Banner Outras
Notícias recentes
Sou presidente para interferir mesmo, diz Bolsonaro

Sou presidente para interferir mesmo, diz Bolsonaro

access_time21/08/2019 10:53

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira, ao comentar críticas de que estaria interferin

Resultado do pedido de isenção da taxa do Enem será divulgado hoje

Resultado do pedido de isenção da taxa do Enem será divulgado hoje

access_time17/04/2019 07:37

Participantes que solicitaram a isenção da taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem confe

Agente penitenciário é preso com 18 celulares embalados em pacotes de salgadinhos em penitenciária

Agente penitenciário é preso com 18 celulares embalados em pacotes de salgadinhos em penitenciária

access_time26/08/2019 07:26

Um agente penitenciário foi preso na madrugada desse domingo (25) ao ser flagrado com 18 celulares,

POLÍCIA

Jovem perde controle do carro, bate de frente com carreta e morre junto com a irmã de 7 anos

access_time29/04/2020 20:24

Duas irmãs, de 20 e 7 anos, morreram em um acidente na tarde desta quarta-feira (29) em Matupá. Gabrieli Sanches dirigia o carro que bateu de frente com uma carreta no km 1060 da BR-163. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada, assim como uma equipe do Corpo de Bombeiros, para realizar o desencarceramento dos corpos de Gabrieli e da irmã, que morreram ainda no local do acidente. De acordo com informações preliminares, o carro trafegava sentido Matupá e a carreta no sentido contrário, seguindo para o município de Miritituba, Pará, quando Gabrieli teria perdido o controle da direção, invadido a contramão causando o acidente. Não há informações sobre o que teria feito a jovem perder o controle do carro. O motorista da carreta não sofreu ferimentos. Peritos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local e encaminharam os corpos das irmãs ao Instituto Médico Legal (IML). Gabrieli Sanches dirigia o carro que bateu de frente com uma carreta no km 1060 da BR-163. — Foto: Arquivo Pessoal

Matupá: comandante abre sindicância para investigar policiais que ajudaram retirar cofre da casa de empresário assassinado

access_time29/04/2020 20:03

O tenente-coronel e comandante regional da Polícia Militar, James Jacio Ferreira confirmou, em entrevista, que determinou a abertura de uma sindicância para investigar três policiais militares que aparecem em uma gravação, de câmeras de segurança, ajudando um homem retirar o cofre da residência do empresário Faisal Ibrahim Abdulrahman Younes, de 53 anos, morto com diversos golpes de faca no dia 12 de fevereiro, em Matupá. “Esse fato não foi noticiado anteriormente ao nosso comando através de denúncias anônimas ou qualquer outro canal que temos para isso. Tomamos conhecimento pela imprensa. Estamos oficialmente instaurando imediata abertura de investigação para apurar os fatos e, diante disto, tomar todas as providências cabíveis. Ainda vamos apurar. São policiais, mas temos que dar a oportunidade de ampla defesa. Se soubéssemos desse fato anteriormente já teríamos a resposta para sociedade do que seria feito”, afirmou Ferreira. Não foi confirmado o que havia no cofre e para onde foi levado. O principal suspeito de assassinar Faisal Ibrahim é o sogro dele, de 59 anos, que se apresentou dois dias depois do crime com um advogado, na delegacia de Matupá, e ficou preso. Contra ele, já havia um mandado de prisão preventiva decretado pela justiça. Faisal era proprietário de um restaurante em Matupá e também tinha fazendas na região. O corpo dele foi levado para ser sepultado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A versão investigada é que Faisal se envolveu em uma briga familiar com o sogro. Ele teria presenciado o genro agredindo a filha. Por isso, acabaram entrando em vias de fato e ocorrendo a morte. O caso ainda é apurado pela Polícia Civil.

Operação prende 4 pessoas envolvidas em roubo de agrotóxico em fazendas da região norte de MT

access_time28/04/2020 10:30

Quatorze mandados judiciais foram cumpridos pela Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), na manhã da segunda-feira (27), nos municípios de Sorriso e Sinop, em investigação de crimes de roubos e furtos de defensivos agrícolas. Dos sete mandados de prisões preventivas decretados, quatro foram cumpridos, além das sete buscas e apreensões domiciliares realizadas. As prisões e buscas dão continuidade às investigações conduzidas pela GCCO sobre uma organização criminosa identificada como responsável pela prática de diversos roubos majorados de defensivos agrícolas em fazendas da região do médio norte de Mato Grosso. Os mandados foram deferidos pelo juízo da Vara do Crime Organizado da Comarca de Cuiabá - 7ª Vara Criminal de Cuiabá. Durante o cumprimento das ordens judiciais, na cidade de Sorriso foram apreendidas com dois investigados duas armas de fogo (um revólver calibre 38 e de uma pistola calibre 380), totalizando nove armas de fogo apreendidas. Outros nove suspeitos de integrar a organização criminosa foram identificados e presos anteriormente, na segunda fase da operação realizada no início deste mês, quando uma carga de defensivos, avaliada em mais de R$ 200 mil, foi recuperada integralmente, além da apreensão de armas e drogas. Conforme o delegado titular da GCCO, Flávio Henrique Stringueta, além dos localizados e presos nesta segunda-feira, dois investigados que tiveram as prisões preventivas decretadas estão desaparecidos e, conforme investigações, estariam envolvidos em um confronto armado na cidade de União do Sul ocorrido dias atrás. Os presos serão interrogados pelos delegados Juliana Chiquito Palhares e Frederico Murta. O material apreendido será analisado durante as investigações que prosseguem na GCCO.

Deputados aprovam, em 1ª votação, projeto que obriga uso de máscara para moradores em MT

access_time21/04/2020 10:59

Os deputados estaduais de Mato Grosso aprovaram em primeira votação, no final da tarde desta segunda-feia (20), com sete votos contrários, o Projeto de Lei 303/2020 sobre o uso de máscaras como medida não farmacológica para evitar a disseminação do novo coronavírus em Mato Grosso. A medida prevê aplicação de multa de R$ 140 por pessoa ao estabelecimento que for flagrado com clientes sem máscara. O projeto deve ir para segunda votação e, em seguida, encaminhada ao governo de Mato Grosso. O substitutivo integral diz, em seu artigo 1º, que enquanto vigente o estado de calamidade pública declarado no Decreto nº 424, de março de 2020, fica recomendada a utilização de máscara facial, ainda que artesanal, por toda a população no território mato-grossense. O parágrafo único do artigo diz que “fica o Governo do Estado de Mato Grosso obrigado a fornecer gratuitamente máscaras faciais para toda a população do Estado, bem como realizar campanha de conscientização e orientação sobre o uso correto das máscaras”. O artigo 2º diz que “enquanto vigente o estado de calamidade pública declarado no Decreto nº 424, de março de 2020, os estabelecimentos públicos e privados que estiverem em funcionamento em qualquer município de Mato Grosso devem fornecer e exigir o uso de máscaras faciais por seus funcionários, colaboradores, clientes e usuários, para acesso às suas dependências”. Multa O parágrafo 1° prevê que “o descumprimento ensejará aplicação de multa de R$ 140 ao estabelecimento privado, por pessoa sem máscara em seu interior, sem prejuízo da apuração de ilícitos criminais eventualmente praticados pelas pessoas físicas ou representantes legais da pessoa jurídica decorrentes de infração à medida sanitária preventiva (art. 268 do Código Penal) e de desobediência (art. 330 do Código Penal)”. O parágrafo 2° diz que o descumprimento ensejará penalidades administrativas e aplicação de multa de R$ 140 ao gestor de órgão publico, por pessoa sem máscara, sob sua responsabilidade, sem prejuízo da apuração de ilícitos criminais eventualmente praticados pelos representantes legais da pessoa jurídica decorrentes de infração à medida sanitária preventiva (art. 268 do Código Penal) e de desobediência (art. 330 do Código Penal). O artigo 3° diz que os estabelecimentos públicos e privados ficam obrigados a disponibilizar aos seus clientes e usuários, além de máscaras, preparação alcoólica à 70%, sob as formas gel ou solução e o artigo 4º prevê que compete ao Procon, aos órgãos de vigilância sanitária estadual e municipais e à Polícia Militar de Mato Grosso, promover a fiscalização do cumprimento do disposto nesta lei, bem como a aplicação das punições cabíveis”. Covid-19 em Mato Grosso Mato Grosso tem 181 casos confirmados da Covid-19, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), divulgados nesta segunda-feira (20). Nas últimas 24 horas, surgiram sete novas confirmações nos municípios de Cuiabá (4), Barra do Garças (3) e Vila Bela da Santíssima Trindade (1).

Adolescente de 15 anos diz à polícia que matou menina de 13 anos com golpe 'mata-leão' e tijolada

access_time04/04/2020 08:11

O adolescente de 15 anos, apreendido suspeito de matar Anna Luiza Nunes do Carmo de 13 anos, em Sorriso, na região norte do estado, disse ao delegado da Polícia Civil Nilson Farias, que investiga o crime, ter matado a vítima com o golpe de mata-leão e depois arremessado um tijolo nela e vários golpes com um pedaço de madeira. Ele afirmou que cometeu o crime porque ela estava grávida e temia as consequências, já que ele tinha outra namorada. Depois do crime, o suspeito atirou fogo na roupa nas roupas dele na tentativa de apagar os vestígios do crime. A informação também foi dada por ele a polícia. Um exame ainda deve apontar se a adolescente estava grávida, conforme ele informou. O adolescente encontra-se na delegacia de Sorriso e o delegado afirmou que vai pedir a internação dele. Ele foi apreendido nessa quinta-feira (2) depois que o corpo dela foi localizado. A menina estava desaparecida desde terça-feira (31) e foi encontrada morta na madrugada desta quinta-feira em um terreno baldio no bairro Jardim Itália, na cidade. De acordo com a polícia, no dia do desaparecimento a garota utilizou o celular da sua irmã para falar com um rapaz, arrumou a cama com travesseiros para que pensassem que ela estava dormindo e saiu de casa. Assim que o corpo foi localizado, a Polícia Civil iniciou as investigações que apontaram o adolescente como principal suspeito do crime. Durante o depoimento de testemunhas, a polícia descobriu que havia um relacionamento entre o suspeito e a vítima. De acordo com testemunhas, antes ele estava bem fisicamente e sem lesões aparentes, porém, no dia seguinte do crime amanheceu com o tornozelo torcido, com fratura evidente e as mãos machucadas, possivelmente devido aos esforços empregados para desferir as agressões contra a vítima. O caso A mãe da garota registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil na quarta-feira (1º). Ela contou à polícia que Anna Luiza foi para o quarto e dormiu. Na manhã do outro dia ela não foi encontrada na cama e havia desaparecido. Câmeras de segurança registraram o momento em que a menina anda a pé pelas ruas. Aparentemente ela estava sozinha. O corpo dela foi encontrado dois dias depois em um terreno no cruzamento da Avenida Los Angeles esquina com Avenida Curitiba, atrás de um ginásio. Fotos da jovem foram divulgadas em grupos de rede social com o telefone da família que pedia informações. A Perícia Oficial Técnica (Politec) esteve no local e informou que o corpo já estava no nesse terreno há mais de um dia e tinha sinais de espancamento. Anna Luiza não estava com documentos, mas o corpo dela foi reconhecido pela mãe. Inicialmente os peritos não identificaram sinais de violência sexual. A perícia deve fazer os exames necessários para comprovar a causa da morte da jovem.

Presos tentam fugir e iniciar motim após banho de sol em cadeia pública

access_time03/04/2020 16:58

Dois presos tentaram fugir da Cadeia Pública de Barra dos Bugres, nesta sexta-feira (3). A tentativa aconteceu durante o fim do banho de sol, no fim da manhã. Durante a ação, os presos tentaram começar um motim, batendo objetos nas portas de aço, mas foram contidos. Um deles foi capturado ainda dentro da unidade e o segundo conseguiu pular o muro para a casa vizinha da unidade, mas foi detido com a perna quebrada. Os agentes penitenciários da unidade fizeram, após o incidente, a conferência nas alas da cadeia e não havia nenhum preso ferido. O único ferido foi o recuperando que quebrou a perna na tentativa de fuga. Ele já está sendo atendido pela unidade médica do município.

Mulher cai em buraco no quintal de casa após tampa de fossa quebrar e é resgatada por policiais

access_time25/03/2020 07:38

Uma mulher de 34 anos foi socorrida por policiais militares nessa terça-feira (24) em General Carneiro, depois que caiu no buraco de uma fossa séptica nos fundos da casa dela. O acidente ocorreu no início da noite em uma residência no bairro Setor Paiaguás. A filha da vítima ligou para a polícia dizendo que a mãe estava no quintal da residência e, que ao passar por cima da tampa da fossa séptica, a estrutura rompeu. A vítima caiu no interior do buraco. Os policiais militares foram até a residência, onde decidiram realizar o resgate da vítima, devido à profundidade da cavidade. Além disso, a cidade não tem uma unidade do Corpo de Bombeiros. A demora no resgate, de acordo com a PM, poderia causar a morte da moradora. Com o auxílio de uma escada, os policiais conseguiram retirar a vítima do local, sendo ela encaminhada para a Unidade de Saúde, onde recebeu atendimento médico.

Idoso de 82 anos tem festa de aniversário fechada pela polícia por aglomeração de convidados

access_time23/03/2020 08:27

Uma festa de aniversário de um idoso, que comemorava 82 anos, foi fechada por policiais na noite de sábado (21) em Pontes e Lacerda. Segundo a Polícia Militar, houve uma aglomeração de cerca de 40 pessoas no local. Para evitar a contaminação do coronavírus, o evento foi encerrado pela polícia. Os policiais vistoriavam a cidade, por volta de 21h, e buscavam estabelecimentos que não estariam cumprindo ao decreto municipal de prevenção ao Covid-19. Em uma das casas a PM percebeu que ocorria uma festa de aniversário. Ao perceberam uma grande quantidade de pessoas reunidas, os policiais encerraram o evento e comunicaram a situação à Polícia Civil.

SEMA constata morte de 6 toneladas de peixes entre Itaúba-Sinop e multa usina em R$ 12 milhões

access_time18/03/2020 11:25

A secretaria estadual de Meio Ambiente informou, hoje, que aplicou multa de R$ 12 milhões pela mortandade de seis toneladas de peixes ocorrida, esta semana, abaixo do barramento da Usina Hidrelétrica Sinop, entre Itaúba e Sinop. A apuração feita pela equipe multidisciplinar da secretaria aponta que a maioria das espécies morta é de couro como bico de pato, jaú e pintado que “apresentavam diversos sinais de barotrauma, como olhos saltados, eversão estomacal (vísceras expostas) e injúrias físicas”. Na avaliação dos técnicos, a “mortandade foi ocasionada por um erro operacional durante manobra de acionamento de turbina ao não observar a presença de peixes no interior do conjunto de hidrogeração (conduto forçado, turbina e canal de fuga). De acordo com informações prestadas à Sema, a manobra foi realizada domingo à noite (15). A Sema também decidiu pela suspensão da licença de operação para as atividades de geração e transmissão de energia até que sejam adotadas medidas adicionais de segurança ambiental durante as manobras realizadas pelo empreendimento instalado no Rio Teles Pires. Porém a decisão não é definitiva e a empresa pode recorrer e deve continuar operando. A secretaria informa ainda que, para retomar a licença de operação, o empreendimento deve apresentar plano de ação que comprove que as manobras de comporta e acionamento de máquinas seguirão ritos estritos para atenuar os impactos causados à fauna aquática. A notificação da Sema também prevê que o empreendedor adote medidas como: uso de veículo não tripulado ou outra tecnologia para verificar a presença de peixes no canal de fuga e tubo de sucção e movimentação das pás para afugentamento dos peixes antes do acionamento das máquinas. O órgão ambiental também determinou que o sistema eletromagnético de repulsão de peixes, previsto em acordo judicial para ser instalado até 2021, esteja pronto até dezembro de 2020.  A notificação entregue ao empreendedor também prevê a implementação de planos de comunicação social e de risco para informar e esclarecer aos órgãos de controle e população sobre os impactos causados pelas manobras. Episódios que envolvam impactos ambientais também deverão ser comunicados à Sema em um prazo de até seis horas. A Sema de Sinop e uma equipe foi deslocada de Cuiabá para reforçar as investigações. Nos dois dias, as equipes realizaram a medição dos parâmetros de qualidade da água em quatro pontos do Rio Teles Pires, desde o barramento até a balsa no município de Itaúba. Em todas as aferições, a menor leitura da concentração de oxigênio dissolvido na água foi de 5,6mg/L no dia 16 de março e 8,5 mg/L no dia seguinte. A temperatura média aferida foi de 27 graus Celsius e o pH de 5,38 a 6,63. Sendo assim, as condições se apresentam adequadas para a vida aquática, descartando qualquer hipótese de correlação da mortandade com algum evento de baixa qualidade da água, informa a assessoria da secretaria.

Polícia Civil passa a intimar partes e advogados por meio de aplicativo de mensagens

access_time17/03/2020 20:40

A Polícia Civil passa a utilizar serviços de aplicativos de mensagem para intimar partes, advogados, testemunhas e demais interessados em inquéritos instaurados. A determinação foi assinada pelo delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso Mário Dermeval Aravéchia de Resende e publicada no Diário Oficial que circula nesta terça-feira (17). O recebimento de intimações por aplicativos de mensagens instantâneas ou recursos tecnológicos similares, dependerá da anuência expressa da parte interessada, mediante assinatura do termo de assentimento. No ato de anuência e assinatura do termo, os interessados deverão indicar o número de telefone celular e comprometer-se a cumprir as condições ali expostas. Os aderentes podem, a qualquer tempo, solicitar o seu desligamento do sistema de comunicações processuais por aplicativos de mensagens instantâneas ou recursos tecnológicos similares. Os interessados podem ainda fornecer endereço de correio eletrônico (e-mail) pessoal, a fim que possam receber informações e/ou orientações necessárias sobre os procedimentos. Recusada a adesão à intimação por intermédio de aplicativo de envio de mensagens instantâneas ou recursos tecnológicos similares, deverão ser utilizados os meios convencionais de comunicação dos atos processuais segundo as normas vigentes. As contas de aplicativos de mensagens instantâneas ou recursos tecnológicos similares da Polícia Judiciária Civil, serão personalizadas com imagens, nomes ou outros símbolos que facilitem a identificação da Instituição pelos interessados. Os números de telefonia móvel, oficialmente utilizados pela Polícia Judiciária Civil vão constar no termo de assentimento e, em caso de alteração, os aderentes serão comunicados por e-mail ou outro meio oficial hábil. No ato da intimação, o servidor responsável encaminhará a imagem do documento relacionado à comunicação pelo aplicativo de envio de mensagens instantâneas ou recursos tecnológicos similares, com a identificação do processo a que se refere. A intimação produz efeitos a partir da confirmação eletrônica de recebimento da mensagem pelo destinatário, que deverá ocorrer no prazo de até três dias.