Spigreen
Notícias recentes
EUA decidem proibir entrada de viajantes do Brasil no país

EUA decidem proibir entrada de viajantes do Brasil no país

access_time25/05/2020 07:12

Os Estados Unidos anunciaram neste domingo (24) que vão proibir a entrada no país de pessoas vindas

PRF-MT apreende 210 mil maços de cigarro em carga contrabandeada do Paraguai

PRF-MT apreende 210 mil maços de cigarro em carga contrabandeada do Paraguai

access_time06/08/2019 09:48

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 210 mil maços de cigarros contrabandeados na noite dest

Bem alienado fiduciariamente não pode ser penhorado, afirma STJ

Bem alienado fiduciariamente não pode ser penhorado, afirma STJ

access_time11/03/2020 09:55

O bem alienado fiduciariamente não pode ser penhorado em execução promovida por terceiro, uma vez qu

Notícias com a tag: Barra-do-Garcas

Mãe e filha são flagradas com 300 kg de maconha em porta-malas de carro

access_time01/06/2020 10:43

Uma mulher e a filha dela, de 14 anos, foram flagradas com 300 kg de maconha nesse domingo (31) na BR-070, em General Carneiro. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), mãe e filha estavam em um Cobalt abordado pelos agentes. O veículo, com placas de Aparecida de Goiânia (GO), foi abordado na madrugada. A mulher de 35 anos dirigia o carro. Após uma fiscalização detalhada no veículo, foram encontrados cerca de 300 kg de maconha no porta-malas. A droga estava dividida em 20 porções. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal de Barra do Garças, sendo a menor encaminhada para a Polícia Civil, no mesmo município.

Mais de 800 kg de carne transportada irregularmente são apreendidos em MT

access_time30/05/2020 09:02

Mais de 800 kg de carne que estava sendo transportada irregularmente foram apreendidos em General Carneiro, a 449 km de Cuiabá na noite dessa sexta-feira (29). A ação foi desencadeada pela Polícia Militar e Polícia Civil de Barra do Garças, a 60 km de General Carneiro. Conforme o boletim de ocorrência, os policiais abordaram uma caminhonete com três pessoas, na área rural da cidade. Na carroceria havia dois animais abatidos que, juntos, pesavam cerca 800 kg. Segundo a polícia, a origem dos animais é legal, mas por estarem sendo transportados em desacordo com as normas sanitárias, toda a carne foi apreendida. Os três ocupantes do veículo foram conduzidos para Barra do Garças e, em seguida, foram encaminhados para a sede do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea).

Produtores fazem manifestação contra a insegurança no campo

access_time30/10/2019 08:59

Mais de 80 produtores rurais da região do Araguaia, em Barra do Garças, fizeram manifestação contra a insegurança no campo na tarde dessa terça-feira (29). Eles se reuniram em frente ao Fórum, no setor Sena Marques, e depois seguiram para uma passeata pelas ruas da cidade. Os produtores vestiam camisetas brancas escritas: 'Chega de impunidade! O setor produtivo está unido contra a impunidade dos criminosos'. Com um carro de som eles gritaram palavras de ordem e pediram punição aos criminosos. De acordo com os produtores, a polícia prende, mas, no dia seguinte, a Justiça solta. O presidente do Sindicato Rural de Barra do Garças, Eduardo Baroni, afirmou que o ato foi para chamar atenção da Justiça para insatisfação dos produtores. “Nossa manifestação é contra a impunidade. Temos visto muitos roubos de gado com prisões, inclusive em flagrante, mas quando [os suspeitos] passam por audiência de custódia acabam sendo soltos”, disse. Segundo Eduardo, a situação tem gerado insegurança para os produtores. “Nós geramos renda, emprego, pagamos impostos, então tem que ter consideração por nós e nos conceder segurança”, ressaltou. A diretora da Associação dos Criadores de Gado de Mato Grosso (Acrimat), Teia Fava, contou que já teve quase 30 cabeças de gado furtadas da propriedade dela. Teia afirmou que os produtores rurais também protestam em favor das forças policiais que, segundo ela, muitas vezes trabalham em vão. “Nós trabalhamos muito, sempre estamos produzindo. A insegurança é muito grande. Também não podemos deixar a polícia desanimar, porque eles sempre prendem, mas a Justiça acaba soltando”, lamentou. Depois da passeata, o protesto foi encerrado em um posto de combustível, localizado na Avenida Ministro João Alberto, onde os produtores cantaram o hino nacional.