Spigreen
Notícias recentes
Governo efetua pagamento de cerca de R$ 21 milhões para custeio dos serviços em Saúde

Governo efetua pagamento de cerca de R$ 21 milhões para custeio dos serviços em Saúde

access_time11/05/2020 17:45

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), realizou na última qui

Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,58%

Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,58%

access_time13/01/2020 11:08

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram a estimativa para a inflaç

Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família

Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família

access_time12/02/2019 08:34

O corpo do jornalista Ricardo Boechat deve ser cremado hoje (12) em cerimônia reservada para parente

ESPORTE

Com pranto e paixão, milhares de argentinos se despedem de Maradona

access_time26/11/2020 16:49

Uma multidão de torcedores e personalidades do esporte e da política passou nesta quinta-feira (26) pela Casa Rosada, em Buenos Aires, para se despedirem de Diego Armando Maradona, que morreu aos 60 anos por causa de insuficiência cardíaca. A morte de um dos melhores e mais carismáticos jogadores da história, na última quarta-feira em sua casa no subúrbio de Buenos Aires, desencadeou reações profundas e homenagens em todo o mundo, inclusive do presidente argentino e do papa Francisco. “Maradona é a maior coisa que aconteceu na minha vida. Eu o amo tanto quanto meu pai, e é como se meu velho tivesse morrido”, disse, aos prantos, Cristian Montelli, funcionário administrativo de 22 anos que tem uma tatuagem com o rosto de Maradona em uma perna. Em meio às muitas homenagens, também aconteceram incidentes violentos. As forças policiais dispararam balas de borracha e gás lacrimogêneo quando admiradores, que formaram uma fila de mais de 2 quilômetros no centro de Buenos Aires, se afobaram para se despedir de Maradona antes que o transferissem para o local do enterro. Diante da mobilização imensa, a família e as autoridades decidiram ampliar o velório por três horas além do horário previsto originalmente. Mas a sede do governo ficou repleta de torcedores exaltados, e as autoridades resolveram retirar o féretro do lugar por segurança, segundo a televisão local. Veículos de comunicação argentinos estimavam que até 1 milhão de pessoas poderiam comparecer para se despedir de seu ídolo, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Uma multidão ocupou durante toda a noite da última quarta a Praça de Maio, que fica diante da Casa Rosada, para homenagear o astro e esperar para lhe dar adeus. Dezenas de milhares de argentinos saíram às ruas, e os estádios de futebol acenderam as luzes às 10 horas da noite (o número da camisa de Maradona) como tributo ao ex-jogador. As portas do palácio presidencial se abriram no início da manhã desta quinta-feira, quando já havia uma fila longa de pessoas que esperavam para entrar para ver o corpo do ídolo, coberto com uma bandeira da Argentina e uma camisa da seleção com o número 10. Muitos admiradores esboçavam algumas palavras tímidas de despedida ou lançavam flores. Outros simplesmente choravam.

