anuncie aqui
Notícias recentes
A modelo que desafia estereótipos de beleza ostentando 'monocelha'

A modelo que desafia estereótipos de beleza ostentando 'monocelha'

access_time05/07/2018 07:27

Sophia Hadjipanteli tem a beleza típica das modelos que vemos nas passarelas e catálogos, a não ser

Morre quinta criança com suspeita de infecção pelo vírus da raiva humana no Pará

Morre quinta criança com suspeita de infecção pelo vírus da raiva humana no Pará

access_time12/05/2018 09:52

A Secretária de Saúde Pública do Pará confirmou, na noite de sexta-feira (11), a morte da quinta vít

É possível! Cinco motivos para acreditar na classificação do Palmeiras contra o Boca

É possível! Cinco motivos para acreditar na classificação do Palmeiras contra o Boca

access_time31/10/2018 08:12

O estádio lotado nesta quarta-feira é um sinal de que o torcedor do Palmeiras acredita na vitória so

NEGÓCIOS

Terraplenagem e escavações, piscina semi olímpica de Matupá

access_time16/01/2019 08:11

Depois da ordem de serviço pelo Prefeito Municipal de Matupá, Valtinho Miotto, a empreiteira deu início aos trabalhos topográficos, terraplenagem e escavações para edificação do Complexo Aquático com Piscina Semi-Olímpica no Bairro Jardim das Flores. Além da piscina de concreto e azulejo de 25 metros de comprimento por 20 metros de largura, 08 raias e profundidade de 2,10 metros. Também serão construídos a enfermaria, depósito de materiais, sala de professores e instrutores, banheiros com acessibilidade, vestiários, casa de máquinas e área de circulação, totalizando 1.500 M² de edificações. A expectativa é de que as obras estejam concluídas até meados de junho/2019. As modalidades esportivas aquáticas são muito procuradas, pois moldam o corpo, aliviam as tensões do dia-a-dia e são muito divertidas e também são excelentes, pois trabalham os diversos grupamentos musculares, ajudam a reduzir a gordura corporal e podem contribuir para a recuperação de lesões, por não oferecer impacto para as articulações. A Secretaria Municipal de Esportes estará trabalhando as atividades aquáticas junto aos atletas estudantis com foco nas competições municipais, regionais, estaduais e até mesmo de nível nacional, proporcionando a potencialização técnica, bem como ajudando na saúde, bem-estar físico, psicológico e social da juventude Matupaense.

MT abate 5 milhões de cabeças de gado em 2018, cerca de 9% a mais que no ano anterior

access_time16/01/2019 08:05

O número de abates de gado em Mato Grosso, cresceu cerca de 9% em 2018, comparado ao ano anterior. Segundo dados da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), 5,40 milhões de animais foram abatidos. Ainda segundo a Associação, o abate de fêmeas saltou de 2,11 milhões de cabeças, em 2017, para 2,38 milhões no ano seguinte. O que corresponde a 12,76% de aumento entre um ano e outro. De acordo com o consultor técnico da Acrimat, Amado de Oliveira, o aumento dos abates de fêmeas pode ter sido motivamos por dois fatores: descapitalização do criador ou para reduzir a ofereta de bezerros. "A pecuária é cíclica, em determinado momento a vaca será necessária para produção de bezerros, em outro, ela é utilizada como fonte de renda e bem de consumo. Isso faz como que o mercado gire", explicou ele. Em relação ao abate de machos, o aumento foi um pouco mais tímido, 6,20%, saindo de 2,85 milhões em 2017, para 3,02 milhões de cabeças em 2018.

Inep divulga notas do Enem na sexta-feira

access_time16/01/2019 07:25

Nesta sexta-feira (18), mais de 4,1 milhões de estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado terão acesso às notas das provas. O resultado será divulgado na internet, na Página do Participante, e no aplicativo oficial do Enem. Os participantes terão acesso a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação. A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos, será divulgada apenas em março, 60 dias depois dos demais participantes. A nota do Enem é calculada usando a chamada teoria de resposta ao item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele. O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais. Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da videoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras). O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgará ainda, em data a ser definida, o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso. O que fazer com as notas? Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 22 a 25 de janeiro. Os estudantes já podem consultar, na página do programa, as vagas disponíveis. São mais de 235,4 mil vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país. Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com 37 instituições portuguesas. A lista está disponível na página da autarquia. Segundo o Inep, atualmente mais de 1,2 mil brasileiros usaram o Enem para ingressar nessas instituições.

