Spigreen
Notícias recentes
Enem 2019 está garantido, diz ministro

Enem 2019 está garantido, diz ministro

access_time07/06/2019 09:13

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a afirmar hoje (6) que a aplicação do Exame Nacion

Prazo para regularização de título de eleitor em MT termina nesta sexta-feira

Prazo para regularização de título de eleitor em MT termina nesta sexta-feira

access_time20/02/2020 18:42

O prazo para fazer a primeira ou segunda via do título de eleitor, transferência e recadastramento b

Bayern bate o PSG e é campeão europeu pela sexta vez

Bayern bate o PSG e é campeão europeu pela sexta vez

access_time23/08/2020 17:29

Resumão A Liga dos Campeões 2019/20 está em ótimas mãos. O campeão é um velho conhecido, o agora he

Notícias com a tag: Paraguai

Bolas com foto de Ronaldinho são encontradas na casa de Dalia López

access_time13/03/2020 15:20

A Polícia do Paraguai fez na manhã desta sexta-feira (13) uma operação de busca e apreensão na casa da empresária Dalia López, responsável por levar Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis para Assunção. Lá encontrou quatro mil bolas promocionais com as mesmas fotos usadas nos documentos adulterados do ex-jogador. A polícia foi recebida por três funcionários da empresária, que não estava na casa e segue foragida. A prisão dela foi pedida depois que o empresário brasileiro Wilmondes Lira e sua esposa Paula Lira afirmaram em depoimento à polícia que Dalia foi a responsável por produzir os documentos adulterados de Ronaldinho e Assis. Além das bolas, a operação encontrou um grande cofre e muitos documentos que foram apreendidos para investigação. A polícia também foi na empresa de Dalia, que fica na cidade de Lambare, na região metropolitana de Assunsção, e não encontrou nada relevante.  Na quinta-feia, a defesa de Ronaldinho entrou com um recurso em segunda instância contra a rejeição do pedido de prisão domiciliar feita pelo juiz Gustavo Amarilla, no último dia 10. O Ministério Público vai apresenta ainda nesta sexta a opinião sobre o pedido.  A partir daí a Câmara de Apelação da Justiça do Paraguai vai dar o parecer sobre o pedido. A Câmara não tem prazo para responder, mas a definição é esperada para o começo da próxima semana por se tratar de um caso de grande repercussão. Ronaldinho e o irmão Assis estão presos no Paraguai há uma semana e são acusados de entrar no país com passaporte e documento de identidade adulterados. Junto com os dois brasileiros estavam o casal Wilmondes, que está preso, e Paula Lira, que foi liberada para voltar ao Brasil. O MP também investiga a participação do ex-jogador em organizações criminosas e em esquema de lavegem de dinheiro. 

Contra o Guaraní, Palmeiras busca 100ª vitória na Copa Libertadores

access_time10/03/2020 13:34

Em encontro que vale a liderança do Grupo B da Copa Libertadores, o Palmeiras entra em campo para enfrentar o Guaraní, no Allianz Parque. Contra o adversário paraguaio, o time alviverde busca a 100ª vitória de sua longa história na disputa do torneio continental. Atualmente, a Sociedade Esportiva Palmeiras contabiliza um retrospecto de 99 vitórias, 34 empates e 52 derrotas na Copa Libertadores, com 332 gols marcados e 202 sofridos. Números que o time tentará melhorar diante do algoz do arquirrival Corinthians a partir das 20h30 (de Mato Grosso) desta terça-feira. Em 1999, contra o Derportivo Cali, o Palmeiras conquistou seu único título da Copa Libertadores. O time alviverde ainda ficou com o vice-campeonato do torneio continental nas edições de 1961 (Peñarol), 1968 (Estudiantes) e 2000 (Boca Juniors). Palmeiras, Grêmio e São Paulo, com as mesmas 20 participações em Copa Libertadores, são os recordistas no quesito entre os clubes brasileiros. O adversário que o Palmeiras mais derrotou no torneio continental é o Peñarol (7) e o país estrangeiro em que mais venceu é o Peru (6). O técnico Vanderlei Luxemburgo não confirmou a escalação para o duelo contra o Guaraní, mas a tendência é que o Palmeiras busque sua 100ª vitória com Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gomez e Viña; Bruno Henrique, Ramires e Dudu; Rony, Willian e Luiz Adriano.

Justiça paraguaia recusa transferência de Ronaldinho para prisão domiciliar

access_time10/03/2020 13:24

O Ministério Público do Paraguai negou o pedido de transferência da defesa do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho para prisão domiciliar. De acordo com o promotor, Marcelo Pecci, o brasileiro ofereceu a casa em que ele ficaria preso como garantia, no valor de 798 mil dólares (cerca de R$3,73 milhões). A localização do imóvel segue em sigilo. O oficial disse, em coletiva de imprensa, que a justiça considerou o valor “insuficiente”, dado os valores que Ronaldinho ganhou durante sua carreira. “A lei não diferencia pessoas famosas de pessoas não famosas. Aqui apenas a lei e o direito devem ser aplicados”, afirmou o Marcelo Pecci. Ronaldinho e o irmão, Roberto de Assis Moreira, não participaram da audiência. Os dois seguirão no presídio de segurança máxima em Assunção, capital paraguaia, onde já estão há quatro noites.

Ronaldinho ficará à disposição da Justiça por tempo indeterminado

access_time05/03/2020 11:18

Ronaldinho Gaúcho e Assis ficarão à disposição da justiça do Paraguai por tempo indeterminado, segundo afirmou nesta quinta-feira o promotor Federico Delfino, responsável pela investigação sobre o porte de documentos falsos. O astro do futebol e o irmão, que gerencia sua carreira, foram detidos ontem e passaram toda a noite sob custódia. Hoje pela manhã, ambos prestaram depoimento na sede do Ministério Público paraguaio, localizada em Assunção. Em seguida, os ex-jogadores foram encaminhados para o Departamento de Crime Organizado do país, onde também terão que dar explicações. Delfino afirmou em uma entrevista coletiva que a acusação contra Ronaldinho e Assis seria de uso de documento público com falso conteúdo. O promotor explicou que ambos saíram de São Paulo e desembarcaram no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, onde receberam o passaportes e cédulas de identidade falsas. Ainda de acordo com Delfino, os documentos foram expedidos e retirados no Paraguai entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano. As numerações corresponderiam a outras pessoas, que não tiveram a identidade revelada, assim como não foi informado se estão enquadradas como suspeitas ou vítimas. Ontem, Ronaldinho afirmou que identidades e passaportes foram presentes da pessoa que o convidou para visitar o Paraguai, sem dar nome. Ontem à noite, o brasileiro Wilmondes Sousa foi detido no hotel onde estavam os ex-jogadores. O terceiro preso é apontado como a pessoa que entregou os documentos, logo depois do desembarque no aeroporto, antes de irem para o controle de migração. Ronaldinho e Assis chegaram nesta quarta-feira e passaram sem problemas por toda a fiscalização. Fontes do Ministério do Interior do Paraguai explicaram à imprensa local que o Departamento de Identificação local informou ao de Migrações que os passaportes não estavam registrados no sistema. Ronaldinho e Assis ficaram sob custódia de um hotel na cidade de Lambaré, nos arredores de Assunção, onde nesta quinta-feira ambos participariam de um evento beneficente.

Brasileiro fugitivo de presídio do Paraguai é recapturado em MS

access_time20/01/2020 11:27

Um brasileiro fugitivo do presídio de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha à sul-mato-grossense Ponta Porã, foi recapturado na manhã desta segunda-feira (20), pelo Departamento de Operações da Fronteira (DOF). De acordo com o DOF, ele tem 30 anos, é de Imperatriz (MA) e cumpria pena no presídio regional por tráfico de drogas há quatro anos. A prisão foi na região de fronteira com o Paraguai. Durante a abordagem, o suspeito ficou bastante nervoso e confessou que era um dos 76 fugitivos da penitenciária. Fuga Do total de fugitivos, 40 são brasileiros e 36 são paraguaios. A fuga foi na madrugada de domingo (19). O Ministério Público informou que vídeos das câmeras de segurança do presídio mostram uma movimentação intensa desde as 3h deste domingo. Para a promotora, é impressionante que os guardas não tenham agido diante das imagens que tinham à disposição. Ainda no domingo, a ministra da Justiça, Cecilia Perez, afirmou que sua pasta denunciou ao Ministério Público um suposto plano de fuga e pagamento de 80 mil dólares (mais de R$ 330 mil) por parte de integrantes da facção criminosa para os funcionários da prisão regional de Pedro Juan Caballero, de acordo com o jornal "La Nación". A Procuradoria do Paraguai pediu a prisão do diretor de presídio regional de Pedro Juan Caballero e de 30 agentes penitenciários por suspeitas de facilitação da fuga. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou que o governo federal está trabalhando junto com os estados para impedir a entrada no Brasil dos fugitivos. Fuga de presos no Paraguai — Foto: Guilherme Pinheiro/G1

Ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes é alvo de prisão na Lava Jato

access_time19/11/2019 06:12

O ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes é alvo de mandado de prisão preventiva em desdobramento da Lava Jato que ocorre nesta terça-feira (19). A suspeita é que ele tenha ajudado na fuga de Dario Messer, considerado o doleiro dos doleiros. A decisão é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal fluminense, e Cartes terá o nome inserido na difusão vermelha da Interpol. A operação é um desdobramento da Operação Câmbio, Desligo, batizada de Patron. Em espanhol, a palavra significa "patrão" e é o termo reverencial que Messer se referia a Cartes. Desta vez, a ação tem como alvos pessoas que o ajudaram a fugir ou ocultar seu patrimônio. Até as 6h45, uma pessoa havia sido presa: o também doleiro Najun Azario Flato Turner, localizado no Itaim Bibi, Zona Oeste da capital paulista. Equipes da Polícia Federal também estão em Copacabana, Zona Sul do Rio. A ação visa cumprir 37 mandados judiciais expedidos por Bretas em Búzios, São Paulo e em Ponta Porã (MS), na fronteira com o Paraguai: 16 mandados de prisão preventiva 3 mandados de prisão temporária 18 mandados de busca e apreensão Doleiro dos doleiros Messer estava foragido desde maio de 2018, quando foi deflagrada a Operação Câmbio Desligo. A investigação descobriu que doleiros movimentaram US$ 1,6 bilhões em 52 países. Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes negou um pedido de liberdade a Messer. O doleiro responde a inquéritos policiais desde o fim dos anos de 1980. Neste período, movimentou dinheiro de forma suspeita de políticos, empresários e criminosos. Cartes é senador vitalício O ex-presidente paraguaio Horacio Cartes deixou o poder em agosto de 2018 após cinco anos no poder. Ele ocupa atualmente a função de senador vitalício. A Constituição do país garante que os ex-presidentes podem assumir esse cargo, que dá voz, mas não direito a voto. O empresário, considerado um dos mais ricos do Paraguai, chegou ao poder em abril de 2013. Sua eleição representou o retorno ao poder do conservador Partido Colorado, que dominou a política local durante 60 anos, incluindo os mais de 30 anos da ditadura de Alfredo Stroessner.