Spigreen
Notícias recentes
Mais de 700 ligações clandestinas de energia são detectadas e prejuízo chega a R$ 8,4 milhões em MT

Mais de 700 ligações clandestinas de energia são detectadas e prejuízo chega a R$ 8,4 milhões em MT

access_time03/11/2018 15:28

Duas operações integradas entre as forças de segurança pública – Polícia Militar, Polícia Judiciária

Todos os municípios de Mato Grosso estão com risco baixo de contaminação da Covid-19

Todos os municípios de Mato Grosso estão com risco baixo de contaminação da Covid-19

access_time29/12/2020 08:04

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (28.12) o Boletim Informativo n

Desembargadora não suspende condenação de prefeito de Matupá; mandato é questionado no TSE

Desembargadora não suspende condenação de prefeito de Matupá; mandato é questionado no TSE

access_time29/04/2021 07:14

A vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, negou um pedido fe

Vice-secretário norte-americano tem reuniões em Brasília

Vice-secretário norte-americano tem reuniões em Brasília

access_time22/05/2018 09:18

O vice-secretário de Estado norte-americano, John J. Sullivan, participa hoje (22) do lançamento do Fórum Permanente de Segurança Brasil-Estados Unidos, em Brasília. Número dois do Departamento de Estado, ele terá reuniões bilaterais com o o secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Marcos Galvão. A instabilidade política e econômica na Venezuela é tema da conversa.

De acordo com comunicado divulgado pelo governo dos Estados Unidos, Sullivan deverá tratar com o Brasil da segurança e a crise humanitária na Venezuela. Segundo o texto, um dos tópicos de conversação será “o apoio regional à restauração da democracia na Venezuela”.

As reuniões estão previstas para começar às 15h no Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty.

O Fórum de Segurança Brasil-Estados Unidos começou a ser discutido no governo da ex-presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente norte-americano Barack Obama, em 2015. Mas as negociações não avançaram, depois de revelações de 2015 sobre o monitoramento das conversas telefônicas da presidente e altos funcionários do governo brasileiro, pela inteligência norte-americana.





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários