mato Grosso. “Sofri uma derrota no Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, que considero, apesar de não ter levado vantagem alguma, uma empresa se beneficiou de R$ 5 mil e 200 e neste caso indeferiu o registro da minha candidatura, apesar de ter uma decisão do Superior Tribunal de Justiça que anulou os efeitos de tal condenação”, rebateu.

 





Por: Só Notícias/Luan Cordeiro (fotos: assessoria e arquivo)

Outras notícias

Comentários