Banner Outras
Notícias recentes
DST pouco conhecida e resistente se alastra e alarma médicos

DST pouco conhecida e resistente se alastra e alarma médicos

access_time16/07/2018 09:09

Uma infecção sexualmente transmissível pouco conhecida pode se transformar em uma superbactéria resi

Dólar tem maior alta em sete meses e fecha em R$ 4,08

Dólar tem maior alta em sete meses e fecha em R$ 4,08

access_time07/11/2019 08:43

Num dia marcado por tensões no mercado financeiro, a moeda norte-americana teve a maior alta diária

Peixoto de Azevedo apoia criação de consórcio de Cultura para Região Norte

Peixoto de Azevedo apoia criação de consórcio de Cultura para Região Norte

access_time01/04/2019 18:32

Municípios da região Norte de Mato Grosso se uniram para criar um consórcio intermunicipal de Cultur

Notícias com a tag: lockdown

Boletim diz que 15 cidades devem adotar "lockdown"

access_time25/06/2020 08:00

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou na última quarta-feira (24), um boletim com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra que 15 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus. Estão nessa lista, que dentre outras coisas devem adotar a quarentena obrigatória, as cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Tangará da Serra, Campo Verde, Cáceres, Matupá, Querência, Pedra Petra, Nossa Senhora do Livramento e Porto Esperidião. Ainda de acordo com informações contidas no boletim, outros 64 municípios estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus. As cidades são: Pontes e Lacerda, Sinop, Barra do Garças, Marcelândia, Campo Novo do Parecis, Guarantã do Norte, Poconé, Vila Rica, Vila Bela da Santíssima Trindade, Peixoto de Azevedo, Jaciara, Água Boa, Diamantino, Nova Ubiratã, Poxoréu, Canarana, Mirassol do Oeste, Feliz Natal , Sapezal, Santo Antônio do Leste, Juína, Porto do Gaúchos, Santa Carmem, Juscimeira, Pontal do Araguaia, Ribeirão Cascalheira, Vera, Alto Araguaia, Chapada dos Guimarães, Jangada, Gaúcha do Norte, Santo Antônio do Leverger, Nova Santa Helena, Barra do Bugres, Ipiranga do Norte, Juara, Campinápolis, Colíder, Lambari D’ Oeste, Terra Nova do Norte, Claudia, General Carneiro, Juruena, São José dos Quatro Marcos, Curvelândia, Santa Cruz do Xingu, São José do Rio Claro, Tabaporã, Alto Garças, Itiquira, São Felix do Araguaia, Arenápolis, Nova Maringá, Novo Santo Antônio, São José do Povo, Alto Paraguai, Dom Aquino, Rio Branco, Serra Nova Dourada, União do Sul, Brasnorte, Porto Alegre do Norte, Nortelândia e Nova Brasilândia. Todos os municípios listados acima devem adotar medidas restritivas de circulação local de pessoas, para conter o avanço da doença. O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial deste quarta-feira (24.06). O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais clique AQUI. O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT. Veja a tabela de classificação de risco por município:

Secretário diz que adoção de ‘lockdown’ é avaliada por comitê

access_time08/05/2020 12:11

O governo de Mato Grosso não descarta colocar em prática o chamado "lockdown", com medidas mais restritivas de tráfego e circulação de pessoas como forma de conter o avanço do novo coronavírus. O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse durante live nesta sexta-feira (8) que a situação deve ser analisada semanalmente por um comitê. “Devemos perguntar: vamos chegar nesse estágio? Teremos exaurido a capacidade e chegaremos ao colapso do sistema? Temos a obrigação de pensar nisso, mas torcemos para que não aconteça”, declarou o secretário. O comitê citado por Gilberto se reúne semanalmente para discutir a situação e o avanço da doença em Mato Grosso. A partir dessas reuniões é que se definem medidas, como o lockdown. Mato Grosso já registrou 420 casos confirmados de Covid-19; 14 pessoas morreram no estado. Lockdown Fortaleza foi a terceira capital do país a adotar a medida, depois de Belém (PA) e São Luís (MA). Ao todo, são 15 cidades do Pará, do Maranhão e, agora, do Ceará. A estratégia impede a circulação de pessoas em espaços públicos, com exceção para os serviços essenciais.