ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
PGR denuncia mais 100 pessoas por atos de 8 de janeiro; total passa de mil

PGR denuncia mais 100 pessoas por atos de 8 de janeiro; total passa de mil

access_time16/03/2023 14:22

A Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou nesta quinta-feira, 16, 100 novas denúncias contr

Polícia Militar prende integrantes de facção criminosa, apreende armas e munições

Polícia Militar prende integrantes de facção criminosa, apreende armas e munições

access_time05/07/2023 07:02

Quatro homens foram presos, na manhã desta terça-feira (04.07), por policiais militares do 12º Batal

Mauro diz que PF cometeu um

Mauro diz que PF cometeu um "grande equívoco" em incluir nome de filho em operação

access_time21/11/2023 12:07

O governador Mauro Mendes (União) classificou como um “grande equívoco” a Polícia Federal ter incluí

Notícias com a tag: sleeping-giants

Depois de reação da Jovem Pan, Sleeping Giants pede ajuda a Moraes

access_time07/03/2023 09:06

Depois de a Jovem Pan reagir aos ataques do Sleeping Giants, em cruzada contra a emissora, o grupo extremista apelou ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na semana passada. Isso porque a rádio que virou TV acionou a Justiça contra o ajuntamento, por “difamação”. Após a derrota do ex-presidente Jair Bolsonaro, o Sleeping Giants iniciou uma campanha de desmonetização da Jovem Pan, intimidando anunciantes da empresa. Conforme o mais recente levantamento, mais de 50 desfizeram a parceria com a companhia de mídia, em virtude da pressão. Em 3 de janeiro, a pedido da Jovem Pan, a Polícia Civil de São Paulo abriu uma investigação para descobrir os responsáveis e os financiadores do Sleeping Giants. Dessa forma, busca-se identificar e punir os responsáveis pela campanha difamatória, iniciada em dezembro contra a emissora. Por causa da reação da Jovem Pan, o Sleeping Giants pediu a Moraes para tomar a frente do caso e incluir a empresa no inquérito das fake news. Assim sendo, a Jovem Pan passaria de vítima a algoz. “Diante da investigação em trâmite neste STF, de relatoria de Vossa Excelência, contra os jornalistas vinculados à Jovem Pan, como também a investigação em trâmite direcionada aos financiadores e aos propagadores dos atos terroristas e discurso de ódio, vê-se a conexão entre os fatos”, argumentou o Sleeping Giants. Jovem Pan e escritório do Sleeping Giants em São Paulo O jornal Gazeta do Povo informou que, em janeiro, policiais visitaram o endereço registrado do grupo, em São Paulo, para localizar e notificar os responsáveis. Os agentes constataram que o Sleeping Giants aluga um “espaço virtual” na Regus, uma grande empresa de coworking. Uma funcionária informou que os sócios do Sleeping Giants “nunca estiveram fisicamente presentes, e que tudo funciona através de e-mails, inclusive o contrato de locação entre eles e o envio de documentos pessoais”. Acrescentou que o contrato de locação foi assinado por Mayara Stelle, que informou um número de celular com prefixo de Minas Gerais, mas sem endereço residencial. Intimidação A Jovem Pan não é a única a se tornar alvo dos extremistas. Em julho de 2021, o Sleeping Giants mobilizou cerca de 200 empresas a tomarem medidas contra supostos ataques homofóbicos do apresentador Sikêra Jr., na RedeTV!. A lista de patrocinadores que retiraram a verba do programa incluiu BMW, Ford, Tim, Samsung e Caixa Econômica Federal. Em novembro de 2020, o movimento de esquerda perseguiu anunciantes do jornal Gazeta do Povo, para asfixiar a publicação. Além disso, o Sleeping Giants fez parte de uma campanha na internet pela demissão do jornalista Rodrigo Constantino, colunista da Revista Oeste e da Gazeta. O método do Sleeping Giants funciona principalmente nas redes sociais. Os administradores do movimento “marcam” o perfil das empresas e pedem que deixem de anunciar no veículo até terem sua demanda atendida. Os anunciantes cedem, ao pensar que podem estar à beira de uma crise de imagem.