Spigreen
Notícias recentes
Título, R$ 62 milhões no caixa e vaga na Libertadores: o

Título, R$ 62 milhões no caixa e vaga na Libertadores: o "strike" do Cruzeiro com o hexa da Copa

access_time18/10/2018 07:45

A conquista da edição 2018 da Copa do Brasil pelo Cruzeiro, a sexta da história do clube (havia ganh

Motorista de transporte escolar suspeito de abusar de aluno enviava mensagens para vítima, diz delegado

Motorista de transporte escolar suspeito de abusar de aluno enviava mensagens para vítima, diz delegado

access_time27/09/2018 08:53

Suspeito de abusar de um aluno de 11 anos, um motorista do transporte escolar de Novo Mundo, a 791 k

Revista em penitenciária de Sinop encontra 95 armas artesanais e 23 celulares

Revista em penitenciária de Sinop encontra 95 armas artesanais e 23 celulares

access_time24/11/2018 18:10

Em revista realizada em todos os raios da Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, conhe

Notícias com a tag: alienacao

Bem alienado fiduciariamente não pode ser penhorado, afirma STJ

access_time11/03/2020 09:55

O bem alienado fiduciariamente não pode ser penhorado em execução promovida por terceiro, uma vez que o bem alienado não integra o patrimônio do devedor. Nada impede, contudo, a constrição dos direitos decorrentes do contrato de alienação fiduciária.  A decisão, da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, foi destacada pela Secretaria de Jurisprudência do STJ na ferramenta Pesquisa Pronta, que divulga o entendimento do tribunal sobre temas jurídicos relevantes, permitindo consultas em tempo real. No caso, um condomínio ingressou com execução de título extrajudicial por causa de uma dívida de cerca de R$ 3 mil. Nela, pediu que fosse penhorado o imóvel gerador do débito. Porém, o pedido foi negado pois o imóvel foi dado em alienação fiduciária a um banco como garantia em contrato de empréstimo. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, enquanto precária a posse do devedor, somente os direitos reais de aquisição podem ser penhorados. Inconformado, o condomínio recorreu, mas a 4ª Turma do STJ manteve a decisão do TJ-SP, que está em conformidade com a jurisprudência da corte. "Não se admite a penhora do bem alienado fiduciariamente em execução promovida por terceiros contra o devedor fiduciante, haja vista que o patrimônio pertence ao credor fiduciário, permitindo-se, contudo, a constrição dos direitos decorrentes do contrato de alienação fiduciária", afirmou o relator, ministro Raul Araújo. REsp 1.819.186