anuncie aqui
Notícias recentes
Prefeitura Municipal de Peixoto de Azevedo adquiriu máquina para fazer meio fio

Prefeitura Municipal de Peixoto de Azevedo adquiriu máquina para fazer meio fio

access_time01/09/2018 08:38

Nova máquina de fazer meio fio adquirida com recursos próprios pela administração municipal já está

Estudante mata ao menos 19 pessoas em um colégio da Crimeia com uma bomba e um fuzil

Estudante mata ao menos 19 pessoas em um colégio da Crimeia com uma bomba e um fuzil

access_time18/10/2018 12:00

Pelo menos 19 pessoas morreram e 50 ficaram feridas nesta quarta-feira por causa da explosão de uma

Mega-Sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Mega-Sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

access_time13/10/2018 08:52

O concurso 2.087 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 27 milhões para quem acertar as seis dezena

POLÍCIA

Sobrinho suspeito de matar a tia e arrancar o coração dela é transferido e tenta enforcar preso em MT

access_time19/07/2019 07:57

O sobrinho que foi preso suspeito de matar a tia e arrancar o coração dela, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, foi transferido nessa quarta-feira (17) do Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS) para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (conhecida como Ferrugem), em Sinop, a 503 km da capital. Ele ainda tentou enforcar um preso durante a transferência. A transferência foi confirmada nesta quinta-feira (18) pela assessoria da Secretaria de Segurança Pública (Sesp) de Mato Grosso. Maria Zélia da Silva, de 55 anos, foi morta a facadas no dia 2 de julho dentro da própria casa, no bairro Vila Bela, pelo sobrinho Lumar Costa da Silva, de 28 anos. Ele ainda levou o coração da vítima e o entregou para uma filha de Maria Zélia. Ele confessou o crime e disse não estar arrependido. No dia 10 de julho ele prestou depoimento na Polícia Civil e, ao sair, afirmou à imprensa que ouviu 'vozes' do universo que o orientaram a cometer o crime. A Polícia Civil informou que Lumar tentou enforcar outro preso durante a transferência. Ele foi flagrado por um agente tentando enforcar a vítima dentro do camburão onde eles eram transportados. O agente ouviu gritos de socorro e flagrou o momento em que Lumar ameaçou o preso, dizendo que quebraria o pescoço da vítima. A agressão também será investigada. Segundo a Sesp, a transferência foi necessária como medida de segurança por conta das circunstâncias que envolvem o crime e o perfil de Lumar. Foi a própria direção do CRS que pediu a transferência do preso para a penitenciária de Sinop. A transferência foi autorizada na segunda-feira (15) pelo juiz Anderson Candiotto, da Primeira Vara Criminal. O caso O sobrinho tinha se mudado para Mato Grosso há quatro dias depois de tentar matar a mãe dele em Campinas, São Paulo. O delegado André Ribeiro classificou rapaz como 'repugnante, monstro e perturbado'. Lumar, atualmente desempregado, é técnico em redes de sistema e morava em São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, Lumar chegou a Mato Grosso no dia 28 de junho para morar com a tia. No mesmo dia que chegou o rapaz entregou currículos na cidade. A família diz que ele é considerado uma pessoa inteligente e fala duas línguas. Maria Zélia abrigou o rapaz, mas o suspeito também começou a causar problemas para a família em Mato Grosso. A tia sabia do desentendimento com a mãe dele em São Paulo. O comportamento dele teria mudado, conforme familiares, depois da briga com a mãe. Outro fator que influenciou a decisão de Maria Zélia foi a de que o sobrinho é usuário de drogas e começou a usar entorpecente na casa dela. Religiosa, a vítima se sentia incomodada com as atitudes do sobrinho. “Ele tirou a vida da tia, abriu o corpo e retirou o coração. Colocou o coração em uma sacola plástica de mercado e levou para a casa da filha da vítima, deixando em cima da mesa”, detalhou o delegado. Na sequência, Lumar, obrigou a prima a entregar as chaves do carro dela. Ele saiu pela cidade e bateu em um transformador de energia, além de invadir a empresa de energia elétrica da cidade. Ele começou a andar a pé pela cidade, até a ser abordado pela Polícia Militar, na Rua das Videiras, e demonstrava estar bastante transtornado. Para o delegado, o sobrinho é uma pessoa fria, age como se nada tivesse acontecido e não demonstra arrependimento. O delegado pretende pedir exame psiquiátrico do suspeito. Segundo o perito Nilson Carlos Dalberto, o suspeito usou duas facas para matar a vítima. A mulher tinha três ferimentos, no pescoço e no tórax. A perícia acredita que ela ainda estava respirando quando o sobrinho abria o tórax dela.

Adolescente é detido em MT com 20 kg de droga em ônibus que seguia para o PA

access_time17/07/2019 08:11

Um adolescente de 17 anos foi apreendido em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, com 20 kg de maconha em um ônibus que seguia viagem para o Pará. A fiscalização foi feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em uma operação de combate ao tráfico de drogas em parceria com a Polícia Civil. O ônibus saiu de Porto Alegre (RS) e seguida para Santarém (PA). A droga foi encontrada em uma mala levada no bagageiro do veículo. À polícia, o adolescente contou que pegou a droga no Mato Grosso do Sul e que foi contratado para deixar o entorpecente em Sorriso. De acordo com a PRF, essa é a quinta ocorrência com o mesmo modo de operação em três dias.

Inundações na Índia, Nepal e Bangladesh deixam mais de 100 mortos e milhões de desalojados

access_time16/07/2019 08:17

Inundações na Índia, Nepal e Bangladesh deixaram mais de 100 pessoas mortas e mais de 4 milhões desalojadas desde o início das fortes chuvas de monções, que já causam estragos há dias nos três países. Na Índia, os mais afetados foram os estados pobres de Bihar e Assam - neste último, segundo um comunicado do governo desta segunda-feira (15), cerca de 4,3 milhões de pessoas foram desalojadas nos últimos 10 dias devido à subida das águas na região, no nordeste do país, que é predominantemente rural. A maior parte do Parque Nacional de Kaziranga, lar do raro rinoceronte de um chifre, estava embaixo d'água, disseram autoridades do estado, que é conhecido pela indústria do chá. "A questão das inundações tornou-se muito crítica, com 31 dos 32 distritos afetados", disse a repórteres o ministro-chefe de Assam, Sarbananda Sonowal. "Estamos trabalhando em pé de guerra para lidar com a situação das enchentes". Em Bihar, canais de televisão mostraram rodovias e ferrovias submersas, com pessoas atravessando a água marrom que chegava à altura do peito e segurando pertences na cabeça. O estado tem infraestrutura precária e um histórico de inundações ao norte, nas áreas que fazem fronteira com o Nepal. Segundo autoridades nepalesas, 64 pessoas morreram e 31 ficaram desaparecidas, e cerca de um terço de todos os distritos foram atingidos por chuvas fortes. Muitas das mortes foram causadas por deslizamentos que atingiram casas. Em Bangladesh, as inundações forçaram cerca de 190 mil pessoas a sair de casa, segundo agentes do governo. No distrito de Cox's Bazar, que serve de abrigo para 700 mil refugiados rohingya que fugiram da violência em Mianmar, mais de 100 mil pessoas ficaram desalojadas. As enchentes no sul da Ásia provocam deslocamentos em massa e mortes anualmente, e o número de mortos e os danos da atual temporada de monções, que está apenas começando, devem aumentar nas próximas semanas. Em 2017, as inundações no Nepal, na Índia e em Bangladesh mataram pelo menos 800 pessoas e destruíram plantações e casas.

Casos de assédio sexual contra mulher em MT aumentam 42% no 1º semestre de 2019

access_time11/07/2019 09:58

Os casos de assédio sexual contra mulheres tiveram aumento de 42% no primeiro semestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Crimina, vinculada à Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT). Os números, de acordo com o governo, levam em consideração os casos com vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade, entre janeiro e junho deste ano. No período analisado, 112 casos foram registrados pelo órgão. Em contrapartida, no ano passado 79 denúncias de assédio foram feitas. Casos de calúnias também apresentaram aumento de 6%, com 913 ocorrências em 2019 e 864 em 2018. Apesar do aumento nas denúncias de assédio e de calúnia, os casos de ameaça tiveram redução de 3% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o governos. Os registros passaram de 10.344 casos de janeiro a junho de 2018, para 10.037 neste ano. Em relação aos homicídios de vítimas femininas, 34 casos foram registrados no primeiro semestre deste ano, um a menos do que no ano passado.

Idoso é detido suspeito de bater na mulher e vítima diz à PM que é agredida há 55 anos em MT

access_time11/07/2019 09:55

Um idoso, de 79 anos, foi detido na noite dessa quarta-feira (10) suspeito de ter agredido a mulher dele, de 79 anos, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, a vítima pediu socorro depois que levou um soco no rosto e na nuca. Ela revelou à PM que sofre agressões do marido há 55 anos, período em que estão casados. O suspeito foi identificado como Olício Paulino Nogueira, de 79 anos. A reportagem não localizou o advogado dele e a polícia não disse se o idoso confessou ou negou as agressões. De acordo com a PM, a situação ocorreu em uma casa no Bairro Jardim das Oliveiras. Um boletim de ocorrência pelo crime de lesão corporal, na Lei Maria da Penha, foi registrado pelos policiais. A vítima disse que foi até um estabelecimento comercial acompanhada da filha e da neta dela e, ao retornar para casa, passou a ser agredida por Olício. O marido a agrediu verbalmente e fisicamente. Ele deu um soco no rosto da idosa e outro soco na nuca da vítima. A idosa caiu no chão e começou a gritar pedindo socorro. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher.

