Spigreen
Notícias recentes
Traficantes abandonam carro com quase 500 kg de droga após se acidentarem durante fuga

Traficantes abandonam carro com quase 500 kg de droga após se acidentarem durante fuga

access_time04/08/2018 08:17

Dois traficantes abandonaram um carro com quase 500 kg de droga após se envolveram em um acidente na

Polícia identifica atirador que matou 4 durante missa na Catedral de Campinas

Polícia identifica atirador que matou 4 durante missa na Catedral de Campinas

access_time11/12/2018 17:32

A Polícia Civil confirmou na tarde desta terça-feira (11) que o atirador que matou quatro pessoas du

Domingo (15): Mato Grosso registra 152.358 casos e 4.041 óbitos por Covid-19

Domingo (15): Mato Grosso registra 152.358 casos e 4.041 óbitos por Covid-19

access_time16/11/2020 08:02

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (15.11), 152.358 casos

Notícias com a tag: falsificacao

Ronaldinho ficará à disposição da Justiça por tempo indeterminado

access_time05/03/2020 11:18

Ronaldinho Gaúcho e Assis ficarão à disposição da justiça do Paraguai por tempo indeterminado, segundo afirmou nesta quinta-feira o promotor Federico Delfino, responsável pela investigação sobre o porte de documentos falsos. O astro do futebol e o irmão, que gerencia sua carreira, foram detidos ontem e passaram toda a noite sob custódia. Hoje pela manhã, ambos prestaram depoimento na sede do Ministério Público paraguaio, localizada em Assunção. Em seguida, os ex-jogadores foram encaminhados para o Departamento de Crime Organizado do país, onde também terão que dar explicações. Delfino afirmou em uma entrevista coletiva que a acusação contra Ronaldinho e Assis seria de uso de documento público com falso conteúdo. O promotor explicou que ambos saíram de São Paulo e desembarcaram no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, onde receberam o passaportes e cédulas de identidade falsas. Ainda de acordo com Delfino, os documentos foram expedidos e retirados no Paraguai entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano. As numerações corresponderiam a outras pessoas, que não tiveram a identidade revelada, assim como não foi informado se estão enquadradas como suspeitas ou vítimas. Ontem, Ronaldinho afirmou que identidades e passaportes foram presentes da pessoa que o convidou para visitar o Paraguai, sem dar nome. Ontem à noite, o brasileiro Wilmondes Sousa foi detido no hotel onde estavam os ex-jogadores. O terceiro preso é apontado como a pessoa que entregou os documentos, logo depois do desembarque no aeroporto, antes de irem para o controle de migração. Ronaldinho e Assis chegaram nesta quarta-feira e passaram sem problemas por toda a fiscalização. Fontes do Ministério do Interior do Paraguai explicaram à imprensa local que o Departamento de Identificação local informou ao de Migrações que os passaportes não estavam registrados no sistema. Ronaldinho e Assis ficaram sob custódia de um hotel na cidade de Lambaré, nos arredores de Assunção, onde nesta quinta-feira ambos participariam de um evento beneficente.