Spigreen
Notícias recentes
Shopping Sinop será inaugurado em setembro, confirma diretor

Shopping Sinop será inaugurado em setembro, confirma diretor

access_time12/03/2020 09:04

O diretor da Empreendi, Roberto Martins, disse que foram executados 55% das obras do Shopping Sinop,

Incêndio em prédios mata dezenas na capital de Bangladesh

Incêndio em prédios mata dezenas na capital de Bangladesh

access_time21/02/2019 08:45

Um incêndio que atingiu prédios em Daca, capital de Bangladesh, deixou 70 mortos e 55 feridos nesta

Peixoto de Azevedo participará dos Jogos Vale do Teles Pires e Campeonato Centro-Oeste de Atletismo

Peixoto de Azevedo participará dos Jogos Vale do Teles Pires e Campeonato Centro-Oeste de Atletismo

access_time15/08/2019 10:52

A partir desta quinta-feira (15/08) o município de Peixoto de Azevedo estará participando do XXXIII

Notícias com a tag: Aripuana

Garimpo em Aripuanã (MT) é legalizado e 1.500 garimpeiros poderão fazer extração de ouro

access_time23/07/2020 21:16

Um acordo passou a permitir, na última sexta-feira (15), a exploração de ouro legalmente por garimpeiros em Aripuanã. O objetivo é resolver o conflito pelo uso da área e possibilitar o desenvolvimento econômico da região. O conflito pelo uso da área começou em outubro do ano passado, quando uma operação da Polícia Federal (PF) foi deflagrada para inibir o garimpo ilegal em Mato Grosso e iniciou a retirada dos garimpeiros da área. De acordo com as investigações, além do impacto ambiental na região, o garimpo ilegal estaria causando grande devastação social no município com aumento do índice de homicídios, tráfico de drogas, prostituição e outros crimes. Com o novo acordo, ao todo, 1.500 garimpeiros poderão explorar uma área de 516 hectares para extração exclusiva de ouro. O Termo de Compromisso e Ajustamento de Conduta foi assinado entre a Cooperativa de Mineradores e Garimpeiros de Aripuanã (Coopemiga), a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), a mineradora Nexa, e a Agência Nacional de Mineração (ANM). De acordo com o presidente da Metamat, Juliano Jorge Boraczynski, garantir o sustento para as famílias que sobrevivem da extração de ouro tem papel fundamental para melhorar as condições de vida da população local. Com a formalização do termo de ajustamento, foi concedida a autorização para outorga de uma Permissão de Lavra Garimpeira (PLG) pela Agência Nacional por um ano. O próximo passo para concluir o processo é a regularização e licenciamento ambiental, que será conduzido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). A secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, explica que a extração do ouro de forma legalizada e as medidas de controle ambiental serão conduzidas pelo licenciamento ambiental, o que deve ter um impacto ambiental positivo na região.

DNPM determina fim de exploração em garimpo ilegal invadido há cerca de 2 meses

access_time12/11/2018 12:59

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) determinou a paralisação das atividades no garimpo clandestino de Aripuanã, a 976 km de Cuiabá. A medida foi tomada após uma reunião na semana passada entre órgãos e autoridades na cidade. Há dois meses aproximadamente mil pessoas ocupavam a área, localizada em uma área particular em uma fazenda. A notícia de que tem ouro no local se espalhou rapidamente por meio de fotos divulgadas em aplicativos de celulares e redes sociais. O local chegou a ser chamado de a 'Nova Serra Pelada'. Segundo o superintendente do DNPM em Mato Grosso, Serafim Carvalho Melo, atualmente, aproximadamente 500 pessoas estão no garimpo ilegal. Pouco ouro foi encontrado no local e provocou a saída de muitos 'aventureiros'. Na semana passada o órgão classificou a invasão no, como uma 'violenta agressão ambiental'. Participaram da reunião representantes da Polícia Federal, Polícia Militar, Ministério Público, membros da Cooperativa dos Produtores de Diamantes de Juína (Coooprodil), a Cooperativa de Garimpeiros de Aripuanã (COOGAR), garimpeiros e moradores. "Ficou acordado a saída imediata dos garimpeiros. Se houver alguma operação, os materiais e maquinários serão apreendidos. O responsável pela invasão não foi identificado",  — Serafim Carvalho Melo. O DNPM já havia comentado que as pessoas que estão ocupando a área não têm autorização do órgão para qualquer tipo de extração mineral. O órgão também alerta que toda e qualquer atividade de extração mineral no país sem autorização é caraterizada como usurpação do patrimônio mineral da União, uma atividade ilegal à luz da legislação mineral brasileira. A invasão foi comunicada à Secretaria de Meio Ambiente e Ministério Público Federal (MPF).

