Kurupí
Notícias recentes
Portugal quer legalizar 30 mil imigrantes ilegais

Portugal quer legalizar 30 mil imigrantes ilegais

access_time04/07/2018 09:03

O governo de Portugal anunciou nesta terça-feira (3) que pretende regularizar a situação de cerca de

Governo federal autoriza exploração de área de garimpo em Pontes e Lacerda (MT)

Governo federal autoriza exploração de área de garimpo em Pontes e Lacerda (MT)

access_time01/06/2018 07:59

O governo federal autorizou a exploração de áreas de garimpo em Mato Grosso em Pontes e Lacerda e Vi

Campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite começa em 6 de agosto

Campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite começa em 6 de agosto

access_time17/07/2018 16:44

A campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite deve começar em 6 de agosto, segundo a Secreta

ESPORTE

São Paulo pode superar sequência invicta que não vem desde 1996; veja jogos da 8ª rodada

access_time30/05/2018 10:47

Quarto colocado com 13 pontos, um a menos que o líder Flamengo, o São Paulo vem tendo um início de Campeonato Brasileiro muito positivo. O Tricolor é o único time invicto na competição, com quatro empates e três vitórias nos sete primeiros jogos, e caso não perca para o Botafogo na próxima quarta-feira, no Morumbi, pode bater uma marca histórica que já dura 22 anos. A última vez que o São Paulo conseguiu ficar invicto nas sete primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro foi em 1996, edição que teve o Grêmio como vencedor. Naquela temporada, nos sete primeiros jogos, a equipe paulista embalou cinco vitórias (4 a 1 contra o Flamengo, 2 a 1 contra a Portuguesa, 5 a 2 contra o Bahia, 2 a 1 contra o Santos e 1 a 0 contra o Goiás), e dois empates (1 a 1 diante de Botafogo e Fluminense). A primeira derrota veio apenas na oitava rodada, por 1 a 0, em casa, contra o Guarani. Naquela oportunidade, Carlos Alberto Parreira levou a campo Zetti; Bordon, Edmílson (Aristizábal) e Capone; Cláudio (Belletti), Axel, Denilson, Adriano (Fábio Mello) e Serginho; Valdir e Muller. O gol da vitória do Bugre foi marcado por Aílton, aos 27 minutos do primeiro tempo, e a equipe de campinas ainda teve o lateral Marcinho Rocha expulso. Com isso, em caso de vitória ou empate no jogo da próxima quarta-feira, o Tricolor chega a uma sequência inicial de oito jogos sem perder, e estabelece uma nova marca. A diferença, contudo, é que na atual temporada, o aproveitamento é inferior. Há 22 anos, o clube fez 17 pontos em sete jogos, e nesta temporada, em oito jogos, a equipe comandada por Diego Aguirre só chegará a no máximo 16 pontos. Se o time do Morumbi de fato chegar ao oitavo jogo invicto, o torcedor, de forma mais otimista, pode torcer por uma campanha tão boa quando a do Brasileirão de 1986. Na oportunidade, o São Paulo conseguiu a façanha de 16 jogos sem ser derrotado na arrancada inicial, e acabou sendo o vencedor daquela edição.   clique na imagem abaixo e confira todos os jogos da 8ª rodada

