anuncie aqui
Notícias recentes
Após TAC, balneários têm dois anos para regulamentar uso de águas termais em MT

Após TAC, balneários têm dois anos para regulamentar uso de águas termais em MT

access_time12/07/2018 09:14

Nove balneários localizados na região Sul de Mato Grosso terão dois anos para regularizar a exploraç

Investigação internacional mostra que míssil que derrubou voo na Ucrânia era russo

Investigação internacional mostra que míssil que derrubou voo na Ucrânia era russo

access_time24/05/2018 10:59

A equipe internacional que investiga a tragédia do voo MH17 da Malaysia Airlines de julho de 2014 na

Mais de 200 mil eleitores tiveram o título cancelado e não poderão votar nas próximas eleições

Mais de 200 mil eleitores tiveram o título cancelado e não poderão votar nas próximas eleições

access_time22/05/2018 09:37

Mais de 200 mil eleitores tiveram o título cancelado e não poderão votar nas próximas eleições, segu

NEGÓCIOS

Produtores rurais investem em arrendamento de terras para aumentar produção de soja

access_time19/11/2018 09:24

Os produtores rurais de Mato Grosso aumentaram a procura de arrendamento de terras no norte do estado para reduzir custos e aumentar a produção de soja. Segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), os proprietários das terras disponibilizadas para arrendamento são pequenos produtores, que recebem entre quatro a dez sacas do grão por hectare. O arrendamento é uma forma de ampliar as áreas de cultivo nas lavouras. O produtor rural, Gilberto Baldissera, que tem uma fazenda em Sinop, a 503 km de Cuiabá, cultiva 1,5 mil hectares de soja. Com o arrendamento, são 300 hectares a mais do que na safra anterior. O cultivo foi ampliado devido ao arrendamento de terra, que fica ao lado da propriedade dele. “A gente fazia o plantio de milho também, e apareceu essa área do lado, e com o maquinário que temos conseguimos utilizar a área”, disse. O pagamento do arrendamento é feito com o grão produzido. A cada safra dez sacos do grão são entregues ao dono da propriedade por hectare colhido. De acordo com o corretor de imóveis agrícolas Elexandro dos Reis Silva, a procura dos produtores rurais tem sido maior do que o número de áreas disponíveis para arrendamento. “A procura aumentou de 10% a 20%, e o estado está expandindo na produção de grãos e o cultivo de lavoura tem aumentado bastante”, avaliou. Segundo o representante da Aprosoja, Adelmo Zuanazzi, os proprietários das terras disponibilizadas para arrendamento são pequenos produtores. Ele explicou que um dos motivos para o arrendamento de terras ser realizado é o alto custo de produção para os pequenos produtores. “A área de gestão da propriedade, quando você contrata um agrônomo ou um advogado para cuidar dos seus negócios, ele pode assessorar alguém com mil hectares como dez mil com o mesmo custo. Isso acaba onerando o pequeno e o médio produtor”, avaliou.

Inflação da zona do euro em outubro é confirmada em maior alta de quase 6 anos

access_time16/11/2018 09:07

A inflação na zona do euro subiu em outubro em seu ritmo mais rápido em quase seis anos, impulsionada pelos preços de energia, disse a agência de estatísticas da União Europeia nesta sexta-feira (16), confirmando sua estimativa anterior. O núcleo da inflação, que exclui energia e alimentos, foi revisada para baixo. A Eurostat disse que os preços ao consumidor nos 19 países que compartilham o euro subiram 2,2% em outubro sobre o ano anterior, após um aumento de 2,1% em setembro e de 2% em agosto. Este foi o maior aumento desde dezembro de 2012. O resultado sustenta a decisão do Banco Central Europeu de encerrar seu programa de compra de títulos no final do ano, já que a inflação está agora superando a meta do BCE de uma alta abaixo mas próxima de 2% no médio prazo. Em notícias menos positivas para o BCE, a inflação excluindo os componentes voláteis de energia e alimentos não processados ​​- o núcleo que o banco central observa em suas decisões de política monetária - foi revisado para baixo pela Eurostat para 1,2% na base anual, de uma estimativa anterior de 1,3%. No entanto, ainda permanece crescendo mais rápido do que o aumento de 1,1%registrado em setembro. A inflação subiu 0,2% em outubro, em linha com as expectativas do mercado, mas desacelerou de 0,5% em setembro.

Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda

access_time16/11/2018 09:00

A Receita Federal paga nesta sexta-feira (16) o sexto lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física da declaração de 2018. O pagamento também contempla lotes residuais das declarações de 2008 a 2017. Ao todo, a Receita restituirá R$ 1,9 bilhão a 1.142.680 contribuintes. Desse total, 991.153 declarações são do Imposto de Renda deste ano, cujo pagamento totalizará R$ 1,676 bilhão. A consulta ao sexto lote foi liberada na sexta-feira, dia 9. As restituições terão correção de 4,16%, relativa às declarações de 2018, a 106,28%, para as declarações de 2008. Os índices equivalem à taxa Selic – juros básicos da economia – acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês. A relação dos contribuintes está disponível na página da Receita Federal na internet. A consulta também pode ser feita pelo telefone 146 ou nos aplicativos da Receita Federal para tablets e smartphones. Caso o valor não seja creditado nas contas informadas na declaração, o contribuinte deverá receber o dinheiro em qualquer agência do Banco do Brasil. Também é possível ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, no nome do declarante, em qualquer banco.

Atividade econômica cresce 1,74% no terceiro trimestre

access_time16/11/2018 08:58

A economia brasileira registrou crescimento no terceiro trimestre deste ano. A expansão, calculada pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (16), chegou a 1,74% na comparação com o segundo trimestre. Em setembro, comparado a agosto, houve queda de 0,09%. Na comparação com o terceiro trimestre de 2017, o crescimento do IBC-Br chegou a 1,72%. No ano, o IBC-Br registra expansão de 1,14% e, em 12 meses encerrados em setembro, o crescimento de 1,45%. O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajudar o Banco Central a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Alunos SCFV e Luz do Amanhã ganham sala de jogos

access_time14/11/2018 10:36

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Peixoto de Azevedo colocou a disposição para crianças dos programas sociais desenvolvidos pela Secretaria uma ampla sala de jogos. Um verdadeiro presente de natal para as crianças do Serviço de Convivência e fortalecimento de vínculos e alunos do Projeto Luz do Amanhã que está sendo disponibilizado pela Secretária Marisete de Souza que se empenhou para equipar esta sala de jogos. A sala de jogos tem a disposição das crianças uma mesa de aero hockey, pebolim, tabela de basquete eletrônico, tênis de mesa, dama, xadrez, 03 pula pulas, brinquedos infantis e inclusão social entre outros.

Bairro Liberdade está ganhando ruas pavimentadas

access_time14/11/2018 10:33

Após o trabalho de base realizado diretamente por máquinas e homens da Secretaria Municipal de Obras agora chegou a hora da aplicação da camada de Pavimentação Asfáltica. No Bairro Liberdade serão aproximadamente 30.000 mts² de pavimentação que estão sendo realizados com recursos próprios da administração municipal. Moradores disseram a reportagem que um sonho está sendo realizado, que estão ganhando um verdadeiro Presente de Natal. Esta obra está acontecendo graças as economias de uma administração ajustada e enxuta que consegue desta forma realizar obras como esta com recursos próprios, mais um Compromisso da administração do Prefeito Maurício Ferreira e da Vice prefeita Benta Noleto sendo cumprido com a população de Peixoto de Azevedo.

