Banner Outras
Notícias recentes
Prefeitura de Peixoto de Azevedo realizou Mutirões em diversas Comunidades

Prefeitura de Peixoto de Azevedo realizou Mutirões em diversas Comunidades

access_time24/08/2018 18:10

Foi ofertado pela Secretaria Municipal de Saúde atendimento médico, preventivos, vacinação e vacinaç

Mercado reduz projeção de alta do PIB e vê inflação maior neste ano

Mercado reduz projeção de alta do PIB e vê inflação maior neste ano

access_time18/06/2018 10:36

As projeções de crescimento da economia brasileira para este ano seguem em declínio ao mesmo tempo e

Semana da Conciliação termina com mais de 15 mil acordos trabalhistas

Semana da Conciliação termina com mais de 15 mil acordos trabalhistas

access_time26/05/2018 19:30

Mais de 15 mil acordos trabalhistas foram fechados até o fim da tarde dessa sexta-feira (25), chegan

NEGÓCIOS

Investimento em ouro dribla coronavírus e salta 27% em 2 meses

access_time09/03/2020 08:32

Os brasileiros que apostaram na valorização do ouro têm bons motivos para comemorar. Ativo seguro em momentos de crise, o metal precioso driblou o surto de coronavírus e já acumula valorização superior a 27% em 2020. Desde o início de janeiro, o preço da grama do ouro saltou de R$ 195,96 para R$ 249,08. No mesmo período, o Ibovespa, principal índice de ações do Brasil, desabou mais de 15% e fechou o pregão da última sexta-feira (6) abaixo dos 100 mil pontos pela primeira vez desde outubro do ano passado. "Quando o mercado de Bolsa está em queda, você provavelmente vai ter um cenário de baixa no exterior também e o ouro, com certeza, estará caminhando no sentido contrário”, afirma Mauriciano Cavalcante, gerente de câmbio da Ourominas, que define o metal como um “porto-seguro em tempos de crise”. O professor de Economia do Ibmec SP Walter Franco explica que a movimentação favorável ao ouro ocorre sempre em momentos de insegurança e falta de clareza sobre o crescimento econômico. “É necessário compreender que o ouro é um ativo seguro”, observa. De acordo com Franco, a alta recente do dólar ante o real é outro fator ligado à valorização do ouro, que tem seu preço definido internacionalmente. “A alta que eu esperava já veio”, destaca ele, que já previa uma necessidade de reajuste no valor do metal. Como investir? Além de comprar barras de ouro, os interessados em aplicar parte de seus recursos no metal precioso têm a opção também de comprar contatos do ativo na Bolsa de Valores (OZ1D) ou apostar em fundos de investimentos atrelados ao ouro. Franco afirma que o ouro deve ser tratado apenas como um instrumento de diversificação de investimento e orienta a compra sempre daquele ativo que tenha mais liquidez. “Existe a opção de vocês comprar uma barrinha de ouro, mas é algo que tem uma liquides muito baixa. O ideal é você ter ativos indexados em ouro, que podem ser negociados de forma mais líquida", recomenda o professor do Ibmec SP. Cavalcante alerta também para a volatilidade do mercado de ouro e afirma que “não se pode ficar brincando muito”.

Posto pode cobrar preço diferenciado para pagamento em dinheiro

access_time09/03/2020 08:10

É permitido cobrar preço reduzido no combustível se o pagamento for feito em espécie. Decisão é da juíza Silvanna Cavalcanti, da 2ª vara da Fazenda Pública de João Pessoa/PB. A magistrada concedeu MS impetrado por posto de gasolina da capital contra o Procon da cidade. O autor alega que foi informado pelo Procon/PB que não poderia vender combustível à vista com preço diferenciado ao praticado no cartão de crédito, por ser considerada tal atitude incompatível com o direito do consumidor. Afirmou ainda temer sanções por parte dos órgãos impetrados e, por tal motivo, manejou o MS. Na decisão, a juíza afirmou que a prática do preço diferenciado para pagamento em dinheiro representa uma vantagem para o consumidor, já que o desconto corresponde à comissão cobrada pelas administradoras de cartão de crédito, que é em média 5%. A medida é autorizada pela lei 13.455/17 e a intervenção do Procon/PB, na visão da magistrada, representa uma ofensa ao princípio constitucional da livre concorrência. “A compra mediante cartão de crédito não pode ser considerada venda à vista, posto que a administradora somente repassa o valor da venda para o comerciante trinta dias após a transação, descontando a comissão contratada que, em geral, é de 5%. A existência no contrato firmado entre a administradora e o comerciante de uma cláusula em que a empresa contratante se compromete a praticar o mesmo preço para as vendas à vista e para aquelas realizadas mediante a utilização de cartão de crédito, não obriga o comerciante frente ao consumidor, uma vez que a cláusula vincula apenas as partes contratantes e eventual descumprimento pelo comerciante ocasionará a aplicação das sanções previstas na avença”. Ao conceder o MS, a juíza destacou que qualquer ação do Procon/PB em sentido contrário à prática adotada pelo impetrante caracteriza ameaça ou violação. Cabe recurso da decisão. Processo: 0017875-54.2010.8.15.2001 Veja o MS.

Argentina deixa de vender trigo para o Brasil e preço do pão francês deve aumentar 20% em MT

access_time05/03/2020 21:32

O preço do pão francês deve ter aumento de 20% nos próximos dias, segundo informações do Sindicato das Indústrias de Panificação de Mato Grosso (Sindipan). Um dos motivos para justificar o aumento é que a Argentina, principal fornecedora da commodity, aumentou as vendas para outros mercados, como os países asiáticos, e ficou sem estoque suficiente para atender as necessidades internas e a demanda brasileira. Conforme Rodrigo Nogueira, diretor do Sindipan, em novembro do ano passado a Argentina comunicou ao Brasil que não poderia mais fornecer o produto. O preço do quilo do pão francês em Mato Grosso varia entre R$ 13 e R$ 15 atualmente. Esse valor vem sendo praticado desde o ano passado, mesmo quando o dólar ultrapassou a casa de R$ 2,80. Mato Grosso consome 15 mil toneladas de trigo mensalmente. Desse total, 5 mil toneladas vêm da Argentina e o restante é produzido nos estados do Rio Grande do Sul e Paraná. A alternativa encontrada é importar o produto dos Estados Unidos e Canadá. Ocorre que a Argentina faz parte do Mercosul, área de livre comércio, sem impostos. Já nos Estados Unidos e Canadá, a alta do dólar pode impactar diretamente no valor. Segundo Pedro Máximo, coordenador do Observatório da Indústria da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), se a moeda brasileira está desvalorizando, o ganho que a Argentina tinha em relação ao Brasil começa a cair. “Então a Argentina começa a identificar outros países para os quais ela pode exportar seus produtos porque se o Brasil tiver uma performance pior, a Argentina vai suplantar com esses outros compradores. Todo esse cenário aponta que a Argentina comece a exportar para outros países e aí o Brasil vai ter que comprar de outros fornecedores, a exemplo dos Estados Unidos e outros produtores de trigo. Quando comprar de outros países, por conta do real estar desvalorizado, a gente pode ter um aumento de até 20% no preço do pão francês”, diz ele.

Coogavepe tem 1ª presidente mulher

access_time05/03/2020 11:00

Solange Luizão Barbuio Barbosa, 50 anos, é a primeira mulher a assumir a presidência da Cooperativa de Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto (Coogavepe). Ela foi eleita na Assembleia Geral da Cooperativa, realizada no dia 01 de março, na sede da cooperativa, no município de Peixoto de Azevedo. A votação teve 131 votos favoráveis e um contrário a chapa única. Solange Barbuio substitui Gilson Camboim, que esteve na presidência nos últimos seis anos. “A Coogavepe mostra em todo esse processo, o grau de amadurecimento que se encontra. Não só pela eleição da primeira mulher, mas de seus resultados econômicos, social e ambiental”, disse o presidente do Sistema OCB/MT, Onofre Cezário de Souza Filho, que participou da Assembleia da Cooperativa, em Peixoto de Azevedo. Cezário acrescenta, que “a eleição de Solange Barbuio é um grande exemplo e inspiração para as demais cooperativas, não só de Mato Grosso, mas para o Brasil. Ela foi eleita por mérito, por conhecer muito bem a cooperativa e seus cooperados. Certamente a Coogavepe vai continuar crescendo”. Solange Luizão Barbuio Barbosa é a primeira mulher a assumir a presidência da Cooperativa de Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto, que conta com 5.630 cooperados. Solange é casada há 33 anos com Rildo Manoel Barbosa, mãe de Pâmela e Patrícia Luizão Barbosa, é natural de Fernandópolis-SP. Mudou-se para Peixoto de Azevedo em agosto de 2002 e, desde essa época, construiu uma rica trajetória de serviços em prol à educação, cidadania e desenvolvimento do município. Quando chegou em Peixoto encarou o primeiro desafio: garantir o ensino às filhas. Devido à falta de profissionais, elas ficaram 40 dias sem aulas da disciplina de história. Indignada, e mãe zelosa que é, Solange procurou a direção da Escola Estadual “19 de Julho” para saber os motivos da falta de aulas. A coordenadora pedagógica da época, professora Nelci Maria Teresinha, informou que não havia nenhum professor pleiteando a vaga e, por este motivo, os alunos estavam sem a disciplina de história. Participando de um projeto do governo, que na época era intitulado “Amigos da Escola”, Solange assumiu as aulas. Posteriormente, lecionou a mesma disciplina na Escola Particular “Sementinha” (2003-2005). Foi assim que ela iniciou sua trajetória na cidade de Peixoto de Azevedo. Após os serviços na área da educação, trabalhou como secretária da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, também em Peixoto, por três anos. Lá integrou a diretoria da comunidade e participou do processo de construção do Salão Comunitário João Paulo II. Atualmente, continua participando de pastorais da Igreja Católica. No ano de 2008, atuou no site de notícias “Peixoto On-Line”, período em que foi convidada para participar da equipe de coordenação de campanha do médico e garimpeiro Sinvaldo Santos Brito para prefeito. Após a eleição de Sinvaldo, em janeiro de 2009, assumiu como Chefe de Gabinete, cargo que ocupou até fevereiro de 2014. Na sequência, foi nomeada Secretária Municipal de Administração, a primeira mulher a ocupar este cargo em mais de 30 anos de emancipação da prefeitura de Peixoto de Azevedo, onde pôde deixar como grande contribuição para o município a Lei do Plano Diretor da Cidade. Com o encerramento do mandato, em 2016, Sinvaldo convidou Solange para trabalhar na Coogavepe como Diretora Financeira, cargo que assumiu desde março de 2017. “Desde então passei a conhecer melhor a atividade do garimpo e me apaixonei pela mesma, vindo a me filiar na cooperativa e fazer parte desse projeto maravilhoso que é o trabalho em prol da melhoria na atividade de extração mineral do ouro e da qualidade de vida dos garimpeiros”, relatou Solange. Ela assume a presidência nos próximos 3 anos ao lado do vice-presidente Marco Antônio Reis de Souza (Brabinho); o 1º secretário José Antônio da Silva Filho (Ló); 2º secretário Claudio André Loesia (André Compra de Ouro); 1º tesoureiro Jorge Silva Oliveira (Jorge Santarém) ; e 2º tesoureiro Juliano André Bonete Guindani (Juliano da Guimap). No Conselho de Ética são titulares: Sinvaldo Santos Brito; Gerson Strege; e Francisco da Conceição Lima (Pé de Maraca); e suplentes Geraldo Fonseca (Geraldinho da Cuamba); André Luiz Faquete; e Valdecir Alves da Costa (Gauchinho).

Começa nesta segunda o prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2020

access_time02/03/2020 08:01

Começou nesta segunda-feira (2), às 8h, a temporada de entrega da entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 (ano-base 2019). O prazo vai até as 23h59 do dia 30 de abril, mas os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda, se tiverem direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade.. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo será correspondente a 20% do imposto devido. SAIBA TUDO SOBRE O IMPOSTO DE RENDA 2020 O programa para fazer a declaração está disponível no site da Receita (clique aqui). A Receita Federal espera receber 32 milhões de declarações. As restituições começarão a ser pagas em maio e seguem até setembro para os contribuintes cujas declarações não caíram na malha fina. Vale lembrar que idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade. Quem deve declarar? Deve declarar o IR neste ano quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado. Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado; Quem obteve, em qualquer mês de 2019, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; Quem teve, em 2019, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural; Quem tinha, até 31 de dezembro de 2019, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil; Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2019; Quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda. Principais novidades Uma das novidades na declaração do IR deste ano é que a dedução de gastos dos patrões com a previdência de empregados domésticos não será mais permitida. O benefício levou a uma renúncia fiscal de cerca de R$ 674 milhões em 2019 e não foi prorrogado. Com seu fim, a estimativa do Ministério da Economia é a de elevar a arrecadação em aproximadamente R$ 700 milhões. Outra alteração é que, em 2020, é as restituições serão pagas em cinco lotes, e não mais em sete, e o primeiro lote do IR será liberado em maio – até o ano passado, os lotes começavam a ser liberados em junho. Os outro quatro lotes de restituição neste ano serão pagos em junho, julho, agosto e setembro. O Fisco também informou que, a partir deste ano, as doações a fundos de idosos, feitas diretamente na declaração do IR, neste ano (e não somente no ano-base 2019), também podem ser deduzidas no Imposto de Renda até o limite de 3% do imposto devido. Também, ao limite global de 6% para todas deduções (incluindo doações a outros fundos). Aqueles que tiverem a declaração retida, devem retificar as informações, por meio da declaração retificadora, ou aguardarem para apresentar a documentos comprobatórios ao Fisco e confirmar as informações prestadas. Sem correção da tabela do Imposto de Renda A tabela do Imposto de Renda não foi corrigida no ano passado e, segundo informações divulgadas pelo governo, também não há previsão de que ela seja atualizada neste ano. Quando a tabela não é corrigida, mais trabalhadores podem passar a pagar imposto, desde que seus salários sejam corrigidos pela inflação. Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), nos últimos 20 anos não houve correção da tabela do IR em quatro governo diferentes. No acumulado de 1996 a 2019, a defasagem é de 103%. A correção da tabela, se implementada, diminuiria a retenção do IR pelo governo federal e beneficiaria principalmente as classes média e alta - que possuem renda sujeitas à taxação.

Mega-Sena pode pagar R$ 200 milhões nesta quinta-feira

access_time27/02/2020 09:46

O concurso 2.237 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 200 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio acontece nesta quinta-feira (27) no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50. O prêmio é o terceiro maior da história da Mega-Sena em concursos regulares (excluída a Mega da Virada, cujos sorteios são no dia 31 de dezembro). Maiores prêmios da Mega-Sena VALE ESTE1 — Foto: Arte G1 O valor do prêmio pode garantir um rendimento de quase R$ 518 mil por mês, caso o apostador escolha investir na poupança da Caixa. Se preferir aplicar o dinheiro em bens, o ganhador poderá comprar 40 coberturas de luxo, de 500 metros quadrados, em Copacabana, no Rio, segundo a Caixa. Como apostar As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 18h (horário de Mato Grosso) de quinta-feira em qualquer lotérica do país e também no portal Loterias Caixa. O valor da aposta simples é de R$ 4,50 nas lotéricas. Para jogar no portal Loterias Caixa, o apostador deve ser maior de 18 anos e efetuar um cadastro. O cliente escolhe os palpites, insere no carrinho e paga suas apostas de uma só vez, com cartão de crédito. O valor mínimo da compra é de R$ 30,00 e máximo de R$ 500,00 por dia. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Ambev registra lucro de mais de R$ 12 bilhões em 2019

access_time27/02/2020 09:41

A Ambev, maior fabricante de cerveja e refrigerantes da América Latina, registrou lucro líquido de R$ 12,188 bilhões em 2019, o que representa uma alta de 7,4% frente aos R$ 11,347 bilhões registrados em 2018. Já o lucro líquido ajustado, que exclui eventos extraordinários do resultado, foi de R$ 12,549 bilhões no ano passo, alta de 8,5% ante 2018, enquanto que o lucro atribuído aos controladores somou R$ 11,780 bilhões. No 4º trimestre, o lucro líquido foi de R$ 4,219 bilhões, o que representa um crescimento de 21,8% contra o mesmo período do ano passado. Já o lucro líquido ajustado somou R$ 4,635 bilhões, alta de 24,4%. A receita líquida consolidada da companhia cresceu 7,9% em 2019, somando R$ 52,6 bilhões, enquanto o volume de vendas registrou alta de 2,7%. Vendas de cerveja no Brasil crescem 3,2% em volume A receita líquida da operação brasileira cresceu 7,1% no ano e somou R$ 28,7 bilhões. No ano, o volume de cerveja vendido no Brasil cresceu 3,2%, alcançando 80,3 milhões de hectolitros, enquanto que a receita aumentou 5,6%. No 4º trimestre, o volume de cerveja no país subiu 1,4%, para 23,6 milhões de hectolitros, com a receita mostrando acréscimo de 1,2%. Já as vendas de bebidas não alcoólicas aumentaram 11,3% no volume no ano e 16,1% em faturamento. Já na América Central e Caribe, o volume vendido no ano teve crescimento de 5,3%. "No ano, as marcas premium do portfólio (Stella Artois, Budweiser, Corona e Becks) cresceram dois dígitos, desempenho que faz da Ambev a líder absoluta do segmento no país", destacou a empresa. Perspectivas Para 2020, a Ambev disse que espera continuar enfrentando pressões sobre o custo em cerveja no Brasil, "ainda que em menor intensidade do que no ano anterior, dado que teremos um impacto favorável de commodities". De acordo com a empresa, tal contexto, em conjunto com investimentos em vendas e marketing mais concentrados no início do ano, deve gerar uma redução do Ebitda de Cerveja Brasil entre 17% e 20% no primeiro trimestre de 2020. "Ao longo do ano, esperamos que nosso desempenho melhore gradualmente, na medida em que a pressão sobre o custo do produto vendido arrefeça, assim como o faseamento das despesas de vendas e marketing se normalize."

Maior produtor de carne bovina do país, Mato Grosso deve voltar a exportar para os Estados Unidos

access_time26/02/2020 16:21

Mato Grosso pode voltar a exportar carne bovina para o exterior a partir deste mês. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou que o país pode voltar a exportar carne in natura para os Estados Unidos. Devido à abertura do mercado de exportação, o estado deve ser beneficiado, já que é o maior exportador de carne bovina do país. Em 2019, ao todo, foram produzidas 428,11 mil toneladas de carne, o que corresponde a um aumento de 21,89% em comparação com 2018. O estado conta atualmente com um rebanho de mais de 30 milhões de animais. O comunicado do Mapa foi divulgado na sexta-feira (21). Segundo o Mapa, as compras de cortes bovinos do país foram suspensas pelos Estados Unidos em 2017, devido às repercussões provocadas pela vacina contra a febre aftosa nos rebanhos. A previsão de retomada das exportações não foi divulgada, mas, segundo o Ministério, a comercialização pode começar a partir da divulgação. De acordo com a ministra Tereza Cristina, a notícia foi recebida com muita satisfação e estava sendo esperada há muito tempo pela pasta. “Uma notícia que esperávamos com ansiedade há algum tempo e que hoje eu tive a felicidade de receber. É uma ótima notícia, porque isso traz o reconhecimento da qualidade da carne brasileira por um mercado tão importante como o americano", afirmou. O Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Ministério, antes de começar as exportações, deve enviar uma lista atualizada de estabelecimentos que estão aptos e certificados a comercialização.

OMS não classifica coronavírus como pandemia, mas é emergência

access_time24/02/2020 14:18

A Organização Mundial da Saúde não trabalha mais com a classificação "pandemia", mas o surto de coronavírus continua sendo uma emergência internacional, que provavelmente se espalhará mais, disse um porta-voz na segunda-feira. O medo de uma pandemia de coronavírus aumentou após o crescimento acentuado em novos casos relatados no Irã, Itália e Coreia do Sul, embora a China tenha relaxado as restrições ao movimento em vários lugares, incluindo Pequim, à medida que as taxas de novas infecções diminuíram. A OMS, com sede em Genebra, declarou que o surto de gripe suína H1N1 de 2009 foi uma pandemia, que acabou sendo leve, levando a algumas críticas depois que as empresas farmacêuticas aceleraram o desenvolvimento de vacinas e medicamentos. Coronavírus é questão se saúde pública A OMS declarou o novo coronavírus que surgiu em Wuhan, China, em dezembro, como uma emergência de saúde pública de preocupação internacional, conhecida como PHEIC, em 30 de janeiro. A designação, que permanece em vigor, tinha como objetivo ajudar países com sistemas de saúde mais fracos em suas defesas, especialmente na África. Desde então, o vírus se espalhou, com mais de 77.000 infecções conhecidas na China, incluindo 2.445 mortes e 1.769 casos e 17 mortes em 28 outros países, mostram os últimos números da OMS. Coreia do Sul, Japão e Itália estão enfrentando grandes surtos. O que é uma pandemia? "Não existe categoria oficial (para uma pandemia)", disse o porta-voz da OMS Tarik Jasarevic. "Para fins de esclarecimento, a OMS não usa o antigo sistema de 6 fases - que vai da fase 1 (sem relatos de influenza animal causando infecções humanas) à fase 6 (uma pandemia) - com a qual algumas pessoas podem estar familiarizadas devido ao H1N1 em 2009 ", disse ele. Coloquialmente, pandemia é usado para indicar o surto de um novo patógeno que se espalha facilmente de pessoas a pessoa em todo o mundo, disse Jasarevic. Copyright © Thomson Reuters.

Após 147 mortes, Moro chega ao Ceará para discutir segurança

access_time24/02/2020 14:12

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, chegou na manhã desta segunda-feira (24) a Fortaleza, no Ceará. Acompanhado do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do advogado-geral da União, André Luiz Mendonça, ele chegou às 10h50 no Comando da 10ª Região Militar. Pelas redes sociais, Moro havia anunciado a presença na capital cearense:: "É tempo de superar a crise e serenar os ânimos. Servir e proteger acima de tudo." Os ministros e o advogado-geral da União deixaram Brasília às 7h30 e fizeram um sobrevoo em Fortaleza por volta das 10h. A reunião tem como objetivo discutir o impasse com os policiais militares que fazem uma paralisação desde a terça-feira (18) em diversas cidades do Ceará.  As informações são da repórter Alethea Leitão Morel, da Record TV, que acompanha o motim dos policiais no estado. O estado enfrenta uma onda de violência desde que os policiais militares entraram em greve por falta de acordo com o governo do estado quanto à reestruturação salarial dos servidores. Os protestos que começaram na terça-feira culminaram com o senador Cid Gomes (PDT-CE) baleado na quarta-feira (19), ao tentar negociar a liberação da entrada de um batalhão em Sobral. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará informou que somente no domingo (23) foram registrados 25 assassinatos em todo o estado. Desde quarta-feira (19) até o domingo foram registradas 147 mortes. Os crimes englobam homicídio doloso, feminicídio, lesão corporal seguida de morte e latrocínio. No sábado (22), o número de mortes chegou a 34. Na sexta-feira (21), a 37. Na quinta (20), foram contabilizados 22 homicídios, enquanto que na quarta (19), 29 casos entraram na estatística. Na terça-feira (18), cinco casos de mortes foram computados. Na segunda-feira (17), foram registradas três mortes. Ao todo, 2,8 mil homens das Forças Armadas ocupam as ruas da capital e de algumas cidades do interior com o intuito de amenizar os efeitos da crise na segurança pública. Após a reunião no comando da 10ª Região Militar, sobre as atividades que estão sendo realizadas pelas Forças Armadas e pelos órgãos de Segurança Pública federais, estaduais e municipais, a comitiva seguirá para o Palácio do Governo onde se reunirá com o governador Camilo Santana (PT). Mesmo com o reforço policial do Exército e das Forças Nacionais no Ceará, pelo menos nove cidades cearenses cancelaram oficialmente as festas de Carnaval e vão destinar os recursos a outras ações de serviço público. A proposta de reajuste anunciada pelo governo do Ceará no dia 13 de fevereiro estabelecia aumento o salário de um soldado da PM dos atuais R$ 3,2 mil para R$ 4,5 mil em reajustes progressivos até 2022. A proposição foi comemorada por parte da categoria como conquista, mas um grupo permaneceu insatisfeito.