1ª taça de Felipão e vaga na Liberta: Copa do Brasil 1998 faz 20 anos

access_time30/05/2018 10:01

Adversários pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Cruzeiro coincidentemente decidiram a edição de 1998 da Copa do Brasil há exatos 20 anos. No dia 30 de maio, com uma vitória por 2 a 0, Luiz Felipe Scolari iniciou sua galeria de títulos pelo clube alviverde e garantiu presença na Libertadores 1999. No primeiro jogo, disputado no Mineirão, o Cruzeiro venceu com gol de Fabio Júnior. Na partida decisiva, realizada no Morumbi, Paulo Nunes abriu o placar para o Palmeiras e, aos 44 minutos do segundo tempo, mesmo sem ângulo, Oseás praticamente garantiu o título ao aproveitar rebote do goleiro Paulo César após falta de Zinho. “Palmeiras realiza seu sonho”, manchetou o tradicional jornal A Gazeta Esportiva na edição do dia 31 de maio de 1998. O periódico noticiou que que o time alviverde se “vingou” do Cruzeiro, já que perdeu a decisão da Copa do Brasil 1996 diante dos mineiros. “Na hora em que vi a bola sobrando, fechei os olhos e enchi o pé”, contou o herói Oséas em declaração reproduzida pelo jornal. “Nem vi se vinha chegando algum jogador pelo meio da área. O gol foi importante para apagar aquela imagem que ficou quando fiz o gol contra no jogo com o Corinthians”, disse, em alusão ao lance pelo Campeonato Paulista 1998. O goleiro Velloso, que falhou na final da Copa do Brasil 1996, também se sentiu redimido na época. “Daquela vez, escapou e, ultimamente, estávamos chegando, mas não tínhamos sorte na hora de decidir. Desta vez, não teve jeito. Somos os campeões”, festejou. Já Felipão citou o técnico de vôlei José Roberto Guimarães, o médico Osmar de Oliveira e a psicóloga Regina Brandão, que fizeram palestras motivacionais ao elenco. “Eles foram capazes de mostrar a importância de uma decisão. Estou muito satisfeito. Realmente, muito contente”, disse o gaúcho, campeão da Copa do Brasil pela terceira vez. A contratação do copeiro Felipão, realizada em 1997, foi uma aposta da co-gestão entre Palmeiras e Parmalat para conquistar a Copa Libertadores e disputar o Mundial Interclubes. Classificado ao torneio continental de 1999 graças ao título da Copa do Brasil 1998, o clube terminou como campeão. Escalados por Felipão no triunfo por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, o zagueiro Roque Júnior, o lateral esquerdo Júnior, o volante Rogério, os meias Alex e Zinho e os atacantes Paulo Nunes e Oséas participaram da vitória nos pênaltis sobre o Deportivo Cali na final da Copa Libetadores 1999.

Mato-grossenses tropeçam na Série C, mas continuam em boas condições na tabela

access_time29/05/2018 07:57

Aquela expressão bem popular em Mato Grosso que diz: “tá ruim, mas tá bom”, pode perfeitamente ser empregada para representar o desempenho dos times mato-grossenses na sétima rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. No sábado, o Cuiabá perdeu, na Arena Pantanal, por 2 a 1 para o Ypiranga (RS), e o Luverdense foi a Bragança Paulista arrancar um empate de 1 a 1 diante do Bragantino. Se nenhuma das equipes alcançou seus objetivos, não se pode dizer que ficaram distantes deles. O Cuiabá, que era líder isolado do Grupo B, com 13 pontos, buscava aumentar a “gordura”, mas não fez o dever de casa. Beneficiado pela derrota do Botafogo (SP) e pelo empate do Bragantino, o Dourado se mantém na liderança, agora dividida com o Operário (PR), que tem os mesmos 13 pontos, mas perde no saldo de gols. O Luverdense sonhava em chegar ao G4 ainda na sétima rodada e tinha a árdua tarefa de bater o Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid. O alviverde até saiu na frente, mas não conseguiu segurar o ataque paulista e cedeu o empate. Apesar de somar um ponto, e chegar a 10, o time de Lucas do Rio Verde caiu da 5ª para a 6ª colocação. Viu o Tombense (MG) ganhar do Volta Redonda (RJ), superá-lo na tabela, e ainda sente o cheiro do Ypiranga, logo atrás, também com 10 pontos. Na próxima rodada, o Luverdense tem a vantagem de jogar em casa contra o Joinville, lanterna da competição. Se fizer valer o mando de campo e vencer, a equipe LEC pode, finalmente, entrar no G4. O Cuiabá tem uma tarefa mais difícil. Vai a Tombos pegar um Tombense embalado e confiante. Para ficar na liderança, os cuiabanos precisam vencer com uma boa margem de gols ou torcer para o Operário não golear o Bragantino.

Palmeiras não vence o Cruzeiro desde o título da Copa do Brasil 2015

access_time29/05/2018 07:52

O Palmeiras foi campeão na última vez em que venceu o Cruzeiro. Rival desta quarta-feira, a Raposa tem sido uma pedra no sapato do Verdão nos últimos anos e já sustenta uma invencibilidade de sete jogos consecutivos. O último triunfo alviverde sobre o time celeste aconteceu em 26 de agosto de 2015, na vitoriosa campanha do Maior Campeão nacional na Copa do Brasil. Na ocasião, a equipe comandada por Marcelo Oliveira venceu por 3 a 2 no Mineirão, com dois gols e uma assistência de Gabriel Jesus. Lucas Barrios marcou o outro tento alviverde, enquanto Vinícius Araújo e Alisson descontaram. O jogo foi válido pela volta das oitavas de final do torneio mata-mata. Na ida, o Alviverde já havia vencido por 2 a 1 no Allianz Parques. Depois disso, porém, os dois times se encontraram sete vezes, sendo cinco empates e duas vitórias dos mineiros, o que significaram uma chance de título brasileiro perdido e uma eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil para o lado paulista. Na última temporada, após uma sequência de tropeços do Corinthians, o Palmeiras dependia apenas de si para se sagrar bicampeão brasileiro. Para isso, bastava vencer o Cruzeiro no Allianz Parque e o próprio rival em Itaquera, o que garantiria a liderança ao Verdão restando seis rodadas para o fim da competição. No entanto, o time de Alberto Valentim apenas empatou com a Raposa por 2 a 2 e foi derrotado pelo Alvinegro por 3 a 2. Para piorar a situação, a partida que acabou com as chances de o Palmeiras conquistar o decabrasileiro aconteceu após a eliminação dramática na Copa do Brasil contra o mesmo Cruzeiro. Na ida, no Allianz Parque, o Verdão saiu perdendo por 3 a 0, mas conseguiu o empate no segundo tempo com dois gols de Dudu e um de Willian. Já na volta, no Mineirão, o Alviverde conseguiu abrir o placar com Keno, mas sofreu um gol de Diogo Barbosa aos 40 minutos do segundo tempo e acabou eliminado. Para o jogo desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), novamente no Mineirão, Diogo Barbosa, que mudou de lado, não estará em campo. Suspenso, o lateral deve dar lugar a Victor Luis na lateral-esquerda titular do Verdão. Confira os últimos nove jogos entre Palmeiras e Cruzeiro: 19/08/2015 – Palmeiras 2 x 1 Cruzeiro (Copa do Brasil) 26/08/2015 – Cruzeiro 2 x 3 Palmeiras (Copa do Brasil) 21/11/2015 – Palmeiras 1 x 1 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro) 25/06/2016 – Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Campeonato Brasileiro) 13/10/2016 – Palmeiras 0 x 0 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro) 28/06/2017 – Palmeiras 3 x 3 Cruzeiro (Copa do Brasil) 09/07/2017 – Cruzeiro 3 x 1 Palmeiras (Campeonato Brasileiro) 26/07/2017 – Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras (Copa do Brasil) 30/10/2017 – Palmeiras 2 x 2 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro)

