Banner Outras
Notícias recentes
China: novo coronavírus provocou 9 mortes e 440 estão infectados

China: novo coronavírus provocou 9 mortes e 440 estão infectados

access_time22/01/2020 10:21

A Comissão de Saúde da China informou que o novo coronavírus já provocou nove mortes e que 440 pesso

Arrecadação chega ao recorde de R$ 115 bilhões em fevereiro

Arrecadação chega ao recorde de R$ 115 bilhões em fevereiro

access_time21/03/2019 17:00

A arrecadação das receitas federais somou R$ 115,062 bilhões, em fevereiro de 2019, informou hoje (2

Atletas do Atletismo de Peixoto de Azevedo conquistam medalhas no Estadual em Cuiabá

Atletas do Atletismo de Peixoto de Azevedo conquistam medalhas no Estadual em Cuiabá

access_time06/08/2019 09:51

Mais uma vez Peixoto de Azevedo foi destaque no esporte a nível estadual, cinco atletas do atletismo

Notícias com a tag: Paraguai

Bolas com foto de Ronaldinho são encontradas na casa de Dalia López

access_time13/03/2020 15:20

A Polícia do Paraguai fez na manhã desta sexta-feira (13) uma operação de busca e apreensão na casa da empresária Dalia López, responsável por levar Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis para Assunção. Lá encontrou quatro mil bolas promocionais com as mesmas fotos usadas nos documentos adulterados do ex-jogador. A polícia foi recebida por três funcionários da empresária, que não estava na casa e segue foragida. A prisão dela foi pedida depois que o empresário brasileiro Wilmondes Lira e sua esposa Paula Lira afirmaram em depoimento à polícia que Dalia foi a responsável por produzir os documentos adulterados de Ronaldinho e Assis. Além das bolas, a operação encontrou um grande cofre e muitos documentos que foram apreendidos para investigação. A polícia também foi na empresa de Dalia, que fica na cidade de Lambare, na região metropolitana de Assunsção, e não encontrou nada relevante.  Na quinta-feia, a defesa de Ronaldinho entrou com um recurso em segunda instância contra a rejeição do pedido de prisão domiciliar feita pelo juiz Gustavo Amarilla, no último dia 10. O Ministério Público vai apresenta ainda nesta sexta a opinião sobre o pedido.  A partir daí a Câmara de Apelação da Justiça do Paraguai vai dar o parecer sobre o pedido. A Câmara não tem prazo para responder, mas a definição é esperada para o começo da próxima semana por se tratar de um caso de grande repercussão. Ronaldinho e o irmão Assis estão presos no Paraguai há uma semana e são acusados de entrar no país com passaporte e documento de identidade adulterados. Junto com os dois brasileiros estavam o casal Wilmondes, que está preso, e Paula Lira, que foi liberada para voltar ao Brasil. O MP também investiga a participação do ex-jogador em organizações criminosas e em esquema de lavegem de dinheiro. 

Contra o Guaraní, Palmeiras busca 100ª vitória na Copa Libertadores

access_time10/03/2020 13:34

Em encontro que vale a liderança do Grupo B da Copa Libertadores, o Palmeiras entra em campo para enfrentar o Guaraní, no Allianz Parque. Contra o adversário paraguaio, o time alviverde busca a 100ª vitória de sua longa história na disputa do torneio continental. Atualmente, a Sociedade Esportiva Palmeiras contabiliza um retrospecto de 99 vitórias, 34 empates e 52 derrotas na Copa Libertadores, com 332 gols marcados e 202 sofridos. Números que o time tentará melhorar diante do algoz do arquirrival Corinthians a partir das 20h30 (de Mato Grosso) desta terça-feira. Em 1999, contra o Derportivo Cali, o Palmeiras conquistou seu único título da Copa Libertadores. O time alviverde ainda ficou com o vice-campeonato do torneio continental nas edições de 1961 (Peñarol), 1968 (Estudiantes) e 2000 (Boca Juniors). Palmeiras, Grêmio e São Paulo, com as mesmas 20 participações em Copa Libertadores, são os recordistas no quesito entre os clubes brasileiros. O adversário que o Palmeiras mais derrotou no torneio continental é o Peñarol (7) e o país estrangeiro em que mais venceu é o Peru (6). O técnico Vanderlei Luxemburgo não confirmou a escalação para o duelo contra o Guaraní, mas a tendência é que o Palmeiras busque sua 100ª vitória com Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gomez e Viña; Bruno Henrique, Ramires e Dudu; Rony, Willian e Luiz Adriano.

Justiça paraguaia recusa transferência de Ronaldinho para prisão domiciliar

access_time10/03/2020 13:24

O Ministério Público do Paraguai negou o pedido de transferência da defesa do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho para prisão domiciliar. De acordo com o promotor, Marcelo Pecci, o brasileiro ofereceu a casa em que ele ficaria preso como garantia, no valor de 798 mil dólares (cerca de R$3,73 milhões). A localização do imóvel segue em sigilo. O oficial disse, em coletiva de imprensa, que a justiça considerou o valor “insuficiente”, dado os valores que Ronaldinho ganhou durante sua carreira. “A lei não diferencia pessoas famosas de pessoas não famosas. Aqui apenas a lei e o direito devem ser aplicados”, afirmou o Marcelo Pecci. Ronaldinho e o irmão, Roberto de Assis Moreira, não participaram da audiência. Os dois seguirão no presídio de segurança máxima em Assunção, capital paraguaia, onde já estão há quatro noites.

Ronaldinho ficará à disposição da Justiça por tempo indeterminado

access_time05/03/2020 11:18

Ronaldinho Gaúcho e Assis ficarão à disposição da justiça do Paraguai por tempo indeterminado, segundo afirmou nesta quinta-feira o promotor Federico Delfino, responsável pela investigação sobre o porte de documentos falsos. O astro do futebol e o irmão, que gerencia sua carreira, foram detidos ontem e passaram toda a noite sob custódia. Hoje pela manhã, ambos prestaram depoimento na sede do Ministério Público paraguaio, localizada em Assunção. Em seguida, os ex-jogadores foram encaminhados para o Departamento de Crime Organizado do país, onde também terão que dar explicações. Delfino afirmou em uma entrevista coletiva que a acusação contra Ronaldinho e Assis seria de uso de documento público com falso conteúdo. O promotor explicou que ambos saíram de São Paulo e desembarcaram no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, onde receberam o passaportes e cédulas de identidade falsas. Ainda de acordo com Delfino, os documentos foram expedidos e retirados no Paraguai entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano. As numerações corresponderiam a outras pessoas, que não tiveram a identidade revelada, assim como não foi informado se estão enquadradas como suspeitas ou vítimas. Ontem, Ronaldinho afirmou que identidades e passaportes foram presentes da pessoa que o convidou para visitar o Paraguai, sem dar nome. Ontem à noite, o brasileiro Wilmondes Sousa foi detido no hotel onde estavam os ex-jogadores. O terceiro preso é apontado como a pessoa que entregou os documentos, logo depois do desembarque no aeroporto, antes de irem para o controle de migração. Ronaldinho e Assis chegaram nesta quarta-feira e passaram sem problemas por toda a fiscalização. Fontes do Ministério do Interior do Paraguai explicaram à imprensa local que o Departamento de Identificação local informou ao de Migrações que os passaportes não estavam registrados no sistema. Ronaldinho e Assis ficaram sob custódia de um hotel na cidade de Lambaré, nos arredores de Assunção, onde nesta quinta-feira ambos participariam de um evento beneficente.

Brasileiro fugitivo de presídio do Paraguai é recapturado em MS

access_time20/01/2020 11:27

Um brasileiro fugitivo do presídio de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha à sul-mato-grossense Ponta Porã, foi recapturado na manhã desta segunda-feira (20), pelo Departamento de Operações da Fronteira (DOF). De acordo com o DOF, ele tem 30 anos, é de Imperatriz (MA) e cumpria pena no presídio regional por tráfico de drogas há quatro anos. A prisão foi na região de fronteira com o Paraguai. Durante a abordagem, o suspeito ficou bastante nervoso e confessou que era um dos 76 fugitivos da penitenciária. Fuga Do total de fugitivos, 40 são brasileiros e 36 são paraguaios. A fuga foi na madrugada de domingo (19). O Ministério Público informou que vídeos das câmeras de segurança do presídio mostram uma movimentação intensa desde as 3h deste domingo. Para a promotora, é impressionante que os guardas não tenham agido diante das imagens que tinham à disposição. Ainda no domingo, a ministra da Justiça, Cecilia Perez, afirmou que sua pasta denunciou ao Ministério Público um suposto plano de fuga e pagamento de 80 mil dólares (mais de R$ 330 mil) por parte de integrantes da facção criminosa para os funcionários da prisão regional de Pedro Juan Caballero, de acordo com o jornal "La Nación". A Procuradoria do Paraguai pediu a prisão do diretor de presídio regional de Pedro Juan Caballero e de 30 agentes penitenciários por suspeitas de facilitação da fuga. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou que o governo federal está trabalhando junto com os estados para impedir a entrada no Brasil dos fugitivos. Fuga de presos no Paraguai — Foto: Guilherme Pinheiro/G1

Ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes é alvo de prisão na Lava Jato

access_time19/11/2019 06:12

O ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes é alvo de mandado de prisão preventiva em desdobramento da Lava Jato que ocorre nesta terça-feira (19). A suspeita é que ele tenha ajudado na fuga de Dario Messer, considerado o doleiro dos doleiros. A decisão é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal fluminense, e Cartes terá o nome inserido na difusão vermelha da Interpol. A operação é um desdobramento da Operação Câmbio, Desligo, batizada de Patron. Em espanhol, a palavra significa "patrão" e é o termo reverencial que Messer se referia a Cartes. Desta vez, a ação tem como alvos pessoas que o ajudaram a fugir ou ocultar seu patrimônio. Até as 6h45, uma pessoa havia sido presa: o também doleiro Najun Azario Flato Turner, localizado no Itaim Bibi, Zona Oeste da capital paulista. Equipes da Polícia Federal também estão em Copacabana, Zona Sul do Rio. A ação visa cumprir 37 mandados judiciais expedidos por Bretas em Búzios, São Paulo e em Ponta Porã (MS), na fronteira com o Paraguai: 16 mandados de prisão preventiva 3 mandados de prisão temporária 18 mandados de busca e apreensão Doleiro dos doleiros Messer estava foragido desde maio de 2018, quando foi deflagrada a Operação Câmbio Desligo. A investigação descobriu que doleiros movimentaram US$ 1,6 bilhões em 52 países. Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes negou um pedido de liberdade a Messer. O doleiro responde a inquéritos policiais desde o fim dos anos de 1980. Neste período, movimentou dinheiro de forma suspeita de políticos, empresários e criminosos. Cartes é senador vitalício O ex-presidente paraguaio Horacio Cartes deixou o poder em agosto de 2018 após cinco anos no poder. Ele ocupa atualmente a função de senador vitalício. A Constituição do país garante que os ex-presidentes podem assumir esse cargo, que dá voz, mas não direito a voto. O empresário, considerado um dos mais ricos do Paraguai, chegou ao poder em abril de 2013. Sua eleição representou o retorno ao poder do conservador Partido Colorado, que dominou a política local durante 60 anos, incluindo os mais de 30 anos da ditadura de Alfredo Stroessner.