anuncie aqui
Notícias recentes
WhatsApp agora impede que usuário seja adicionado repetidamente em grupo

WhatsApp agora impede que usuário seja adicionado repetidamente em grupo

access_time21/05/2018 07:38

O WhatsApp anunciou nesta terça-feira novos recursos para as conversas em grupo. Agora, os usuários

Mulher luta com bandidos durante assalto a pizzaria em Cuiabá

Mulher luta com bandidos durante assalto a pizzaria em Cuiabá

access_time05/06/2018 21:53

Vários vídeos que circulam nas redes sociais registram o momento em que uma mulher reage a assalto e

Homem é preso após matar a ex-namorada a facadas e ferir a irmã dela por não aceitar o fim do relacionamento em MT, diz PM

Homem é preso após matar a ex-namorada a facadas e ferir a irmã dela por não aceitar o fim do relacionamento em MT, diz PM

access_time01/07/2018 12:25

Uma mulher de 37 anos foi assassinada a facadas na noite desse sábado (30), em Tangará da Serra, a 2

NEGÓCIOS

Revalida terá duas edições por ano

access_time20/07/2019 09:52

O Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) passará a ter, pelo menos, duas edições por ano. E os profissionais terão a oportunidade de fazer a segunda fase do processo mais de uma vez. Os anúncios foram feitos hoje (19) pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo a pasta, as provas continuarão sendo realizadas como antes, em duas etapas. A primeira com uma prova objetiva e a segunda com prova prática, em uma estação clínica. A diferença, agora, é que o aluno que reprovar a segunda fase pode refazê-la por mais duas vezes em edições consecutivas. Até agora, o candidato precisava realizar todo o processo desde o início. A previsão do MEC é que publicação da portaria para instituir o Novo Revalida e do edital ocorram ainda este ano. Diploma O Revalida reconhece os diplomas de médicos que se formaram no exterior e querem trabalhar no Brasil. O exame é feito tanto por estrangeiros formados em medicina fora do Brasil, quanto por brasileiros que se graduaram em outro país e querem exercer a profissão em sua terra natal. O conteúdo das duas provas abrange as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria, medicina da família e comunitária. Na parte prática, uma banca examinadora avalia habilidade de comunicação, raciocínio clínico e tomada de decisões. Universidade Após passar nas duas etapas, o candidato precisará revalidar o diploma em uma universidade pública brasileira. A pasta explica que a revalidação pode precisar de uma complementação de grade curricular. Um profissional que se formou em Harvard, nos Estados Unidos, por exemplo, não estudou sobre dengue e demais doenças tropicais e, por isso, precisará complementar a formação. A universidade é quem vai definir se há ou não a necessidade de complementação. Só depois desse processo o candidato pode ir a um conselho de medicina para requisitar o registro. Outra mudança anunciada pelo MEC é a organizadora do processo. O Revalida, que estava sob a competência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), passa a ser de responsabilidade da Secretaria de Educação Superior do MEC, com colaboração do Conselho Federal de Medicina (CFM). O Revalida é considerado uma prova difícil. Ao todo, foram sete edições desde 2011, quando o exame foi criado, até 2017, com um total de 24.327 inscrições e aprovação de 6.544 candidatos para a segunda etapa do exame.

Abono do PIS/Pasep começa a ser pago na próxima quinta-feira

access_time19/07/2019 07:44

O pagamento do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), exercício 2019/2020, começa na quinta-feira (25) da próxima semana. A liberação do dinheiro para os cadastrados no PIS vai considerar a data de nascimento e os do Pasep, o dígito final do número de inscrição. Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro receberão o abono do PIS ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2020. Recebem também este ano os servidores públicos cadastrados no Pasep com dígito final do número de inscrição entre 0 e 4. Os com final entre 5 e 9 receberão no próximo ano. A data para o fechamento do calendário de pagamento do exercício 2019/2020 está prevista para o dia 30 de julho de 2020. A estimativa é de que sejam destinados R$ 19,3 bilhões a 23,6 milhões de trabalhadores. O pagamento do abono salarial referente ao PIS será feito pela Caixa em suas agências em todo o país; e o abono do Pasep será pago no Banco do Brasil. Quem tem direito Para ter direito ao abono salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2018, com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador tem de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Para os trabalhadores que tiverem os dados declarados na Rais 2018 fora do prazo e entregues até 25 de setembro de 2019, o pagamento estará disponível a partir de 4 de novembro de 2019, conforme calendário de pagamento aprovado, e, após este prazo, somente no calendário seguinte.

MT tem 88 mil inscritos no Enem 2019 e provas serão aplicadas em 57 cidades

access_time17/07/2019 08:10

Mato Grosso teve 88 mil inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nessa segunda-feira (15). As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro, primeiro e segundo domingo do mês. A edição deste ano tem 5.095.382 de inscritos em todo o país. Desses, 88.122 são de Mato Grosso. Em Mato Grosso são 52 mil candidatos do sexo feminino, o que corresponde a 60% dos inscritos. Já os candidatos masculinos são 35 mil, o que vale a 41% das pessoas que se inscreveram. A maior parte dos inscritos tem idades entre 21 a 30 anos: são 22 mil candidatos inscritos (25%). Em seguida, a maior parte de candidatos tem 17 e 16 anos: são 16 mil e 14 mil, respectivamente, o que corresponde a 18,4% e 15,9% do total. Os idosos, com 60 anos ou mais, são em menor número: apenas 159 inscritos no exame. Cidades A cidade com o maior número de inscritos é Cuiabá: são 24.851 inscritos (28,2%). Em seguida as cidades com mais inscritos são Rondonópolis, com 8.416 inscritos (9,6%), Sinop, com 5.829 (6,6%) e Várzea Grande, com 7.803 inscritos (8,9% do total).

Energia elétrica de cinco câmpus da UFMT é restabelecida 8 horas após corte no fornecimento

access_time17/07/2019 08:00

A energia elétrica nos cinco câmpus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foi restabelecida no início da noite desta terça-feira (16), 8 horas após o corte no fornecimento. Embora ciente do atrasado em, pelo menos, seis faturas, a UFMT, por meio de nota, informou que foi surpreendida com o corte, ocorrido na manhã de hoje. Informou ainda que, tão logo a energia foi cortada, entrou em contato com o Ministério da Educação solicitando a liberação de recursos para o pagamento da fatura de energia. Assim que o dinheiro foi liberado, a direção da instituição procurou a empresa concessionária dos serviços de energia para demonstrar o pagamento da fatura pendente no valor de aproximadamente R$ 1,8 milhão. O fornecimento de energia havia sido suspenso em Cuiabá, Várzea Grande, Barra do Garças, Rondonópolis e Sinop, além da Base de Pesquisa do Pantanal e de duas casas que abrigam estudantes do interior e de outros estados, por meio do auxílio moradia. A falta de energia afetou ainda o hospital veterinário, que funciona dentro do Campus Cuiabá. Os donos dos animais que estavam em tratamento foram acionados para buscar os bichos que estimação, em razão da falta de condições de mantê-los no local. Estudantes que fazem pesquisas no curso de medicina veterinária retiraram as amostras do material pesquisado e levaram para casa. Segundo eles, as substâncias precisam permanecer em ambiente refrigerado e deixá-los lá, poderia ocasionar a perda da pesquisa. Também em razão da falta de energia, não foi servido jantar, nesta terça, no Restaurante Universitário.

TSE vai definir primeiras cidades que vão emitir DNI

access_time16/07/2019 08:22

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve definir em novembro deste ano as cidades que vão participar do projeto-piloto para as primeiras emissões do Documento Nacional de Identificação (DNI), documento digital que reunirá informações da identidade (RG), CPF, título de eleitor e carteira nacional de habilitação dos cidadãos. De acordo com o tribunal, responsável pela gestão do programa, técnicos trabalham na identificação das localidades que apresentam condições técnicas para iniciar a emissão do DNI. Cidades com maior número de pessoas cadastradas no sistema biométrico de votação das urnas eletrônicas devem participar do projeto inicial.  Segundo a Justiça Eleitoral, mais de 100 milhões de pessoas já foram cadastradas pela biometria em todo o país.  Em 2018, o projeto-piloto do documento único foi lançado pelo governo federal e pelo TSE, que fornecerá a base de dados da biometria dos eleitores para compor o banco de informações. No início de janeiro, o governo federal retomou iniciativas passadas para criar a base digital que unifique diversos documentos.

Assistência Social disponibiliza novos cursos profissionalizantes

access_time11/07/2019 10:03

A Secretária Municipal de Assistência Social de Peixoto de Azevedo em parceria com o SENAC comunica que estão abertas as inscrições para os seguintes cursos profissionalizantes: Costureiro; Manicure e pedicure; Assistente administrativo. Aulas no período noturno, carga horária de 160 a 212 horas. Inscrições abertas com vagas limitadas até o dia 31 de julho. Início dos cursos em 27 de agosto. Maiores informações e inscrições no CRAS, Centro de Referência de Assistência Social, Rua Palhoça ao lado da Escola Monteiro Lobato das 07h às 11h e das 13h às 17h.

Fies:pré-selecionados têm até esta sexta para complementar inscrição

access_time11/07/2019 09:46

Os candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até as 23h59 desta sexta-feira (12), para complementar a inscrição no site do programa na internet. Para garantir a vaga, o candidato deve prestar informações como nome do fiador, caso seja necessário, e o percentual de financiamento. A relação com os pré-selecionados já está disponível no site do Fies. Ela foi divulgada na última terça-feira (9). Caso o candidato perca o prazo, as vagas ficarão disponíveis na lista de espera, para todos os candidatos não contemplados na primeira fase. A lista serve para que esses estudantes tenham a oportunidade de preencher vagas que não forem ocupadas. Essa etapa ocorre de 15 de julho a 23 de agosto. Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo país. Com financiamento a juros zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos. Para concorrer ao financiamento, o candidato precisa ter feito qualquer uma das últimas dez edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões e não ter zerado a redação. P-Fies Saiu também o resultado para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies). Diferentemente do Fies, no P-Fies os juros são variáveis e as condições são definidas pela instituição de ensino e pelo banco. Para participar, o estudante precisa ter renda familiar mensal bruta por pessoa até cinco salários mínimos. Os aprovados no P-Fies devem comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição com a qual fechará o contrato para validar suas informações. O P-Fies é por chamada única, sem lista de espera.

Usina de etanol de milho deve gerar 1,2 mil empregos diretos e indiretos em Sinop

access_time05/07/2019 11:09

Durante uma reunião realizada na quinta-feira (4), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), para discutir a nova proposta de incentivos fiscais apresentada pelo governo do estado foi anunciada a instalação de uma usina de etanol de milho. A usina deve gerar 1,2 mil empregos diretos e indiretos, em Sinop, a 503 km de Cuiabá. O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes (DEM) e, segundo ele, para provar que o estado não vai deixar de receber investimentos por causa da reforma da lei de incentivos fiscais. O projeto do executivo vem causando polêmica desde a apresentação. Entretanto, o governo argumenta que precisa corrigir distorções e garantir segurança jurídica aos processos de concessão. O diretor-executivo da indústria, Rafael Ranzolin, também participou da reunião. Ele afirmou que foram investidos R$ 700 milhões na construção da sede da usina e que, o mesmo valor deve ser investido em outra unidade que deve ser construída em Nova Mutum, a 269 km da capital. O executivo declarou ainda que, atualmente, cerca de 1,8 mil operários trabalham na obra. No entanto, quando a empresa começar a funcionar, a estimativa é de gerar 250 empregos diretos e mil postos indiretos. A indústria tem capacidade para produzir 1,5 milhão de litros de álcool por dia, 100 mil litros de óleo e 20 megawatts de energia. A previsão é de que o empreendimento seja inaugurado em 20 dias.