Roberto Firmino abre mão de folga e antecipa apresentação à Seleção

access_time29/05/2018 07:23

O atacante Roberto Firmino tinha folga até a hora do almoço de quarta-feira, mas preferiu antecipar sua apresentação à seleção brasileira. Pegou um trem de Liverpool a Londres e se instalou no hotel do Centro de Treinamento do Tottenham na noite de segunda-feira. Na manhã desta terça, fez trabalhos físicos na academia. Vice da Liga dos Campeões, ele quis logo mudar a chave para a preparação para a Copa do Mundo, a primeira da carreira. - É sempre bom, um prazer imenso de estar representando meu país com o pessoal. Liverpool é aqui do lado e vim correndo. Correndo não, vim de trem. Tinha mais um ou dois dias para ficar em casa, mas resolvi vir antes e começar o trabalho já. Estar numa Copa do Mundo é um sonho de criança. Para nós que jogamos futebol, é o auge do atleta. Estou muito grato – disse, em entrevista à CBF TV. Firmino fez grande temporada pelo Liverpool, marcando 26 gols em jogos oficiais, 10 deles na Champions – sendo dois no jogo de ida das semifinais contra a Roma, jogo que Tite assistiu no estádio de Anfield. O alagoano disputa posição no ataque com Gabriel Jesus, mas o jogador do Manchester City tem vantagem na briga por uma vaga de titular. Vencedores da Champions com o Real Madrid, o lateral-esquerdo Marcelo e o volante Casemiro são os únicos jogadores que ainda não se apresentaram à Seleção. A chegada deles é esperada para esta quarta-feira, finalmente completando o grupo de 23 convocados para a Copa – além de Vitinho e Brenner, que estão compondo os treinamentos enquanto Fagner e Douglas Costa se recuperam de lesão. A Seleção treina no CT do Tottenham até sexta-feira, quando viaja para Liverpool. No domingo, às 10h (de Mato Grosso), encara a Croácia em amistoso. No mesmo dia, retorna a Londres, onde fica até a outra sexta-feira, quando viaja para Viena. No dia 10, enfrenta a Áustria no último teste antes da Copa. Info calendário da seleção na copa (Foto: infoesporte)

Com dois de Nenê, São Paulo bate América-MG e entra no G4

access_time28/05/2018 07:19

O São Paulo ingressou no G4 do Campeonato Brasileiro durante a noite deste domingo. Jogando no Estádio Independência, onde o América-MG defendia um aproveitamento de 100% na competição, a equipe tricolor foi mais eficiente do que o rival e venceu por 3 a 1, com gols de Diego Souza e Nenê (2), em duelo válido pela sétima rodada do torneio nacional. Com a vitória, a primeira como visitante no Brasileiro, o time dirigido por Diego Aguirre assumiu o quarto lugar, com 13 pontos ganhos, apenas um a menos do que o líder Flamengo. De quebra, ainda se manteve como único invicto do campeonato, com três triunfos e quatro empates. Já o Coelho caiu para a 11ª posição, com dez pontos. Na próxima rodada, o São Paulo tentará se manter na parte de cima da tabela diante do Botafogo, às 20 horas (de Mato Grosso) desta quarta-feira, no Morumbi. No dia seguinte, a partir das 18 horas, o América-MG buscará a reabilitação frente ao Corinthians, em Itaquera. Tricolor eficiente em primeiro tempo elétrico Com Araruna no lugar de Marcos Guilherme – poupado para não se aproximar do limite de jogos por clube na competição -, o São Paulo abriu o placar logo aos sete minutos. Em contra-ataque puxado por Nenê, Everton recebeu na esquerda e cruzou rasteiro para o meio da área. Lá estava Diego Souza, que só empurrou para a rede, anotando o seu terceiro gol no torneio. Os visitantes, contudo, tiveram pouco tempo para comemorar. Quatro minutos depois do gol tricolor, Norberto passou a bola entre as pernas de Reinaldo na direita e tocou para Rafael Moura, dentro da área. O centroavante dominou e finalizou no ângulo esquerdo, sem chances para Sidão. Com a marcação alta, o Coelho manteve o jogo acelerado. Aos 20 minutos, Leandro Donizete arriscou de longe e exigiu grande defesa de Sidão. Aos 33, Rafael Moura recebeu na intermediária e chutou forte. A bola passou rente ao travessão. Pouco depois, o atacante bateu cruzado após contra-ataque. O arqueiro tricolor, com a ponta dos dedos, mandou para escanteio. Como quem não faz toma, o São Paulo foi mais eficiente e retomou a liderança do marcador. Nos acréscimos do primeiro tempo, após cobrança de falta, Arboleda foi agarrado por Matheus Ferraz dentro da área. Na cobrança do pênalti, Nenê bateu rasteiro, de chapa. O goleiro Jori pulou no canto certo, mas não alcançou a bola. Nenê faz golaço e garante vitória O Tricolor quase ampliou a vantagem no primeiro lance da etapa complementar. Após Arboleda desviar cobrança de escanteio na primeira trave, Hudson apareceu livre na pequena área, mas testou para fora. Pouco depois, em contragolpe rápido, Everton recebeu de Araruna na esquerda e bateu com força. Jori, bem colocado, fez a defesa. Mas o terceiro da equipe visitante não demoraria a acontecer. E ele veio em forma de golaço. Aos 15 minutos, cobrando falta sofrida por Militão na ponta direita da área, Nenê bateu colocado, a bola passou por cima da barreira e só parou no ângulo esquerdo de Jori, que saltou em vão. Enderson Moreira, então, sacou Aderlan e Rafael Moura para colocar os atacantes Ademir e Judivan. Diego Aguirre respondeu promovendo as entradas de Tréllez e Valdívia nos lugares de Diego Souza e Araruna. Depois, para manter o jogo cadenciado, o uruguaio ainda lançou mão de Liziero na vaga de Everton. A estratégia funcionou, e o São Paulo administrou bem o resultado sem passar sufoco nos minutos finais, quando ainda teve chances de marcar o quarto gol em contra-ataques. Com o sistema defensivo bem postado, o time de Aguirre confirmou o seu primeiro triunfo como visitante no Brasileirão 2018. FICHA TÉCNICA AMÉRICA-MG 1 X 3 SÃO PAULO Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG) Data: 27 de maio de 2018, domingo Horário: 18 horas (de Mato Grosso) Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ) Assistentes: Rodrigo Figueiredo Correa (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ) Cartão Amarelo: Aderlan, Matheus Ferraz, Giovanni e Juninho (América-MG); Hudson, Bruno Alves e Militão Cartão Vermelho: – Gols: AMÉRICA-MG: Rafael Moura, aos 11 minutos do primeiro tempo SÃO PAULO: Diego Souza, aos sete minutos do primeiro tempo; Nenê, aos 47 minutos do primeiro tempo, e aos 15 minutos do segundo tempo SÃO PAULO: Sidão; Militão, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Araruna (Valdívia); Nenê, Everton (Liziero) e Diego Souza (Tréllez) Técnico: Diego Aguirre AMÉRICA-MG: Jori; Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Giovanni; Leandro Donizete, Juninho, Serginho, Aderlan (Ademir) e Luan (Ruy); Rafael Moura (Judivan) Técnico: Enderson Moreira

