Spigreen
Notícias recentes
MEC libera R$ 15,9 milhões para a UFMT, mas recurso não deve ser suficiente para pagar luz, água e terceirizados

MEC libera R$ 15,9 milhões para a UFMT, mas recurso não deve ser suficiente para pagar luz, água e terceirizados

access_time03/10/2019 09:40

O Ministério da Educação (MEC) liberou R$ 15,9 milhões do orçamento de custeio para a Universidade F

Vídeo mostra conselheiro do TCE-MT descendo escadas para jogar quase R$ 500 mil em cheques em lixeira durante operação

Vídeo mostra conselheiro do TCE-MT descendo escadas para jogar quase R$ 500 mil em cheques em lixeira durante operação

access_time06/07/2020 09:21

Câmeras de segurança registraram o momento em que o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso

Motorista é sequestrado, quadrilha rouba caminhão com 30 toneladas de carne e 2 suspeitos são presos

Motorista é sequestrado, quadrilha rouba caminhão com 30 toneladas de carne e 2 suspeitos são presos

access_time09/12/2019 09:25

Um motorista foi sequestrado e teve um caminhão com 30 toneladas de carne roubado por uma quadrilha

Notícias com a tag: peixes

SEMA constata morte de 6 toneladas de peixes entre Itaúba-Sinop e multa usina em R$ 12 milhões

access_time18/03/2020 11:25

A secretaria estadual de Meio Ambiente informou, hoje, que aplicou multa de R$ 12 milhões pela mortandade de seis toneladas de peixes ocorrida, esta semana, abaixo do barramento da Usina Hidrelétrica Sinop, entre Itaúba e Sinop. A apuração feita pela equipe multidisciplinar da secretaria aponta que a maioria das espécies morta é de couro como bico de pato, jaú e pintado que “apresentavam diversos sinais de barotrauma, como olhos saltados, eversão estomacal (vísceras expostas) e injúrias físicas”. Na avaliação dos técnicos, a “mortandade foi ocasionada por um erro operacional durante manobra de acionamento de turbina ao não observar a presença de peixes no interior do conjunto de hidrogeração (conduto forçado, turbina e canal de fuga). De acordo com informações prestadas à Sema, a manobra foi realizada domingo à noite (15). A Sema também decidiu pela suspensão da licença de operação para as atividades de geração e transmissão de energia até que sejam adotadas medidas adicionais de segurança ambiental durante as manobras realizadas pelo empreendimento instalado no Rio Teles Pires. Porém a decisão não é definitiva e a empresa pode recorrer e deve continuar operando. A secretaria informa ainda que, para retomar a licença de operação, o empreendimento deve apresentar plano de ação que comprove que as manobras de comporta e acionamento de máquinas seguirão ritos estritos para atenuar os impactos causados à fauna aquática. A notificação da Sema também prevê que o empreendedor adote medidas como: uso de veículo não tripulado ou outra tecnologia para verificar a presença de peixes no canal de fuga e tubo de sucção e movimentação das pás para afugentamento dos peixes antes do acionamento das máquinas. O órgão ambiental também determinou que o sistema eletromagnético de repulsão de peixes, previsto em acordo judicial para ser instalado até 2021, esteja pronto até dezembro de 2020.  A notificação entregue ao empreendedor também prevê a implementação de planos de comunicação social e de risco para informar e esclarecer aos órgãos de controle e população sobre os impactos causados pelas manobras. Episódios que envolvam impactos ambientais também deverão ser comunicados à Sema em um prazo de até seis horas. A Sema de Sinop e uma equipe foi deslocada de Cuiabá para reforçar as investigações. Nos dois dias, as equipes realizaram a medição dos parâmetros de qualidade da água em quatro pontos do Rio Teles Pires, desde o barramento até a balsa no município de Itaúba. Em todas as aferições, a menor leitura da concentração de oxigênio dissolvido na água foi de 5,6mg/L no dia 16 de março e 8,5 mg/L no dia seguinte. A temperatura média aferida foi de 27 graus Celsius e o pH de 5,38 a 6,63. Sendo assim, as condições se apresentam adequadas para a vida aquática, descartando qualquer hipótese de correlação da mortandade com algum evento de baixa qualidade da água, informa a assessoria da secretaria.

Moradores denunciam mortandade de peixes no Rio Teles Pires e Sema investiga usina

access_time16/03/2020 14:42

Centenas de peixes mortos foram encontradas no Rio Teles Pires, próximo a Itaúba, em Sinop, na manhã desta segunda-feira (16). Os moradores da região registraram a mortandade em vários trechos do rio. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) informou que, por meio da regional em Sinop, está investigando a causa das mortes e tomando as medidas administrativas e técnicas necessárias para solucionar o impacto ambiental causado no rio. De acordo com a secretaria, após denúncias dos moradores, foi solicitado aos responsáveis pela Usina Hidrelétrica, localizada próxima ao Rio Teles Pires, informações complementares para apuração do ocorrido. “A pasta reitera seu compromisso com a conservação ambiental e desenvolvimento sustentável de Mato Grosso”, afirma. A reportagem entrou em contato com a Sinop Energia, empresa responsável pela usina, mas até a publicação desta matéria não obteve retorno. No ano passado, a empresa já havia sido responsabilizada pela morte de 13 toneladas de peixes no Rio Teles Pires. À época, foi multada em R$ 50 milhões pelos danos ambientais causados. Os moradores da região contaram à reportagem que a morte de peixes tem ocorrido com frequência no rio. Segundo eles, entre 2019 e os primeiros meses de 2020, a usina abriu as comportas cinco vezes e causou a fermentação da água, o que resultou na morte dos peixes.