ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Conta de luz subirá até 3,86% com reajuste de receita de hidrelétricas

Conta de luz subirá até 3,86% com reajuste de receita de hidrelétricas

access_time17/07/2018 16:33

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (17) reajuste de 45,52% na receita anual

Bope realiza solenidade de aniversário nesta segunda-feira (30)

Bope realiza solenidade de aniversário nesta segunda-feira (30)

access_time29/08/2021 08:34

O 33º aniversário de criação do Batalhão de Operações Policiais Especiais da Policia Militar (Bope)

Presidente do BB nega reduzir crédito ou fechar agências de imediato

Presidente do BB nega reduzir crédito ou fechar agências de imediato

access_time08/01/2019 07:48

O recém-empossado presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, disse hoje (7) que o banco público nã

Notícias com a tag: safra

MT vai ser responsável por quase 30% da safra nacional, estima Conab

access_time10/06/2021 13:56

A previsão para a colheita de grãos da safra 2020/2021 em Mato Grosso é de 73,4 milhões de toneladas. A expectativa caiu em relação à safra anterior, que era de 74,8 milhões de toneladas. O estado é responsável por quase 30% da produção de grãos no país. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A previsão para colheita no Brasil é de 262,13 milhões de toneladas. O estado é o principal produtor de milho e soja no Brasil e líder na produção de grãos. O estado é o principal produtor de milho e soja no Brasil e líder na produção de grãos — Foto: Alexandre Perassolli/TVCAA seca teve impacto negativo na safra de grãos. No país, é uma queda de 9,57 milhões de toneladas comparada à estimativa do mês anterior, mas mesmo assim, a colheita será superior à do ano passado. O 9º levantamento da safra de grãos divulgado pela Conab mostra que a falta de chuva e as condições climáticas afetaram as estimativas de produção nas lavouras. Lavoura de milho em MT — Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MTO milho, principal cultura cultivada na segunda safra, deve apresentar uma redução na produtividade impactado pela baixa ocorrência de chuvas entre os meses de abril e maio. Por causa disso, a estimativa é que a produção total do cereal chegue a 96,4 milhões de toneladas, isso representa uma redução de 6% sobre a produção do ano passado. A queda esperada se deve, sobretudo, ao retardamento da colheita da soja que refletiu no plantio de quase metade da área de milho na segunda safra, que foi plantado fora do período considerado ideal.