Nascidos em janeiro e fevereiro começam a receber abono salarial

access_time16/01/2019 07:19

Os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos nascidos em janeiro e fevereiro começaram a receber hoje (15) o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS). Os servidores com inscrição final 5 no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) também começaram a ter o benefício depositado. A Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia estima que cerca de R$ 2,8 bilhões sejam pagos a 3,4 milhões de trabalhadores. O pagamento refere-se ao abono salarial de 2018, ano-base 2017. Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726-0207. Os servidores públicos devem entrar em contato com o Banco do Brasil, que fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729-0001. Responsável pelo pagamento do PIS, a Caixa Econômica Federal começou a depositar nesta terça-feira os valores para os clientes com conta na instituição. No caso do Pasep, o Banco do Brasil também depositou hoje o benefício para seus clientes. Os correntistas dos demais bancos só receberão o abono a partir de quinta-feira (17). Benefício Tem direito ao abono salarial ano-base 2017 quem estava inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos, trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017 e ganhou até dois salários mínimos. O empregado precisa ter os dados corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). O valor do benefício é proporcional ao tempo trabalhado formalmente em 2017. Quem trabalhou por um mês recebe R$ 84, equivalente a 1/12 do salário mínimo. O valor aumenta conforme o número de meses trabalhados com carteira assinada até atingir o salário mínimo integral (R$ 998) para quem esteve empregado o ano inteiro. O abono salarial ano-base 2017 foi pago ao longo do segundo semestre do ano passado para os trabalhadores nascidos entre julho e dezembro. Os nascidos de janeiro a julho sacam o dinheiro de janeiro a março deste ano. Quem se esquecer de retirar o dinheiro até 28 de junho, perderá o direito ao benefício.

Sancionada por Bolsonaro, Lei do Orçamento está no Diário Oficial

access_time16/01/2019 07:16

A Lei 13.808, que trata do Orçamento da União e estima receita para o exercício de 2019 em mais de R$ 3,3 trilhões está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16). Ela também fixa a despesa em igual valor. No capítulo que trata dos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social, a lei diz, em seu Artigo 2º, que a receita total estimada é de mais de R$ 3.2 trilhões, “incluindo a proveniente da emissão de títulos destinada ao refinanciamento da dívida pública federal, interna e externa”. A lei foi sancionada nessa terça-feira (15) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Bolsa de Valores bate novo recorde com mais de 94 mil pontos

access_time15/01/2019 08:02

O Ibovespa, principal indicador das ações mais negociadas na B3, antiga BM&F Bovespa, novamente bateu recorde nesta segunda-feira (14), atingindo 94.474 pontos, uma elevação de 0,87% em relação ao pregão da sexta-feira (11). O recorde anterior, de 93.805 pontos, foi registrado na quinta-feira (10). As ações que mais valorizaram hoje foram as da Viavarejo ON (6,87%), Sabesp ON (5,34%) e Estacio Porton (4,49%). Os papéis que mais perderam valor foram os da Usiminas (-3,05%), Lojas RennerON (-1,82%) e Natura ON (-1,59%). O dólar comercial fechou o dia cotado a R$ 3,69, com queda de 0,41%. Já o euro encerrou a segunda-feira a R$ 4,24 para venda, em baixa de 0,15%.

Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano

access_time14/01/2019 09:56

A inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano deve ficar em 4,02%. Essa é a previsão de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) todas as semanas sobre os principais indicadores econômicos. Na semana passada, a projeção para o IPCA estava em 4,01%. A estimativa segue abaixo da meta de inflação que é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%, neste ano. Para 2020, a projeção para o IPCA segue em 4%. Para 2021 e 2022, a estimativa permanece em 3,75%. A meta de inflação é 4%, em 2020, e 3,75%, em 2021, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente). O BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano, para alcançar a meta da taxa inflacionária. De acordo com o mercado financeiro, a Selic deve encerrar 2019 em 7% ao ano e subir em 2020 para 8% ao ano, permanecendo nesse patamar em 2021 e 2022. O Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic para conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando o Copom diminui a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação. A manutenção da taxa básica de juros indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação. Atividade econômica A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 2,53% para 2,57% neste ano. Para os próximos três anos, a previsão de crescimento é 2,50%. A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,80 no final deste ano e de 2020.