Mantuan chora e Balbuena lembra falhas de goleiro do Liverpool

access_time28/05/2018 07:18

O lateral direito Mantuan foi o centro das atenções após a derrota corintiana por 2 a 1 para o Internacional. Chorando pela falha cometida no gol da vitória do Inter, entregando a bola no pé de Rossi, ele foi consolado por todos os companheiros e até alguns adversários, recebendo palavras que pediam força para superar o mau momento. Grande líder do elenco e da defesa, o paraguaio Balbuena fez questão de orientar o companheiro a levantar a cabeça. Pedro Henrique, que o escoltou até o vestiário, passou por situação semelhante em 2016, numa derrota por 2 a 1 para o Galo, quando errou sua comunicação com Cássio e deixou Cazares livre para marcar. O problema para Mantuan, no entanto, é que essa foi a terceira vez em que ele falhou em lances decisivos para uma derrota. A primeira foi na semifinal do Paulista, contra o São Paulo, no Morumbi, quando chutou em cima de Trellez e deixou o colombiano em condições de puxar o contragolpe. Frente ao Galo, não atacou cruzamento da direita e deixou Roger Guedes superá-lo para anotar o 1 a 0. “Eu falei para ele que falhas todo mundo comete”, começou Balbuena, que relembrou outro jogador bastante marcado por falhas no final de semana: o goleiro Karius, do Liverpool, principal responsável pelos gols de Benzema e Bale na final da Liga dos Campeões. “Ontem (sábado) mesmo estava vendo a final da Champions League, um goleiro de alto nível falhou daquele jeito. Ele tem que levantar a cabeça porque tem qualidade, se não não seria titular do Corinthians”, continuou o defensor, assegurando que não considerou a atuação tão abaixo da média da equipe. “Todo jogo se sofre, hoje acho que o Inter fez um bom jogo, conseguimos abrir o placar muito cedo, eles tiveram mais posse de bola. Mas acho que tivemos chance para aumentar o placar e conseguir a vitória”, concluiu Balbuena.

