Spigreen
Notícias recentes
Polícia divulga foto de marido suspeito de matar mulher a facadas em MT

Polícia divulga foto de marido suspeito de matar mulher a facadas em MT

access_time17/05/2018 09:11

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou a foto do marido suspeito de ter matad

Orçamento de 2021 prevê investimentos de R$ 2,1 bilhões

Orçamento de 2021 prevê investimentos de R$ 2,1 bilhões

access_time25/11/2020 09:19

As diretrizes do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021 foram apresentadas nesta terça-fei

Trump critica acusações à Arábia Saudita pelo desaparecimento de jornalista na Turquia

Trump critica acusações à Arábia Saudita pelo desaparecimento de jornalista na Turquia

access_time18/10/2018 11:56

O presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou nesta terça-feira, 16, seu apoio à Arábia Saudita pelo

Notícias com a tag: falsificacao

Polícia Militar prende três e fecha fábrica clandestina de anabolizantes em Sinop

access_time28/01/2021 07:15

Uma operação da Polícia Militar prendeu, hoje, três pessoas suspeitas de envolvimento no comércio ilegal de anabolizantes em Sinop. No início da noite, os policiais apreenderam diversos produtos em uma espécie de fábrica clandestina, localizada em uma residência no bairro Alto da Glória. A operação contou com policiais do setor de inteligência da PM, do Comando de Ação Rápida (CAR) e Grupo de Apoio (GAP). Os suspeitos estavam em um VW Santana branco, quando foram abordados na avenida Perimetral Norte. Em seguida, os militares foram até a casa dos acusados, no Jardim Araguaia, onde parte dos produtos foi encontrada. O restante do material estava em outra residência, no Alto da Glória.  “Recebemos informações de uma quadrilha que estava vendendo anabolizantes em Sinop. Eles preparavam os anabolizantes. Enchiam as ampolas com óleo de amendoim, óleo de semente de uva, álcool benzílico e vários produtos que eles mesmo preparavam e vendiam como se fosse substância para o pessoal malhar. Tinha produtos de limpeza, materiais chineses, que eles faziam a mistura, sem conhecimento nenhum”, comentou o soldado Adams, da Polícia Militar. De acordo com o policial, os três acusados já haviam sido presos, na semana passada, acusados de venda de anabolizantes. Na ocasião, também foi apreendida uma arma de fogo. O trio foi novamente levado para a delegacia municipal. O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil.

Ronaldinho ficará à disposição da Justiça por tempo indeterminado

access_time05/03/2020 11:18

Ronaldinho Gaúcho e Assis ficarão à disposição da justiça do Paraguai por tempo indeterminado, segundo afirmou nesta quinta-feira o promotor Federico Delfino, responsável pela investigação sobre o porte de documentos falsos. O astro do futebol e o irmão, que gerencia sua carreira, foram detidos ontem e passaram toda a noite sob custódia. Hoje pela manhã, ambos prestaram depoimento na sede do Ministério Público paraguaio, localizada em Assunção. Em seguida, os ex-jogadores foram encaminhados para o Departamento de Crime Organizado do país, onde também terão que dar explicações. Delfino afirmou em uma entrevista coletiva que a acusação contra Ronaldinho e Assis seria de uso de documento público com falso conteúdo. O promotor explicou que ambos saíram de São Paulo e desembarcaram no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, onde receberam o passaportes e cédulas de identidade falsas. Ainda de acordo com Delfino, os documentos foram expedidos e retirados no Paraguai entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano. As numerações corresponderiam a outras pessoas, que não tiveram a identidade revelada, assim como não foi informado se estão enquadradas como suspeitas ou vítimas. Ontem, Ronaldinho afirmou que identidades e passaportes foram presentes da pessoa que o convidou para visitar o Paraguai, sem dar nome. Ontem à noite, o brasileiro Wilmondes Sousa foi detido no hotel onde estavam os ex-jogadores. O terceiro preso é apontado como a pessoa que entregou os documentos, logo depois do desembarque no aeroporto, antes de irem para o controle de migração. Ronaldinho e Assis chegaram nesta quarta-feira e passaram sem problemas por toda a fiscalização. Fontes do Ministério do Interior do Paraguai explicaram à imprensa local que o Departamento de Identificação local informou ao de Migrações que os passaportes não estavam registrados no sistema. Ronaldinho e Assis ficaram sob custódia de um hotel na cidade de Lambaré, nos arredores de Assunção, onde nesta quinta-feira ambos participariam de um evento beneficente.