Kurupí
Notícias recentes
Hoje (15) haverá sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Peixoto

Hoje (15) haverá sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Peixoto

access_time15/10/2018 12:58

O presidente da Câmara e os Vereadores convidam toda população, para acompanharem a sessão Ordinária

Brasil gasta R$ 1 a cada 7 minutos com despesas de acidentes de trabalho

Brasil gasta R$ 1 a cada 7 minutos com despesas de acidentes de trabalho

access_time01/07/2018 11:19

O afastamento de profissionais de suas atividade laborais por sofrer algum tipo de acidente trabalho

Vem aí o 19º Jogos Abertos de Peixoto de Azevedo (JAPAZ)

Vem aí o 19º Jogos Abertos de Peixoto de Azevedo (JAPAZ)

access_time03/06/2019 16:48

Modalidades futsal adulto e mirim, basquetebol, handebol, voleibol, atletismo, tênis de mesa, xadrez

Notícias com a tag: impunidade

Produtores fazem manifestação contra a insegurança no campo

access_time30/10/2019 08:59

Mais de 80 produtores rurais da região do Araguaia, em Barra do Garças, fizeram manifestação contra a insegurança no campo na tarde dessa terça-feira (29). Eles se reuniram em frente ao Fórum, no setor Sena Marques, e depois seguiram para uma passeata pelas ruas da cidade. Os produtores vestiam camisetas brancas escritas: 'Chega de impunidade! O setor produtivo está unido contra a impunidade dos criminosos'. Com um carro de som eles gritaram palavras de ordem e pediram punição aos criminosos. De acordo com os produtores, a polícia prende, mas, no dia seguinte, a Justiça solta. O presidente do Sindicato Rural de Barra do Garças, Eduardo Baroni, afirmou que o ato foi para chamar atenção da Justiça para insatisfação dos produtores. “Nossa manifestação é contra a impunidade. Temos visto muitos roubos de gado com prisões, inclusive em flagrante, mas quando [os suspeitos] passam por audiência de custódia acabam sendo soltos”, disse. Segundo Eduardo, a situação tem gerado insegurança para os produtores. “Nós geramos renda, emprego, pagamos impostos, então tem que ter consideração por nós e nos conceder segurança”, ressaltou. A diretora da Associação dos Criadores de Gado de Mato Grosso (Acrimat), Teia Fava, contou que já teve quase 30 cabeças de gado furtadas da propriedade dela. Teia afirmou que os produtores rurais também protestam em favor das forças policiais que, segundo ela, muitas vezes trabalham em vão. “Nós trabalhamos muito, sempre estamos produzindo. A insegurança é muito grande. Também não podemos deixar a polícia desanimar, porque eles sempre prendem, mas a Justiça acaba soltando”, lamentou. Depois da passeata, o protesto foi encerrado em um posto de combustível, localizado na Avenida Ministro João Alberto, onde os produtores cantaram o hino nacional.