Spigreen
Notícias recentes
Morre aos 108 anos Georges Loinger, que salvou centenas de crianças na Segunda Guerra

Morre aos 108 anos Georges Loinger, que salvou centenas de crianças na Segunda Guerra

access_time30/12/2018 14:28

O militante da resistência judia Georges Loinger, que salvou a vida de centenas de crianças durante

Justiça da Austrália condena cardeal acusado de crimes sexuais

Justiça da Austrália condena cardeal acusado de crimes sexuais

access_time13/03/2019 07:53

A Justiça da Austrália condenou hoje (13) o cardeal George Pell, de 77 anos, a seis anos de prisão p

MEC autoriza antecipar formatura de alunos da área de saúde

MEC autoriza antecipar formatura de alunos da área de saúde

access_time06/04/2020 09:16

O Ministério da Educação autorizou a formatura de alunos dos cursos de medicina, enfermagem, farmáci

Notícias com a tag: PARIS

Bayern bate o PSG e é campeão europeu pela sexta vez

access_time23/08/2020 17:29

Resumão A Liga dos Campeões 2019/20 está em ótimas mãos. O campeão é um velho conhecido, o agora hexa Bayern, mas que se candidata a uma das melhores equipes da história do torneio ao terminar sua campanha com 100% de aproveitamento. A última vítima foi o Paris Saint-Germain de Neymar, superado por 1 a 0 no placar e pela sensação de que ainda há uma diferença no aspecto coletivo. Ironicamente, o gol do título foi do francês Coman, cria das divisões de base do PSG, aos 14 minutos do segundo tempo. Para Neymar, Mbappé e companhia restou o gostinho do quase. "E SE..." Como em todo confronto de matar ou morrer, a história poderia ter tido um rumo diferente. O PSG foi melhor em boa parte do primeiro tempo, quando criou suas melhores oportunidades no jogo. Aos 17, por exemplo, Neymar recebeu de Mbappé, chutou rasteiro e viu Neuer fazer enorme defesa com o pé. Di María e Mbappé também tiveram suas chances, mas faltou capricho - o argentino mandou por cima, enquanto o francês praticamente recuou para o alemão. Eles provavelmente sonharão com esses lances. Na etapa final, faltou gás e também qualidade para o time francês seguir lutando. Choupo-Moting, nos acréscimos, foi quem mais chegou perto de empatar, mas não acertou a bola após jogada de Neymar. CAMPANHA IRRETOCÁVEL O Bayern se tornou o primeiro campeão invicto desde o Manchester United de 2007/08. Com o novo regulamento em função da pandemia, encerrou a sua jornada em Lisboa com 11 vitórias em 11 jogos, 43 gols pró (melhor média de ataque da história) e apenas oito contra. Fez oito no Barcelona, sete no Chelsea (em dois jogos), sete no Tottenham, três no Lyon e controlou o PSG de Neymar e Mbappé na decisão. Lewandowski foi o artilheiro com 15 gols e também o maior garçom, com seis assistências (ao lado de Di María). O GOL Lewandowski é o grande nome do Bayern, mas só é o que é por ter um coletivo que funciona para todos. O gol do título é uma prova disso. Aos 14 minutos, Gnabry recebeu de Kimmich e tentou o passe rasteiro para o meio. Lewandowski escorou para Kimmich, na entrada da área, colocar a bola na cabeça de Coman no segundo pau. O francês se infiltrou nas costas de Kehrer, preocupado com o centroavante polonês à sua frente, e desviou para as redes. Não dava para Navas.