Banner Outras
Notícias recentes
Criança de 4 anos morre afogada em buraco aberto para exploração de garimpo

Criança de 4 anos morre afogada em buraco aberto para exploração de garimpo

access_time19/06/2018 06:45

Um menino de 4 anos de idade morreu após se afogar em buraco com água, aberto para exploração de gar

Benedetto sai do banco, faz dois gols, e Boca Juniors abre vantagem em semi contra o Palmeiras

Benedetto sai do banco, faz dois gols, e Boca Juniors abre vantagem em semi contra o Palmeiras

access_time25/10/2018 07:21

MAS SERÁ O BENEDETTO? O Palmeiras se segurou bem na Bombonera, mas não contava com a estrela de Dar

Arma dispara após assaltante tropeçar durante roubo a caixa

Arma dispara após assaltante tropeçar durante roubo a caixa

access_time20/08/2018 09:47

Dois assaltantes invadiram um supermercado nesse domingo (19), em Cuiabá, e roubaram o dinheiro de u

Notícias com a tag: gremio

Em jogo com oito expulsões, Grêmio e Inter empatam pela Libertadores

access_time13/03/2020 07:57

Oito expulsões e nenhum gol marcaram o primeiro Gre-Nal da história da Copa Libertadores. O Grêmio recebeu o Internacional nesta quinta-feira, pela 2ª rodada da fase de grupos do torneio sul-americano, e as equipes ficaram no 0 a 0. Em jogo mais brigado que jogado, uma confusão generalizada no segundo tempo rendeu quatro expulsões de cada lado. Com o empate, o Internacional segue na liderança por conta do saldo de gols. As duas equipes somam quatro pontos após uma vitória e um empate. O Colorado soma três de saldo, enquanto o Tricolor tem dois. Na terça-feira, o América de Cali-COL derrotou a Universidad Católica-CHI fora de casa e chegou a três pontos no 3º lugar; os chilenos estão zerados após duas derrotas. O Gre-Nal 424 foi o primeiro das equipes na história da Libertadores. Os gaúchos já haviam feito quatro clássicos pela Sul-Americana, nas edições de 2004 e 2008, com uma vitória para cada lado, dois empates e duas classificações para o Colorado. Nesta quinta-feira, poucas chances e falta de pontaria nas oportunidades criadas. Após primeiro tempo com mais investidas dos visitantes, o jogo ficou mais aberto na metade final e contou com oportunidades claras para os dois lados. Ninguém, porém, conseguiu tirar o 0 do marcador. Apesar de visitar o Grêmio, foi o Internacional quem criou as melhores chances da primeira etapa. Aos 12 minutos, a defesa gremista afastou escanteio cobrado por Boschilia, mas a boal sobrou para Edenílson na entrada da área. O volante experimentou chute de média distância, forçando boa defesa de Vanderlei no canto direito. Aos 32, o Colorado teve a melhor chance do primeiro tempo com Boschilia. O meia tabelou com Guerrero e invadiu a área. Na hora de finalizar cara a cara com Vanderlei, tentou um toque por cavadinha, que saiu baixo e à esquerda da meta gremista. Apesar de muita vontade das duas equipes, os lances foram os únicos dignos de nota nos primeiros 45 minutos. Após passar despercebido ofensivamente no primeiro tempo, o Grêmio voltou mais ligado na segunda etapa. Aos 18 minutos, Jean Pyerre experimentou de média distância, a bola foi no canto esquerdo e forçou a primeira intervenção importante de Lomba no clássico. O jogo ficou mais aberto e a resposta colorada veio aos 23 minutos. Edenílson pegou rebote da defesa do Grêmio e arriscou mais uma vez de fora da área. A bola quicou dentro da área, passou por Vanderlei e explodiu na trave. Dois minutos depois, Pepê fez fila na defesa do Inter, cortou três defensores em direção ao lado esquerdo e bateu cruzado, para nova defesa de Lomba. As melhores chances do Gre-Nal surgiram nos momentos finais. Aos 34 minutos, Guerrero deixou para Boschilia, que invadiu a área pelo lado esquerdo e acertou a trave. Três minutos depois, Cebolinha colocou para Luciano, que saiu livre na frente do goleiro. O atacante, que entrou no segundo tempo no lugar de Diego Souza, tentou marcar com cavadinha, mas colocou muita força e a bola passou por cima do gol. Aos 40, cenas lamentáveis na Arena do Grêmio. Pepê e Moisés começaram confusão generalizada, que durou mais de 15 minutos e acabou com a expulsão dos dois, Edenílson, Cuesta, Praxedes (no banco), Luciano, Caio Henrique e Paulo Miranda (no banco). Após a confusão, os times voltaram a campo com oito jogadores de cada lado. No minuto final, Victor Ferraz fez boa jogada pelo corredor direito e rolou para Lucas Silva. O volante pegou de primeira da meia-lua e a bola explodiu no travessão após leve desvio de Lomba. A bola acabou não entrando e o clássico gaúcho terminou sem gols.