“MT tem incentivos fiscais atrativos para o setor e matéria prima que atrai investimentos”

access_time05/07/2019 11:01

O Grupo Inpasa reafirmou ao governador Mauro Mendes que a empresa irá manter os investimentos previstos para o Estado. De acordo com o diretor executivo da empresa, Rafael Augusto Ranzolin, o ambiente do Estado é propício para o desenvolvimento da cadeia do etanol de milho. “Temos  incentivos fiscais atrativos para a indústria de etanol de milho além da matéria prima”, disse. Segundo Ranzolin, nos próximos 15 dias a primeira usina de etanol do grupo no Brasil entrará em funcionamento na cidade de Sinop, em investimento superior a R$ 1 bilhão. Além dessa planta, uma nova unidade será construída em Nova Mutum e já existe a prospecção de outros empreendimentos pelo Estado, que totalizam o valor em investimentos na ordem de R$ 5 bilhões. “Estamos aqui para reafirmar os investimentos que estamos realizando em Mato Grosso. Este mês estaremos iniciando as operações na planta de Sinop, uma planta com tecnologia de 22 países, e a gente vai produzir 1 milhão e meio de litros de álcool ao dia, durante os 365 dias do ano”, ressaltou. A Inpasa, conforme explicou o diretor, está bem consolidada no Estado e mantém o compromisso com os produtores que confiaram na cadeia produtiva do milho. “Hoje o Etanol de milho está entre os maiores marcos na industrialização do Brasil”, frisou. Ranzolin acrescentou que a empresa irá atuar no mercado interno, que também é um grande consumidor. Contudo, grande parte do que será industrializado tem como foco a exportação. “É um investimento que tem o poder de atingir o mundo. O Etanol de milho é sustentável, essa pegada ecológica vai fazer com que se consolide plenamente o etanol de milho em Mato Grosso. Não estamos fazendo Etanol somente para vender ao Estado, mas para o mundo”, destacou, deixando claro que o grupo acredita na potencialidade do Estado. “O milho não será apenas uma rotação de cultura para o produtor, mas um ganho eterno”, disparou. Para o governador Mauro Mendes, o investimento do grupo comprova que o Estado se mantém competitivo tanto para o consumo interno do produto como na produção para exportação. “Hoje o Estado tem a menor alíquota de etanol do país, de 10,5% para as operações internas. Mesmo com a alteração prevista no projeto de reinstituição de incentivos fiscais, isso sobe para 12,5%, continuando entre as menores do país. Já nas operações interestaduais o valor é de 6%, podendo cair 0,5% com o aumento da produção”, explicou o governador. “Estamos trabalhando para tornar esse Estado mais competitivo, com oportunidades, segurança jurídica e com justiça fiscal”, ponderou. A confirmação da manutenção dos investimentos em Mato Grosso contou com a presença do diretor presidente da empresa José Odvar Lopes, o vice-governador Otaviano Pivetta, dos secretários Mauro Carvalho (Casa Civil) e César Miranda (Desenvolvimento Econômico),e  do deputado e líder do governo na Assembleia Legislativa, Dilmar Dal Bosco. A Usina Com o início da operação da Inpasa em Sinop serão gerados 280 empregos diretos e cerca de 1.500 empregos indiretos.  A produção anual será de 460 milhões de litros de álcool por ano, moendo 1 milhão de toneladas de milho.

Inflação para famílias com renda mais baixa cai para 0,07% em junho

access_time05/07/2019 10:59

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula a variação de preços da cesta de compras de famílias com renda até 2,5 salários mínimos, registrou inflação de 0,07% em junho deste ano. A taxa ficou abaixo do 0,26% de maio. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o indicador acumula taxas de 2,72% no ano e de 3,85% nos últimos 12 meses. Apesar da queda de maio para junho, o IPC-C1 de junho ficou acima do Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda. O IPC-BR teve deflação (queda de preços) de 0,02% em junho. Em 12 meses, o IPC-BR acumula inflação de 3,73%. Em junho, quatro das oito classes de despesas que compõem o IPC-C1 tiveram queda da taxa de maio para junho: habitação (de 0,79% em maio para -0,24% em junho), transportes (de 0,28% para -0,38%), saúde e cuidados pessoais (de 0,75% para 0,31%) e despesas diversas (de 0,08% para -0,23%). Por outro lado, tiveram alta de maio para junho os grupos educação, leitura e recreação (de 0,03% para 0,78%), alimentação (de -0,26% para -0,16%), vestuário (de 0,13% para 0,60%) e comunicação (de -0,12% para 0,07%).