Kurupí
Notícias recentes
Comunicado de abastecimento

Comunicado de abastecimento

access_time13/08/2018 13:43

A Águas de Peixoto de Azevedo informa a população que devido à necessidade de manutenções emergência

Roraima pede ao STF suspensão da imigração na fronteira com a Venezuela

Roraima pede ao STF suspensão da imigração na fronteira com a Venezuela

access_time20/08/2018 15:18

O governo de Roraima pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que suspenda temporariamente a imigraçã

Avião que levava o DJ Alok sai da pista durante decolagem em MG

Avião que levava o DJ Alok sai da pista durante decolagem em MG

access_time21/05/2018 07:26

O avião que fazia o transporte do DJ Alok e sua equipe saiu da pista no aeroporto da Serrinha, em Ju

ESPORTE

Peixoto de Azevedo participará dos Jogos Vale do Teles Pires e Campeonato Centro-Oeste de Atletismo

access_time15/08/2019 10:52

A partir desta quinta-feira (15/08) o município de Peixoto de Azevedo estará participando do XXXIII JOGOS ESTUDANTIS VALE DO TELES PIRES, que acontecerá em Matupá nos dias 17 e 18 de agosto e 05 atletas participarão do Campeonato Centro-Oeste de Atletismo em Cuiabá. Jogos Vale do Teles Pires Em torno de 170 atletas do município de Peixoto de Azevedo estarão participando de uns maiores eventos esportivos do estado de Mato Grosso, o município participará no Futsal, Basquetebol, Voleibol, Handebol, Tênis de Mesa. Vôlei de Praia, Xadrez, Atletismo e Pentatlo, nas categorias A e B. Campeonato Centro Oeste de Atletismo Kenedy Wesley, Kailane Celina, Cassiano Oenig, André Luiz e Willian Alves, serão os atletas peixotenses que estarão participando nos dias 17 e 18/08 em Cuiabá deste evento nacional, eles foram selecionados para a seleção de Mato Grosso de atletismo. No evento haverá participação de atletas do Goiás, MS, Tocantins, Distrito Federal e outros, o técnico do atletismo de Peixoto, Elves Pinho acredita em grande resultados dos peixotenses no Vale do Teles Pires como no Centro-Oeste de Atletismo. A Administração municipal através da Secretaria Municipal de Esportes está dando total apoio nos eventos, bem como os patrocinadores individuais de alguns atletas para o Centro-Oeste.

Atletas do Atletismo de Peixoto de Azevedo conquistam medalhas no Estadual em Cuiabá

access_time06/08/2019 09:51

Mais uma vez Peixoto de Azevedo foi destaque no esporte a nível estadual, cinco atletas do atletismo conquistaram oito medalhas na etapa estadual de atletismo sub16 e sub23 neste final de semana em Cuiabá. O evento faz parte do calendário da CBAT, e vários municípios do estado participaram do evento, Peixoto de Azevedo esteve presente com 05 atletas em que a Prefeitura Municipal e mais alguns patrocinadores ajudaram a participação em Cuiabá. O Chefe do Departamento Municipal de Esportes, Lenilton Mardine falou que esta geração que vem treinando no atletismo são os futuros, Almir Junior e Arielton Costa, dedicados e vem alcançados grande resultados, o trabalho do técnico, Elves Pinho vem dando ótimos resultados. Agora de 15 a 18/08 acontece os Jogos Vale do Teles Pires em Matupá, na mesma semana tem o Campeonato Centro Oeste com quatro atletas classificados, Kenedy Wesley, Kailane Celina, Cassiano Oenig e Willian Alves e no mês de outubro tem o Jogos Escolares Estaduais Individuais em Cuiabá. Confiram os Resultados do dia 03 e 04/08. Categoria Adulto Sub23 Kailane Celina Ouro nos 400m e bronze nos 200m. William Alves Prata nos 400m. Cassiano Bronze no salto em distância e Bronze no salto triplo. Resultados do estadual Sub16 Kennedy Wesley Ouro nos 75m e Bronze no salto em distância. André Luiz Freitas Prata no 1.000 c/ obstáculos.

Ginástica rítmica ganha ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima

access_time06/08/2019 09:32

A equipe brasileira de ginástica rítmica conquistou nesta segunda-feira (5) sua primeira medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. As brasileiras marcaram 24,250 pontos na apresentação de equipes de três arcos e dois pares de maças e superaram as equipes do México (23,250 pontos) e de Cuba (22,200 pontos), que ficaram com as medalhas de prata e de bronze. A conquista amenizou a frustração das atletas pelo resultado obtido no sábado (3). Na ocasião, o grupo ficou com o bronze na disputa por equipes, na qual o Brasil mantinha uma hegemonia de medalhas de ouro nas últimas cinco edições do Pan. Nas apresentações individuais, a ginasta Bárbara Domingos conquistou a prata na fita. A atleta marcou 17,450 pontos na modalidade e superou a mexicana Karla Diaz, medalhista de bronze com 16,200 pontos. A medalha de ouro ficou com a norte-americana Evita Griskenas, que marcou 17,950 pontos. Esgrima O Brasil também alcançou hoje seu melhor resultado na esgrima em todas as edições dos Jogos  Pan-Americanos. A atleta Bia Bulcão conquistou medalha de bronze na modalidade florete feminino, após ter sido derrotada na semifinal. A vencedora da disputa, a norte-americana Lee Kiefer, é a atual campeã mundial da categoria e detém o título no Pan desde 2010. Na categoria espada masculina, Nicolas Ferreira perdeu para o venezuelano Ruben Limardo Gascón e está fora da disputa por medalhas. Já o brasileiro Athos Schwantes venceu o argentino Jose Feliz Dominguez por 15 a 10 e avançou para as quartas de final. Tênis de mesa No tênis de mesa feminino, as brasileiras Bruna Takashi e Jessica Yamada venceram as partidas realizadas hoje e avançaram às quartas de final. Bruna superou a equatoriana Nathaly Paredes por 4 sets a 1 (11/6, 11/6, 15/17, 11/5 e 11/4). Jessica venceu a cubana Daniela Fonseca por 4 sets a 2 (11/9, 11/6, 6/11, 9/11, 11/8 e 11/7). Na disputa por duplas mistas, a equipe brasileira formada pelos atletas Gustavo Tsuboi e Bruna Takahashi venceram os porto-riquenhos Brian Afanador e Adriana Diaz por 4 a 1 (7/11, 13/11, 15/13, 11/9 e 11/7). Com o resultado, a dupla foi para a disputar da medalha de ouro, mas perdeu para os canadenses Mo Zhang e Eugene Wang por 4 a 1 e ficaram com a prata. Outras modalidades Na ginástica de trampolim, o brasileiro Rayan Dutra ficou sem medalha após marcar 55,215 pontos em sua apresentação. Ele terminou o Pan de Lima em quinto lugar. A medalha de ouro ficou com o canadense Jérémy Chartier (57,440 pontos). Os norte-americanos Jeffrey Gluckstein (57,290 pontos) e Ruben Padilla (57,160 pontos) ficaram com a prata e o bronze. No polo aquático, a equipe feminina do Brasil disputou hoje sua segunda partida no Pan e para os Estados Unidos e perdeu por 20 a 4. Na primeira partida, realizada no domingo (4), as atletas haviam vencido a Venezuela pelo placar de 15 a 4. Nos saltos ornamentais, os brasileiros Isaac Nascimento de Souza e Kawan Pereira disputaram a preliminar da plataforma de 10 metros e se classificaram para a final. Isaac terminou em sexto, enquanto Kawan ficou em 11º lugar. A final será realizada ainda hoje (5), às 22h37 (horário de Brasília). Quadro de medalhas O Brasil segue na vice-liderança do quadro de medalhas dos Jogos Pan-Americanos de Lima. A delegação conquistou 23 medalhas de ouro, 17 de prata e 35 de bronze, 75 no total. O Canadá aparece em seguida, com 21 medalhas de ouro, 38 de prata e 25 de bronze, 84 no total. A liderança do quadro está com os Estados Unidos, que já conquistaram 57 medalhas de ouro, 46 de prata e 37 de bronze, totalizando 140 medalhas.