Palmeiras perde em casa pro Grêmio e Flamengo é campeão brasileiro

access_time24/11/2019 20:47

O Palmeiras entrou em campo neste domingo como única equipe com chance de alcançar o Flamengo no Campeonato Brasileiro, mas acabou derrotado por 2 a 1 pelo Grêmio. O resultado no Allianz Parque garante o título nacional antecipado ao time rubro-negro. Com 68 pontos, o Palmeiras cai para o terceiro lugar do Campeonato Brasileiro, já que perde do Santos no número de vitórias (20 a 19). A quatro rodadas do final, os dois não podem mais alcançar o Flamengo, líder com 81 pontos. O Grêmio, por sua vez, chega aos 59 pontos e detém o quarto posto. Pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Grêmio volta a campo para enfrentar o Athletico-PR às 20h30 (de Mato Grosso) de quarta-feira, na Arena da Baixada. Já o Palmeiras duela com o ameaçado Fluminense às 19h30 de quinta, no Estádio do Maracanã. O Jogo – O Palmeiras conseguiu levar algum perigo ao gol adversário logo no começo da partida. Após cruzamento de Dudu, Geromel furou na tentativa de afastar e a bola ficou para Borja. O centroavante colombiano girou e chutou por cima, apesar dos pedidos de Zé Rafael para receber. Em um primeiro tempo morno no Allianz Parque, o Palmeiras voltou a tentar em chute de Bruno Henrique após sobra de Dudu, sem grande perigo. Em nova chegada do time alviverde, o volante Thiago Santos cabeceou por cima em cruzamento oferecido pelo camisa 7. O Grêmio, por sua vez, foi inofensivo no campo de ataque durante o primeiro tempo e não conseguiu se aproximar do gol defendido por Weverton de maneira consistente. Em um rato chute a gol, Everton Cebolinha viu a bola explodir na marcação. Pensando em aumentar o poder de fogo do Palmeiras, o técnico Mano Menezes tirou o apagado Borja no intervalo para promover a entrada de Luiz Adriano no comando de ataque. O time alviverde, porém, sofria para criar oportunidades, e o volante Thiago Santos era um dos poucos a se destacar. Aos 21 minutos da etapa complementar, Everton recebeu na grande área e caiu após jogada com Gustavo Gomez, na qual o árbitro Wilton Pereira Sampaio viu pênalti. Na cobrança, o próprio Cebolinha bateu com precisão e aproximou o Flamengo do título. Aos 35 minutos do segundo tempo, Dudu sofreu carga de Bruno Cortez dentro da área e Wilton Pereira Sampaio marcou mais um pênalti, convertido por Bruno Henrique. Aos 48, Pepê recebeu na esquerda e tocou com categoria na saída do goleiro Weverton para definir a vitória do Grêmio. FICHA TÉCNICA PALMEIRAS 1 x 2 GRÊMIO Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP) Data: 24 de novembro de 2019, domingo Horário: 15h (de Mato Grosso) Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO-FIFA) Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO-FIFA) e Bruno Raphael Pires (GO-FIFA) VAR: Wagner Reway (GO-FIFA) Cartões amarelos: Thiago Santos e Dudu (PAL); Matheus Henrique, Pepê e Diego Tardelli (GRE) Gols PALMEIRAS: Bruno Henrique (37 minutos do 2º Tempo) GRÊMIO: Everton Cebolinha (23 minutos do 2º Tempo) e Pepê (48 minutos do 2º Tempo) PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gomez (Ramires), Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima; Zé Rafael (Willian), Dudu e Borja (Luiz Adriano) Técnico: Mano Menezes GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Michel) e Matheus Henrique; Luciano (Pepê), Alisson e Everton Cebolinha; Diego Tardelli (Patrick) Técnico: Renato Gaúcho

Palmeiras vence o Grêmio em Porto Alegre e fica perto das semifinais da Libertadores

access_time21/08/2019 00:13

Quase lá O Palmeiras deu nesta terça-feira um importante passo para chegar às semifinais da Copa Libertadores. Com um golaço de Gustavo Scarpa no primeiro tempo e um jogador a menos desde os 31 minutos da etapa final (Felipe Melo foi expulso), o Verdão venceu o Grêmio por 1 a 0, na Arena, em Porto Alegre, e agora joga por um empate na próxima terça, às 20h30, no Pacaembu, para ficar com a vaga. O vencedor deste confronto enfrenta Flamengo ou Internacional. O que o Grêmio precisa? O Tricolor terá de vencer em São Paulo. Se conseguir devolver o placar (1 a 0), a decisão será nos pênaltis. Uma vitória marcando dois ou mais gols (2 a 1 ou 3 a 2, por exemplo) dá a vaga aos gaúchos. Veja aqui a tabela e faça as contas no Simulador da Libertadores! Primeiro tempo Empurrado pela torcida, o Grêmio tentou sufocar desde o início da partida, mas encontrou um Palmeiras bem posicionado na defesa. Everton foi seguido de perto por Dudu e pouco apareceu. O máximo que o Tricolor conseguiu foi um chute de longe sem grande perigo de Jean Pyerre, aos sete minutos. O Verdão começou bem, com Dudu perdendo boa chance aos quatro minutos, mas o excesso de passes errados atrapalhou. O gol alviverde saiu aos 30 em cobrança de falta de longa distância. E que golaço! Marcos Rocha ajeitou, e Gustavo Scarpa acertou um lindo chute no ângulo esquerdo de Paulo Victor. Os gremistas voltaram a insistir, controlaram o jogo, mas sem assustar. Nos minutos finais, time e torcida reclamaram de dois pênaltis: um de Diogo Barbosa em Alisson e outro após a bola tocar no braço de Luan na área. Em ambos, o árbitro Patricio Lostau ignorou. Scarpa festeja o golaço no primeiro tempo (Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital)   Segundo tempo O Palmeiras ficou muito perto de aumentar a vantagem no início da etapa final. Dudu, de cabeça, exigiu ótima defesa de Paulo Victor – Luan não conseguiu completar. No lance seguinte, também pelo alto, Luiz Adriano desviou com perigo. O Grêmio mostrou nervosismo para reagir. A entrada de Diego Tardelli no lugar de André em nada alterou a força ofensiva. O time voltou a concentrar seu jogo em Everton. Aos 23, ele recebeu nas costas da defesa e chutou fraco para Weverton pegar. O Verdão ganhou velocidade com Carlos Eduardo na vaga de Luiz Adriano. Em passe dele, aos 30, Dudu carimbou a trave. No minuto seguinte, Felipe Melo cometeu falta em Luciano e, como já tinha amarelo, recebeu o cartão vermelho. Os gremistas foram para cima. Jean Pyerre, aos 40, bateu perto, à esquerda. O time pressionou, rondou a área insistentemente, mas os palmeirenses se fecharam muito bem e garantiram a vitória fora de casa. É Libertadores? Chama o Scarpa! O meio-campista marcou nesta terça seu sexto gol (um golaço, na verdade) em sete partidas pelo Palmeiras na competição deste ano. Ele é também agora o artilheiro do torneio, ao lado de Marco Rúben, do Athletico, e o goleador do Verdão na temporada, com dez, um acima de Dudu. Felipe Melo é expulso e chora O volante recebeu o cartão vermelho no segundo tempo após uma falta em Luciano. Ele já havia levado o primeiro amarelo na etapa inicial ao cometer uma infração em Jean Pyerre. O jogador chorou ainda no gramado, foi consolado pelos companheiros, mas, após a partida, disse não concordar com a decisão do árbitro. Felipe Melo chora ao ser expulso contra o Grêmio (Foto: Vinícius Costa/BP Filmes)

