Banner Outras
Notícias recentes
Neymar faz outro golaço, Seleção joga bem e fecha a preparação para Copa com nova vitória

Neymar faz outro golaço, Seleção joga bem e fecha a preparação para Copa com nova vitória

access_time10/06/2018 12:20

O ÚLTIMO TESTE No último teste antes da Copa do Mundo, aprovação com direito a boa atuação e golaço

Vacinação contra a gripe exclusiva para grupo prioritário termina nesta sexta

Vacinação contra a gripe exclusiva para grupo prioritário termina nesta sexta

access_time31/05/2019 09:55

Esta sexta-feira (31) é o último dia para os integrantes do grupo prioritário terem exclusividade ao

Trump: Irã receberá reação de

Trump: Irã receberá reação de "grande força" se atentar contra os EUA

access_time21/05/2019 08:50

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou, nessa segunda-feira (20), que o Irã en

NEGÓCIOS

Sábado é o Dia D de Mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza 2018

access_time11/05/2018 14:41

Em Peixoto de Azevedo a campanha estará acontecendo em todas Unidades de Saúde da Família que deverão funcionar para garantir a imunização exclusivamente das pessoas pertencentes aos grupos prioritários da campanha – idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto). Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Em Peixoto de Azevedo, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou uma equipe com 110 profissionais para estar atendendo nas 6 Unidades de Saúde dos Bairros e das 2 do Distrito União que funcionarão das 8 às 17 horas neste sábado (12).

Placas de veículos terão até dezembro padrão dos países do Mercosul

access_time11/05/2018 14:23

O Diário Oficial da União publicou hoje (11) resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que regulamenta a produção das placas de identificação dos veículos brasileiros no padrão dos países do Mercosul. As novas placas deverão ser implementadas no Brasil até 1º de dezembro deste ano em veículos a serem registrados, que estejam em processo de transferência de município ou propriedade ou quando houver a necessidade de substituição das placas.  A resolução traz as regras e requisitos de credenciamento das empresas responsáveis pela produção, estampa e o acabamento final das placas veiculares. As empresas só poderão produzir e comercializar as placas se forem credenciadas no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). De acordo com a resolução, a venda das placas deverá ser feita de forma direta das empresas credenciadas aos proprietários de veículos. A definição dos preços também será feita pelos fabricantes. Substituição da placa A resolução permite ainda que o proprietário do veículo antecipe a substituição da placa, mantenha os números originais no cadastro e altere os caracteres no novo modelo a ser instalado. Conforme outra resolução publicada em março deste ano, a medida se aplica a todos os tipos de veículo, incluindo reboques, semirreboques, motocicletas, triciclos, motonetas, ciclo elétricos, quadriciclos, ciclomotores, tratores e guindastes, que serão identificados por uma única placa, instalada na parte traseira. Para veículos já emplacadas, a troca será opcional. As novas placas são revestidas com película retrorrefletiva e têm fundo branco com margem superior azul. Além de estampar a bandeira brasileira com o símbolo do Mercosul, o novo modelo mantém os atuais sete caracteres alfanúmericos e apresenta ainda Quick Response Code (QRCode) e número de ID único para coibir fraudes.

Professores recebem capacitação do Sistema Aprende Brasil da editora Positivo

access_time10/05/2018 20:45

Na quarta-feira (09), diretores, coordenadores e professores municipais de Peixoto de Azevedo participaram de uma capacitação para a utilização do material do Sistema Aprende Brasil, da rede Positivo. O curso visa ensinar os educadores e a equipe técnica a manusearem o material didático do Sistema Aprende Brasil, com ferramentas fornecidas para auxiliar na aplicação do método de ensino. Este é o primeiro ano de implantação do sistema Positivo de ensino para as crianças da educação infantil ao quinto ano do ensino fundamental das escolas municipais.  A capacitação ocorreu durante todo o dia, e foi ministrado por Lorinete Dendena diretamente de Curitiba. Na quinta-feira (10) a capacitação ocorreu no distrito de União do Norte, no período da manhã, na Escola Municipal Vida e Esperança.

Continuam as obras de canalização do córrego nas proximidades da Rua Cajubi

access_time10/05/2018 20:39

Segundo os proprietários de casas próximas ao local, são mais de 20 anos de espera pela canalização deste córrego que fica entre os Bairros Bela Vista e Aeroporto. A Secretaria Municipal de Obras juntamente com a equipe de engenharia do município trabalham para canalizar nesta primeira etapa o trecho entre a BR-163, Rua Cajubi até a Rua Porto Alegre, obra esta que está sendo executada com recursos próprios e com a fabricação dos tubos pela própria Prefeitura Municipal o que está proporcionando uma economia na realização desta tão esperada obra. Na Rua Cajubi tinha uma velha ponte que também já foi substituída pelo sistema de tubulação, solucionando um grande problema de acesso dos moradores desta rua a BR-163 e ao Bairro Bela Vista. Os moradores pediram a Administração Municipal a recuperação da velha ponte, mas o que está sendo realizado é uma obra muito maior e com mais qualidade e segurança aos moradores das proximidades deste local.

Maior aeroporto de MT está entre os 14 do país com mais reclamações de preços altos na venda de alimentos

access_time09/05/2018 22:32

O Aeroporto Internacional Marechal Rondon, que fica em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, ficou entre os 14 aeroportos do Brasil com o mair número de reclamações de preços altos na venda de alimentos. A informação consta numa pesquisa realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil. De acordo com o levantamento, o aeroporto recebeu as menores notas, entre 0 e cinco pontos. Quem precisa se alimentar no aeroporto reclama do valor. “Onde você paga R$ 18 em um quibe um suco? Além disso, a qualidade não é das melhores”, afirmou o professor Romeu Tofoli Neto. Apesar dos preços altos, o aeroporto recebeu a liberação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para comercializar comidas e bebidas com preço popular. O problema é que a empresa iniciou os trabalhos, mas fechou. Em nota, a Infraero informou que há 10 meses a própria empresa pediu para encerrar o contrato. Uma nova licitação está sendo feita e o serviço deve ser restabelecido em um mês.

Alunos da UFMT fazem greve contra mudanças na alimentação e cortes no orçamento

access_time09/05/2018 10:11

Alunos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) decidiram em assembleia geral nessa terça-feira (8) entrar em greve por tempo indeterminado. A greve é contra a mudança na política de alimentação e cortes no orçamento da instituição. Estudantes ocupam campus em várias cidades, inclusive em Cuiabá. Segundo os alunos, a assembleia começou às 17h e encerrou às 21h. A maioria dos estudantes presentes votaram a favor da greve geral estudantil e a favor da ocupação unificada na UFMT no campus Cuiabá. De acordo com UFMT, os alunos com renda superior a R$ 1,4 mil passarão a pagar, a partir de março deste ano, o valor integral do vale-refeição. Um dos líderes do movimento, Leonardo Rondon, disse que a greve é por tempo indeterminado. Mais de 2 mil estudantes participaram da assembleia, conforme os coordenadores. “Somos contra o aumento no Restaurante Universitário e contra qualquer corte no orçamento na UFMT. A greve é uma grande ferramenta para mostrar que não vamos aceitar o aumento no preço da alimentação no restaurante universitário”, declarou ao G1. Estudantes dos campi de Sinop, Araguaia e Rondonópolis, também aderiram à greve. O movimento estudantil ocupa blocos da instituição nessas cidades desde o final do mês de abril. Os estudantes decidiram continuar ocupando o campus da capital mesmo após a Justiça Federal determinar que seja feita a reintegração de posse no campus. Impasse Outros estudantes em situação de vulnerabilidade econômica terão parte do valor subsidiado pela instituição. Os alunos com renda superior, no entanto, deverão pagar o valor cobrado sem o auxílio da UFMT. Atualmente, os estudantes de todos os campi pagam R$ 0,25 pelo café da manhã e R$ 1 para almoço e jantar. Os valores seriam reajustados para R$ 5 o almoço e a janta e para R$ 2,50, o café da manhã. Também contra o reajuste, os estudantes ocupam uma das guaritas da instituição. Nos outros campi, os universitários também protestam contra o aumento.

Dólar sobe e volta a encostar em R$ 3,60

access_time09/05/2018 09:46

O dólar operava em alta no início do pregão desta quarta-feira (9), após encostar em R$ 3,60 na véspera. O mercado monitora a trajetória da moeda ante outras divisas de países emergentes e exportadores de commodities, um dia depois de os Estados Unidos deixarem o acordo nuclear do Irã. Às 10h46, a moeda norte-americana subia 0,77%, cotada a R$ 3,6011 na venda. Veja mais cotações. Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,49% sobre o real, vendido a R$ 3,5705, após atingir R$ 3,5932 na máxima do dia, diante da tensão externa. Também na terça-feira (8) o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, explicou em entrevista à GloboNews que a alta da divisa norte-americana é um movimento global e não exclusivo ao Brasil, mas garantiu que a autoridade está monitorando o mercado para seu bom fundamento e intervirá quando necessário. O Banco Central realiza nesta sessão novo leilão de até 8,9 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de junho. Se mantiver e vender esse volume diário até o final do mês, o BC terá rolado integralmente os US$ 5,650 bilhões que vencem no mês que vem e terá colocado o equivalente a US$ 2,8 bilhões de adicionais.

CNH digital é grátis na maioria dos estados

access_time08/05/2018 14:43

Apesar de a empresa de processamento de dados do governo afirmar que a CNH digital está disponível em todo o país, nem todos os Detrans dizem estar emitindo o documento. Um levantamento do G1 nos estados e no DF, nas últimas duas semanas, apontou que o documento virtual ainda não é oferecido no Amapá, na Bahia, no Ceará e no Pará. Veja a situação de cada estado ao fim da reportagem. Outra diferença está na cobrança pela versão eletrônica: a decisão cabe a cada estado. A maioria dos Detrans informou que a CNH digital é gratuita. Entre os que já estão emitindo, só Goiás e Piauí afirmaram que é preciso pagar. E os preços são muito diferentes: R$ 10 em GO e até R$ 222 no PI. Esses valores são cobrados de quem já tem a CNH impressa no modelo atual, com QR-Code, que começou a ser adotado há 1 ano. Sem ela não é possível ter a versão digital. Quem tem a CNH no modelo antigo e quiser ter a digital precisa renovar o documento físico ou pedir a segunda via (saiba mais como tirar a CNH digital). Nesses casos, há cobrança em todos os estados pelos serviços, mas a maioria afirma que as taxas são por causa da CNH impressa. No entanto, Goiás e Piauí dizem cobrar pela CNH digital também em caso de renovação. E a Bahia informa que fará o mesmo. Não é possível ter só a CNH digital: segundo os Detrans, o documento impresso é fundamental para a versão virtual, que usa o mesmo código. É aceita nas blitze? O G1 também consultou os Detrans para saber se a CNH digital está sendo aceita nas blitze e abordagens pelos agentes de trânsito. A maioria dos estados respondeu que sim, com exceção de Mato Grosso, que afirma que o "prazo para adequações" é até 1º de julho. Foram emitidas 139 mil CNHs digitais no país até a última segunda-feira (7), de acordo com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que desenvolve o sistema. O estado que mais emitiu foi o Rio Grande do Sul, seguido por São Paulo. Mas o volume total equivale a apenas 0,23% das 58 milhões de habilitações válidas do Brasil, de acordo com dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O Detran-AP informou que deverá lançar a CNH digital ainda neste mês. O Ceará tem a mesma previsão. E os demais estados afirmam que estão em processo de implantação. O prazo para que a CNH digital seja oferecida em todo o Brasil é 1º de julho, mas, no fim de abril, o Serpro disse que todos os estados já tinham aderido. Segundo a empresa, isso significa que todos estão capacitados para oferecer o documento. Veja a situação da CNH em todos os estados e no DF: Acre Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 802 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Alagoas Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.003 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Amazonas Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.341 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Amapá Serviço será lançado ainda este mês durante a programação da campanha Maio Amarelo, porém o Detran ainda não informou a data e nem se haverá cobrança. Apesar de o Detran-AP dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 38 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Bahia Ainda não está emitindo a CNH digital, mas já definiu que ela não será cobrada de quem já tem a CNH impressa no modelo atual (com QR code). Quem for tirar a primeira habilitação, terá de pagar R$ 95 para ter a versão digital, além do valor da impressa. A versão eletrônica também será cobrada na hora da renovação: R$ 80. Apesar de o Detran-BA dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 368 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Ceará Ainda não está emitindo, mas a previsão é de que comece ainda em maio, segundo o Detran. Não definiu se haverá cobrança. Apesar de o Detran-CE dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 597 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Distrito Federal Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 4.624 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Espírito Santo Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.199 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Goiás Foi o primeiro estado a emitir a CNH digital, no ano passado, quando era gratuita. A partir de março, passou a cobrar R$ 10 pela versão; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 19.694 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Maranhão Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.778 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Minas Gerais Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; A Polícia Militar não respondeu se já aceita o documento em blitze. Foram emitidas 7.712 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Mato Grosso Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Mas o Detran informou que os agentes de trânsito ainda não conseguem acessar o documento eletrônico e que "o prazo para adequações" é 1º de julho. Foram emitidas 1.282 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Mato Grosso do Sul Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.848 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Pará O Detran-PA informou que ainda está em processo de implantação da CNH digital. Por isso, não pode adiantar informações sobre valores a serem cobrados dos usuários e como funcionará o serviço. Apesar de o Detran-PA dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 367 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Paraíba Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 844 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Paraná Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 6.939 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Pernambuco Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 6.901 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Piauí Quem quiser ter a CNH digital precisa pagar R$ 207,25, para a categoria A (motos), ou R$ 222,07, para as demais categorias. Também existe cobrança para renovar;  O estado tem o menor número de CNHs digitais emitidas entre os que dizem já oferecer o serviço: 100 até esta segunda (7), de acordo com o Serpro. O Detran-PI afirma que isso se deve a "inconsistência" no sistema, que foi será normalizado a partir desta terça (8). O documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Rio de Janeiro Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Segundo o Detran, a CNH Digital já está valendo tanto como o documento físico no Rio de Janeiro. O Comando do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) informa que a CNH Digital será aceita "em conformidade com a legislação vigente", mas que a demanda ainda é pouca. Foram emitidas 3.539 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Rio Grande do Norte Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.437 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Rio Grande do Sul Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. O estado lidera as emissões do documento virtual no Brasil: foram 32.017 CNHs digitais até esta segunda (7), de acordo com o Serpro;  Rondônia Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.919 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Roraima Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 398 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Santa Catarina Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 9.269 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Sergipe Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.658 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. São Paulo Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Dono da maior frota do país, o SP é o segundo estado que mais emitiu CNHs digitais até agora, atrás apenas do RS. Foram 25.362 até esta segunda (7), de acordo com dados do Serpro. Tocantins Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.063 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro.

Enem recebe 1,4 milhão de inscrições em 24 h, diz Inep

access_time08/05/2018 14:23

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 recebeu 1.389.270 inscrições nas primeiras 24 horas após a abertura do sistema, por volta das 9h da segunda-feira (7). O balanço foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira na manhã desta terça (8). Segundo o ministro da Educação, Rossieli Soares, a previsão é de que, até o dia 18 de maio, quando acaba o prazo das inscrições, o total de candidatos chegue a 7,5 milhões. Todos os interessados em participar da prova devem se inscrever - inclusive aqueles que conseguiram a isenção da taxa de R$ 82. A aprovação do pedido de isenção, que foi feito em um período anterior, não significa estar inscrito no exame. No caso dos estudantes que terão de pagar esse valor para se inscrever, o prazo máximo para quitar o boleto bancário é o dia 23 de maio. Mesmo que haja um feriado regional e os bancos não funcionem, a data-limite não será alterada, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Como se inscrever Para fazer a inscrição, é necessário informar o número do CPF e do RG para que seja criada uma senha. É ela que dará acesso futuramente ao cartão de confirmação e aos resultados, por exemplo. Também é preciso ter um número de celular e um e-mail válidos, para que o Inep envie comunicados diretamente aos candidatos. Confira aqui o passo a passo. Além desses dados, os estudantes têm de afirmar se necessitam de algum atendimento especializado no dia da prova (como para pessoas com deficiência ou lactantes). Em outra etapa da inscrição, precisam marcar se a língua estrangeira cobrada na prova será o inglês ou o espanhol. O Enem seleciona candidatos para o Sisu, Prouni, Fies e universidades portuguesas. Datas das provas O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro: 04/11: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação. Duração: 5h30 11/11: 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática. Duração: 5h (30 minutos a mais do que em 2017) Horários das provas Abertura dos portões: 12h Fechamento dos portões: 13h Início das provas: 13h30 Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia)

Dólar fecha perto de R$ 3,55, no maior valor em quase 2 anos

access_time02/05/2018 16:58

O dólar fechou em forte em alta ante o real nesta quarta-feira (2), renovando a máxima em quase dois anos, em dia de reunião do banco central norte-americano. À tarde, o órgão informou em comunicado que decidiu manter a taxa de juros nos Estados Unidos inalterada, sem alimentar apostas de que as taxas podem subir mais do que o esperado. A moeda dos EUA subiu 1,33%, a R$ 3,5492 na venda. É a maior cotação desde o dia 2 de junho de 2016, quando o dólar terminou a sessão cotado a R$ 3,5859. Veja mais cotações. Na máxima do dia, a moeda chegou a R$ 3,5540. No acumulado da semana, avança 2,50% e, no ano, 7,11%. Na última sessão, o dólar fechou cotado a R$ 3,5026. Já o dólar turismo era negociado a R$ 3,70 nesta quarta-feira. Em algumas casas de câmbio, a moeda era vendida a R$ 3,90 nas compras com cartão pré-pago, com IOF incluso, apurou o G1 logo após o horário do fechamento. Taxa de juros nos EUA Nesta quarta-feira, os investidores se voltaram para a reunião do banco central dos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed), em busca de pistas sobre o ritmo futuro de aperto monetário no país. A taxa de juros no país foi mantida, seguindo a expectativa do mercado, no intervalo entre 1,5% e 1,75%. O Fed expressou confiança de que o recente aumento da inflação para nível próximo à meta de 2% será sustentado, mantendo o curso para elevar os custos de empréstimo em junho. "O mercado tinha criado uma gordura para qualquer eventualidade, de que poderia haver sinais de mais aumentos (dos juros nos EUA). Agora, está devolvendo um pouco, assumindo que não haverá mais três altas este ano, pelo menos por enquanto", disse à Reuters o diretor de câmbio do Banco Paulista, Tarcísio Rodrigues. O aumento dos juros nos Estados Unidos tem potencial para atrair recursos aplicados em outras economias, sobretudo dos países emergentes. O Fed aumentou sua taxa básica de juros na reunião de 20 e 21 de março em 0,25 ponto percentual. Atualmente, o banco central prevê outros dois aumentos dos juros este ano, embora um número crescente de autoridades monetárias veja três altas como uma possibilidade. O rendimento dos títulos do tesouro dos Estados Unidos (Treasuries de 10 anos) estava praticamente estável, depois de ter subido mais cedo, reaproximando-se dos 3%, patamar que foi ultrapassado na semana passada em meio à percepção de que os juros nos EUA podem subir mais rapidamente do que o esperado inicialmente. Internamente, os investidores também seguiram de olho no cenário político, com as negociações dos partidos para alianças para as eleições de outubro. O Banco Central não anunciou qualquer intervenção no mercado de câmbio. Em junho, vencem US$ 5,650 bilhões em contratos de swap cambial tradicional - equivalentes à venda de dólares no futuro.