Banner Outras
Notícias recentes
Homem é preso após matar a ex-namorada a facadas e ferir a irmã dela por não aceitar o fim do relacionamento em MT, diz PM

Homem é preso após matar a ex-namorada a facadas e ferir a irmã dela por não aceitar o fim do relacionamento em MT, diz PM

access_time01/07/2018 12:25

Uma mulher de 37 anos foi assassinada a facadas na noite desse sábado (30), em Tangará da Serra, a 2

Hoje (19) haverá Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores de Peixoto

Hoje (19) haverá Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores de Peixoto

access_time19/08/2019 11:07

O presidente da Câmara Gilmar Santos e os vereadores convidam toda a população para acompanhar a ses

Provocação? Rússia mostra míssil hipersônico e mais armas após cúpula Putin/Trump

Provocação? Rússia mostra míssil hipersônico e mais armas após cúpula Putin/Trump

access_time20/07/2018 16:13

Depois de o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ter concordado com o presidente dos Estados Unidos

Notícias com a tag: IBGE

Safra brasileira cresce mais de 6% e bate recorde em 2019, diz IBGE

access_time08/01/2020 09:22

A safra agrícola brasileira bateu recorde em 2019 e alcançou 241,5 milhões de toneladas, um crescimento de 6,6% na comparação com 2018, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (8). Segundo o IBGE, o recorde anterior foi em 2017, quando foram produzidas 238,4 milhões de toneladas. A estimativa da área colhida para 2019 foi de 63,2 milhões de hectares, apresentando crescimento de 3,7% frente à área colhida em 2018, (+ 2,3 milhões de hectares). O arroz, o milho e a soja representaram 92,8% da estimativa da produção e responderam por 87,0% da área colhida. Em relação a 2018, houve acréscimo de 7,0% na área do milho, de 2,6% na área da soja e de 41,9% para a área do algodão herbáceo e redução de 9,3% na área de arroz. Quanto à produção, ocorreram quedas de 3,7% para a soja e de 12,6% para o arroz e acréscimos de 23,6% para o milho e de 39,8% para o algodão herbáceo. Regionalmente, o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste, 111,5 milhões de toneladas (46,2%); Sul, 77,2 milhões de toneladas (32,0%); Sudeste, 23,7 milhões de toneladas (9,8%); Nordeste, 19,2 milhões de toneladas (7,9%) Norte, 9,8 milhões de toneladas (4,1%). Todas as regiões, apresentaram aumento na produção, de acordo com instituto. Mato Grosso lidera como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 28,0%, seguido pelo Paraná (14,9%), Rio Grande do Sul (14,3%), Goiás (10,0%), Mato Grosso do Sul (7,9%) e Minas Gerais (6,0%), que, somados, representaram 81,1% do total nacional. O IBGE leva em conta o que foi produzido durante os 12 meses do ano. Diferentemente da Companhia Nacional de Abastecimento, que considera o calendário de safra, que começa em julho e termina junho do ano seguinte. Previsão é de novo recorde em 2020 Para a safra 2020, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas aponta para um novo recorde, de 243,2 milhões de toneladas, 0,7% acima da safra de 2019. As estimativas iniciais apontam uma redução de 7,2% na produção do milho e um crescimento de 7,8% na produção da soja. Levando em conta os cinco produtos de maior importância para a próxima safra, apenas o milho 2ª safra apresentou estimativa de produção menor que em 2019, de 10,4%. Apresentam variação positiva o algodão herbáceo (2,7%), o feijão 1ª safra (3,3%), o arroz (0,9%), o milho 1ª safra (1,8%) e a soja (7,8%). As estimativas das produções de soja (122,4 milhões de toneladas) e algodão (7,1 milhões de toneladas) são recordes da série histórica do IBGE.

Brasil tem mais de 210 milhões de habitantes, diz IBGE

access_time28/08/2019 10:11

O Brasil tem mais de 210 milhões de habitantes, segundo os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) publicados no DOU (Diário Oficial da União) na manhã desta quarta-feira (28).  A pesquisa considera 1º de julho de 2019 como data de referência. Em 2018, a estimativa da população brasileira era de 208 milhões. A região Sudeste conta com os três estados mais populosos do Brasil: São Paulo, com 45.919.049 habitantes, Minas Gerais, com 21.168.791, e Rio de Janeiro, com 17.264.943. Os estados de Roraima (605.761), Amapá (845.731) e Acre (881.935) estão no extremo oposto, como os menos populosos do país.  Na região Nordeste do país, a Bahia segue como o estado mais populoso, com 14.873.064 habitantes. É o também o quarto estado com mais habitantes do país.  Em seguida, Pernambuco (9.557.071) e Ceará (9.132.078) estão entre os estados mais populosos do Nordeste. Já Sergipe (2.298.696), Piauí (3.273.227) e Alagoas (3.337.357) são os locais com menos moradores da região. No Sul, a estimativa da população no Paraná (11.433.957) e no Rio Grande do Sul (11.377.239) é próxima, ambas maiores do que a de Santa Catarina (7.164.788). A população em Goiás dispara em comparação aos outros estados do Centro-Oeste, com 7.018.354 de habitantes. Em seguida aparecem Mato Grosso (3.484.466), Distrito Federal (3.015.268) e Mato Grosso do Sul (2.778.986). 

MT deve colher mais de 25% da produção de grãos, cereais e oleaginosas do país na safra 2018, estima IBGE

access_time12/06/2018 18:05

Mesmo com a previsão de queda na produção nacional, o estado de Mato Grosso deve ser responsável por mais de um quarto do total de grãos, cereais e oleaginosas colhidas no país. A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que estimou a produção nacional em 228,1 milhões de toneladas na safra 2018. O número, segundo o IBGE, é 5,2% inferior à produção de 2017, quando foram colhidos 240,6 milhões de toneladas. Ao todo, Mato Grosso deve produzir 25,9% da produção nacional. Entre os principais produtos estão o algodão e a soja. Maior produtor de algodão herbáceo (em caroço) do país o estado. De acordo com o IBGE, Mato Grosso deve produzir 144,7 mil toneladas da cultura. Mais que o dobro da Bahia, segundo maior produtor, que deve colher 57,5 mil toneladas. A área plantada com o produto é de 765,2 mil hectares. O estado é o maior produtor de algodão do Brasil e deve ser responsável pela colheita de 66,8% da estimativa total para 2018. Já a produção de soja teve incremento de 0,1% em relação ao mês anterior e deve ter recorde de produção nacional. Em Mato Grosso, a produção do grão deve girar em torno de 220,3 mil toneladas.