Banner Outras
Notícias recentes
Vítimas de esterilização forçada no Japão processam o governo

Vítimas de esterilização forçada no Japão processam o governo

access_time17/05/2018 07:28

Três pessoas que foram esterilizadas à força com base em uma lei de eugenia decidiram processar o go

Gestores Esportivos se reúnem para formar Comissão Disciplinar da região

Gestores Esportivos se reúnem para formar Comissão Disciplinar da região

access_time18/02/2019 08:25

Estiveram reunidos na Secretaria Municipal de Esportes de Peixoto de Azevedo, os gestores de Matupá,

Homem entra armado em fórum, atira em juiz e é morto pela polícia

Homem entra armado em fórum, atira em juiz e é morto pela polícia

access_time02/10/2018 07:21

Imagens do circuito interno de segurança do Fórum de Vila Rica, a 1.276 km de Cuiabá, gravaram o mom

Notícias com a tag: Franca

Há vínculo empregatício entre Uber e motorista, decide corte francesa

access_time05/03/2020 21:39

Ao se conectar à plataforma digital Uber, fica estabelecida uma relação de subordinação entre o motorista e a empresa. Assim, o condutor do automóvel não presta serviços como autônomo, mas como funcionário. Foi com base nesse entendimento que a Cour de Cassation, órgão de cúpula da Justiça Comum francesa — tribunal que seria equivalente ao STJ —, reconheceu a existência de vínculo empregatício entre a Uber e um motorista.  Segundo a decisão, o condutor não pode ser considerado autônomo, já que não cabe a ele construir a própria clientela ou definir os preços das corridas. Isso, diz a corte, gera uma relação de subordinação entre as partes.  "A decisão não reflete as razões pelas quais os motoristas escolhem usar a Uber: independência e a liberdade de trabalhar se, quando e onde quiserem", disse a empresa em nota, segundo a agência Reuters.  Ainda segundo a companhia, "nos últimos dois anos, fizemos muitas mudanças para dar aos motoristas ainda mais controle sobre como eles usam a Uber, além de proteções sociais mais fortes". TST O tema é controverso no Brasil. No início de fevereiro, a 5ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou o reconhecimento do vínculo. Na ocasião, a corte entendeu que o aplicativo de transporte presta serviço de intermediação e, por isso, o motorista que usa a plataforma não tem relação trabalhista.  A discussão sobre o reconhecimento ou não do vínculo já gerou uma série de decisões díspares nas instâncias inferiores. O TRT-2, que atua em São Paulo, decidiu não reconhecer o vínculo. Da mesma forma, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas-SP) entendeu que motorista de aplicativo não tem vínculo de emprego. Em Minas Gerais, o juiz Márcio Toledo Gonçalves, da 33ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, aprofundou-se em conceitos sociológicos, históricos e legais para decidir que há vínculo de emprego nesses casos. A empresa foi condenada a pagar férias, 13º, horas extra e adicional noturno. O juiz cunhou o termo "uberização" como um conceito de relação danosa ao trabalhador. Quando o caso subiu de instância, o Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região reformou a decisão e não reconheceu o vínculo. Para a relatora, desembargadora Maria Stela Álvares da Silva Campos, a impessoalidade na relação entre motorista e Uber fica clara pelo fato de que outra pessoa pode dirigir o mesmo carro, sendo que basta um cadastro no aplicativo para isso.

Primeira morte ligada ao coronavírus fora da Ásia é confirmada na França

access_time15/02/2020 08:40

Um turista chinês de 80 anos morreu na França depois de contrair o Covid-19, o coronavírus. É o primeiro registro de uma morte pela doença fora da Ásia e o terceiro caso fora da China, de acordo com anúncio do Ministério da Saúde neste sábado (15). Segundo a ministra de Saúde da França, Agnès Buzyn, a vítima é da província de Hubei, o epicentro da epidemia. O chinês chegou à França no dia 16 de janeiro. Nove dias depois, em 25 de janeiro, ele havia sido colocado em quarentena. Ele tinha uma infecção pulmonar causada pelo coronavírus, e sua condição física se deteriorou rapidamente. Uma filha do homem de 80 anos também foi hospitalizada, mas a expectativa é que ela receba alta. Até agora, as mortes fora da China aconteceram nas Filipinas e no Japão (uma cada). Balanço da epidemia A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a epidemia de Covid-19, infecção provocada pelo novo coronavírus, foi controlada no mundo. Na terça-feira (13), o diretor-executivo do programa de emergências de saúde da OMS, Mike Ryan, disse em uma entrevista coletiva que não há "aumentos dramáticos de transmissão fora da China", além dos casos da embarcação Diamond Princess. As últimas informações sobre a epidemia são: 1.381 mortos na China (incluindo um no território semiautônomo de Hong Kong) 3 mortes fora da China (uma na França, uma nas Filipinas, e outra no Japão) 63.932 casos confirmados na China 505 casos confirmados em outros 24 países China revê dados da epidemia de Covid-19 e reduz número de mortos Covid-19, a doença do novo coronavírus: mudança de metodologia da China fez casos aumentarem de 44,7 mil para 59,8 mil. — Foto: Infografia: Juliana Souza/G1

França vence, elimina a seleção peruana e se classifica para as oitavas da Copa

access_time21/06/2018 13:02

VITÓRIA, VAGA E RECORDE O futebol ainda não foi de uma favorita ao título, mas a França está nas oitavas de final da Copa do Mundo. Bem no primeiro tempo e irregulares no segundo, os franceses eliminaram a seleção peruana com a vitória por 1 a 0, nesta quinta-feira, em Ecaterimburgo, pela segunda rodada do Grupo C da Copa do Mundo. A jovem estrela Mbappé marcou aos 33 da etapa inicial e garantiu a vaga. Os peruanos lutaram bastante para ao menos empatar e seguirem vivos, mas não conseguiram evitar a derrota. Discreto no ataque, Guerrero perdeu a bola para Pogba no início do lance do gol. Cueva e Trauco apareceram muito pouco na partida. COMO FICA Com seis pontos, a França joga por um empate contra a Dinamarca, terça, às 10h (de Mato Grosso), em Moscou, para ficar com o primeiro lugar da chave. O adversário sairá do Grupo D (Argentina, Croácia, Islândia ou Nigéria). Dinamarqueses, com quatro, e australianos, com um, brigam pela segunda vaga. O Peru está com zero e se despede do torneio diante da Austrália, no mesmo dia e horário, em Sochi. JOGA MUITO! Mbappé fez nesta quinta-feira seu primeiro gol em Copas do Mundo e passou a ser o jogador mais jovem da história da França a marcar na competição, superando Trezeguet. A maior revelação do futebol francês nos últimos anos está em seu primeiro Mundial aos 19 anos. Ele é também o francês mais jovem a marcar em uma Copa, o mais jovem a disputar o torneio pelo país e o mais novo do atual elenco. PRIMEIRO TEMPO A escalação de Giroud como titular deu mais poder físico para a França brigar com a defesa peruana. Em 15 minutos, foram três ótimas chances, em chute de longe de Pogba, cabeceio de Varane e boa defesa de Gallesse em finalização de Griezmann. O Peru, aos poucos, saiu da defesa e equilibrou o jogo. Guerrero parou no goleiro Lloris depois de jogada de Cueva. Mas o centroavante do Flamengo foi decisivo do outro lado. Aos 33, ele perdeu a bola para Pogba, que tocou para Giroud bater com desvio. Mbappé só completou para o gol. O mesmo Mbappé logo em seguida quase fez o segundo de calcanhar, mas furou. Gol de Mbappé para a França diante do Peru (Foto: REUTERS/Jason Cairnduff) SEGUNDO TEMPO A seleção peruana voltou do intervalo com o veterano atacante Farfán na vaga do volante Yotún. E o time melhorou, com mais mobilidade e velocidade. Aquino, logo aos quatro minutos, acertou a trave em chute de fora da área. No embalo da torcida e com muita disposição, os peruanos passaram a controlar o jogo e forçaram a França a se fechar. Nenhuma grande chance, porém, foi criada. A partir dos 30 minutos, a França voltou a dominar e a administrar a vantagem. Dembélé ainda quase fez o segundo em chute à esquerda de Gallese. No fim, os peruanos deixaram o campo bastante emocionados com a eliminação ainda na primeira fase. Guerrero é consolado após a derrota (Foto: REUTERS/Darren Staples)