Spigreen
Notícias recentes
Mais de 300 cadernos com anotações do crime organizado e 50 armas artesanais são apreendidos em presídio de MT

Mais de 300 cadernos com anotações do crime organizado e 50 armas artesanais são apreendidos em presídio de MT

access_time17/09/2019 08:13

A operação realizada na Penitenciária Central do Estado (PCE) no último mês apreendeu 352 cadernos c

STF: Delatados podem questionar acordos de delação

STF: Delatados podem questionar acordos de delação

access_time26/08/2020 08:47

Em sessão realizada nesta terça-feira, 25, a 2ª turma do STF concedeu HC para declarar a nulidade de

Justiça determina que empresas de transporte parem de suspender contratos durante pandemia e paguem funcionários dispensados

Justiça determina que empresas de transporte parem de suspender contratos durante pandemia e paguem funcionários dispensados

access_time08/05/2020 12:05

A Justiça determinou que as empresas Aries Transportes e Verde Transportes parem de suspender os con

Notícias com a tag: PSG

Bayern bate o PSG e é campeão europeu pela sexta vez

access_time23/08/2020 17:29

Resumão A Liga dos Campeões 2019/20 está em ótimas mãos. O campeão é um velho conhecido, o agora hexa Bayern, mas que se candidata a uma das melhores equipes da história do torneio ao terminar sua campanha com 100% de aproveitamento. A última vítima foi o Paris Saint-Germain de Neymar, superado por 1 a 0 no placar e pela sensação de que ainda há uma diferença no aspecto coletivo. Ironicamente, o gol do título foi do francês Coman, cria das divisões de base do PSG, aos 14 minutos do segundo tempo. Para Neymar, Mbappé e companhia restou o gostinho do quase. "E SE..." Como em todo confronto de matar ou morrer, a história poderia ter tido um rumo diferente. O PSG foi melhor em boa parte do primeiro tempo, quando criou suas melhores oportunidades no jogo. Aos 17, por exemplo, Neymar recebeu de Mbappé, chutou rasteiro e viu Neuer fazer enorme defesa com o pé. Di María e Mbappé também tiveram suas chances, mas faltou capricho - o argentino mandou por cima, enquanto o francês praticamente recuou para o alemão. Eles provavelmente sonharão com esses lances. Na etapa final, faltou gás e também qualidade para o time francês seguir lutando. Choupo-Moting, nos acréscimos, foi quem mais chegou perto de empatar, mas não acertou a bola após jogada de Neymar. CAMPANHA IRRETOCÁVEL O Bayern se tornou o primeiro campeão invicto desde o Manchester United de 2007/08. Com o novo regulamento em função da pandemia, encerrou a sua jornada em Lisboa com 11 vitórias em 11 jogos, 43 gols pró (melhor média de ataque da história) e apenas oito contra. Fez oito no Barcelona, sete no Chelsea (em dois jogos), sete no Tottenham, três no Lyon e controlou o PSG de Neymar e Mbappé na decisão. Lewandowski foi o artilheiro com 15 gols e também o maior garçom, com seis assistências (ao lado de Di María). O GOL Lewandowski é o grande nome do Bayern, mas só é o que é por ter um coletivo que funciona para todos. O gol do título é uma prova disso. Aos 14 minutos, Gnabry recebeu de Kimmich e tentou o passe rasteiro para o meio. Lewandowski escorou para Kimmich, na entrada da área, colocar a bola na cabeça de Coman no segundo pau. O francês se infiltrou nas costas de Kehrer, preocupado com o centroavante polonês à sua frente, e desviou para as redes. Não dava para Navas.

Tuchel deixa Neymar na reserva e diz: 'Não tenho medo de perdê-lo'

access_time27/11/2019 13:44

Recuperado de lesão na coxa esquerda, o atacante Neymar jogou pela primeira vez na temporada Liga dos Campeões na última terça-feira, no empate entre Real Madrid e Paris Saint-Germain em 2 a 2, no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid. Mas o brasileiro começou a partida no banco de reservas por opção do técnico Thomas Tuchel. Perguntado em entrevista coletiva após o jogo se teme que o jogador force uma saída do clube francês por ter entrado apenas no intervalo, Tuchel negou categoricamente. "Não tenho medo de perder Neymar. Conversei com ele e lhe disse que preferia que ele jogasse no segundo tempo. Ele está fora há seis semanas, só tinha jogado uma partida antes de hoje e não precisava correr esse risco", justificou o treinador alemão. Neymar substituiu o volante Gueye no intervalo, quando o placar era de 1 a 0 a favor do Real. O time mandante ainda aumentou a diferença, mas o PSG buscou o empate com dois gols em dois minutos, garantindo-se como líder do grupo A da Champions, com 13 pontos. Os 'Blancos' também estão classificados, mas em segundo. "Era necessário evitar um novo problema. Tivemos de defender muito e foi por isso que tomei essa decisão. Conversamos calmamente sobre isso. Durante esta temporada, ele disputou alguns jogos um pouco lesionado, e eu decidi por ele. Era minha responsabilidade pela saúde dele. Não tenho medo de perdê-lo por causa dessa decisão, temos um ótimo relacionamento e não há problema", completou Tuchel. O técnico do atual bicampeão francês reconheceu a superioridade dos donos da casa e ficou satisfeito com a reação dos seus jogadores quando perdiam por 2 a 0. "O Real Madrid foi melhor durante muitos minutos. Foi difícil para nós encontrar espaços, tomar boas decisões. Não jogamos com velocidade e não estávamos confiantes o suficiente para jogar no Bernabéu. Eles mostraram que são o time que conquistou três Champions (nos últimos quatro anos)", elogiou Tuchel, que enalteceu a atuação de seu goleiro, Keylor Navas, que defendeu o Real na conquista dos títulos de 2016, 2017 e 2018. "Acabamos encontrando espaços. Navas jogou muito bem, tivemos um goleiro extraordinário, e no final demonstramos uma mentalidade positiva, vencedora. Vou manter isso e a atitude dos jogadores que entraram do banco", disse.

Neymar, do PSG, tem nova fratura constatada no quinto metatarso do pé direito

access_time28/01/2019 08:48

Neymar, do Paris Saint-Germain, sofreu uma nova fratura no quinto metatarso do pé direito, mesma região operada em março do ano passado, pouco antes da disputa Copa do Mundo da Rússia. O jogador sofreu a lesão na quarta-feira passada na vitória por 2 a 0 sobre o Strasbourg, pela Copa da França. A informação foi publicada inicialmente pelo jornal "Le Parisien" e confirmada pelo GloboEsporte.com. A boa notícia é que a fratura é menos grave do que a sofrida em 2018. No entanto, o Paris Saint-Germain ainda não definiu qual será o tipo de tratamento, quanto tempo o craque ficará fora dos gramados e se vai precisar passar por outra cirurgia. Para uma nova avaliação, clube e o jogador aguardam o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, que chegará em Paris no início desta semana. O camisa 10 vem realizando realizando sessões de fisioterapia nos últimos dias no intuito de adiantar o processo de recuperação. Neymar pode perder os próximos jogos do Paris Saint-Germain pela Liga dos Campeões, além dos amistosos da seleção brasileira em março, na fase de preparação para a Copa América. Neste domingo, o técnico Tite e o coordenador Edu Gaspar visitaram Neymar em Paris e depois estiveram no Parque dos Príncipes na goleada por 4 a 1 sobre o Rennes. Os brasileiros em campo foram Daniel Alves, Marquinhos e Thiago Silva.