anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Estudante diz que só há dois gêneros, é suspenso e preso por tentar voltar ao colégio

Estudante diz que só há dois gêneros, é suspenso e preso por tentar voltar ao colégio

access_time13/03/2023 10:05

No começo do mês passado, Josh Alexander, aluno de uma escola católica em Ontário, no Canadá, foi su

STJ autoriza inquérito para investigar governador do Rio de Janeiro

STJ autoriza inquérito para investigar governador do Rio de Janeiro

access_time19/04/2023 07:40

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou a Polícia Federal (PF) a abrir um inquérito para inve

Transparência Internacional vê ‘perigo sistêmico’ com cassação de Dallagnol

Transparência Internacional vê ‘perigo sistêmico’ com cassação de Dallagnol

access_time18/05/2023 09:05

A Transparência Internacional Brasil, ONG que atua no combate à corrupção, criticou a decisão do Tri

Notícias com a tag: novaguarita

Ex-diretor preso roubava dinheiro da merenda de escola e usava para fazer apostas

access_time02/03/2023 13:57

Diego Fernando Hermann, 34 anos, ex-diretor da Escola Estadual 13 de Maio, em Nova Guarita, preso na terça-feira (28), por desviar mais de R$ 250 mil de recursos públicos destinado para a unidade escolar, usava o dinheiro para fazer apostas em loterias. De acordo com a Polícia Civil, Diego Fernando desviava os cheques da escola e os depositava em contas de pessoas conhecidas, até professores da Escola 13 de Maio eram usadas como ‘laranjas’. Ele também fazia saques diretos na agência bancária e chegou a compensar um cheque de R$ 3,5 mil em um mercado de Nova Guarita. Entre julho e agosto de 2022, o ex-diretor usou cheques em três ocasiões diferentes para o pagamento de apostas de mais de R$ 11 mil em uma lotérica de Terra Nova do Norte. Em outra situação, ele entregou um cheque no valor de R$ 20.380,00 a um terceiro para, supostamente, realizar o pagamento de um serviço de R$ 380,00, e recebeu de volta R$ 13 mil. Investigações As investigações contra o ex-diretor tiveram início em novembro de 2022, quando representantes do Conselho Deliberativo da Escola Estadual 13 de Maio registraram boletim de ocorrência contra Diego Fernando, na Delegacia de Terra Nova do Norte. Segundo a denúncia, ele teria deixado de prestar conta dos gastos relativos ao ano anterior, além de ter desviado valores que deveriam ser empregados na manutenção do prédio da escola, na merenda escolar, pagamento de internet e compra de materiais de limpeza, entre outros. O ex-diretor assumiu a direção escolar em 2019 e a escola era considerada uma das melhores da região, apresentando estrutura, ensino e manutenção predial em ótimas condições. Ele ficou na função de diretor até meados de 2022, quando foi afastado administrativamente. O Conselho Deliberativo declararou à Polícia Civil que Diego havia solicitado que fossem assinados cheques em branco, sob o argumento que facilitaria o pagamento das despesas escolares. Contudo, conselheiras perceberam que o investigado não realizou os investimentos e a manutenção prevista na escola nos anos de 2021 e 2022, sendo que a unidade chegou ao ponto de ser interditada em meados de 2022 por risco de desabamento. Responsável pelo inquérito policial, o delegado José Getúlio Daniel apontou que, no decorrer da investigação, a análise das microfilmagens dos cheques compensados na conta da escola comprovaram que, em ações fraudulentas, o ex-diretor desviou e se apropriou, em 23 oportunidades, de valores que somam, aproximadamente, R$ 251.330,00. A investigação apurou, ainda, que o ex-diretor não apresentou à Direção Regional de Educação a prestação de contas do ano letivo de 2021, o que apontou indícios de que ele estava praticando condutas ilícitas nas contas da escola.