ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Peixoto de Azevedo realizou desfile cívico de Sete de Setembro com grande presença da população

Peixoto de Azevedo realizou desfile cívico de Sete de Setembro com grande presença da população

access_time08/09/2018 08:58

A Prefeitura Municipal de Peixoto de Azevedo, através da Secretaria de Educação, Assistência Social,

"Situação é grave, mas medo é um pouco exagerado", diz médica

access_time19/03/2020 10:23

A médica infectologista Zamara Brandão, que atua na rede pública em Cuiabá e no Hospital Santa Rosa,

Governo de MT decreta que municípios com transmissão comunitária de Covid-19 devem impor quarentena aos grupos de risco

Governo de MT decreta que municípios com transmissão comunitária de Covid-19 devem impor quarentena aos grupos de risco

access_time01/04/2020 09:28

O Governo de Mato Grosso impôs medidas mais restritivas para as cidades em que houver confirmação da

Notícias com a tag: cascavel

Homem quase morre por picada de cabeça de cobra cortada do corpo

access_time07/06/2018 08:25

Um homem do Texas, nos Estados Unidos, precisou de 26 doses de antídoto de veneno de cobra após ter sido picado pela cabeça cortada de uma cascavel que ele havia matado. Jennifer Sutcliffe disse à emissora local KIII-TV que seu marido estava trabalhando no jardim quando viu a cascavel, de 1,25 m, e a decapitou. Quando ele pegou os restos da serpente para se livrar deles, a cabeça então o mordeu. O reflexo de mordida de uma cobra pode ser desencadeado até várias horas após a sua morte. Sutcliffe disse que seu marido imediatamente começou a ter convulsões. Ele foi levado de sua casa para o hospital, onde foi tratado com o antídoto CroFab. O veneno da cascavel, conhecida pelo seu chocalho na extremidade, destrói células do sangue das vítimas, causa necroses, lesões musculares e afeta os sistemas nervoso e renal. Mais de uma semana após o incidente, o homem está em condição estável, mas com a função renal enfraquecida. Leslie Boyer, médica especializada em antídotos do Instituto de Víboras da Universidade do Arizona, alertou sobre os perigos de se tentar matar cobras, particularmente cortando-as. "É cruel para o animal e deixa você com um pedaço menor que é venenoso para pegar", disse ela ao site de notícias Gizmodo.