Handebol feminino é ouro no Pan e garante vaga na Olimpíada de Tóquio

access_time01/08/2019 08:32

O Brasil encerrou a noite de terça-feira (30), sétimo dia de competições nos Jogos Pan-Americanos de Lima, com mais duas medalhas, uma de ouro e uma de bronze – no decorrer do dia, os brasileiros já tinham conquistado sete. O ouro veio do handebol feminino, após um clássico de tirar o fôlego entre Brasil e Argentina. As brasileiras confirmaram a hegemonia na modalidade vencendo as argentinas de virada, por 30 a 21, diante de um ginásio lotado. Além de faturar o ouro e o hexacampeonato no handebol, as brasileiras asseguraram presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. A noite terminou bem, mas o início foi difícil para as atletas brasileiras: o nervosismo marcou o começo do jogo e, em vários momentos, a seleção ficou atrás no placar. Além de falhas na defesa, o Brasil errou bolas fáceis no ataque e esbarrou na excelente atuação da goleira Mirasol Carratú. Apesar das dificuldades, a seleção conseguiu equilibrar a partida e foi para o intervalo com um empate em 12 a 12. O segundo tempo foi totalmente diferente: as brasileiras voltaram à quadra determinadas e mostraram por que eram as  favoritas ao hexa. Logo aos 2 minutos, o Brasil assumiu a frente do placar, com um gol de Patrícia, e rapidamente ampliou a vantagem para 20 a 15. Daí em diante, o domínio foi verde e amarelo até a vitória final por 30 a 21. Entre os destaques em quadra, brilharam a goleira Renata, de apenas 20 anos, e a jogadora Deonise, a única do elenco campeã em quatro edições do Pan. Boxe em alta A noite também  foi boa pra a boxeadora Beatriz Soarez Ferreira, que  já garantiu ao menos a medalha de prata. Beatriz classificou-se para a grande final na categoria 57-60Kg, após derrotar a norte-americana Rashida Ellis. A brasileira, que já conquistou uma medalha de bronze na última segunda-feira, é grande favorita ao ouro: a decisão do título será contra a argentina Dayana Sanches, na próxima sexta-feira (2), às 21h (horário de Brasília). Outra boxeadora brasileira, Flávia Figueiredo, faturou a segunda medalha da noite desta terça: ela ficou com o  bronze na categoria 75Kg, depois de perder a luta para a norte-americana Naomi Graham.

Brasil conquista três medalhas em domingo de disputas no Pan

access_time29/07/2019 08:27

O ciclista Henrique Avancini, 30 anos, terminou a prova de cross country masculino do mountain bike em segundo lugar, ficando com a medalha de prata da categoria nos Jogos Pan-Americanos de Lima, Peru. Esta foi a segunda medalha que os atletas brasileiros conquistaram hoje (28) no ciclismo de montanha. Mais cedo, a brasileira Jaqueline Mourão, 43 anos, já tinha faturado a medalha de bronze do cross country feminino. Também neste domingo (28), o coronel da Força Aérea Brasileira (FAB) Júlio Almeida Antonio de Souza, 49 anos, ganhou uma medalha de bronze. Atleta de tiro esportivo, ele marcou 217.3 pontos na categoria 10 metros com pistola de ar, ficando atrás do cubano Jorge Potrillé (237.3 pontos) e do norte-americano Nickolaus Mowrer (236.7). Ainda esta noite, atletas brasileiros disputam medalhas na ginástica artística masculina e no taekwondo, categoria abaixo dos 68 quilos, com Edival Marques, 21 anos. Até o momento, o Brasil ocupa a sétima posição no quadro de resultados. Com 11 medalhas ganhas, sendo duas de ouro; quatro de prata e cinco de bronze, o país aparece atrás do México (21); dos Estados Unidos (20); da Argentina (9); do Peru (8); de Cuba (7) e do Canadá (12). Primeiro dia O Brasil conquistou oito medalhas durante o primeiro dia de disputas dos Jogos Pan-Americanos, ontem (27). Luisa Baptista, 25, e Bruna Wurts, 18, ficaram com o ouro no triatlo individual feminino e na patinação artística, respectivamente. As três medalhas de prata que o Brasil obteve ontem foram conquistadas pela atleta do taekwondo, Talisca Reis, 29, e pelos triatletas Manoel Messias, 22, e Vittoria Lopes, 23. O bom resultado brasileiro no primeiro dia de disputas contou ainda com as medalhas de bronze obtidas pela equipe feminina de ginástica artística; pelo patinador artístico Gustavo Casado, 28; e por Paulo Souza, do taekwondo, na categoria abaixo de 58 quilos.

Bruno Fratus conquista a prata nos 50m livre pela segunda vez seguida; Caeleb Dressel é ouro

access_time27/07/2019 09:03

Bruno Fratus conquistou, na manhã deste sábado, a medalha de prata nos 50m livre do Campeonato Mundial de natação, em Gwangju, na Coreia do Sul. Ele nadou a prova em 21s45, chegando empatado com o grego Kristian Gkolomeev. O ouro foi para o americano Caeleb Dressel que, com 21s04, quebrou o recorde do campeonato, que pertencia a Cesar Cielo. O brasileiro, porém, mantém o recorde mundial (20s91). - É uma faca de dois gumes. Terceiro pódio seguido, quer dizer muito para mim, ser vice-campeão mundial de novo é grande, é enorme para mim. Por outro lado, queria nadar mais rápido, fazer 21s0 dá para fazer, não é de outro mundo - disse Fratus. Antes da partida, os árbitros demoraram quase um minuto para chamarem os atletas para o bloco, o que desconcentrou alguns deles. O público vaiou a demora. Fratus caiu um pouco atrás na piscina, mas conseguiu se recuperar bem para bater em segundo lugar. - Se a prova tivesse sido ganha em 20s7 ou 20s6, estaria fora do meu alcance. Mas dá para fazer o tempo que ele fez, dá para fazer 21s0, até 20s9. Na análise biomecânica, dá para fazer mais rápido que isso. É treinar para que faça a prova certa - disse. É a quarta medalha de Bruno Fratus conquista em Campeonatos Mundiais. Ele foi bronze nos 50m livre em Kazan, Rússia, 2015, e levou duas medalhas em Budapeste, Hungria, 2017: prata nos 50m livre e no revezamento 4x100m livre. Fratus disputou neste sábado sua quarta final dos 50m livre. Em 2011, em Shangai, na China, ficou em quinto lugar. Depois, vieram três medalhas seguidos, em 2015, 2017 e 2019. No período, foi finalista olímpico em Londres 2012, com o quarto lugar, e na Rio 2016, em sexto. No caminho até a final, Bruno fez o quarto tempo nas eliminatórias, 21s71, e o segundo na semifinal, com 21s51. Nas duas fases, Caeleb Dressel ficou na frente, anotando 21s49 e 21s18. A temporada de Fratus foi muito boa. Nos torneios preparatórios, conquistou inúmeras medalhas de ouro nos eventos da Europa. Chegou ao Mundial com os três melhores tempos do mundo, mas na semifinal perdeu o posto de líder do ranking para Dressel. Guilherme Guido não avança O brasileiro Guilherme Guido ficou em sexto lugar em sua série, nono no geral, na semifinal dos 50m costas, e não avançou para a final. Ele anotou 24s87 e ficou a apenas um centésimo de um lugar na decisão. O melhor tempo foi do russo Kliment Kolesnikov, que anotou 24s35.

Brasil estreia no Pan com vitórias no vôlei de praia

access_time24/07/2019 17:40

O Brasil estreou com o pé direito no Pan de Lima. No primeiro dia de competições, as duplas brasileiras de vôlei de praia não deram chances aos adversários e confirmaram o favoritismo. A dupla masculina foi a primeira a entrar em quadra, para encarar a Costa Rica. Oscar Brandão e Thiago Dealtry venceram Sebastian Valenciano e Victor Alpizar por 2 sets a 0, com parciais de 21 a 13 no primeiro set e 21 a 14 no segundo. Foi uma partida rápida, resolvida em cerca de meia hora. Oscar marcou nove pontos, enquanto Thiago garantiu 14 pontos para a dupla brasileira. Ainda mais rápida e fácil foi a estreia da dupla feminina. Carol Horta e Ângela Rebouças venceram Melanie Valenciana e Mannika Charles, das Ilhas Virgens, por 2 sets a 0, parciais de 21 a 8 no primeiro set e 21 a 7 no segundo. Cada set durou 11 minutos e em menos de meia hora a vitória já estava confirmada. A dupla brasileira chegou a abrir 10 a 0 no início da partida, confirmando o favoritismo desde o início. As partidas ocorreram em uma quarta-feira fria e nublada em Lima, em uma atmosfera em que nada remete a partidas de vôlei de praia. A dupla feminina entra em ação novamente amanhã (25), para enfrentar o Chile, às 16h. As chilenas também vêm de vitória por 20 a 0, contra o México, na primeira rodada. Já a dupla masculina enfrentará o Uruguai, amanhã, às 11h50. Os uruguaios estrearam bem, vencendo Cuba por 2 sets a 1. O vôlei de praia abriu os trabalhos no Pan de Lima, com partidas durante toda a tarde. O handebol feminino foi a outra modalidade do dia. O Brasil entra em quadra às 22h30 de hoje contra Cuba. Apesar das disputas já terem iniciado, a abertura oficial dos jogos será apenas na sexta-feira (26).

Gabriel Medina é campeão da etapa sul-africana do mundial de surfe

access_time20/07/2019 09:45

Em uma final brasileira sexta-feira (19) na Praia de Supertubes, em Jeffreys Bay, na África do Sul, Gabriel Medina conseguiu seu primeiro título no circuito mundial de surfe deste ano. Com notas 9,77 e 9,73, Medina superou o compatriota Ítalo Ferreira e venceu a Corona Open J-Bay, a sexta de onze etapas do mundial. Com o título, Medina subiu da oitava para a sétima posição no ranking mundial, com 26.895 pontos, ultrapassando o norte-americano Kelly Slater. Apesar da vitória, Medina ainda está fora da zona de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Para se classificar para a olimpíada, é preciso não só ficar entre os dez primeiros colocados do circuito, como também ser um dos dois brasileiros mais bem posicionados, porque cada país só pode classificar dois atletas por categoria. À frente de Medina, estão os brasileiros Filipe Toledo, que terminou em terceiro na etapa de J-Bay e está em segundo colocado no mundial, com 33.280 pontos, e o vice-campeão da etapa, Ítalo Ferreira, em quarto com 29.950. Além da vaga para Tóquio, Medina busca seu terceiro título mundial. Ele foi campeão em 2014 e 2018. A classificação do circuito mundial de surfe deste ano é liderado pelo norte-americano Kolohe Andino, com 33.845 pontos. A próxima etapa será disputada em Teahupo’o, no Taiti, entre 21 de agosto e 1º de setembro. Mulheres No feminino, as duas brasileiras, Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb, foram eliminadas nas oitavas de final. Com o resultado, Tatiana caiu da sétima para a oitava posição no mundial, com 25.120 pontos, mas ainda está dentro da zona de classificação para Tóquio 2020, já que as oito melhores entram na olimpíada. Tatiana está à frente da costarriquenha Brisa Hennessy, que tem 21.840 pontos. Já Silvana Lima subiu da 14ª para a 13ª posição na nking, com 16.800 pontos.  O mundial feminino é agora liderado pela havaiana Carissa Moore, que conquistou o título da etapa de J-Bay, e está com 41.175 pontos.