Grêmio e Palmeiras iniciam duelo de técnicos gaúchos nas quartas da Libertadores

access_time20/08/2019 15:31

Os dois times brasileiros de melhor campanha na última Copa Libertadores e colecionadores de títulos nos últimos anos iniciam nesta terça-feira, às 21h30, em Porto Alegre, um confronto direto para saber quem tem o treinador mais "copeiro" e o elenco mais competitivo do Brasil. Grêmio e Palmeiras fazem pelas quartas de final do torneio continental um confronto entre técnicos especialistas em Libertadores. Único brasileiro a ganhar a competição como jogador e como treinador, o gremista Renato Portaluppi, o Renato Gaúcho, terá como adversário o conterrâneo mais experiente na história do torneio. Bicampeão da Libertadores com títulos pelo Grêmio (1995) e Palmeiras (1999), Luiz Felipe Scolari é o técnico brasileiro com mais jogos pela competição. São 72 compromissos em sete edições. Dono de 22 títulos em torneios mata-mata, Felipão terá um rival acostumado a competições nesse formato. Apenas nessa atual passagem pelo Grêmio, Renato Gaúcho conquistou taças como a Copa do Brasil, a Libertadores e a Recopa Sul-Americana. Semifinalistas em 2018, Grêmio e Palmeiras também definem em Porto Alegre e na semana seguinte no Pacaembu qual é o time brasileiro de maior poderio recente na Libertadores. Os gaúchos podem chegar pela terceira vez seguida entre os quatro melhores, enquanto o clube paulista busca atingir esta etapa pelo segundo ano consecutivo, após ter feito nessas temporadas a melhor campanha da fase de grupos. O Grêmio, último brasileiro a conquistar uma Libertadores, em 2017, e o Palmeiras, campeão nacional em 2016 e 2018, apostam em elencos badalados para avançar. O clube gaúcho tem, por exemplo, o zagueiro Geromel, convocado por Tite para a última Copa do Mundo, e o atacante Éverton, em alta após se destacar pela seleção brasileira na Copa América. O Palmeiras, reforçado nos últimos anos por contratações caras, confia no ex-gremista Dudu e no bom momento do goleiro Weverton, chamado para defender a seleção brasileira nos próximos amistosos. "Ser lembrado num momento tão especial como esse prova que o trabalho que venho fazendo todos os dias está sendo visto", disse. Apesar de os dois times terem se enfrentado no sábado, pelo Campeonato Brasileiro, e na mesma Arena do Grêmio, a partida pela Copa Libertadores deve ser bem diferente. Os treinadores pouparam os titulares e nos últimos dias fizeram mistério. O Grêmio não escalou desde o início Geromel e Éverton para evitar o desgaste. O Palmeiras fez o mesmo. O atacante Luiz Adriano só viajou na segunda-feira a Porto Alegre para participar da partida pela Libertadores, assim como Willian. A equipe de Felipão levou também o volante Jean para ficar como reserva na lateral direita. O clube perdeu opções para a posição recentemente com a lesão de Mayke e a saída de Fabiano para o Boavista, de Portugal - Marcos Rocha será o titular nesta terça-feira.