CR7 insinua possível saída: "Foi muito lindo estar no Real Madrid"

access_time26/05/2018 19:17

Cristiano Ronaldo insinuou neste sábado após a conquista de mais um título da Liga dos Campeões, a quarta pelo Real Madrid em cinco anos, que a vitória sobre o Liverpool por 3 a 1 em Kiev pode ter sido a sua última com a camisa da equipe espanhola. "Agora é o momento de desfrutar, e nos próximos dias darei uma resposta aos torcedores, porque esses, sim, estiveram sempre ao meu lado. Foi muito lindo estar no Real Madrid, nos próximos dias eu falarei", afirmou o craque português à emissora "BeIN Sports". Diante da insistência do repórter, Cristiano frisou: "Nos próximos dias, darei uma resposta". Em momento algum, porém, o camisa 7 deixou claro se está de saída. "Agora é preciso desfrutar o momento. Fizemos história, que é o que buscamos, e o futuro de qualquer jogador não é importante. O importante é que fizemos história", encerrou.

Jogadores da seleção participam de último treino na Granja Comary

access_time26/05/2018 19:10

Os jogadores da seleção brasileira, sob o comando do treinador Tite, participaram na manhã de hoje (26) de treino movimentado no encerramento da primeira etapa de preparação para a Copa do Mundo da Rússia 2018, no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Granja Comary, em Teresópolis, na região serrana fluminense. Segundo a CBF, os jogadores ainda hoje deixarão o local e se reapresentarão amanhã (27), ao meio-dia, na sede da CBF, na Barra da Tijuca, de onde seguirão para o Aeroporto Internacional do Galeão, na Ilha do Governador, embarcando para Londres. Na capital inglesa, o grupo ficará completo com as chegadas de Marcelo e Casemiro, do Real Madrid, e de Roberto Firmino, do Liverpool. Eles disputam pelos seus clubes a decisão da Liga dos Campeões da Europa, em Kiev, capital da Ucrânia, esta tarde. Na Europa, a seleção brasileira fará dois jogos-treinos antes de ir para a Rússia. Em 3 de junho, enfrenta a Croácia, em Liverpool (Inglaterra), e joga contra a Áustria no dia 10, em Viena. A seleção estreia na Copa contra a Suíça em 17 de junho, em Rostov On Don.

No auge da carreira, Tite completa 57 anos às vésperas da Copa do Mundo

access_time25/05/2018 13:30

O técnico Tite completa 57 anos nesta sexta-feira, a exatos 20 dias de se tornar a 15º pessoa a comandar a seleção brasileira em uma Copa do Mundo, o auge da carreira para a maioria dos treinadores do país. Não é segredo para ninguém que o ex-comandante de Grêmio e Corinthians caiu nas graças da torcida após ter mantido o bom desempenho no clube paulistano para resgatar o orgulho brasileiro ferido após o fatídico 7 a 1 em 2014. O aniversário do gaúcho de Caxias de Sul foi lembrado pelo perfil da CBF no Twitter. "Tite já está na história da seleção brasileira. Todas as boas energias, professor. Feliz aniversário", disse a mensagem da Confederação Brasileira de Futebol. O coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, destacou nesta semana o grande momento vivido pelo técnico. "Acredito que a nossa seleção é uma das que chegam mais bem preparadas para lutar pelo título da Copa do Mundo e é preciso reforçar que Tite está no seu grande momento. Está muito bem em todos os sentidos e isso lhe permitiu trazer rápidos resultados nesta retomada", afirmou Edu em entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis. Desde a chegada de Tite, em meados de 2016, o Brasil tem retrospecto de 15 vitórias, três empates e uma derrota (em amistoso, para a Argentina), que levou a equipe pentacampeã das dúvidas sobre a classificação para a Copa 2018 à liderança das Eliminatórias Sul-Americanas e à conquista da vaga com antecipação.