Sobe para 50 o número de mortos nos dois incêndios na Califórnia

access_time14/11/2018 10:16

As autoridades americanas informaram nesta terça-feira (13) que encontraram outros seis corpos no gigantesco incêndio que queima desde a última quinta-feira (8) o norte da Califórnia, o que aumentou o número total de mortos nos dois grandes incêndios ativos no estado para 50. O xerife do condado de Butte, Kory Honea, afirmou que ainda há pessoas desaparecidas e que pediu o apoio de 100 reservistas da Guarda Nacional dos Estados Unidos para que ajudem nas tarefas de localização de restos humanos. Até segunda-feira, o número de desaparecidos reportados pelas autoridades era de cerca de 200, mas Honea disse não poder dar um número atualizado (que não conte os que foram localizados nas últimas horas) por conta do enorme volume de trabalho causado pela situação caótica. Mais mortífero e mais destrutivo O incêndio chamado "Camp Fire", que está situado 280 km ao nordeste de San Francisco e engoliu totalmente a cidade de Paradise (de 27.000 habitantes), já é o mais mortífero da história do estado, com 48 mortos, além do mais destrutivo por ter arrasado 8.917 edifícios. Até então, o incêndio que atingiu o Griffith Park (Los Angeles), em 1933, tinha deixado 29 mortos era considerado o mais letal da história da Califórnia, de acordo com o Departamento de Bombeiros da Califórnia (Cal Fire). As outras duas vítimas morreram no outro grande incêndio que queima o sul do estado, perto de Los Angeles, o "Woolsey Fire", e cujos corpos foram achados carbonizados no veículo usado para tentar escapar das chamas. Nessa região fica os condados de Ventura - onde fica a cidade de Malibu, residência de várias estrelas de Hollywood - e de Los Angeles. Famosos tiveram que deixar suas casas e relataram a destruição causada pelas chamas. Paradise, a cidade que ficou completamente arrasada pela conflagração, se encontra aos pés da Sierra Nevada, em meio a um clima seco e ensolarado que no último meio século atraiu muitos aposentados, o que fez com que a população se triplicasse em 50 anos. Meios de comunicação locais apontaram que muitas das pessoas que permanecem desaparecidas são idosos, alguns com mobilidade reduzida, o que teria dificultado sua fuga. O incêndio começou na manhã de quinta e desde então queimou 52.600 hectares de um terreno extremamente seco. A polícia local indicou que faz mais de 200 dias que choveu pela última vez na área. Por enquanto, os bombeiros conseguiram conter apenas 35% das chamas desse incêndio. As origens dos incêndios Camp e Woolsey foram listadas como "sob investigação", mas duas prestadoras de serviço, Southern California Edison e Pacific Gas & Electric , relataram a agências reguladoras que tiveram problemas com linhas de energia ou subestações por volta do horário em que se relatou o início dos incêndios. Ajuda da Guarda Nacional As tropas da Guarda Nacional norte-americana devem chegar nesta quarta a Paradise para ajudar nas buscas por vítimas. O contingente de cerca de 100 policiais militares treinados para buscar e identificar restos humanos, reforçará as equipes de resgate lideradas por médicos legistas, unidades de cães farejadores e antropólogos forenses que já vasculham o cenário. Na noite de terça-feira, graças a diminuição dos ventos e a elevação dos níveis de umidade, equipes de bombeiros conseguiram abrir linhas de contenção ao redor de mais de um terço dos dois incêndios, reduzindo a ameaça imediata a vidas e propriedades. O secretário do Interior dos EUA, Ryan Zinke, e o governador da Califórnia, Jerry Brown, devem visitar às áreas nesta quarta-feira, depois que o presidente Donald Trump declarou as zonas áreas de desastre, acelerando a liberação de assistência federal. Veja os números do incêndio: 505,86 km² – É a extensão da área queimada pelo Camp Fire, segundo a Nasa. O número equivale a cerca de um terço do município de São Paulo ou pouco mais de toda a área de Porto Alegre. 8,9 mil – Número de construções destruídas pelo incêndio, o que torna o Camp Fire o mais destrutivo da história da Califórnia, segundo o "New York Times". 48 mortos – Número de mortos apenas no Camp Fire. Com o incêndio no sul da Califórnia, perto de Malibu, o total de pessoas que morreram nas queimadas no estado chegou a 50; 228 desaparecidos – Alto número de desaparecidos deve elevar o número de mortos nos incêndios; 27 mil habitantes – Viviam em Paradise, cidade no norte da Califórnia completamente destruída pelo incêndio.