Renato explode contra Conmebol e se diz "p* da vida" com VAR: "O Grêmio foi roubado"

access_time31/10/2018 08:03

Renato Gaúcho gosta de salientar a cada entrevista coletiva que não reclama da arbitragem após as partidas. Mas o treinador do Grêmio "explodiu" com a Conmebol e o árbitro assistente de vídeo no início da madrugada desta quarta-feira, na sequência da eliminação em plena Arena para o River Plate na semifinal da Libertadores. "O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder (cantor cego) não veria?" (Renato Gaúcho) Com termos como "p* da vida", "raiva", "humilhação", "desrespeito", entre outros, Renato afirmou que seu time foi "roubado" dentro de casa. Ele até tentou falar sobre a estratégia utilizada para a partida, o desenrolar dos 90 minutos, mas acabava retornando ao VAR. Segundo os gremistas, houve toque de mão de Borré no lance do gol de empate argentino sem revisão, o que aconteceu no pênalti de Bressan – neste caso, o Tricolor considerou justa a marcação da infração. – O Grêmio só não está classificado por causa do VAR. Se funciona, eu estaria sorrindo, a torcida feliz, e o Grêmio na final da Libertadores. Estaria tudo certo. O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder (cantor cego) não veria? Vendo o jogo naquela cabine, como o cara não vê, com aquele monte de câmera, que o jogador faz o gol com o braço? Será que ele vai dormir hoje por causa disso? Quem sabe até vai, porque não tem nada a ver com o Grêmio – disparou Renato Gaúcho. Portaluppi também foi questionado sobre a presença do técnico do River, Marcelo Gallardo, no vestiário do time, no intervalo. Uma decisão da Conmebol suspendeu o treinador na noite de segunda-feira por ser reincidente em retardar o começo de jogos ou retornos para o segundo tempo. Ele preferiu deixar para a direção falar, mas voltou a criticar a entidade sul-americana. – A diretoria sabe, é um motivo a mais. Mas quem fala é o presidente. É uma desmoralização da Conmebol. No mínimo, teriam que ter tirado o treinador do vestiário. Depois vocês perguntam como eles (River) mandaram a escalação. Junta tudo isso com a palhaçada do VAR, faz uma salada e vê no que vai dar. Amanhã, a Conmebol suspende o Gallardo por 100 dias, e o River está na final. Eu queria estar suspenso por 200 dias e na final. É uma humilhação da Conmebol, foi um desrespeito ao Grêmio – acrescentou o técnico gremista. Com a derrota por 2 a 1, o Grêmio está fora da Libertadores. Agora, concentra as forças no Brasileirão. No sábado, às 17h, enfrenta o Atlético-MG no Horto, em Belo Horizonte. Atualmente, o time está em quinto com 52 pontos, 11 atrás do líder Palmeiras. O Galo é o sexto, com 46.

Grêmio vence o Bahia, assume a vice-liderança do Brasileirão e deixa o adversário no Z-4

access_time03/06/2018 18:06

O JOGO O Grêmio não tomou conhecimento da fama de bom mandante do Bahia, fez 2 a 0 na Fonte Nova e impôs ao adversário a primeira derrota em Salvador neste Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Maicon, que aproveitou rebote da cobrança de pênalti que ele mesmo havia desperdiçado, e Thaciano, em rápido contra-ataque puxado por Everton. PRIMEIRO TEMPO O Grêmio demorou apenas nove minutos para abrir o placar com Maicon, que perdeu um pênalti, mas aproveitou o rebote do goleiro Douglas. O gol premiou o bom início de jogo dos gaúchos, que jogavam fácil, fácil. O Bahia equilibrou as ações e tentou imprimir sua velocidade habitual, porém quase não assustou Marcelo Grohe. A equipe de Renato Gaúcho, por sua vez, procurou cadenciar o jogo valorizando a posse de bola e desperdiçou bons ataques, o último deles uma finalização de Thonny Anderson que parou nas mãos de Douglas. SEGUNDO TEMPO O Bahia partiu com tudo para o ataque na etapa final. Na base da imposição física, a equipe levou a melhor na maioria das divididas e empurrou o adversário para o campo defesa, porém sem conseguir produzir chances claras de gol diante de um adversário eficiente na marcação. O Grêmio passou os 45 minutos finais à espera de um contra-ataque. Ele veio já nos acréscimos, e coube a Thaciano a responsabilidade de fechar o placar. COMO FICA Com o triunfo, o Grêmio dá um salto na tabela e chega à vice-liderança da Série A, com 16 pontos, enquanto o Tricolor baiano permanece na zona do rebaixamento, com oito. Na próxima rodada, os gaúchos recebem o Palmeiras; o Bahia enfrenta o Paraná fora de casa.

