anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Diniz define escalação da seleção brasileira para duelo contra Peru; confira

Diniz define escalação da seleção brasileira para duelo contra Peru; confira

access_time12/09/2023 19:01

A seleção brasileira enfrenta o Peru a partir das 23 horas (de Brasília) desta terça-feira, 12, no E

Faustão recebe alta após ser internado para exames pós-transplante

Faustão recebe alta após ser internado para exames pós-transplante

access_time24/09/2023 11:21

Faustão recebeu alta hospitalar neste sábado (23). De acordo com o boletim médico divulgado pelo Hos

Manchester City mantém soberania europeia, derrota o Fluminense por 4 a 0 e conquista o Mundial de Clubes

Manchester City mantém soberania europeia, derrota o Fluminense por 4 a 0 e conquista o Mundial de Clubes

access_time22/12/2023 17:01

Mesmo sem De Bruyne e Haaland, o Manchester City mostrou porque é o melhor time do mundo na atualida

Blairo Maggi: O partido do Lula defende invasões e isso afasta o agro do governo
Ex-governador deu rara entrevista para a CNN Brasil (foto: Reprodução/CNN Brasil)

Blairo Maggi: O partido do Lula defende invasões e isso afasta o agro do governo

Ex-governador deu entrevista ao bilionário Abílio Diniz, que é apresentador na CNN Brasil

access_time27/09/2023 10:42

O ex-governador e ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi disse que a defesa que o Partido dos Trabalhadores faz das invasões de terras produtivas afasta o agronegócio do governo. Para Blairo, os produtores têm uma ligação emocional com as suas propriedades. A declaração foi feita em entrevista ao empresário Abílio Diniz, na CNN Brasil.

Para a agricultura é muito cara a propriedade. É um sentimento muito forte. E a gente sabe que o partido do presidente defende outra coisa, defende a reforma agrária, defende a própria invasão, todo mundo fala muito isso abertamente, e isso machuca muito a agricultura”, disse.

Outro ponto apontado por Blairo Maggi como um dos responsáveis por colocar agro e governo em lados opostos é a questão do armamento. Apesar de dizer que é contra, o acionista da Amaggi reconhece que é importante assegurar aos produtores uma forma de se defender de eventuais ações criminosas.

Outra coisa que machuca muito o agricultor e opõe contra a política é a questão do armamento. Eu sou contra o armamento, mas não há possibilidade de você viver numa fazenda, você estar distante das áreas de segurança e não ter a possibilidade de manter uma arma, manter uma coisa para se defender. Porque você pode estar olhando, de repente, um bandido chegar na sua propriedade e não ter nada para me defender”, acrescentou.

Para Blairo, há ainda a questão da fiscalização no campo que ele chega a classificar como maldosa. “O pessoal se ressente bastante da fiscalização no campo, que é dura, ela é as vezes até maldosa. Essas questões do meio ambiente também, os agricultores sofrem muito, há uma pressão muito forte”, disse.

Esses valores é que fazem uma diferença na política com o presidente Lula, porque ele defende uma coisa e os agricultores defendem outra”, afirmou.

Apesar de admitir a existência de um “tensionamento” entre as partes, Maggi acredita que há um esforço dos dois lados para tentar estabelecer um canal de diálogo. Ele cita como parte desse esforço o atual ministro da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD).

"Há um tensionamento nessa relação, embora as duas partes estão tentando criar um espaço para diálogo através do próprio ministro da agricultura, Carlos Fávaro, que é um ex-assentado, que é um agricultor e que está no governo, tem procurado fazer esse encontro", disse.





Por: APARECIDO CARMO DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários