Banner Outras
Notícias recentes
Irã continua respeitando acordo nuclear mesmo com novas sanções dos EUA

Irã continua respeitando acordo nuclear mesmo com novas sanções dos EUA

access_time23/11/2018 07:03

O Irã está fazendo sua parte no acordo nuclear com as grandes potências globais, reafirmou a agência

Grupo de venezuelanos recolhe pedras na fronteira em Roraima, que segue fechada

Grupo de venezuelanos recolhe pedras na fronteira em Roraima, que segue fechada

access_time01/03/2019 09:57

A fronteira entre Brasil e Venezuela, em Pacaraima (RR), amanheceu fechada nesta sexta-feira (1º) pe

Pai e filho morrem afogados em Peixoto de Azevedo

Pai e filho morrem afogados em Peixoto de Azevedo

access_time30/07/2018 12:44

Fato ocorreu no domingo (29), por volta das 16h. Família foi até as margens do rio para pescar, toma

Vigilante que atirou 4 vezes e matou sargento diz que se assustou ao ser abordado

Vigilante que atirou 4 vezes e matou sargento diz que se assustou ao ser abordado

Vigilante, identificado como Luiz Fernando Nunes de Souza, de 31 anos, foi preso em flagrante. Sargento abriu a porta traseira do veículo e foi baleado

access_time25/05/2018 14:28

O vigilante Luiz Fernando Nunes de Souza, de 31 anos, que foi preso na madrugada desta sexta-feira (25) suspeito de ter atirado e matado um sargento da Polícia Militar, disse que se assustou ao ser abordado por ele, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Ilário Vilela Silva, de 42 anos, foi assassinado às 1h50 ao abordar o carro do vigilante, que dormia no interior do automóvel. O vigia contratado pelo proprietário do estabelecimento atirou quatro vezes contra o policial que morreu no local. A Polícia Civil investiga o caso.

Na companhia do soldado Fábio Vicente da Silva, de 28 anos, o sargento fazia as rondas pela cidade. Eles viram um Gol branco suspeito no pátio de um mercado em construção. O veículo do vigilante tinha os vidros 100% fumê e estava estacionado em local separado dos demais, o que motivou a realização da abordagem.

Com o giroflex ligado e utilizando a lanterna, a viatura se aproximou e o comandante chamou pelo motorista, mas não teve nenhuma resposta. O sargento Vilela se aproximou do veículo pela porta traseira direita para verificar o que poderia estar no veículo.

Foi quando foi surpreendido por quatro disparos de arma, sendo que dois atingiram o sargento. O soldado Vicente que o acompanhava fez 9 disparos e pediu reforço. Após os disparos o suspeito fugiu para dentro da construção. Com o apoio das equipes policiais, entraram e o localizaram escondido atrás de prateleiras.

Ele informou que foi contratado pelo proprietário do estabelecimento para trabalhar de segurança no local, e que teria recebido um revólver calibre 38.

O vigilante disse que estava dormindo no veículo e se assustou com a abordagem, por isso atirou cinco vezes, quatro foram deflagradas e uma picotada. No entanto, ele se negou a apresentar a arma, que foi localizada pela Força Tática dentro de uma gaveta trancada. Ele não tinha registro da arma.

O boletim foi registrado na 1º Delegacia de Polícia e a Polícia Civil investigará o caso.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários