ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Faça o CADASTUR na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Mineração e Turismo de Peixoto de Azevedo

Faça o CADASTUR na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Mineração e Turismo de Peixoto de Azevedo

access_time12/06/2019 08:58

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Mineração e Turismo de Peixoto de Azevedo está realizando o

Primeira rodada da Taça Saudoso Edinho tem homenagem e jogos de muito equilíbrio

Primeira rodada da Taça Saudoso Edinho tem homenagem e jogos de muito equilíbrio

access_time15/10/2018 15:12

Antes da rodada aconteceu homenagem a família do saudoso Edinho, esteve presente, esposa, filha, irm

Índia tem nova alta na média semanal de casos de covid-19

Índia tem nova alta na média semanal de casos de covid-19

access_time11/05/2021 15:01

A pandemia de covid-19 na Índia da Índia mostrou poucos sinais de abrandamento nesta terça-feira (11

POLÍCIA

Cliente bate em motoboy por demora de entrega de pizza

access_time28/06/2022 10:36

Cliente irritado com a demora da entrega de uma pizza foi até o estabelecimento, no final da noite de segunda-feira (28), em Sinop, tirar satisfação com os funcionários. Os ânimos se exaltaram e o cliente agrediu um motoboy, responsável pelo delivery dos pedidos. Ninguém foi preso.  De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada via rádio por volta das 21h30 por populares que diziam que um cidadão estava sendo agredido por um grupo de motoboys. Ao chegar no local, os policiais se depararam com um grupo de motoqueiros querendo entrar dentro do supermercado para pegar o 'cliente' estressado. De imediato foi feito contato com os envolvidos. O cliente relatou que se deslocou até o estabelecimento para saber sobre o seu pedido que estava demorando demais e foi insultado pelo motoboy, momento em que ele perdeu a cabeça e deu uma gravata no 'trabalhador'. O fato causou revolta nos motociclistas que se uniram para tentar agredir o 'cliente'. A irmã do motoboy relatou aos policiais, que a briga foi cessada após testemunhas os separarem e acalmarem os ânimos. Os PMs resolveram a situação no local e ninguém precisou ser levado para a delegacia. O cliente foi embora de 'barriga vazia'.

PF deflagra Operação Lavagem de Ouro em nove estados; Matupá e Terra Nova estão na lista

access_time28/06/2022 09:32

A Polícia Federal cumpre hoje (28) 52 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados a líderes de um grupo investigado por crimes de lavagem de dinheiro, fruto da extração e comércio ilegais de ouro. A Operação Lavagem de Ouro é feita em conjunto com a Receita Federal e também busca os principais intermediários que atuam na lavagem desses ativos. Os mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, Mato Grosso, Goiás, no Pará, Paraná, na Paraíba, no Rio de Janeiro, em Pernambuco, Rondônia e no Distrito Federal. No Mato Grosso, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, sendo nove em Cuiabá, dois em Pontes e Lacerda e os outros em Matupá e Terra Nova do Norte. A Justiça Federal determinou o bloqueio de contas de 40 investigados, no valor de até R$ 614 milhões. Foram aprendidos, até o momento, aparelhos de telefonia móvel e computadores dos investigados, documentos relacionados ao comércio ilegal de ouro, além de ouro em diversos endereços. Os crimes apurados são de lavagem de ativos, receptação qualificada, falsidade Ideológica, redução do pagamento de tributos federais, dificultar a ação fiscalizadora ambiental do poder público, por meio da omissão no pagamento de compensação financeira pela exploração de recursos minerais, promoção de organização criminosa e usurpação de bem mineral da União.

Motorista fica em estado grave em colisão entre carro e carreta em rodovia no Nortão

access_time25/06/2022 15:13

O acidente envolvendo uma carreta boiadeira (marca e modelos não informados) e um Honda HRV, foi registrado, hoje de madrugada, na MT-320 em Colíder. O condutor do automóvel foi encaminhado em estado grave ao hospital regional pelo Corpo de Bombeiros. O outro motorista não se feriu. O motorista da carreta informou que o condutor do HRV seguia sentido Norte, quando perdeu o controle da direção do veículo, invadiu a pista contrária e houve a colisão frontal. O carro ficou capotado na pista, enquanto o veículo de carga acabou tombando. A pista ficou interditada, com o tráfego sendo remanejado para o acostamento. A carga viva foi retirada para posterior destombamento da carreta. As causas do acidente ainda serão apuradas.

Batalhão Ambiental da PM fecha garimpo ilegal e multa proprietário em Nossa Senhora do Livramento

access_time25/06/2022 14:23

Policiais militares do Batalhão Ambiental (BPMPA) fecharam uma área de garimpo ilegal, na manhã desta sexta-feira (24.06), na zona rural de Nossa Senhora do Livramento. Um homem de 52 anos, proprietário da área, foi preso e multado em R$ 189 mil. Maquinários utilizados na área foram apreendidos pela equipe. Por volta de 10h, a equipe do Batalhão Ambiental recebeu denúncia anônima que informava sobre um garimpo que funcionava de maneira irregular, próximo de uma rodovia, em uma área de preservação permanente. Os policiais militares foram ao endereço indicado e identificaram uma grande área de desmatamento. No local, a equipe foi recebida por um homem, que se apresentou como proprietário da área e responsável pelo empreendimento. Questionado sobre a documentação para o funcionamento do garimpo, o suspeito afirmou que não possuía autorização para realizar a ação. A equipe do Batalhão Ambiental ainda identificou supressão da vegetação nativa e desvio do curso de água para despejo de rejeitos de minérios em um córrego. Os policiais militares também localizaram escavadeiras, motosserras e demais maquinários utilizados para degradação da área. Diante da situação, o suspeito que se apresentou como proprietário da área foi conduzido para a Delegacia e multado em R$ 189 mil. Todo o material encontrado nas terras foi apreendido pela equipe do Batalhão Ambiental. Disque-denúncia A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Judiciário e Polícia Civil celebram um ano de Botão do Pânico apresentando aprimoramentos

access_time25/06/2022 11:12

A partir de julho, os delegados da Polícia Judiciária Civil  de Mato Grosso terão autonomia para analisar e conceder o uso do Botão do Pânico Virtual por cinco dias, até que o juiz da Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher julgue a solicitação de Medida Protetiva. Além disso, o sistema será integrado ao aplicativo de mensagem Whatsapp, para que a vítima receba automaticamente o código de acesso ao sistema.   As novidades foram divulgadas em celebração ao primeiro ano de funcionamento do aplicativo “SOS Mulher MT – Botão do Pânico Virtual”. As informações foram repassadas pela presidente do Poder Judiciário de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Póvoas e pelo delegado-geral da PJC-MT, Mário Dermeval, durante coletiva de imprensa.   Juntamente com o aplicativo também foi lançado no ano passado o site ‘Medida Protetiva On-line’, que possibilita à mulher vítima de violência solicitar a medida protetiva sem a necessidade se deslocar até uma delegacia. O SOS Mulher MT permite acesso ao Botão do Pânico, que é um pedido de socorro no formato virtual, quando o agressor descumpre a medida protetiva. “Com as inovações do aplicativo, a mulher já sai da delegacia protegida. Proteção nunca é demais. Até agora, o delegado encaminhava o pedido à Justiça e mesmo o juiz decidindo em no máximo 48 horas, esse é tempo muito grande para essa mulher, agora a ativação do botão é imediata”, comentou a presidente do TJMT. “É uma satisfação para o Judiciário firmar esta parceria com a Polícia Civil que já salvou só neste ano 231 mulheres, vítimas que acionaram o botão do pânico no momento em que agressores descumpriram a medida protetiva”, citou a desembargadora.   “As mulheres já descobriram que o Botão do Pânico chegou para dar um alívio nessa luta contra a violência. Para mudar essa realidade de violência doméstica, o Judiciário sempre incentiva que as mulheres denunciem seus agressores, foco da campanha permanente ‘Quebre o Ciclo’”, completou Maria Helena Póvoas.   O delegado Dermeval destacou que as novidades são inéditas no Brasil, o que tem tornado Mato Grosso referência no assunto. “O SOS Mulher é o único do país totalmente integrado ao PJe e agora com as inovações, o sistema se torna imbatível”, comemorou. “O sistema está em constante aprimoramento e além dessas duas inovações que serão imediatas estamos prevendo outras três novidades”, antecipa. Os aprimoramentos que estão sendo trabalhados são a expansão do serviço para todo o Estado, já que atualmente ele é oferecido nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres e Rondonópolis, onde há unidades do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). “A população desses municípios representa cerca de 55% do Estado, mas com a criação de diversas novas unidades do Ciosp será possível abranger o serviço para todo o Estado”, informa o delegado.   A geração automática das Medidas Protetivas para os BOs é outra melhoria apontada. “Anteriormente, quando era acionado o Botão do Pânico por uma vítima, o Ciosp recebia os dados da Media Protetiva, dados da pessoas - nome, telefone, endereço, a localização por GPS e 30 segundos de áudio . Isso já era uma revolução. Agora com as novidades, o delegado de imediato pode habilitar o Botão do Pânico, por até cinco dias. E a vítima não precisa se preocupar em fazer um Boletim de Ocorrência, pois nesse período o juiz terá julgado o pedido e a Medida Protetiva retroalimenta o sistema, criando automaticamente esse BO”, cita.   A última inovação apontada pelo delegado, é o feedback do atendimento do Ciosp por gravação ou relatório. “Aquela informação será materializada junto aos autos e subsidiará o Ministério Público e o Judiciário para decisões mais coerentes. Afinal, ninguém fica preso só pelo BO. A PJC precisa produzir material de prova.”Este ano tivemos 147 acionamentos ao Botão de Pânico, de 1.806 pedidos deferidos pelo Judiciário. Só esta semana já tivemos três acionamentos, parece pouco, mas são três vidas que foram protegidas com essa ferramenta”, conclui. Como funciona  Ao acionar o botão do pânico, em 30 segundos o pedido chega ao Ciosp, que envia a viatura mais próxima, em socorro à vítima.  No site ‘Medida Protetiva On-line’ mulheres vítimas de violência que moram em qualquer localidade do Estado podem solicitar o serviço. Assim que a vítima preenche todos os dados, a medida protetiva será analisada por um(a) delegado(a) que, na sequência envia para um juiz/juíza analisar o pedido. A medida protetiva já é integrada ao Processo Judicial eletrônico (PJe), de forma ágil e segura, com resposta à vítima em poucas horas.   Clique para acessar o site ‘Medida Protetiva On-line’  Estatística De acordo com o Sistema Omni, da Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso, os números de medidas protetivas de urgência são crescentes ao longo dos anos. Em 2019 foram 7.926 autorizações de medidas protetivas; em 2020, 8.184 e em 2021 foram concedidas 10.268. Até 22 de junho de 2022, o Judiciário concedeu 4.902 medidas protetivas de urgência.Nº mulheres com o Botão do Pânico Virtual autorizados em MT: 3.673 Nº de acionamentos Botão do Pânico Virtual desde o lançamento: 231 Nº de medidas protetivas concedidas em MT de janeiro a 23 de junho de 2022: 4.902 Nº de medidas protetivas solicitadas on-line pelo SOS MULHER: 84 Ações penais de violência contra a mulher em MT em tramitação de janeiro a 23 de junho de 2022: 1.752  Onde baixar o aplicativo  O aplicativo é gratuito e está disponível nas lojas PlayStore e AppStore nos telefones e tablets. Para acessar o site é só digitar na barra de navegação do site o endereçohttp://https://sosmulher.pjc.mt.gov.br/   #Paratodosverem - Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual. Imagem 1 - Fotografia horizontal colorida da presidente do TJMT na abertura do evento. Ela está ladeado por integrantes da Polícia Civil. Imagem 2. Presidente do Tribunal concede entrevista coletiva. Ela responde a pergunta olhando para um dos jornalistas. A sua frente, diversas celulares e microfones das emissoras. Imagem 3 - Fotografia vertical colorida do delegado falando ao microfone. Ela usa terno cinza e camisa azul clara. Imagem 4. Fotografia colorida horizontal. Participantes do envento posam para foto.

Acidente na BR-163 entre Matupá e Guarantã com vítima fatal

access_time24/06/2022 21:29

Um motociclista acabou sendo vítima de um acidente na BR-163 na altura do armazém Paiol, onde está ocorrendo o Pare e Siga nas obras da Rodovia entre Matupá e Guarantã do Norte. As obras são da empresa que ganhou o direito de concessão da rodovia, que em breve terá praças de pedágios entre Sinop a Miritituba no Pará. Muitos se perguntam se estão previstas obras de duplicação da rodovia entre os municípios do Portal da Amazônia, aqui na região do Extremo Norte do Estado de Mato Grosso. A identidade da vítima ainda não divulgada pelas autoridades, a rodovia está bloqueada a espera dos procedimentos legais de perícia no local.

Fazendeiro denuncia mulher por atear fogo em lavoura para se vingar do ex dela que trabalha na propriedade

access_time24/06/2022 08:53

Uma mulher foi denunciada por suspeita de invadir uma fazenda onde o ex-namorado dela trabalha e atear fogo em uma lavoura de milho, localizada em Sorriso, no norte do estado. O caso foi registrado na última segunda-feira (20). De acordo com a Polícia Civil, o dono da propriedade registrou um boletim de ocorrência denunciando o caso. Segundo ele, a suspeita teve um desentendimento com o funcionário da fazenda pouco antes do incêndio na lavoura. Conforme o relato do fazendeiro à polícia, a mulher teria feito uma ameaça contra o ex e afirmou que iria se vingar dele. Horas depois, a lavoura de milho pegou fogo. Câmeras de segurança da propriedade teriam registrado que o incêndio foi criminoso. As imagens serão entregues à Polícia Civil para investigação do caso.

Polícia Civil lança nova versão de Sistema GEIA integrado ao Ministério Público e à Politec

access_time23/06/2022 09:02

A nova versão do Sistema Geia, desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (COTI) da Polícia Civil de Mato Grosso, entrou no ar nesta quarta-feira (22.06), trazendo três novas funcionalidades, dentre elas a integração com o Sistema SIMP do Ministério Público Estadual (MPE). As outras duas atualizações são a leitura biométrica associada diretamente à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), facilitando o trabalho policial na identificação de pessoas e a tela de “notificações e pendências” que mostram ao servidor os seus procedimentos pendentes no sistema. O coordenador da COTI, Fábio Arruda Goés Ferreira, o novo sistema traz grandes mudanças, como a integração ao Sistema SIMP, que facilitará e garantirá a agilidade e qualidade do inquérito policial eletrônico.  Com a integração ao sistema do Ministério Público haverá mudança no fluxo de tramitação dos procedimentos policiais, nos casos de cota e dilação, o processo no PJe será tramitado diretamente entre MP e Polícia Civil até que seja oferecida a denúncia ou manifestado pelo arquivamento, ocasião em que o fluxo será desviado para apreciação do magistrado. “Nessa nova versão, a tramitação do fluxo do inquérito mudou tramitando direto entre a Polícia Civil e o Ministério Público e ainda que a movimentação indique a necessidade de atuação de uma das instituições, todos os documentos estarão disponíveis no PJe para acompanhamento do magistrado vinculado ao processo”, explicou Fábio.  A atualização do sistema também traz como nova funcionalidade a validação biométrica direto na Politec, o que permite que as pessoas que tenham a biometria coletadas sejam imediatamente identificadas, se cadastradas no sistema da unidade de perícia.  A terceira atualização que o sistema disponibiliza é a tela de notificações e pendências que permite que os servidores dentro do Sistema Cartorium verifiquem as pendências dos seus procedimentos em andamento, garantindo que nenhuma etapa seja esquecida e a qualidade dos trabalhos realizados.  Para o delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, a finalização e a entrada em funcionamento da nova versão do Geia é resultado de um trabalho incansável da COTI para trazer melhorias e novas integrações, em busca de um sistema de excelência de investigação e gestão policial.  “A Polícia Civil lança a nova versão do GEIA, agora com uma mudança muito mais significativa, trazendo uma evolução que certamente transforma o sistema utilizado em Mato Grosso mais eficiente e uma das melhores ferramentas tecnológicas do país”, destacou o delegado-geral.

Homem é baleado no rosto em tentativa de sequestro em Matupá

access_time22/06/2022 20:23

O homem foi baleado no rosto, hoje de madrugada, na região central de Matupá. Ele foi encaminhado por uma equipe de socorristas até o hospital, mas não há detalhes sobre o atual estado de saúde. De acordo com o boletim de ocorrência, quatro criminosos o abordaram e tentaram colocá-lo em um veículo, marca e modelo não confirmados. A vítima resistiu, então um dos suspeitos sacou uma arma de fogo e efetuou o disparo. Os criminosos fugiram e o homem foi encontrado por populares, que acionaram o resgate. Não foi confirmado se nas proximidades há circuito de monitoramento com câmeras de segurança que podem ter flagrado o crime. Agora, o crime será investigado pela Polícia Civil.

Mulher é estuprada em frente ao marido durante roubo em fazenda de Novo Mundo

access_time22/06/2022 10:00

Uma mulher de 25 anos foi estuprada durante um assalto na madrugada desta quarta-feira (22) em uma fazenda do Município de Novo Mundo. O crime foi presenciado pelo marido da vítima, de 26 anos, quando ele se desvencilhou das amarrações. Conforme o boletim de ocorrência, o assaltante invadiu a propriedade, localizada na MT-419, por volta das 2h. Ele entrou no quarto do casal e anunciou o assalto pedindo dinheiro às vítimas, que entregaram a quantia de R$ 314. O assaltante amarrou as vítimas com fita adesiva e pediu para que a mulher o acompanhasse. Do lado de fora da casa ele começou a passar as mãos pelo seu corpo e em seguida, conforme o relato, a estuprou. O homem, que estava amarrado no quarto, conseguiu se soltar e quando o assaltante o viu pediu para que a esposa o amarrasse novamente. Depois da vítima estar amarrada, o agressor continuou com o estupro, dessa vez do lado de dentro da casa, no quarto do casal. Não foi informado se o agressor manteve o marido dentro do quarto enquanto cometia o crime. Após a fuga do criminoso, as vítimas procuraram a delegacia e disseram que levariam materiais com o DNA do agressor. A Polícia Civil investiga o crime.