Com gol anulado pelo VAR, Argentina empata com Paraguai

access_time13/11/2020 09:33

Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Estádio La Bombonera, em Buenos Aires. As Seleções da Argentina e do Paraguai. Esse era o cenário para a partida da noite desta quinta-feira (12) pela terceira rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. A expectativa era de muita rivalidade, equilíbrio e gols. E foi exatamente esse o roteiro do jogo. Aos 18 minutos, Almirón, meia do Newcastle e da Seleção Paraguaia, fez uma bela jogada individual. Invadiu a área à dribles e acabou caindo depois de se chocar com as pernas do zagueiro Martínez Quarta. Lance polêmico que chegou a gerar dúvidas, mas o árbitro brasileiro Raphael Claus confirmou a infração. Ángel Romero assumiu a responsabilidade. E só deslocou o goleiro Armani rolando a bola no canto esquerdo e abrindo o placar. Aos 26, Palacios sofreu uma entrada forte e precisou deixar o gramado. O jogador do Bayer Leverkusen deu lugar ao meia Giovani Lo Celso, argentino que atua no Tottenham. Logo na sequência, Claus precisou aplicar um cartão amarelo no artilheiro Romero. O ex-atleta do Corinthians deu um carrinho forte em Nicolás González no setor esquerdo do ataque argentino. Aos 40, praticamente na primeira chance, os donos da casa empataram a partida. Depois do escanteio, Nicolás González cabeceou forte, venceu o goleiro Antony Silva e igualou o placar. Os anfitriões ficaram muito perto de virar o jogo ainda na primeira etapa. De Paul deu uma bomba e colocou o goleiro Antony Silva para trabalhar. E, logo no minuto seguinte, aquele que quase marcou o gol recebeu um cartão amarelo. De Paul derrubou Romero, matou o contra-ataque e foi punido pelo árbitro brasileiro. Depois do intervalo, a partida seguiu no mesmo ritmo. Muito disputada e com algumas boas chances. A amostra veio logo no primeiro minuto. Ángel Cardozo, paraguaio que defende o Cerro Porteño, depois de deixar o braço no rosto de Nicolás González. Na bola, a Argentina começou melhor. Lautaro, atacante argentino da Internazionale, perdeu uma excelente oportunidade. Ganhou no corpo do zagueiro Balbuena (ex-Corinthians), ficou de frente com o goleiro. Mas bateu torto e para fora. Aos oito minutos, teve confusão na área de defesa da Argentina. O Paraguai cruzou, a zaga argentina afastou mal e a bola chegou a tocar no braço de Otamendi. Muita reclamação, mas o árbitro marcou só tiro de meta. Quatro minutos depois, a discussão foi originada em um lance ocorrido na área do Paraguai. Messi recebeu um bom passe de Lo Celso e marcou o gol batendo de primeira. Raphael Claus foi até o monitor, analisou o lance e invalidou o gol marcando falta da seleção argentina no início da jogada. E não era mesmo a noite do astro do Barcelona. Ele cobrou no ângulo esquerdo, mas o goleiro paraguaio se esticou todo, tocou na bola que ainda bateu no travessão antes de ir para a linha de fundo. Entre os 30 e os 32 minutos, foram dois cartões amarelos. O primeiro para o paraguaio Hernán Pérez. Depois o argentino Montiel foi advertido. Aos 33, a única chegada realmente perigosa do Paraguai. Romero cobrou falta direto para o gol e forçou Armani afastar para escanteio. Na sequência, o técnico argentino Eduardo Berizzo, que comanda o Paraguai, praticamente mandou a equipe se fechar. E foi isso que  aconteceu. A partida passou a ser marcada pelos ataques da Argentina e pela tentativa dos paraguaios de manter o empate. A partida seguiu até os 50 minutos, com o placar inalterado: 1 a 1. Com esse resultado, a Argentina alcança a liderança provisória das Eliminatórias com sete pontos em três jogos. O Paraguai está em quarto com cinco pontos, mas depende do resultado do jogo desta sexta entre Colômbia e Uruguai para saber a posição ao final da terceira rodada das Eliminatórias. A Argentina volta a jogar na terça-feira (17) contra o Peru, em Lima. O Paraguai pega a Bolívia em Assunção também na terça. Mais cedo, nesta quinta-feira (12), em La Paz, o Equador manteve o bom momento nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Venceu a Bolívia por 3 a 2 na abertura da terceira rodada e chegou aos seis pontos, ingressando no G4 (zona de classificação à Copa do Mundo do Catar). Os gols equatorianos foram marcados por Beder Caicedo, Mena e Gruezo. A Bolívia foi às redes com Arce e Marcelo Moreno. Nesta sexta-feira (13), Colômbia e Uruguai jogam no Estádio Metropolitano de Barranquilla, a partir das 17h30 (horário de Brasília). Chile e Peru é o jogo das 20h (horário de Brasília) no Estádio Nacional de Santiago. O fechamento da terceira rodada fica com o jogo entre Brasil e Venezuela. A partida começa às 21h30 no Estádio Morumbi, em São Paulo, e você acompanha ao vivo através da Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, e comentários de Mário Silva e Bruno Mendes.

Maradona está sedado para atenuar sintomas de abstinência

access_time06/11/2020 18:12

O grande jogador do futebol argentino Diego Maradona foi sedado por médicos para ajudá-lo a lidar com sintomas de abstinência e permanecerá no hospital, embora queira ir embora, disse seu médico pessoal nesta sexta-feira (6).  Luque afirmou que o ex-jogador do Barcelona, ​​Napoli e Boca Juniors está sendo mantido na clínica após sofrer alguns "episódios de confusão" devido a abstinência forçada. Luque não disse do que Maradona estava se abstendo, mas o argentino já travou batalhas popularmente conhecidas contra a bebida e o vício em drogas. O ex-atleta, de 60 anos, foi levado ao hospital na terça-feira (3) e passou por uma cirurgia de emergência para retirada de um hematoma subdural, um coágulo de sangue no cérebro. Luque afirmou que Maradona foi "sedado para ajudar a facilitar o processo" de abstinência. Maradona, que venceu a Copa do Mundo com a Argentina em 1986 e é considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos, sofreu internações frequentes ao longo dos anos, muitas vezes devido ao seu estilo de vida extravagante.