Ataques de animais peçonhentos mataram seis pessoas no 1º semestre de 2019 em MT

access_time11/07/2019 09:48

Seis pessoas morreram vítimas de ataques de animais peçonhentos no primeiro semestre de 2019 em Mato Grosso. O levantamento, obtido pelo G1, é da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT). De acordo com a SES, nesse período foram registrados um total de 1.280 acidentes causados por animais peçonhentos em Mato Grosso. Ataques de serpentes lideram o ranking e são responsáveis por quatro mortes. Em segundo lugar está o acidente causado por escorpião, com dois óbitos; e os demais foram causados por aranha, abelha e lagarta. O estoque de soro antiofídico recebido por Mato Grosso está 70% abaixo do necessário. Segundo a secretaria, o governo solicita 100% de estoque para atender a todo o estado e tem recebido somente 30% da necessidade. O soro antiofídico é um medicamento para tratar mordidas de cobras venenosas. A SES diz que a definição de quantidade não é de acordo com capacidade de estoque e sim de acordo com demanda estadual. O critério é estabelecido pelo Ministério da Saúde. O governo justifica, ainda, que o repasse do soro está reduzido desde 2014, ano em que os laboratórios produtores começaram as adequações estruturais para cumprir as normas definidas por meio das Boas Práticas de Fabricação (BPF), exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com a última nota informativa do Ministério da Saúde, a situação atual do fornecimento dos soros antivenenos e soro antirrábico humano permanece delicada e de forma parcial. O que fazer em caso de acidente Lavar o local da picada apenas com água ou com água e sabão; Manter o paciente deitado; Manter o paciente hidratado; Procurar o serviço médico mais próximo; Se possível, levar o animal para identificação. Como prevenir acidentes com animais peçonhentos O risco de acidentes com animais peçonhentos pode ser reduzido tomando algumas medidas gerais e bastante simples para prevenção: usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem; examinar calçados, roupas pessoais, de cama e banho, antes de usá-las; afastar camas das paredes e evitar pendurar roupas fora de armários; não acumular entulhos e materiais de construção; limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de parede; vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés; utilizar telas, vedantes ou sacos de areia em portas, janelas e ralos; manter limpos os locais próximos das casas, jardins, quintais, paióis e celeiros; evitar plantas tipo trepadeiras e bananeiras junto às casas e manter a grama sempre cortada; limpar terrenos baldios, pelo menos na faixa de um a dois metros junto ao muro ou cercas.

Menino de 10 anos é picado por jararaca na cama enquanto dormia em fazenda

access_time05/07/2019 11:10

Um menino, de 10 anos, foi picado por uma cobra na cama enquanto dormia em uma fazenda na madrugada desta sexta-feira (5) no município de Lucas do Rio Verde. Segundo testemunhas, a criança sentiu a picada da cobra e chamou pelos pais. A família se deparou com uma cobra na cama do menino. A criança foi socorrida às pressas ao Hospital São Lucas, em Lucas do Rio Verde. A cobra seria da espécie jararaca, uma serpente muito venenosa. A situação teria acontecido por volta de 4h em uma fazenda próxima a cidade. A criança dormia quando foi atacada. Os pais foram até o quarto, acenderam a luz e viram a cobra em cima da cama. Os próprios pais levaram o menino ao hospital. A criança foi atendida e teve que ser transferida para o Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, onde foi medicada. O hospital em Lucas do Rio Verde não teria um soro específico para a picada da cobra. O estado do menino é considerado estável. A direção do Hospital Regional de Sorriso informou que a criança está internada na ala da pediatria da unidade. Ela foi medicada, recebeu antialérgico e soro antibotrópico. O hospital disse que a criança recebeu quatro, das oito doses de soro antibotrópico, que estão disponíveis na unidade. O menino deve passar por exames, no período da tarde, e os médicos devem avaliar se ele deve receber mais doses do soro ou não. Jararaca A jararaca chega a medir 120 centímetros. Existem mais de 30 variedades deste gênero no Brasil. A jararaca é conhecida também como caiçara, jaraca, jararacão e jararaca-dormideira. Atualmente ela é encontrada até em áreas degradadas. De hábitos noturnos, a jararaca é a cobra mais conhecida do gênero. Apesar de perigosa, sempre foge ao ser avistada. Aliás, coisa não muito fácil de acontecer é vê-la, graças à excelente camuflagem de sua pele (mesmo para olhos experientes).

