Spigreen
Notícias recentes
Irlanda acaba com tabu do aborto com

Irlanda acaba com tabu do aborto com "revolução silenciosa"

access_time26/05/2018 19:26

A Irlanda, país profundamente católico, culminou uma "revolução silenciosa" ao aceitar a reforma da

Área de soja aumenta 2,7% nos últimos dois anos em MT, segundo levantamento da Unemat

Área de soja aumenta 2,7% nos últimos dois anos em MT, segundo levantamento da Unemat

access_time17/08/2019 07:49

Um mapeamento realizado pela Universidade Federal de Mato Grosso (Unemat) apontou que a área plantad

Padrasto suspeito de estupro de crianças é preso após polícia encontrar mensagens pedindo fotos nuas

Padrasto suspeito de estupro de crianças é preso após polícia encontrar mensagens pedindo fotos nuas

access_time16/03/2020 13:11

Um homem foi preso acusado de abusar sexualmente de três crianças, em Juara, a 690 km de Cuiabá, na

Notícias com a tag: pornografia-infantil

Operação combate pornografia infantil no Brasil e em mais quatro países

access_time18/02/2020 09:37

Policiais de 12 estados do Brasil e de mais quatro países começaram a cumprir na manhã desta terça-feira (18) 112 mandados de busca e apreensão, na sexta fase da Operação Luz na Infância. O objetivo é combater a pornografia infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Até as 10h, último balanço divulgado pela operação, 32 suspeitos haviam sido presos em flagrante e 187 mil arquivos foram levados para análise. A força-tarefa, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, busca materiais com conteúdo relacionado ao crime de exploração sexual praticado contra menores de idade. Ao todo, 579 agentes estão nas ruas. As agências de aplicação da lei da Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá também cumprem mandados de busca e apreensão. A operação desta terça (18) é executada pela Polícia Civil dos seguintes estados: Santa Catarina São Paulo Rio Grande do Sul Rio de Janeiro Piauí Paraná Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Ceará Acre Alagoas As penas para os crimes investigados variam de 1 a 8 anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de 1 a 4 anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. A punição para quem produz esse tipo de material é de 4 a 8 anos de prisão. Veja os balanços das fases anteriores da Operação Luz na Infância: Luz na Infância 1: Realizada em 20 de outubro de 2017, cumpriu 157 mandados de busca e apreensão. Foram presas 108 pessoas. Luz na Infância 2: Realizada em 17 de maio de 2018, cumpriu 579 mandados de busca e apreensão. Foram presas 251 pessoas. Luz na Infância 3: Realizada em 22 de novembro de 2018, cumpriu 110 mandados de busca e apreensão no Brasil e na Argentina. Foram presas 46 pessoas pela Polícia Civil. Luz na Infância 4: Realizada em 28 de março de 2019, cumpriu 266 mandados de busca e apreensão. Foram presas 141 pessoas. Luz na Infância 5: Realizada em 04 de setembro de 2019, cumpriu 105 mandados de busca e apreensão. Foram presas 51 pessoas. Além do Brasil, a operação foi realizada nos Estados Unidos, Equador, El Salvador, Panamá, Paraguai e Chile. Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão em Santa Catarina, no âmbito da operação Luz na Infância, de combate à pedofilia — Foto: Polícia Civil/Divulgação Como prevenir a exploração sexual contra crianças e adolescentes Veja recomendações do Ministério da Justiça e Segurança Pública para a prevenção de crimes de pornografia infantil e de exploração sexual contra crianças e adolescentes: Denúncia: diante da suspeita de algum comportamento inadequado, a família deve denunciar na polícia, procurar ajuda de profissionais da área e utilizar canais de denúncia das redes sociais para reportar eventuais crimes ou irregularidades. Controle parental: acompanhar o que crianças e adolescentes fazem no ambiente online. Há aplicativos e programas que permitem controlar que tipo de sites as crianças acessam, e em qual horário. Orientação em casa: saber e explicar como as ferramentas e as redes sociais funcionam, o tipo de informação que retêm e como as pessoas ficam expostas. Privacidade: verificar configurações de privacidade de redes sociais, para não deixar crianças expostas com localização identificadora de residência e outras informações pessoais. Atenção com estranhos: a preocupação para que as crianças não falem com estranhos na rua tem de ser estendida para a vida online, alerta o ministério.

Jovem é preso com imagens de pornografia infantil no celular em Sorriso (MT)

access_time30/05/2018 08:19

Um jovem suspeito de baixar e armazenar imagens de pornografia infantil foi preso pela Polícia Civil nessa terça-feira (29) na cidade de Sorriso, a 420 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, houve um cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar contra ele. A ação está inserida na operação nacional de combate a pedofilia, denominada Luz na Infância 2, deflagrada no dia 17 de maio, em 24 estados da federação e no Distrito Federal. No endereço do suspeito, no bairro Jardim Itália, em Sorriso, os policiais civis encontraram um telefone celular com imagem de uma criança de 4 anos, usada como plano de fundo na tela, além de outras imagens pornográficas. No notebook usado pelo suspeito também foram localizados vídeos com imagens de crianças fazendo sexo. O suspeito, que tem 24 anos e trabalha como guincheiro de pedágio, foi autuado em flagrante pelo crime previsto no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente). Os aparelhos foram apreendidos e o jovem conduzido à delegacia de Sorriso, sendo interrogado pelo delegado de polícia Nilson André Farias de Oliveira, e posteriormente autuado em flagrante delito. Perguntado sobre a armazenação dos materiais pornográficos, o suspeito assumiu as acusações, revelando que havia baixado os vídeos há cerca de um ano. Ele contou que escolheu os vídeos armazenados, mas que assistiu e guardou os vídeos pornográficos com crianças. Sobre a criança no pano de tela, informou ser uma prima que mora em Sorocaba (SP).