Garimpo em Aripuanã é batizado de nova 'Serra Pelada' e atrai centenas de pessoas

access_time31/10/2018 08:37

Três anos após ganhar os noticiários nacionais por causa de um garimpo ilegal que atraiu milhares de pessoas de várias partes do Brasil em busca de ouro no município de Pontes e Lacerca em 2015, Mato Grosso volta a vivenciar um clima semelhante na cidade de Aripuanã (1.002 Km a noroeste de Cuiabá). Um garimpo ilegal descoberto no município de 21,9 mil habitantes está atraindo centenas de pessoas que já chamam batizaram o local como a nova “Serra Pelada”. Fotos e vídeos divulgados em redes sociais de pessoas exibindo pedras douradas, que afirmam ser ouro retirado do garimpo, começam a circular nas redes sociais e já causam uma movimentação de pessoas se deslocando para o local que fica a cerca de 11 km do centro de Aripuanã. A reportagem conversou com jovem de 21 anos que é morador de Aripuanã e confirmou que na cidade não se fala em outra coisa a não ser o garimpo “Serra Pelada”. Ainda não se sabe quem é o dono da área que está sendo explorada. Ele, inclusive, está querendo ir tentar a sorte no garimpo já que está desempregado, mas por enquanto está avaliando a situação. “Tem bastante gente indo, acho que vou ir hoje pra lá também. Tem um monte de amigos meus indo. Eles falam que tem bastante ouro por lá”, relata o rapaz, cujo nome será preservado pela reportagem. De acordo com ele, tem cerca de uma semana que “todo mundo ficou sabendo” que está tendo ouro e mais pessoas começaram a se deslocar para o local, cujo trajeto dura cerca de 10 minutos para quem sem desloca de carro ou motocicleta. “Meu tio foi pra lá e veio me chamar, falei que não ia. Mas daí uns amigos meus começaranm a mandar fotos e postar no status do Facebook que estão encontrando ouro” relata o morador ao explicar que o tio dele foi para o garimpo na manhã desta terça-feira (30). “Bem cedinho ele estava comprando umas coisas para comer e levar pra lá”, relata. A reportagem questionou o jovem se ele sabe dos riscos que a atividade de garimpo oferece, principalmente quando se trata de um local de extração clandestino bem como as dificuldades de encontrar ouro, ele disse que sim, mas continua animado. “Meus amigos também não são garimpeiros e eles já acharam ouro”, argumenta. “Eu não queria ir, meu tio veio me chamar. Eu estava até zuando meus amigos, mas parece que a coisa está boa mesmo”, diz ele ao acrescentar que as conversas que circulam na cidade também já apontam que forças policiais já estariam se mobilizando em Aripuanã por causa do garimpo. “Parece que já tem polícia na cidade, mas só ouvi dizer, não tenho certeza”. A reportagem ele enviou fotos, e áudios de conversas que recebeu de amgios que foram para o garimpo e estão tentando convencê-lo a ir também. “Nós fomos de tarde e ficamos até de madrugada, é de boa lá”, diz um dos áudios. “Moscou, tinha que ter ido, é uma vez na vida e outra na morte que tem uma parada dessa ai”, diz outro áudio enviado por um dos amigos dele. Pelas fotos enviadas do local é possível perceber que até uma máquina escavadeira está sendo utilizada no garimpo clandestino. Pelas imagens já se vê enormes buracos e valas sendo escavadas entre rochas e paredões. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra dezenas de pessoas com sacos e pás remexando em montes de terras retirados pela escavadeira. “Vamos pegar ouro pessoa, ataca, irru, o trem tá bão”, diz alguém na gravação. “Leva pedra também porque é a pedra que dá o ouro pra moer, tem ouro de montão ai, pode pegar, é bom demais”, diz o homem que aparenta ser o autor da gravação.