Banner Outras
Notícias recentes
Desequilíbrio de gênero na política deve continuar, diz especialista

Desequilíbrio de gênero na política deve continuar, diz especialista

access_time09/08/2018 08:18

Apesar da mudança na legislação que obriga os partidos políticos a destinarem pelo menos 30% do Fund

Incêndio destrói 4 mil hectares de vegetação na Serra da Petrovina em MT

Incêndio destrói 4 mil hectares de vegetação na Serra da Petrovina em MT

access_time21/08/2019 10:39

O incêndio que teve início na segunda-feira (19) destruiu 4 mil hectares de vegetação na Serra da Pe

EUA anunciam saída do Conselho de Direitos Humanos da ONU

EUA anunciam saída do Conselho de Direitos Humanos da ONU

access_time19/06/2018 18:44

Os Estados Unidos se retiraram do Conselho de Direitos Humanos da ONU nesta terça-feira, depois que

Vizinho suspeito de estuprar, estrangular e matar criança de 8 anos é levado para cadeia
Jonathan Nicolas Duarte, de 20 anos, foi preso suspeito de estuprar, estrangular e matar criança de 8 anos em Sorriso — Foto: Divulgação

Vizinho suspeito de estuprar, estrangular e matar criança de 8 anos é levado para cadeia

Criança morava com mãe, mas na noite do crime estava sozinha em casa, enquanto a mãe trabalhava. Suspeito confessou o crime e alegou que estava sob o efeito de droga e bebida alcoólica

access_time20/07/2019 09:58

O homem que foi preso suspeito de estuprar, estrangular e matar uma menina de 8 anos em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, passou por audiência nesta sexta-feira (19) e teve a prisão mantida pela Justiça de Mato Grosso. Ele foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS).

Jonathan Nicolas Duarte, de 20 anos, é suspeito de cometer o crime na noite de quarta-feira (17) e foi preso na quinta-feira (18). O suspeito passou por audiência com o juiz Anderson Candiotto, da 1ª Vara Criminal de Sorriso, que manteve a prisão.

Segundo a Polícia Civil, ele vai responder por homicídio qualificado, com emprego de meios cruéis, asfixia e estupro de vulnerável. A criança foi estuprada, teve o pescoço quebrado e morreu por asfixia, conforme confirmação do médico legista do município.

Jonathan é vizinho dos fundos da casa da vítima e confessou o crime. Ele alegou que estava sob o efeito de droga e bebida alcoólica.

De acordo com a polícia, a menina estava sozinha. Os pais dela são separados e, normalmente, ela fica sob os cuidados do pai até que a mãe retorne. Na ocasião, porém, ela pediu para ficar em casa para brincar com as outras crianças do bairro.

A criança morava com mãe, mas na noite do crime estava sozinha em casa, enquanto a mãe trabalhava. A mulher contou que chegou em casa e percebeu que a filha estava desacordada e que tinha sofrido uma convulsão.

Ela foi levada às pressas ao Hospital Regional, onde a equipe médica fez manobras de ressuscitação durante 45 minutos, mas a garota não respondeu aos procedimentos e foi confirmado a morte.

O médico do hospital acionou o Instituto de Medicina Legal (IML) para necrópsia com objetivo de descobrir a causa da morte.

Na manhã de quinta-feira (18), o legista comunicou o delegado da Polícia Civil, André Eduardo Ribeiro, que a criança apresentava sinais de abuso sexual bem como indícios de morte violenta.

O suspeito contou aos policiais que naquela noite teria ido dormir e não mais saído de casa. No entanto, um amigo dele, que divide o mesmo quarto, falou que ambos teriam ficado à noite bebendo, e Jonathan, por volta de 1h, saiu de casa e retornou 30 a 40 minutos depois, já quase por volta das 2h.

Levado à delegacia, o suspeito acabou confessando que durante a madrugada, após fazer uso de bebida alcoólica e entorpecente, aproveitou que a vítima estava sozinha em casa, e foi até a residência dela.

Enquanto a criança dormia, a asfixiou e a estuprou. Ele contou que durante o estupro percebeu que menina não mais respirava e, assim, se vestiu e deixou a casa indo dormir.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários