Banner Outras
Notícias recentes
Enem 2019 recebe mais de 3 milhões de solicitações de isenção da taxa; resultado sai na quarta

Enem 2019 recebe mais de 3 milhões de solicitações de isenção da taxa; resultado sai na quarta

access_time12/04/2019 08:23

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 recebeu 3,6 milhões de pedidos de isenção da taxa de R$

Ampliação dos saques do PIS-Pasep vai injetar R$ 39 bilhões na economia e pode elevar PIB, diz governo

Ampliação dos saques do PIS-Pasep vai injetar R$ 39 bilhões na economia e pode elevar PIB, diz governo

access_time13/06/2018 11:44

A ampliação dos saques do fundo do PIS-Pasep para os cotistas de todas as idades vai injetar R$ 39,3

Novo parlatório impede que advogados e reeducandos tenham contato físico em penitenciária

Novo parlatório impede que advogados e reeducandos tenham contato físico em penitenciária

access_time29/11/2019 17:20

Foi inaugurado em Rondonópolis, o novo parlatório da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, a Mata Gran

Notícias com a tag: febreaftosa

Criadores de MT dão início à segunda etapa da vacinação contra febre aftosa

access_time03/11/2018 15:33

A segunda etapa da vacinação contra febre aftosa teve início nesta quinta-feira (1º) em Mato Grosso. O objetivo da campanha é vacinar 13,6 milhões de animais de até dois anos de idade e manter o estado livre da doença. A vacinação segue até o dia 30 novembro para todos os municípios, com exceção do baixo pantanal. E, o produtor rural tem até o dia 15 de dezembro para informar a vacinação ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT). A multa para o criador que deixar de vacinar o rebanho é de R$ 137,76 1 por animal não vacinado. Caso haja atraso na comunicação da vacina, o produtor rural fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias. De acordo com Indea, a última ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso foi registrada em 1996. Diante disso, segundo a presidente do órgão, Daniella Bueno, a última vacinação a ser realizada no estado será em maio de 2021 e, depois disso, o estado será considerado livre da doença. “Estamos caminhando para a retirada da vacinação, mas até lá nós temos que continuar com os índices acima de 99% para garantir ao mercado exportador que o estado está definitivamente livre da aftosa”, disse ela. No entanto, em 2019 cerca de 300 mil animais ainda devem ser vacinados. Brucelose O produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas com idade de 03 a 08 meses contra brucelose. A segunda etapa da campanha teve início em 1º de julho e vai até 31 de dezembro. A vacinação precisa ser feita uma única vez. A comunicação ao Indea deve ser feita até o dia 10 de janeiro de 2019.