Bombas de posto de combustível são lacradas por suspeita de irregularidade durante operação em defesa do consumidor

access_time03/07/2019 10:38

Dois postos de combustíveis foram vistoriados, durante operação em defesa do consumidor, realizada no Distrito de Boa Esperança, município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, nesta terça-feira (2). Em dos estabelecimentos três bombas foram lacradas por suspeito de irregularidades. De acordo com a equipe de fiscalização, dois bicos de abastecimento de álcool e um bico de gasolina, por apresentarem divergência na quantidade de abastecimento, lesando o consumidor para menos. A ação é fruto de convênio entre a Agência Nacional de Petróleo (ANP), Procon e Polícia Civil. Segundo eles, os estabelecimentos já haviam sido denunciados por consumidores. Os postos responderão processo administrativo direto pela ANP. O dono do estabelecimento também responderá inquérito policial por crime contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo.

Corpo de mulher desaparecida desde sábado é encontrado e cunhado confessa assassinato em MT

access_time01/07/2019 19:02

A polícia encontrou nesta segunda-feira (1º) o corpo de uma mulher que estava desaparecida desde sábado (29), em Juína, a 737 km de Cuiabá. Conforme a Polícia Civil, o cunhado dela, Edmar Borges, de 33 anos, confessou ter matado Ana Paula Bugari Gonçalves, de 28 anos. Ele é irmão do marido dela e está preso. Em depoimento à polícia, Edmar disse que tinha um relacionamento amoroso com Ana Paula e matou a mulher por que ela ameaçava contar pra família sobre o romance. O corpo foi encontrado na área rural de Juína. O marido de Ana Paula registrou boletim de ocorrência no sábado. Ele afirmou que a mulher estava em uma chácara da família e saiu em uma motocicleta para buscar a mãe dela em outro ponto da zona rural. No entanto, Ana Paula não chegou até a mãe e nem retornou para a chácara. O marido encontrou a motocicleta dela parada no trajeto. A chave da moto não estava na ignição.

Incêndio florestal ameaça detonar munições da Segunda Guerra

access_time01/07/2019 18:52

Cerca de 400 bombeiros e soldados das Forças Armadas da Alemanha trabalham nesta segunda-feira (1º) para combater um dos maiores incêndios florestais já registrados no estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, no leste do país. Até o início da tarde, o incêndio já havia afetado 430 hectares de floresta a cerca de 50 quilômetros a sudoeste da cidade de Schwerin. Agora as autoridades temem que as chamas invadam uma antiga área militar onde estão enterradas toneladas de antigas munições, muitas delas da época da Segunda Guerra Mundial. O secretário do Meio Ambiente de Mecklemburgo, Till Backhaus, afirmou que serviços de emergência estão lutando para conter o incêndio por causa das munições não detonadas no solo. Durante a tarde, as chamas chegaram a aproximadamente 50 metros do terreno onde estão enterradas as munições. As autoridades estimam que 45 toneladas de explosivos e munições ainda estejam enterradas na área, que abrigou um antigo paiol da Kriegsmarine (marinha de guerra da Alemanha nazista) até 1945. Veículos especiais e helicópteros do Exército dão apoio aos bombeiros, que estão sendo obrigados a ficar a um quilômetro de distância das chamas perto da antiga área militar por causa do risco de explosões. Cerca de 650 pessoas de três cidades e 100 crianças que estavam em um acampamento de férias perto das chamas foram retiradas da região pelos bombeiros nesta segunda-feira. A escala do incêndio levou a fumaça a se deslocar para os estados vizinhos de Brandemburgo, Berlim e Saxônia. As autoridades pediram aos moradores que fechem suas janelas e portas. O cheiro do incêndio podia ser facilmente sentido na capital alemã, que fica a 200 quilômetros, nesta segunda-feira. "O cheiro é irritante, mas não perigoso", escreveu o serviço de bombeiros de Berlim no Twitter. As autoridades suspeitam que a origem do incêndio é criminosa, e acreditam que ele foi iniciado deliberadamente em três locais diferentes. Os primeiros registros de chamas ocorreram na sexta-feira, mas as autoridades informaram pouco depois que elas haviam sido extintas. No domingo, contudo, a região voltou a ser atingida por um incêndio em outro ponto.