Brasil conquista título mundial de esgrima pela 1ª vez

access_time18/07/2019 17:38

Nathalie Moellhausen conquistou a inédita medalha de ouro no Individual de Espada Feminina para o Brasil após vencer na final a chinesa Sheng Lin, por 13 /12, no golden score, nesta quinta-feira, no Mundial de Esgrima de Budapeste, na Hungria. Além de ter sido campeã mundial, aos 33 anos, a italiana naturalizada brasileira obteve o primeiro pódio da história do país na competição. Nathalie comandou o placar durante quase todo o confronto e, ao final, superou Sheng, que chegou a Budapeste na 13ª colocação no ranking mundial. Já a brasileira está na 22ª posição e, após o resultado obtido na competição, subirá alguns degraus na classificação. No próximo sábado, dia 20, Nathalie ainda disputa a competição por equipes pelo Brasil. Nathalie Moellhausen no pódio - campeã mundial de esgrima — Foto: Reprodução/FIE O caminho até a final não foi fácil para Nathalie. Nas semifinais, ela derrotou Vivian Kong, de Hong Kong, por 15/11, e não se intimidou frente à terceira colocada no ranking mundial ao ficar à frente do placar durante a maior parte da disputa. Nas quartas de final, quando ao vencer ela já assegurou a medalha de bronze, foi beneficiada pelo uso do VAR, que corretamente anulou um ponto dado à sua adversária, a natural de Luxemburo Lis Rottler, e no golden score a brasileira venceu por 11/10. Antes, na madrugada desta quinta-feira, Nathalie havia superado a polonesa Renata Knapik-Miazga, por 15/12, e depois passou pela chinesa Mingye Zhu, por 15/10. Após o Mundial da Hungria, Nathalie já se prepara para os Jogos Pan-Americanos de Lima. Na capital peruana, ela vai defender as medalhas de bronze obtidas tanto no individual quanto por equipes para o Brasil, em 2015, durante os Jogos de Toronto. Ao término dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Nathalie começou a competir pelo Brasil e, além das medalhas nos Jogos de Toronto 2015, ela também defendeu o país nos Jogos Olímpicos Rio 2016, quando chegou às quartas de final e terminou entre as oito melhores da competição. Pela Itália, a esgrimista já tinha conquistado uma medalha de ouro por equipes, durante o Mundial da Turquia, em 2009, além das medalhas de bronze nos Mundiais da França, em 2010, no individual, e Itália, em 2011, por equipes. A campanha do ouro Vitórias na fase preliminar Violetta Khrapina (RUS) Paria Mahrokh (IRL) Kaylin Sin Yan Hsieh (HKG) Eliana Lugo (VEN) Vladislava Andreyeva (CAZ) Tamara Chwojnik (ARG) Renata Knapik-Miazga (POL) Mingye Zhu (CHN) Vitórias na reta final Oitavas: Alberta Santuccio (ITA) - 15 x 14  Quartas: Lis Rottler-Fautsch (LUX) - 11 x 10 Semifinal: Man Wai Vivian Kong (HKG) - 15 x 11 Final: Sheng Lin (CHN) - 13 x 12

Japaz 2019 terá sua abertura no dia 12 de julho

access_time03/07/2019 10:44

O Ginásio da Vila Olímpica está recebendo os últimos acabamentos na pintura da quadra e as novas tabelas de basquete já chegaram, tudo estará pronto para uma grande festa esportiva no dia 12 de julho fazendo parte das comemorações do 33º Aniversário do município. Os Jogos Abertos de Peixoto de Azevedo (JAPAZ) este ano terá participação de 11 equipes, muitas investirão pesado, trazendo atletas da região e até de Cuiabá. O evento tem sua abertura marcada para sexta-feira (12), às 19h no Ginásio da Vila Olímpica, no total nas modalidades coletivas acontecerá em torno de 100 jogos o evento é organizado pela Secretaria Municipal de Esportes de Peixoto de Azevedo com total apoio da Prefeitura Municipal. Confira as chaves: Futsal Masculino CHAVE A Koiots Taurus Gtã 19 de Julho Chatuba Gtã CHAVE B Matupá Bom Futuro Galácticos Mercenários CHAVE C Vinícius de Moraes Estudantes Indígenas RDI Voleibol Masculino CHAVE A Matupá 19 de Julho Galácticos Taurus CHAVE B Estudantes Indígenas RDI Koiots Voleibol feminino CHAVE A Koiots Mercenários Bom Futuro RDI CHAVE B Matupá 19 de Julho Taurus Basquetebol Masculino CHAVE A Matupá Taurus Vinícius de Moraes/Mercenários CHAVE B Koiots Bom Futuro RDI 19 de Julho Handebol Masculino CHAVE A Vinícius de Moraes Koiots RDI CHAVE B Matupá 19 de Julho Chatuba Gtã CHAVE C Taurus Bom Futuro Mercenários Futsal Feminino CHAVE A Matupá Taurus RDI CHAVE B Koits 19 de Julho Bom Futuro Futsal Mirim CHAVE A Koits Bom Futuro Taurus CHAVE B Matupá 19 de Julho RDI Handebol Feminino Taurus Koiots RDI Matupá Basquetebol Feminino Taurus RDI Matupá Bom Futuro