Duplas com brasileiros avançam às semifinais do Masters 1000 de Paris

access_time06/11/2020 18:06

O tênis brasileiro está representado em dose dupla nas semifinais do Masters 1000 de Paris (França). Nesta sexta-feira (6), a parceria de Marcelo Melo com o polonês Lukazs Kubot superou os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut por 2 sets a 1, após uma hora e 36 minutos de partida. Já a dupla formada por Bruno Soares e o croata Mate Pavic derrotou o holandês Wesley Koolhof e o também croata Nikola Mektic por 2 sets a 0. Melo e Kubot tiveram pela frente os atuais campeões do torneio parisiense. Após empate por 6 a 6, o primeiro set foi decidido no tie-break, com vitória de Herbert e Mahut por 7 a 4. A resposta veio na parcial seguinte, com vitória por 6/3 da dupla do brasileiro,  que manteve o nível de atuação no set decisivo (em que as parcerias disputam uma melhor de 10 pontos), ganhando por 10 a 8. O resultado, de quebra, garantiu a parceria de Melo e Kubot no Finals, torneio que encerra a temporada da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e reunirá as oito melhores duplas de 2020 em Londres (Inglaterra), entre os dias 15 e 22 deste mês. Será a oitava participação seguida do tenista brasileiro na competição. No outro duelo com brasileiro nesta sexta, Bruno Soares e o croata Pavic não tiveram dificuldades para emplacar 6/1 no primeiro set contra a dupla Koolhof e Mektic. Já a segunda parcial foi complicada, com os rivais levando a partida para o tie-break. A parceria Brasil-Croácia - também classificada para o Finals - manteve o controle do jogo e uma vantagem confortável de três pontos, fechando o desempate em 7 a 4 em uma hora e 18 minutos.  As duas duplas voltam a quadra neste sábado (7), pelas semifinais. Melo e Kubot enfrentam o canadense Felix Auger-Aliassime e o polonês Hubert Hurkacz no duelo que abre a quadra central do Masters 1000, às 7h45 (horário de Brasília). À tarde, por volta das 13h50, Soares e Pavic duelam contra o austríaco Jurgen Melzer e o francês Edouard Roger-Vasselin pela outra semifinal. A decisão - que pode colocar as parcerias com brasileiros frente a frente - será no domingo (8).

Palmeiras garante melhor campanha da primeira fase da Libertadores

access_time22/10/2020 10:25

O Palmeiras encerrou a sequência de quatro derrotas consecutivas com uma goleada de 5 a 0 sobre o Tigre (Argentina). A vitória desta quarta-feira (21), no Allianz Parque, em São Paulo, garantiu ao Verdão a melhor campanha da primeira fase da Libertadores pela terceira edição seguida. O Alviverde finalizou o Grupo B na liderança, com 16 pontos. É a mesma pontuação do Santos, primeiro colocado do Grupo G, mas a campanha palmeirense supera a santista no saldo de gols (15 a 5) O Tigre, com o tropeço, despede-se da Libertadores com um só ponto, em último no Grupo B e a pior campanha geral. O outro classificado da chave foi Guaraní (Paraguai), que ficou no 1 a 1 com o Bolívar (Bolívia) em casa também nesta quarta. Os paraguaios somaram 11 pontos, enquanto os bolivianos (que disputarão a sequência da Copa Sul-Americana) acumularam cinco pontos, em terceiro lugar. Desfigurado por sete desfalques, sendo quatro pelo novo coronavírus (covid-19), o Tigre assustou no primeiro minuto, após uma sequência de erros do zagueiro Felipe Melo e do lateral Matías Viña, que o meia Diego Morales não aproveitou. Daí em diante, o Palmeiras controlou a partida com tranquilidade, apesar de ter balançado as redes apenas aos 33 minutos, com o meia Raphael Veiga, após cruzamento do atacante Wesley pela esquerda. O Verdão construiu a goleada no segundo tempo. Aos oito minutos, na sequência de um pênalti desperdiçado pelo atacante Luiz Adriano, o zagueiro Gustavo Gómez marcou de cabeça. Aos 20, Wesley ganhou uma dividida na entrada da área e rolou para o meia Zé Rafael bater cruzado e fazer o terceiro gol. Nove minutos depois, o atacante Rony cruzou pela esquerda para o também atacante Gabriel Veron finalizar. Já aos 35, o próprio Rony fechou o placar. O Palmeiras aguarda o sorteio dos confrontos da próxima fase da Libertadores, marcado para sexta-feira (23). Pela Série A do Campeonato Brasileiro, o Verdão retorna a campo neste domingo (25), às 16h (horário de Brasília), contra o Atlético-GO, em Goiânia, pela 18ª rodada da competição.

EUA e Reino Unido denunciam Rússia por ciberataques contra Olimpíada

access_time19/10/2020 17:38

O Reino Unido e os Estados Unidos condenaram nesta segunda-feira (19) o que chamaram de ciberataques que teriam sido orquestrados por agentes de serviços de espionagem russos, incluindo tentativas de atingir os Jogos Olímpicos de Tóquio. Autoridades britânicas e norte-americanas afirmaram que os ataques foram conduzidos pela Unidade 74455 da agência de espionagem militar russa GRU, também conhecida como Centro Principal de Tecnologias Especiais. O Departamento de Justiça dos EUA afirmou que seis membros da unidade tiveram papéis importantes nos ataques contra alvos que variaram desde a Organização para a Proibição de Armas Químicas às eleições de 2017 na França. As acusações envolvem quatro anos de atividades entre 2015 e 2019. As autoridades dos EUA não comentaram se o momento da revelação, há poucas semanas da eleição nos Estados Unidos, foi escolhido para alertar sobre a atividade de grupos de hackers apoiados por governos estrangeiros. Já autoridades britânicas afirmaram que os hackers do GRU também conduziram operações de "ciber reconhecimento" contra os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que seriam realizados neste ano, mas acabaram sendo adiado para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). As autoridades britânicas se recusaram a dar mais detalhes sobre os ataques ou a afirmar se foram bem sucedidos, mas disseram que tinham como alvo os organizadores das Olimpíadas, fornecedores e patrocinadores. O secretário do Exterior do Reino Unido, Dominic Raab, afirmou que as "ações do GRU contra as Olimpíadas são cínicas e imprudentes. Condenamos elas nos termos mais fortes possíveis". O vice-diretor da polícia federal dos EUA (FBI) David Bowdich afirmou: "O FBI repetidamente tem alertado que a Rússia é um adversário altamente capaz em ciberataques e a informação revelada neste indiciamento ilustra como as atividades cibernéticas da Rússia são invasivas e destrutivas". Em dezembro de 2019, a  Rússia foi banida dos Jogos Olímpicos por quatro anos por causa de acusações de doping de seus atletas. As autoridades britânicas e norte-americanas afirmaram nesta segunda-feira (19) que os hackers russos se envolveram em outros ataques, como o que comprometeu sistemas de computadores dos Jogos de Inverno em 2018, durante a cerimônia de abertura na Coreia do Sul. Este ataque comprometeu centenas de computadores, derrubou acesso à internet e interrompeu as transmissões de mídia.

Neymar marca três vezes e seleção vence Peru nas Eliminatórias

access_time14/10/2020 09:17

Em uma partida difícil disputada em Lima, a seleção venceu o Peru nesta quarta-feira (13), de virada, por 4 a 2 e garantiu a liderança das Eliminatórias da Copa na América do Sul, com seis pontos em dois jogos. Os donos da casa ficaram na frente por duas vezes, mas a equipe de Tite (que completou seu jogo de número 50 no comando da seleção) mostrou poder de reação, empatou e conseguiu a virada com Neymar, que marcou três vezes. O duelo foi transmitido ao vivo pela TV Brasil e pela Rádio Nacional. Vantagem peruana O Peru abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo com um bonito gol. Aquino avançou pela direita, girou e tentou o passe para a área. Marquinhos afastou mal e Carrillo chegou batendo de perna direita, de primeira, no cantinho do goleiro Weverton. O Brasil tinha dificuldades em sair com velocidade do campo de defesa com a marcação alta da seleção peruana, e não conseguia chegar à área adversária tocando. A primeira grande chance brasileira veio aos 12 minutos, logo depois de Marquinhos deixar o campo, lesionado, para a entrada de Rodrigo Caio. Richarlison aproveitou lançamento longo e ajeitou de cabeça para Roberto Firmino. O camisa 20 finalizou e Gallese salvou o gol. Aos 22 minutos, a seleção da casa assustou novamente em um chute cruzado de Gonzáles que Weverton defendeu em dois tempos. Três minutos depois, Neymar foi puxado na área e sofreu pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança e empatou. O camisa 10 da seleção brasileira chegou a marcar o segundo dele na partida ainda no primeiro tempo, aos 27 minutos, mas a jogada foi anulada por impedimento de Richarlison no início do lance. Vitória na etapa final A segunda etapa começou com o Peru melhor. Logo aos cinco minutos, Trauco apareceu na área e chutou cruzado de perna esquerda, obrigando Weverton a fazer grande defesa. Aos 13 minutos, a equipe da casa ficou novamente na frente. Tapia arriscou de fora da área, a bola desviou em Rodrigo Caio e enganou Weverton. Assim como no primeiro tempo, o Brasil reagiu. Neymar cobrou escanteio pela esquerda, Roberto Firmino desviou na segunda trave e Richarlison completou. O lance foi para análise do VAR (árbitro de vídeo), que demorou quatro minutos para confirmar o gol do Brasil. A virada veio aos 34 minutos. Neymar dividiu no alto e a bola sobrou para Richarlison. O atacante lança Everton, que invade a área e cruza rasteiro. Neymar foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. O camisa 10 foi para a cobrança e, com categoria, fez o terceiro do Brasil. No fim do jogo, o zagueiro Zambrano recebeu cartão vermelho por uma cotovelada no rosto de Richarlison. O Brasil partiu para cima e fez o quarto gol. Éverton passou para Everton Ribeiro, que chutou na saída de Gallese. A bola desviou no goleiro, bateu na trave direita e Neymar apareceu para fazer o terceiro dele no jogo. Marca de Neymar Com o triplete da noite desta terça-feira, Neymar atingiu a marca de 64 gols com a camisa da seleção brasileira, de acordo com a Fifa. Ele superou Ronaldo Fenômeno e agora é o segundo jogador com mais gols pelo Brasil em partidas oficiais, atrás apenas de Pelé, que tem 77 gols. Na contagem da CBF, que leva em consideração partidas contra clubes e combinados, Neymar também tem 64 gols e ainda está atrás de Ronaldo e Zico. O Fenômeno aparece com 67 gols e o ídolo do Flamengo, com 66. Pelé soma 95.

Federação Alemã é alvo de buscas em investigação de evasão fiscal

access_time08/10/2020 07:54

Promotores e autoridades fiscais da Alemanha vasculharam escritórios da Federação Alemã de Futebol (DFB) e residências de atuais e antigos dirigentes sob suspeita de grave sonegação de impostos, informou a promotoria de Frankfurt na quarta-feira (7). Segundo os promotores, seis dirigentes não identificados da DFB são suspeitos de terem declarado falsamente receitas de publicidade em estádios de futebol durante jogos em casa da seleção nacional em 2014 e 2015 como receita de gestão de ativos, levando a 4,7 milhões de euros em impostos não pagos. A DFB não paga impostos sobre quaisquer receitas de gestão de ativos, mas é obrigada a fazê-lo sobre os ganhos de atividades comerciais. Seu presidente, Fritz Keller, que assumiu em 2019, disse que a DFB “apoiará totalmente” a investigação em andamento. “Sou a favor de lançar luz sobre isso para que o futebol tenha um futuro limpo”, disse Keller aos repórteres. “Defendi abertura e transparência, portanto, o apoio do Estado a uma investigação só pode ser bem-vindo”, disse o dirigente. Cerca de 200 autoridades foram mobilizadas para as buscas que ocorreram em vários locais em cinco Estados federais. “Com base nas investigações até agora há a suspeita de que os acusados sabiam da incorreção do imposto, mas o escolheram conscientemente para dar à DFB uma grande vantagem fiscal”, disse a promotoria em nota.

São Paulo empata com o River Plate no Morumbi com dois gols contra

access_time18/09/2020 09:01

Nessa quinta-feira, o São Paulo empatou por 2 a 2 com o River Plate em partida muito movimentada no Morumbi, válida pela terceira rodada do grupo D da Libertadores. Mesmo sem jogar há seis meses, os argentinos conseguiram um bom resultado no Morumbi. Os dois gols do Tricolor foram marcados por jogadores adversários, já que Enzo Pérez e Angileri mandaram contra a própria meta, enquanto Borré e Álvarez fizeram para o River. O Tricolor iniciou melhor em campo e, após Hernanes levar perigo em chute de fora da área, conseguiu abrir o placar após bela jogada coletiva. Reinaldo finalizou, a bola desviou em Enzo Pérez e morreu nas redes. Com a desvantagem, o River Plate acordou e passou a pressionar o Tricolor. O gol de empate saiu aos 18 minutos, com os argentinos envolvendo facilmente a defesa do São Paulo. Mesmo cansado no segundo tempo, o River Plate conseguiu chegar ao seu segundo gol, com Álvarez finalizando com liberdade dentro da área. No entanto, logo em seguida, Reinaldo foi a linha de fundo, cruzou para área e contou com desvio de Angileri contra o próprio patrimônio. Com o empate, o São Paulo chegou aos quatro pontos, na terceira colocação do grupo D. Na próxima rodada, o time visita a LDU, no Equador, na terça-feira que vem, às 21h30. Enquanto isso, o River Plate foi aos mesmos quatro pontos, na segunda posição da chave, com um maior saldo de gols. O próximo compromisso da equipe é contra o Binacional, no Peru, na terça-feira, às 21h30. O jogo – Depois de cinco minutos com poucas emoções, o São Paulo foi o primeiro a assustar no Morumbi, com Hernanes. O camisa 15 recebeu passe de Pablo e arriscou chute de esquerda de fora da área, exigindo defesa de Armani no canto. O Tricolor permaneceu no ataque e conseguiu abrir o placar aos nove minutos. Após boa jogada trabalhada, Igor Vinícius cruzou para dentro da área e Reinaldo finalizou de primeira. A bola desviou em Enzo Pérez e morreu na rede. Depois de sofrer o gol, o River Plate partiu para o ataque e Volpi fez sua primeira intervenção no jogo. Álvarez recebeu pela direita e, de fora da área, arriscou forte, parando em defesa do goleiro do São Paulo. Na sequência, os argentinos chegaram ao gol de empate. Em bela troca de passes, os visitantes chegaram com facilidade dentro da área do Tricolor. Álvarez recebeu de Matías Suárez e cruzou rasteiro para Borré, que finalizou e deixou tudo igual. Antes do intervalo, o São Paulo ainda conseguiu levar perigo em finalização de Hernanes. O meia aproveitou sobra na entrada da área, engatilhou o chute de esquerda e a bola passou rente à trave. Na etapa final, a bola rolou com menor intensidade do que nos 45 minutos iniciais. A primeira chance veio com Igor Gomes, que recebeu cruzamento rasteiro de Igor Vinícius e, de fora da área, chutou colocado à esquerda do gol. Com o River Plate cansado pela falta de ritmo de jogo, o Tricolor passou a ter mais posse, mas sem conseguir machucar o adversário. Em uma grande oportunidade, Pablo fez o pivô para Igor Vinícius que, de frente para Armani, optou por um passe ao invés de finalizar. Na primeira chegada do River Plate no segundo tempo, o time chegou à virada. Após sobra de bola dentro da área, Quarta serviu Álvarez dentro da área e finalizou forte, por cima de Volpi para marcar. No entanto, três minutos depois, o São Paulo conseguiu igualar o placar. Reinaldo invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro. Angileri tentou fazer o corte e mandou contra a sua própria meta.