Imposto de importação aumenta custos de produtos nacionais

access_time14/11/2018 10:14

Estudo inédito do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) contabiliza que a sociedade brasileira gasta R$ 130 bilhões a mais para usufruir serviços, consumir produtos industrializados ou primários por causa de barreira tarifária. O valor equivale à “assistência efetiva”, definida pelo Ipea como uma estimativa do valor líquido indiretamente recebido pelos produtores domésticos em função da proteção que as tarifas de importação proveem a esses produtores, permitindo que eles pratiquem preços mais elevados no mercado doméstico do que aqueles que prevaleceriam na ausência da tarifa. “Esses R$ 130 bilhões não é o governo que está arrecadando. São os produtores que estão ganhando um valor adicional pelo fato de poderem cobrar mais caro pelos produtos que vendem aqui dentro porque o importado sairia mais caro por conta da tarifa”, explica Fernando Ribeiro, coordenador do estudo. De acordo com a nota técnica do Ipea, disponível no site do instituto, a indústria de transformação é a que mais se beneficia com a possibilidade de cobrança de Imposto de Importação. Em 2015, a tributação para produtos industrializados ergueu uma barreira equivalente a R$ 150 bilhões, que garante uma reserva de mercado. “Tem uma economia política em que muitos setores se organizam, fazem lobby, fazem pressão, para ao menos conseguir preservar o nível de proteção. Principalmente, quando eles percebem que não têm um nível de competitividade adequado ou precisam dessa proteção para conseguir se manter no mercado”, descreve Ribeiro Os benefícios para alguns setores econômicos custeados pela sociedade ainda são maiores. O estudo não contabiliza subsídios diretos, barreiras não tarifárias e desonerações de outros impostos. O Ipea calcula que a “assistência efetiva” é maior para subsetores de produção de automóveis, caminhões e ônibus; de vestuário e acessórios, de têxteis; de biocombustíveis; e de informática, produtos eletrônicos e ópticos. A análise assinala que os setores de serviços, construção civil e a indústria extrativista não se beneficiam de barreiras tarifárias. "O que está em jogo é o que a sociedade como um todo está pagando a mais para os produtores domésticos, que são esses R$ 130 bi, porque existe uma tarifa de importação que permite que eles vendam mais caro do que eles venderiam se não houvesse a tarifa", diz Ribeiro. Transparência Para Ivan Oliveira, diretor de Estudos e Relações Econômicas e Políticas Internacionais do Ipea, o estudo cria transparência sobre os efeitos de parte da política tarifária, e o que pode ser útil para decisões da equipe econômica do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). “Pelo menos a sociedade consegue ter em reais os custos dessa proteção por meio de tarifas, e o próximo governo vai poder, com esses números à mão, fazer avaliações por onde fazer uma avaliação de políticas tarifárias no país”, defende. O programa de governo de Jair Bolsonaro, disponível no site da Justiça Eleitoral, propõe “a redução de muitas alíquotas de importação e das barreiras não -tarifárias”. Conforme dados da Receita Federal, o Imposto de Importação correspondeu a 2,42% do total arrecadado em 2017. Segundo Ivan Oliveira e Fernando Ribeiro, a política tributária e o eventual uso de barreiras podem servir como meio para estimular a produção em setores que se considere estratégico. Segundo eles, o estudo do Ipea fornece informações para o governo e o Congresso Nacional tomarem essas decisões.

Inep divulga gabaritos do Enem; resultado final sairá em janeiro

access_time14/11/2018 10:12

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulga hoje (14) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na página do exame. Além dos gabaritos, o Inep vai divulgar os cadernos de questões aplicados nos últimos dias 4 e 11 a mais de 4 milhões de estudantes em todo o país. Mesmo com o gabarito, os candidatos não conseguirão saber a nota que tiraram porque o sistema de correção do Enem usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele. Dessa forma, o candidato só saberá a sua nota nas provas objetivas após a divulgação do resultado final, em janeiro. Os resultados individuais do Enem serão divulgados no dia 18 de janeiro. Segunda-feira (12), o Inep anulou uma das questões da prova de matemática por já ter sido usada em um vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 2013, descumprindo os requisitos de ineditismo e sigilo do exame. A autarquia instaurou sindicância para apurar responsabilidades. O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro. No primeiro domingo, os estudantes fizeram provas de linguagem, ciências humanas e redação. No segundo domingo, fizeram provas de ciências da natureza e matemática. A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Comunicado da Secretaria Municipal de Assistência Social de Peixoto de Azevedo

access_time12/11/2018 15:45

Todas as pessoas que fizeram cursos da Secretaria Municipal de Assistência Social de Peixoto de Azevedo em 2018, deverão comparecer no CRAS com a máxima urgência para retirar seus convites para o evento de entrega dos certificados que acontecerá no próximo dia 23.