Castanha extraída por índios do noroeste de MT recebe certificação nacional

access_time12/01/2019 07:35

Castanha extraída e comercializada por povos indígenas da etnia Rikbaktsa, residentes em munícipios da região noroeste de Mato Grosso recebeu certificação nacional. O Selo Nacional da Agricultura Familiar (Senaf) foi concedido pelo governo federal aos índios das comunidades Japuíra, no município de Juara, e Escondido, no município de Cotriguaçu, distantes 690 km e 920 km de Cuiabá, respectivamente. De acordo Emerson de Oliveira Jesus, coordenador técnico do Projeto Pacto das Águas, que presta apoio às comunidades, o selo vai garantir mais credibilidade ao produto, que terá procedência comprovada e, consequentemente, possibilitar maior rentabilidade aos índios. A certificação concedida é específica para identificação de produtos indígenas na agricultura familiar. O projeto, que tem como base a extração e comercialização de castanha-do-Brasil, envolve mais de 500 índios.

Bolsa encerra semana em leve queda; dólar é cotado a R$ 3,71

access_time12/01/2019 07:34

O Ibovespa, principal indicador de desempenho da B3 (Bolsa de Valores), fechou o dia (11) em queda de 0,16%, a 93.658 pontos. Ontem, o indicador havia batido mais um recorde no ano, encerrando o dia em 93.805 pontos, com alta de 0,20%. As ações mais negociadas no dia foram as da Petrobras e da Vale (com baixa acima de 1%) e da Ambev (com alta de 2,43%). Já o dólar fechou o dia em leve alta de 0,15%, cotado a R$ 3,7144.  

Calendário de pagamento do Seguro DPVAT já está disponível na internet

access_time10/01/2019 08:35

O calendário de pagamento do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro DPVAT) já está disponível para proprietários de veículos de todo o país no site da Seguradora Líder, no qual o boleto pode ser gerado. A Líder é responsável pela administração desse seguro obrigatório, que deve ser pago uma vez por ano para obtenção do licenciamento do veículo. Se não pagar, o proprietário perde o direito ao seguro em caso de acidente, se for o condutor do veículo no momento da ocorrência, mas os demais envolvidos permanecem cobertos. O prêmio deve ser quitado junto ao vencimento da cota única ou da primeira parcela do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), nos bancos Bradesco, Caixa, Santander, Itaú e Banco do Brasil. O pagamento segue o calendário do IPVA de cada estado. No caso do Rio de Janeiro, por exemplo, o prazo para pagar o IPVA vence no próximo dia 21 para veículos de placa final 0, informou a assessoria de imprensa da Líder. A seguradora esclareceu que, no caso de veículos isentos do IPVA, o pagamento do DPVAT deve ser feito durante o emplacamento ou licenciamento anual. A forma de pagamento varia de estado para estado. Deságio De acordo com resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados, em dezembro do ano passado, foi aprovada redução média de 63,3% no valor do DPVAT para 2019. O valor da redução dpende do tipo de veículo. Automóveis particulares e táxis, por exemplo, terão o DPVAT reduzido em 71%. A tarifa será de R$ 16,21 para automóveis particulares. Para motocicletas, responsáveis pela maioria dos acidentes de trânsito atendidos pelo Seguro DPVAT, o valor do prêmio chega a R$ 84,58. Da mesma forma que ocorreu no ano passado, o Seguro DPVAT não poderá ser parcelado para nenhuma categoria de motoristas. Os valores são válidos para todo o país. Dúvidas podem ser esclarecidas na Central de Atendimento da Seguradora Líder no número 4020 1596 (regiões metropolitanas) ou 0800 022 12 04 (outras regiões). O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) pode ser acessado no número 0800 022 8189, 24 horas por dia. Cobertura O Seguro DPVAT cobre qualquer cidadão acidentado no Brasil, seja motorista, passageiro ou pedestre. São oferecidos três tipos de cobertura: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até três anos. Do total de recursos arrecadados pelo Seguro DPVAT, 50% são destinados à União, dos quais 45% vão para o Sistema Único de Saúde (SUS), visando ao custeio da assistência médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito; e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para investimento em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsito. Os 50% restantes são reservados para despesas, reservas e pagamento de indenizações.