5 a 0: Fla é dominado e sofre sua maior goleada na história na Libertadores

access_time18/09/2020 08:56

Diante de um dos trabalhos mais consistentes do continente, o Flamengo tomou um choque de realidade em Quito, no Casa Blanca: derrota por 5 a 0 para o Independiente Del Valle, do técnico Miguel Àngel Ramírez. Foi um passeio da equipe equatoriana frente ao desorganizado e apático Flamengo. O atual campeão esteve muito longe de atuar no nível que a Libertadores exige. Com o resultado, o Del Valle segue 100% e líder do Grupo A, com nove pontos após três rodadas. O Flamengo, com seis, permanece na segunda posição e segue no Equador: na próxima quarta-feira encara o Barcelona de Guayaquil. A estratégia de Dome foi por povoar o meio de campo e, assim como na vitória sobre o Fluminense, escalou Diego entre os titulares. O camisa 10 não foi bem e tampouco a ideia funcionou. Se não saiu para marcar alto a saída de bola rival, o Flamengo também não teve intensidade para travar o volume de jogo do Del Valle. Na base do toque de bola, o time de Miguel Àngel Ramírez teve a posse de bola e ampla vantagem em chances criadas. Foram nove finalizações antes do intervalo - sendo seis no gol - contra apenas uma do Rubro-Negro. Por maior que tenha sido domínio, o gol do Del Valle só saiu aos 40 minutos, com ótima infiltração de Moisés Caicedo na área. O jovem meia fez o corta-luz, recebeu de Gabriel Torres e finalizou no cantinho de César: 1 a 0. Altitude à parte, o Flamengo, com uma marcação desencaixada, "facilitou" para o rival. O Flamengo voltou do intervalo sem Diego e com Bruno Henrique, recuperado após 18 dias fora. Se na primeira etapa o Del Valle demorou a marcar, o segundo gol saiu logo aos 5 minutos. A liberdade para os equatorianos, contudo, foi a mesma. Preciado arrancou pela direita e passou por três. O lateral-direito tabelou com Murillo: dominou, olhou e acertou o ângulo da entrada da área. Isso tudo livre, sempre sem ser incomodado pela marcação. E o Flamengo sentiu. Depois do segundo gol, o time foi ainda mais apático e inoperante no jogo. O Del Valle logo se aproveitou e marcou 3 a 0 com Gabriel Torres. Outro bonito gol, em contra-ataque, com finalização no canto esquerdo de César. As substituições de Dome Torrent não mudaram em nada o cenário. Foi aos 35 que o Del Valle encontrou mais um contra-ataque. Com cinco passes a bola saiu da defesa para a letra de Jhon Sánchez, que fez o quarto golaço do líder do Grupo A na Copa Libertadores. Mais uma vez, a marcação desacertada facilitou a vida do time de Miguel Àngel. Erros individuais e coletivos se repetiam enquanto o Flamengo, atortoado, apenas torcida pelo fim do jogo. Para desespero dos rubro-negros, ainda houve tempo para mais um. Beder Caicedo - livre para surpresa de ninguém - recebeu na entrada da área e fez o quinto gol do Independiente Del Valle. Goleada histórica, com todos os méritos para os comandados de Miguel Àngel, apesar da atuação apática do adversário. FICHA TÉCNICA INDEPENDIENTE DE VALLE 5 X 0 FLAMENGO Estádio: Casa Blanca, em Quito (EQU) Data e horário: 17 de setembro, às 21h (de Brasília) Árbitro: Wilmar Roldan (COL) Assistentes: Miguel Roldan (COL) e Sebastian Vela (COL) Renda/Público: Portões fechados Gols: Moisés Caicedo (40'/1ºT), Preciado (5'/2ºT), Gabriel Torres (12'/2ºT), Jhon Sánchez (35'/2ºT) e Beder Caicedo (46'/2ºT) Cartão amarelo: Angelo Preciado (IDV); Willian Arão e Bruno Henrique (FLA) Cartão vermelho: Preciado (IDV) e Bruno Henrique (FLA) INDEPENDIENTE DEL VALLE (Técnico: Miguel Àngel Ramírez) Jorge Pinos; Preciado, Schunke, Segovía e Beder Caicedo; Cristian Pellerano, Moisés Caicedo e Lorenzo Faravelli (Mera, 30'/2ºT); Fernando Guerrero (Jhon Sánchez, 25'/2ºT), Jacob Murillo (Ortiz, 24'/2ºT) e Gabriel Torres (Montaño, 30'/2ºT). FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent) César; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê, 30'/2ºT); Willian Arão, Gerson (Thiago Maia, 19'/2ºT), Diego (Bruno Henrique, Intervalo), Everton Ribeiro (Michael, 20'/2ºT) e Arrascaeta (Pedro, 31'/2ºT); Gabriel Barbosa.