Luan marca e Grêmio avança na Libertadores como líder do grupo

access_time24/05/2018 07:20

Grêmio e Cerro Porteño entraram em campo na noite dessa quarta-feira classificados, mas em briga direta pela liderança do grupo 2 da Copa Libertadores. Simultaneamente, o Tricolor o Gaúcho encarou o Defensor-URU em Porto Alegre, enquanto os paraguaios enfrentaram o Monágas-VEN em Assunção. No fim, deu tudo certo para os brasileiros. O Cerro até fez a sua parte e superou os venezuelanos por 3 a 2, mas graças a um gol de Luan, o Grêmio venceu os uruguaios por 1 a 0. Os resultados válidos pela sexta e última rodada da primeira fase no grupo 2 confirmaram os gremistas classificados na ponta, com 14 pontos. Além disso, o time de Renato Portaluppi ficou com o segundo lugar na classificação geral, atrás apenas do Palmeiras, que somou 16 pontos. Com isso, o Tricolor só não decidirá em casa um duelo de mata-mata nessa edição da competição continental se o adversário for os alviverdes paulistas. O Cerro Porteño fechou sua campanha inicial com 13 pontos e também avança às oitavas de final. Apesar de ter marcado apenas quatro pontos, o Defensor migra à Copa Sul-Americana, pois o Monágas foi ainda pior, com três pontos. Para quem enfrentou o frio e foi apoiar o Grêmio in loco nessa quarta, o resultado valeu muito mais a pena do que qualquer outra coisa. A partida foi dura de assistir. Com os visitantes dispostos apenas a marcar no campo defensivo, sem sequer arriscar algum contra-ataque, o duelo virou um ‘treino’ de ataque contra defesa, em que os mandantes sofriam para encontrar os espaços. Dessa forma, o primeiro tempo passou sem deixar saudade. Na segunda etapa, quando o marasmo tomava conta do ritmo, Luan resolveu arriscar de fora da área. Com um chute rasante, firme, o camisa 7 acertou o canto esquerdo do goleiro Gastón Rodríguez, que demorou para se jogar na bola e acabou vazado. E assim o Grêmio fechou a conta, satisfeito, sem se preocupar com o desempenho, que na noite dessa quarta-feira acabou comprometido pela postura do adversário e também pelo fato do time ter entrado em campo já com a classificação garantida. Agora, Renato Portaluppi prepara sua equipe para o jogo contra o Ceará, em Fortaleza, marcada para às 19 horas (de Brasília) de domingo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. FICHA TÉCNICA GRÊMIO 1 x 0 DEFENSOR-URU Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS), Brasil Data: 23 de maio de 2018, quarta-feira Horário: 18h15 (horário de Mato Grosso) Árbitro: Nicolas Gallo (Colômbia) Assistentes: Humberto Clavijo e Dionísio Ruíz (Colômbia) Cartões amarelos: Bressan, Ramiro, Luan, Maicon (Gre); Carrera, Cougo, Cabrera, Benavídez, Suárez (Def) Público: 18.051 total GOL Grêmio: Luan, aos 20 minutos do 2T GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Paulo Miranda); Maicon, Cícero, Ramiro, Luan e Maicosuel (Lima); Thonny (Thaciano) Técnico: Renato Gaúcho DEFENSOR: Gastón Rodríguez; Santiago Carrera, Nicolás Correa, Gonzalo Maulella e Mathiás Suárez; Cougo, Cardacio, Rabuñal (Pablo López), Cabrera e Carlos Benavídez (Facundo Castro); Waterman (Germán Rivero) Técnico: Eduardo Acevedo